As 50 melhores frases de Viktor Frankl

Deixo as melhores frases de Viktor Frankl , psiquiatra autriaco, fundador da Logoterapia que viveu em vários campos de concentração. Seu trabalho mais conhecido é o homem em busca de significado .

Você também pode estar interessado nessas citações de psicologia ou de resiliência .

A morte só pode causar medo àqueles que não sabem como preencher o tempo concedido para viver.

As 50 melhores frases de Viktor Frankl 1

O homem é o filho de seu passado, mas não seu escravo, e é o pai de seu futuro.

As 50 melhores frases de Viktor Frankl 2

A melhor maneira de alcançar a realização pessoal é dedicar-se a objetivos altruístas.

As 50 melhores frases de Viktor Frankl 3

-O homem que não passou por circunstâncias adversas não é muito conhecido.

As 50 melhores frases de Viktor Frankl 4

N O que realmente precisamos é de uma mudança radical em nossa atitude diante da vida.

As 50 melhores frases de Viktor Frankl 5

O aspecto mais doloroso dos golpes é o insulto que eles incluem.

As 50 melhores frases de Viktor Frankl 6

– Sorte é o que você não precisa sofrer.

As 50 melhores frases de Viktor Frankl 7

-A reação anormal diante de situações anormais faz parte do comportamento normal.

As 50 melhores frases de Viktor Frankl 8

-A felicidade não pode ser perseguida, deve ser seguida.

As 50 melhores frases de Viktor Frankl 9

-Nossa maior liberdade é a liberdade de escolher nossa atitude.

As 50 melhores frases de Viktor Frankl 10

-Eu entendi como o homem, despojado de tudo neste mundo, ainda pode conhecer a felicidade – mesmo que momentaneamente – se contemplar o ente querido.

∎ Se não está em suas mãos mudar uma situação que causa dor, você sempre pode escolher a atitude com a qual enfrenta esse sofrimento.

A vida exige uma contribuição de cada indivíduo e cabe ao indivíduo descobrir o que é.

A felicidade é como uma borboleta. Quanto mais você a persegue, mais ela foge. Mas se você voltar sua atenção para outras coisas, ela vem e pousa gentilmente em seu ombro. A felicidade não é uma pousada na estrada, mas uma maneira de caminhar pela vida.

-As ruínas costumam ser as que abrem as janelas para ver o céu.

O homem se realiza na mesma medida em que se compromete com a realização do sentido de sua vida.

As experiências da vida em um campo de concentração mostram que o homem tem a capacidade de escolher.

– Viva como se você já estivesse vivendo pela segunda vez e como se fosse a primeira vez que você já trabalhou de maneira tão enganosa quanto agora está prestes a trabalhar.

-O amor é a única maneira de apreender outro ser humano nas profundezas de sua personalidade.

O homem pode preservar um vestígio de liberdade espiritual, de independência mental, mesmo nas terríveis circunstâncias de tensão psíquica e física.

Um homem pode levar tudo, exceto uma coisa: a última das liberdades humanas – a escolha da atitude pessoal diante de um conjunto de circunstâncias – para decidir seu próprio caminho.

É essa liberdade espiritual, que não pode ser tirada de nós, que torna a vida significativa e propositada.

– Ao declarar que o homem é uma criatura responsável e que ele deve apreender o significado potencial de sua vida, quero sublinhar que o verdadeiro significado da vida deve ser encontrado no mundo e não no ser humano ou em sua própria psique, como se Será um sistema fechado.

-Uma vida cujo único e último significado era superá-lo ou sucumbir, uma vida, portanto, cujo significado dependia, em última análise, do acaso não mereceria a penalidade de ser vivido.

– Em última análise, os responsáveis ​​pelo humor mais íntimo do prisioneiro não eram tanto as causas psicológicas já listadas como resultado de sua livre decisão.

– O homem que toma consciência de sua responsabilidade perante o ser humano que o espera com todo o carinho ou antes de um trabalho inacabado nunca pode jogar sua vida ao mar. Conheça o “porquê” de sua existência e pode suportar quase qualquer “como”.

– De todas as alternativas acima, devemos tirar a consequência de que existem duas raças de homens no mundo e nada mais que duas: a “raça” de homens decentes e a raça de pessoas indecentes.

A experiência final para o homem que volta para casa é a maravilhosa sensação de que, depois de tudo o que sofreu, não há nada a temer, exceto seu Deus.

A busca pelo homem do sentido da vida constitui uma força primária e não uma “racionalização secundária” de seus impulsos instintivos.

– Em última análise, o homem não deve perguntar qual é o significado da vida, mas entender que é ele quem se importa. Em uma palavra, cada homem é questionado sobre a vida e só pode responder à vida respondendo por sua própria vida; Somente sendo responsável você pode responder à vida.

A bondade humana é encontrada em todos os grupos, incluindo aqueles que, em termos gerais, merecem ser condenados.

– E, naquele momento, toda a verdade ficou evidente diante de mim e fiz o que constituiu o clímax da primeira fase da minha reação psicológica: apaguei da minha consciência toda a vida anterior.

– Curiosamente, um golpe que nem atinge, pode, em certas circunstâncias, nos machucar mais do que aquele que atinge a marca.

-Eu quero mostrar que há momentos em que a indignação pode surgir, mesmo em um prisioneiro aparentemente endurecido, indignação não causada por crueldade ou dor, mas pelo insulto ao qual ele se apega.

– Compreendi imediatamente, de maneira vívida, que nenhum sonho, por mais horrível que fosse, poderia ser tão ruim quanto a realidade da paisagem circundante e à qual eu estava prestes a devolvê-lo.

-Eu sou apenas uma pequena parte de uma grande massa de carne humana … de uma massa fechada atrás do arame farpado, amontoada em alguns quartéis de terra. Uma massa cuja porcentagem está em decomposição dia após dia, porque não tem mais vida.

– Aqueles que não passaram por uma experiência semelhante dificilmente podem conceber o conflito mental destrutivo da alma ou os conflitos de força de vontade que um homem faminto experimenta.

Apesar do primitivismo físico e mental predominante pela força, na vida do campo de concentração ainda era possível desenvolver uma vida espiritual profunda.

-Eu não sabia se minha esposa estava viva, nem tinha meios de descobrir (durante todo o período de reclusão não houve contato postal com o exterior), mas até então eu parei de me importar, não precisava saber, nada poderia alterar a força de Meu amor, meus pensamentos ou a imagem do meu amado.

-Como a vida interior dos prisioneiros se tornou mais intensa, também sentimos a beleza da arte e da natureza como nunca antes. Sob sua influência, passamos a esquecer nossas terríveis circunstâncias.

– O humor é outra arma com a qual a alma luta por sua sobrevivência. É sabido que, na existência humana, o humor pode fornecer a distância necessária para superar qualquer situação, mesmo que seja apenas por alguns segundos.

Todos nós já acreditamos que éramos “alguém” ou pelo menos tínhamos imaginado. Mas agora eles nos tratavam como se não fossemos ninguém, como se não existíssemos.

A consciência do amor próprio está tão profundamente enraizada nas coisas mais elevadas e espirituais que não pode ser arrancada ou viver em um campo de concentração.

N Descobri o significado da minha vida ajudando os outros a encontrar sentido em suas vidas.

-Não há nada no mundo que habilite uma pessoa a superar dificuldades externas e limitações internas, como a consciência de ter uma tarefa na vida.

-Não aponte para o sucesso. Quanto mais você mira e faz dele seu objetivo, mais rápido você o perderá. Porque o sucesso, assim como a felicidade, não pode ser perseguido, mas deve ser seguido.

– O sucesso é obtido como um efeito colateral não intencional da dedicação pessoal a uma causa que é maior que a própria pessoa ou como um produto da rendição de uma pessoa para outra pessoa.

A felicidade deve acontecer, e o mesmo vale para o sucesso. Você deve deixá-los acontecer sem se preocupar com isso.

-Eu quero que você ouça o que sua consciência lhe diz para fazer e vá e faça o que seu conhecimento permitir. Então, você viverá para ver que, a longo prazo – a longo prazo, eu digo – o sucesso virá porque você parou de pensar nisso.

– Não havia razão para ter vergonha das lágrimas, porque eram testemunhas de que o homem tinha tido grande coragem, a coragem de sofrer.

-Ninguém pode estar ciente da essência de outro ser humano a menos que o ame. Através do amor, é possível ver plenamente as características e características essenciais do ente querido.

N Quando você ama, você vê o potencial no ente querido, que ainda pode não existir, mas pode existir. Graças a seu amor, a pessoa que ele ama conscientiza esse ente querido.

– Até certo ponto, o sofrimento deixa de ser sofrimento no momento em que adquire significado, bem como o sentido do sacrifício.

Vi a verdade que está nos cânticos de muitos poetas e que faz parte da sabedoria de muitos pensadores. A verdade, que o amor é o objetivo mais importante que um homem pode aspirar.

Compreendi o significado do grande segredo da poesia humana e do pensamento humano, e acho que é meu dever compartilhá-lo: a salvação do homem é através do amor.

-Nenhum homem deve julgar, a menos que se pergunte com total honestidade se estiver em uma situação semelhante, ele não teria feito o mesmo.

A vida não se torna insuportável devido às circunstâncias, apenas se torna insuportável devido à falta de significado e propósito.

As forças que estão além do seu controle podem tirar tudo o que você tem, exceto uma coisa: a liberdade de escolher como responder a uma situação.

Se há sentido na vida, deve ter sido sentido no sofrimento.

-Nós que moramos em campos de concentração, podemos nos lembrar dos homens que caminharam de quartel em quartel confortando os outros, dando seu pedaço de pão.

-Talvez os homens que ajudaram sejam poucos, mas são provas suficientes para tirar tudo de você, exceto a liberdade de agir como quiser.

O pessimista parece um homem que observa com medo e tristeza que o calendário na parede, do qual ele rasga um lençol diariamente, se torna mais fino à medida que os dias passam.

– A pessoa que responde aos problemas da vida de maneira ativa é como o homem que remove cada uma das folhas do calendário e as arquiva com cuidado, depois de escrever algumas anotações no verso.

As pessoas que mantêm seu “calendário” podem refletir com orgulho e alegria a vida que viveram ao máximo.

-Para alguém que viveu bem, importa se ele percebe que está ficando mais velho? Você tem algo a invejar os jovens que vê, chora pela juventude perdida ou pelas possibilidades dos jovens? Não, obrigado, dirá quem viveu bem.

-Tenho realidades no meu passado, não apenas realidades de trabalho realizado e amor amado, mas também realidades de sofrimentos sofridos bravamente.

O sofrimento é uma das coisas de que mais me orgulho, embora seja algo que não gera inveja aos outros.

– Não esqueço as coisas boas que eles fizeram comigo e não me importo com o ressentimento das coisas ruins que eles fizeram comigo.

Eu chamo de transcendência da existência humana. Ele explica que o ser humano sempre aponta e é dirigido por algo ou por alguém, além de si mesmo.

– Quanto mais você se esquece, mais humano você é e mais completa.

A consciência de ser não é um objetivo para o qual você possa mirar, pelo simples fato de que quanto mais você mirar, menos tocará nela.

O homem não existe simplesmente, mas decide qual será sua existência, o que será no próximo instante. Nesta ordem de idéias, todo ser humano tem a liberdade de mudar a cada momento.

-Não é a liberdade de condições, mas a liberdade de tomar uma decisão levando em consideração as condições.

N Nos campos de concentração, vimos e testemunhamos camaradas que se comportaram como porcos, enquanto outros se comportaram como santos.

O homem tem dois potenciais dentro de si: ser bom ou ruim. O que é depende de suas decisões, não de suas condições.

-A tentativa de desenvolver um senso de humor e ver as coisas através da luz do humor é um truque que é aprendido quando a arte de viver é dominada.

– O que é pedido a um homem não é, como ensinam os filósofos existenciais, que apóia o absurdo da vida, mas apóia a incapacidade de entender seu sentido incondicional em termos racionais.

N Todos têm uma vocação ou missão específica na vida. Todos devem executar uma tarefa específica que pede para ser concluída. Nesse ponto, a pessoa não pode ser substituída por outra pessoa para concluir sua tarefa.

-Não podemos julgar uma biografia por sua extensão ou pelo número de páginas que ela possui. Devemos julgá-lo pela riqueza de conteúdos.

Às vezes, os “inacabados” são as mais bonitas das sinfonias.

O ser humano não é mais uma coisa entre outras coisas; as coisas se determinam; mas o homem, em última análise, é seu próprio determinante. O que ele se torna – dentro dos limites de suas faculdades e arredores – ele tem que fazer por si mesmo.

-Como as ovelhas se reúnem timidamente no centro do rebanho, também procuramos o centro das formações: lá tivemos mais oportunidades de evitar os golpes dos guardas marchando de ambos os lados, na frente e na retaguarda da coluna .

– Muitos dos prisioneiros do campo de concentração acreditavam que a oportunidade de viver já havia acontecido com eles e, no entanto, a realidade é que ela representava uma oportunidade e um desafio: que ou a experiência pudesse ser convertida em vitórias, a vida em uma triunfo interno, ou você pode ignorar o desafio e limitar-se a vegetarianos como a maioria dos prisioneiros.

– Aqueles que conhecem o relacionamento íntimo que existe entre o humor de uma pessoa – sua coragem e suas esperanças, ou a falta de ambos – e a capacidade de seu corpo de permanecer imune, também sabem que se de repente perder a esperança e coragem, isso pode causar a morte.

– Seria possível estabelecer uma analogia: o sofrimento do homem age de maneira semelhante ao gás no vazio de uma câmara; será preenchido completa e igualmente qualquer que seja sua capacidade. Da mesma forma, o sofrimento ocupa toda a alma e toda a consciência do homem, quer o sofrimento seja grande ou não. Portanto, o “tamanho” do sofrimento humano é absolutamente relativo, do qual se conclui que a menor coisa pode dar origem às maiores alegrias.

Uma vida ativa serve à intenção de dar ao homem a oportunidade de entender seus méritos no trabalho criativo, enquanto uma vida passiva de simples prazer lhe oferece a oportunidade de obter plenitude experimentando a beleza, a arte ou a natureza. Mas a vida quase vazia de criação e alegria e que admite apenas uma possibilidade de comportamento também é positiva; a saber, a atitude do homem em relação à sua existência, uma existência restrita por forças que lhe são estranhas. Esse homem é proibido tanto da vida criativa quanto da existência de diversão, mas não apenas a criatividade e a diversão são significativas; todos os aspectos da vida são igualmente significativos, então o sofrimento também deve ser. O sofrimento é um aspecto da vida que não pode ser erradicado, como o destino ou a morte não podem partir. Sem todos eles a vida não está completa.

A maneira pela qual um homem aceita seu destino e todo o sofrimento que isso implica, a maneira como ele carrega sua cruz, oferece muitas oportunidades – mesmo nas circunstâncias mais difíceis – para adicionar à sua vida um significado mais profundo. Pode preservar seu valor, sua dignidade, sua generosidade. Ou, na difícil luta pela sobrevivência, você pode esquecer sua dignidade humana e ser pouco mais que um animal, como a psicologia do prisioneiro nos lembrou em um campo de concentração. Aí reside a oportunidade que o homem tem de aproveitar ou deixar passar as chances de alcançar os méritos que uma situação difícil pode proporcionar. E o que decide se ele é digno de seus sofrimentos ou não.

-Devemos à Segunda Guerra Mundial ter enriquecido nosso conhecimento sobre a «psicopatologia das massas», dando-nos a guerra de nervos e a experiência única e inesquecível dos campos de concentração. Temos que aprender por nós mesmos e depois ensinar ao desesperado que realmente não importa que não esperemos nada da vida, mas se a vida espera algo de nós. Temos que parar de nos fazer perguntas sobre o significado da vida e, em vez disso, pensar em nós mesmos como seres a quem a vida continuamente e incessantemente pergunta. Nossa resposta deve ser feita não de palavras ou meditação, mas de conduta e desempenho diretos. Em última instância,

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies