10 Alfândegas da Costa do Peru

Entre os costumes da costa peruana mais importante estão a celebração do Senhor dos Milagres, o Festival Internacional da Colheita ou os cavalos de passo. A costa é uma das três áreas em que o Peru está tradicionalmente dividido. No total, mede cerca de 2250 quilômetros de comprimento.

Nesta parte do país estão algumas das cidades mais importantes e povoadas. Na zona norte, Trujillo se destaca; na central é a capital, Lima; e no sul, a cidade de Arequipa. A costa é caracterizada por ser a área mais populosa e sua diversidade étnica e climática.

10 Alfândegas da Costa do Peru 1

Senhor dos Milagres em Lima

Em toda a região existem inúmeras localidades que mantêm vivos os costumes legados por seus antepassados, o que a torna uma das mais interessantes culturalmente do país e da região.

A quantidade de diferentes influências (indígenas, espanholas ou africanas) causou o surgimento de tradições únicas em toda a região.

Lista de costumes da costa do Peru

Festival Internacional da Colheita

Sem dúvida, este festival é um dos mais importantes e representativos da costa peruana. É comemorado no departamento de Ica e é uma celebração da abundância de uvas na região.

Em toda a área, as vinhas mudaram o deserto antigo para um local onde essas culturas abundam. A partir daí, nasceu uma tradição vitivinícola muito importante.

O festival é comemorado todos os anos nos primeiros dias de março. É então que a safra é homenageada, que nada mais é do que a coleta de uvas para produzir os vinhos típicos da região.

Senhor do luren

Como o anterior, é um feriado comemorado no departamento de Icaño. Nesse caso, é uma celebração religiosa que é vivida com grande fervor pelos católicos em toda a região.

A data escolhida é a terceira segunda-feira de cada outubro. Nesse dia, depois das sete da tarde, há uma grande procissão na qual os fiéis caminham até o Senhor das Areias, Luren, por todas as ruas da cidade de Ica.

O Senhor dos Milagres

Muitos especialistas afirmam que é a maior celebração religiosa do mundo. Quando o Senhor dos Milagres sai, também chamado de Cristo Moreno, ele é acompanhado por uma multidão de pessoas nos cantos de Lima.

A procissão acontece no mês de outubro. Como outros feriados religiosos, é acompanhado por uma comida específica; Nesse caso, a chamada Doña Pepa Nougat, uma sobremesa que, segundo a tradição, foi inventada por um devoto de Cristo.

Passando cavalos

Por vários séculos, tem havido uma cultura equestre na costa peruana. Isso resultou em uma maneira particular de domar e criá-los.

É em Trujillo, onde esse costume adquiriu sua própria categoria de cultura. Existe um tipo único de equino no mundo: cavalos de passo. Teoricamente, são cavalos que descendem da era colonial, com misturas típicas da região.

A mais característica é a maneira de andar. Os cavalos se movem executando alguns passos chamados de marcha lateral ou “passagem de nível”. Os cavaleiros são chamados chalanes, que vestem roupas muito elegantes compostas por um poncho de linho e grandes chapéus de palha.

Santa Rosa de Lima

Com pouco a invejar ao Senhor dos Milagres, são incontáveis ​​o número de fiéis que se reúnem a cada ano para despesas em homenagem a Santa Rosa de Lima.

A santa foi a primeira mulher a receber canonização nas Américas. No final de agosto, com pequenas variações no dia exato, boa parte da população de Lima aborda massas e outros atos que são realizados em sua memória.

Marinera

Dentro do folclore da costa peruana, destacam-se as danças. Geralmente apresentam características que provêm da influência das três culturas que passaram pela área: indígenas, espanholas e carregadas pelos escravos africanos.

O mais típico entre todos os que ocorrem no norte é o marinera. Esta é uma dança realizada por casais que, de acordo com especialistas, desperdiçam travessuras, graça e uma boa dose de habilidade.

Nesta modalidade, você pode encontrar diferentes variantes, como o marinheiro de Lima, o marinheiro do norte ou o que é dançado com um cavalo que passa.

A interpretação mais aceita é a que representa o namoro do homem, que usa galanteria e elegância para conquistar as mulheres. A dança está ligada a vários tipos de roupas típicas da região, como chapéus masculinos, saias longas para mulheres e cachecóis usados ​​pelos dois membros do casal.

A melhor época do ano para assistir a essa dança é no Festival de la Marinera, realizado entre os dias 20 e 30 de janeiro.

Carnavais

Outro dos costumes trazidos da Europa eram os carnavais. Na costa peruana eles se estabeleceram facilmente e hoje estão entre os festivais mais típicos da região.

Lima, Chiclayo, Trujillo, Ica ou Tumbes são muito importantes, embora também sejam realizadas em outros locais.

Entre suas peculiaridades está o uso da água. O calor no momento da celebração é a origem desse costume. Existem tradições notáveis, como o Carnaval, desfiles alegóricos ou danças típicas.

Tourada

Hoje é um costume que gera controvérsia em todo o mundo, mas as touradas estão bem estabelecidas na costa peruana. Especialmente na capital, são comemoradas mais celebrações desse tipo.

Tomado pelos espanhóis na conquista, o Peru é, depois da Espanha e do México, o país com as festas mais touradas do mundo. Um dos cálculos mais recentes indica que quase 550 são feitos todos os anos.

Nem devemos esquecer outra tradição controversa hoje: brigas de galos. Proibida em seu lugar de origem, a Espanha, hoje ainda é realizada na costa do Peru.

Música crioula

Como discutido anteriormente, quando se fala em navegação marítima, a música da costa se beneficiou de várias influências culturais. Os nativos, espanhóis e africanos colocam seus grãos de areia para criar a música da região.

A partir daí, a música crioula surge no final do século XIX. Essa música estava ligada às novas classes sociais que surgiam na época, baseadas na crescente importância dos crioulos. Por exemplo, em Lima, o estilo musical mais conhecido é a valsa peruana, um exemplo claro da mistura cultural.

Comemoração

É outro tipo de música e dança muito popular no litoral, principalmente em Lima e Ica. Suas origens parecem estar na cultura carregada pelos escravos negros. Eles tentaram preservar parte de seus costumes e cultura, embora finalmente estivessem se misturando com os outros da região.

A celebração tem um componente erótico claro, com casais independentes ou interdependentes. É uma dança originalmente acompanhada de instrumentos como bateria, sinos ou palmas.

Referências

  1. Arleco Productions. Tradições e costumes da costa peruana. Obtido em blogitravel.com
  2. Serperuano Costumes e tradições em Lima. Obtido em serperuano.com
  3. Peru Info. Os costumes e tradições mais importantes do Peru. Obtido de peru.info
  4. Aguirre, Miguel. O senhor dos milagres. Obtido de bbc.co.uk
  5. Roberts, Honi. O cavalo Paso peruano. Obtido em equisearch.com
  6. Dupre, Brandon. 7 danças tradicionais do Peru que você precisa conhecer. Obtido em theculturetrip.com
  7. Países e suas culturas. Peru Obtido em everyculture.com
  8. Robitaille, Joanne. Tradições de carnavais no Peru. Obtido em traveltips.usatoday.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies