As 7 cidades mesopotâmicas mais importantes

A Mesopotâmia, localizada entre os rios Tigre e Eufrates, foi berço de algumas das civilizações mais antigas e avançadas da história. Entre essas civilizações, destacavam-se as sete cidades mais importantes: Ur, Babilônia, Nínive, Assur, Eridu, Lagash e Uruk. Cada uma dessas cidades desempenhou um papel crucial no desenvolvimento da região, seja como centros comerciais, políticos ou religiosos. Neste texto, exploraremos a importância e o legado deixado por essas cidades na história da Mesopotâmia.

Principais cidades da Mesopotâmia: quais são e por que são tão importantes?

As 7 cidades mais importantes da Mesopotâmia foram Ur, Uruk, Nippur, Lagash, Babylon, Assur e Nineveh. Essas cidades eram cruciais para o desenvolvimento da civilização mesopotâmica devido à sua localização estratégica e importância política, econômica e cultural.

Ur era um importante centro comercial e religioso, conhecido por seu templo dedicado ao deus da lua Nanna. Uruk era uma das cidades mais antigas da Mesopotâmia e era famosa por sua arquitetura impressionante e por ser o lar da lendária figura de Gilgamesh.

Nippur era um importante centro religioso, conhecido por seu templo dedicado ao deus Enlil. Lagash era uma cidade próspera, conhecida por suas conquistas militares e por seu rei Gudea, que construiu templos magníficos.

Babilônia era a capital do Império Babilônico e era conhecida por sua impressionante arquitetura, como os Jardins Suspensos, uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo. Assur era a capital do Império Assírio e era conhecida por seu poder militar e por suas conquistas territoriais.

Ninive era a capital do Império Neo-Assírio e era uma das cidades mais importantes da Mesopotâmia, conhecida por sua grandeza e por seu sistema de aquedutos e canais.

Principais civilizações mesopotâmicas: conheça as mais importantes da história antiga.

As civilizações mesopotâmicas são consideradas algumas das mais importantes da história antiga, devido ao seu avanço em diversas áreas como a agricultura, a escrita cuneiforme e a arquitetura. Neste artigo, vamos conhecer as 7 cidades mesopotâmicas mais importantes que contribuíram para o desenvolvimento dessas civilizações.

1. Uruk

Uruk foi uma das cidades mais antigas da Mesopotâmia e é conhecida por ser o local de origem da escrita cuneiforme. Sua arquitetura monumental, como a Torre de Etemenanki, impressionava os viajantes da época.

2. Ur

Ur era uma cidade próspera e importante centro religioso na Mesopotâmia. Foi lá que foram encontradas as famosas “Tumbas Reais” com artefatos valiosos e pinturas murais impressionantes.

3. Babilônia

Babilônia foi a capital do Império Babilônico e conhecida por suas imponentes muralhas e pelo famoso Jardim Suspenso, uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.

Relacionado:  Banner do vice-reinado: história, características, simbologia

4. Nínive

Nínive foi a capital do Império Assírio e uma das cidades mais poderosas da Mesopotâmia. Seus palácios e bibliotecas eram famosos pela riqueza e pela quantidade de tabuletas de argila com inscrições cuneiformes.

5. Assur

Assur era uma cidade sagrada dedicada ao deus Assur, padroeiro dos assírios. Era um importante centro de comércio e religião na região da Mesopotâmia.

6. Lagash

Lagash foi uma cidade-estado influente na Mesopotâmia, conhecida por suas leis justas e por ser um importante centro cultural e religioso.

7. Eridu

Eridu é considerada uma das cidades mais antigas do mundo e um dos primeiros centros urbanos da Mesopotâmia. Foi lá que se desenvolveram os primeiros templos e rituais religiosos da região.

Essas 7 cidades mesopotâmicas foram fundamentais para o desenvolvimento das civilizações antigas na região, deixando um legado cultural e arquitetônico que perdura até os dias de hoje.

Principais povos responsáveis pela formação da civilização mesopotâmica ao longo da história.

A civilização mesopotâmica foi formada ao longo da história por diversos povos que habitaram a região entre os rios Tigre e Eufrates. Entre os principais povos responsáveis por essa formação estão os sumérios, acádios, babilônios, assírios, hititas, persas e caldeus.

Os sumérios foram os primeiros habitantes da região e desenvolveram a escrita cuneiforme, além de construírem as primeiras cidades-estado, como Ur e Uruk. Já os acádios conquistaram os sumérios e formaram o primeiro império mesopotâmico, com destaque para o rei Sargão.

Os babilônios sucederam os acádios e construíram a famosa cidade de Babilônia, conhecida por sua imponente Torre de Babel. Os assírios foram um povo guerreiro que dominaram a região por muitos séculos, construindo um vasto império com a capital em Nínive.

Os hititas foram outro povo importante na região, conhecidos por sua habilidade na metalurgia e por seu reino na Anatólia. Os persas conquistaram a Mesopotâmia no século VI a.C., estabelecendo o Império Aquemênida e construindo a cidade de Persépolis.

Por fim, os caldeus foram responsáveis pela queda da Babilônia e pela construção dos Jardins Suspensos, uma das sete maravilhas do mundo antigo. Todos esses povos deixaram um legado cultural e político que influenciou não apenas a Mesopotâmia, mas toda a civilização ocidental.

Descubra o que as cidades mesopotâmicas guardavam em seus mistérios antigos.

As cidades mesopotâmicas são conhecidas por guardarem diversos mistérios antigos que até hoje fascinam arqueólogos e historiadores. Neste artigo, vamos explorar as 7 cidades mesopotâmicas mais importantes e descobrir o que elas escondem.

Uma das cidades mais famosas da Mesopotâmia é Babilônia, conhecida por sua imponente torre, o Zigurate. Este local sagrado era dedicado ao deus Marduque e guardava inúmeros segredos sobre a religião e a cultura babilônica.

Outra cidade importante é Uruk, considerada uma das primeiras cidades-estado da história. Aqui, foram encontradas evidências de uma sociedade complexa, com sistemas de escrita e leis bem estabelecidas.

Nínive é outra cidade mesopotâmica de grande importância, conhecida por seu palácio real e pelos Jardins Suspensos da Babilônia. Estes jardins eram uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo e guardavam segredos sobre a engenharia e a arquitetura da época.

Além dessas cidades, Ur, Lagash, Assur e Uma também são importantes sítios arqueológicos que revelam muito sobre a vida e os costumes das civilizações mesopotâmicas.

Explorar as cidades mesopotâmicas é como abrir um livro de história antiga, cheio de mistérios e segredos a serem desvendados. Cada cidade guarda em si uma parte do passado, esperando para ser descoberta e compreendida.

As 7 cidades mesopotâmicas mais importantes

As 7 cidades mesopotâmicas mais importantes

Algumas das cidades mais importantes da Mesopotâmia , a antiga região do Mediterrâneo oriental, foram Babilônia, Ur, Uruk ou Eridu. Mesopotâmia é o nome da região antiga do Mediterrâneo oriental, limitada a nordeste pelas montanhas Zagros e a sudeste pelo platô árabe.

Hoje a região está localizada no território do Iraque, Irã, Síria e Turquia. O nome “Mesopotâmia” significa “entre dois rios”,  em referência ao Eufrates e ao Tigre que cruzaram a região.

A população que moldou a antiga Mesopotâmia veio de múltiplos impérios e culturas. Essas civilizações tinham seus deuses em comum, embora com nomes e escrituras diferentes, a importância que davam à alfabetização e à igualdade de direitos entre homens e mulheres.

Principais cidades da antiga Mesopotâmia

1- Babilônia

Uma das cidades mais bonitas do mundo e mais importante na Mesopotâmia. Sua história conhecida começa com o rei Hamurabi e seus códigos de leis, implementados para manter a paz.

O rio Eufrates atravessava seu centro, possuía um sistema de muralhas defensivas que o cercavam e chegou a ter uma população de 200.000 habitantes.

Seus jardins suspensos eram a admiração do planeta. Além disso, ainda existem restos do famoso Portão Ishtar exposto no Museu Pergamon de Berlim.

2- Ur

Localizada no sul da Mesopotâmia, no que é hoje o Iraque, a cidade recebeu o nome de seu fundador. Era uma cidade portuária no Golfo Pérsico, localizada próxima à foz do rio Eufrates.

Começou como uma cidade pequena e cresceu até 3800 aC, já era uma cidade importante, sendo o centro de comércio devido à sua localização estratégica.

Relacionado:  Bandeira de Tacna: História e Significado

É considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, devido à importância de seus restos arqueológicos para entender parte da história.

3- Uruk

Surgiu em 4500 aC, fundado pelo rei Enmerkar. Localizado na região sul da Suméria, Iraque. Ela é conhecida por seu famoso rei Gilgamesh e sua história épica de sua busca pela imortalidade.

Tornou-se a cidade mais populosa de seu tempo, estimando que atingisse um limite populacional de aproximadamente 50.000 a 80.000 habitantes.

Muitas invenções ocorreram nele, como o uso do selo para marcar os documentos reais.

4- Eridu

Atualmente, está localizado no Iraque, chamando-se Abu Shahrein. Considerada a primeira cidade do mundo, foi fundada em 5400 aC e acredita-se ter sido criada pelos deuses.

Era a morada dos primeiros reis que se acreditava serem descendentes dessas mesmas divindades.

Há pouco conhecimento cultural desta cidade, além dos restos arquitetônicos. No entanto, existem investigações que asseguram que poderia ter sido uma sociedade igualitária, onde cada unidade doméstica era independente.

5- Lagash

Lagash seria atualmente a cidade de Tell al-Hiba (Iraque). Destaca-se porque em seus sítios arqueológicos foi descoberto um enorme número de textos cuneiformes que serviram para escrever a história antiga.

É uma das maiores fontes de conhecimento para a Suméria no terceiro milênio aC. Tem numerosos templos, incluindo o de Eninnu.

6- Nippur

Construída por volta do século V aC, era uma cidade sagrada para muitos dos reis mais poderosos que a governavam, assim como para outras populações. Era o berço do criador dos homens, Enil, deus das tempestades, então um templo foi erguido em sua homenagem.

O governante de Nipur era considerado o rei de Akkad e Summer. Também era um centro administrativo, sendo encontrado em escavações arqueológicas mais de 15.000 tabuletas.

7- Akshak

Localizada na fronteira norte de Acad (Iraque), a localização exata da cidade não é identificada, mas é identificada com a cidade babilônica de Upi . Em 2500 aC, foi conquistada por Eannatum, rei de Lagash e, um século depois, estabeleceu sua hegemonia sobre a região da Suméria e Akkad.

Referências

  1. Kessler Associates. (2002) Reinos do Oriente Médio. 30/09/2017, do site da Academia edu: www.historyfiles.co.uk/KingListsMiddEast/MesopotamiaNippur
  2. Editores. (2014). Principais cidades da Mesopotâmia Antiga. 30/09/2017, do site Mare Nostrum: es.marenostrum.info
  3. Joshua Mark. (2009). Mesopotâmia. 30/09/2017, do site antigo: ancient.eu/Mesopotamia
  4. Editor. (2013). Cidades da Mesopotâmia. 30/09/2017, do site da Antiga Mesopotâmia: www.ancientmesopotamians.com/cities-in-mesopotamia2.html
  5. Peter Britton. (2017). Civilização: Mesopotâmia Antiga. 01/10/2017, do site Time Maps: www.timemaps.com/civilizations/ancient-mesopotamia

Deixe um comentário