Citações de texto: características e tipos principais

As citações são aqueles em que as palavras são tomadas a partir de outro autor e reproduzir em seu próprio texto, dando crédito à fonte original. O nome do autor e o ano do texto devem ser fornecidos. Caso contrário, é cometido um roubo de propriedade intelectual.

Eles são chamados de textual porque todos os elementos do texto de origem são copiados. Mesmo se houver erros gramaticais, eles devem ser copiados, indicando devidamente o erro que foi cometido.

Citações de texto: características e tipos principais 1

Certas informações que não são necessárias para a tese em desenvolvimento podem ser omitidas. Nesse caso, a parte omitida é indicada com elipses entre parênteses (…).

As citações textuais têm o objetivo de reforçar a própria idéia e apoiá-la com vozes de autoridade. Da mesma forma, se as fontes são verificáveis ​​e confiáveis, elas fornecem as informações e dados necessários que dão verdade ao texto.

Tipos

Segundo a American Psychological Association (APA), as citações textuais podem ser classificadas de acordo com sua extensão e com o elemento em que desejam enfatizar.

1- Citações textuais de acordo com sua extensão

As citações podem ser de dois tipos, de acordo com o tamanho do texto citado: com menos de 40 palavras ou com mais de 40 palavras.

– Extensão com menos de 40 palavras

Seguindo a metodologia dos padrões da APA, citações com menos de 40 palavras são incluídas no texto que está sendo escrito. Por serem curtos, não rompem com a estrutura do parágrafo a ser criado, mas são integrados a ele.

Esses tipos de citações estão entre aspas e devem respeitar os aspectos formais de um parágrafo. Um exemplo disso é que, se forem inseridos após uma vírgula ou seguidos de uma frase, a primeira letra da citação textual deverá estar em minúscula.

Relacionado:  O que são conectores complementares? (com exemplos)

Caso o texto original tenha a primeira letra maiúscula, ele deve ser excluído e uma minúscula escrita entre colchetes.

Exemplo

María Teresa Cabré (2008) destaca que “[l] a terminologia é uma necessidade para todos os profissionais envolvidos na representação, expressão, comunicação e ensino de conhecimentos especializados, ou seja, para todos aqueles campos em que o conhecimento especializado é básico” (p. 2)

– Extensão superior a 40 palavras

Quando as citações de texto excedem 40 palavras, os padrões da APA indicam que eles devem ser escritos em um parágrafo separado. Isso ocorre porque sua extensão faz com que eles quebrem a integridade da sintaxe do parágrafo.

Note-se que a citação textual não integrada é geralmente acompanhada de uma explicação adicional que justifica por que esse texto foi usado.

Para diferenciar a cotação do restante do texto, um espaçamento simples é colocado. Além disso, um sangramento de cinco espaços deve ser colocado à esquerda. Nesse caso, as aspas são dispensadas.

Exemplo

Fedor (nd) propõe um conceito bem definido de terminologia:

Terminologia é a ciência que estuda a formação e o uso de termos, entendendo sob “termo”, qualquer símbolo convencional atribuído a um conceito definido dentro de um campo específico do conhecimento humano, e sob “ciência”, um corpo conhecimento metodicamente treinado e ordenado que constitui um ramo particular do conhecimento humano. (p. 13)

Esse conceito é mais preciso do que o de outros terminólogos, como Felber, cuja definição era ambígua.

2- Citações textuais de acordo com o elemento a ser enfatizado

Ao fazer uma cotação textual, um dos dois elementos a seguir pode ser enfatizado: o autor ou o texto.

Se você deseja destacar o autor, ele deve ser colocado antes do compromisso.

Relacionado:  Geração de 98: contexto histórico, características e gêneros

Exemplo

Cabré (1993) acrescenta que as línguas gerais compreendem “… um conjunto de regras e unidades (fonológicas, morfológicas, lexicais e sintáticas que são comuns a todos os falantes …” (p. 31).

Se o que você deseja é destacar o texto, o autor é colocado entre parênteses no final.

Exemplo

A diferença entre a linguagem geral e a especialidade depende do grau em que as características fundamentais da linguagem são maximizadas ou minimizadas:

Os idiomas especiais são usados ​​com mais consciência do que os idiomas gerais e a situação em que são empregados aumenta a preocupação do usuário pelo uso do idioma. Portanto, os critérios de diferenciação estão localizados no nível de uso (Sager, Dungworth e McDonal, 1980, p. 45).

A partir disso, conclui-se que o uso lingüístico, agregado ao contexto comunicativo, estabelece a separação entre linguagem geral e especializada.

Elementos a considerar para citar textualmente

Quando é feita uma consulta textual, é necessário levar em consideração certos aspectos. Os mais destacados são o autor, o ano de publicação ou emissão do texto citado e o número da página (se esse elemento estiver disponível).

– dois ou mais autores

Quando dois autores são citados, os elementos são separados por um “e”.

Pratchett e Gaiman (1990), brincando, indicam que “[e] existem vários fenômenos – guerras, pragas, inspeções de surpresa – que mostram que a mão de Satanás se esconde atrás dos assuntos do homem” (p. 15).

Se você deseja colocar o autor no final, o modelo será o seguinte:

Como é dito no romance, “[e] existem vários fenômenos – guerras, pragas, inspeções de surpresa – que mostram que a mão de Satanás se esconde por trás dos assuntos do homem” (Pratchett e Gaiman, 1990, p. 15).

Relacionado:  Difrasismo: Origem, Características e Exemplos

– De três a cinco autores

A primeira vez que os autores são mencionados, todos são mencionados. Na segunda vez em que apenas o sobrenome do primeiro é dito, seguido por “et al”.

Sager, Dungworth e McDonal (1980) indicam que “…”. Além disso, Sager et al. (1980) acrescentam que “…”.

– Seis ou mais autores

Nesse caso, apenas o nome do primeiro autor é dito, seguido por “et al.” Desde a primeira menção.

Whitelegg., Et al (1982) no texto “A experiência em mudança das mulheres” apontam que “…”

Referências

  1. Blog de estilo da APA. Recuperado em 4 de outubro de 2017, de blog.apastyle.org
  2. Definição e exemplos de cotações diretas. Recuperado em 4 de outubro de 2017, de thoughtco.com
  3. Cotações Diretas e Indiretas. Recuperado em 4 de outubro de 2017, de learneramericanenglishonline.com
  4. Cotação Direta Recuperado em 4 de outubro de 2017, de grammar-once-and-for-all.com
  5. Cotações Diretas Recuperado em 4 de outubro de 2017, de une.edu.au
  6. Cotações diretas versus indiretas. Recuperado em 4 de outubro de 2017, de write.com
  7. Exemplos de uso de cotações diretas. Recuperado em 4 de outubro de 2017, de laspositascollege.edu
  8. Anotações: cotação direta. Recuperado em 4 de outubro de 2017, de unilearning.uow.edu.au

Deixe um comentário