Escudo do Guerreiro: História e Significado

Escudo do Guerreiro: História e Significado

O escudo de Guerrero  é o símbolo heráldico que aumenta sua população. Este brasão reflete seus ancestrais e as riquezas da região. É distingue pela sua coroa de penas.

A maioria dos municípios usava coroas com pedras finas e ouro ou outro material precioso em seus escudos. Nesse caso, é uma coroa composta por 11 penas com quatro cores diferentes: verde, vermelho, amarelo e azul.

Logo abaixo da pluma de penas, você pode ver uma crista de ouro, com uma faixa vermelha no meio. Além disso, bem no meio da parte superior, você pode ver uma palheta ou um acatl.

Após a bengala é uma figura curvada representando um arco e flecha, simbolizando todos os lutadores da região.

História

O desenho atual do escudo de Guerrero foi feito pelos pintores Fernando Leal e Diego Rivera. Ambos ajudaram a pintá-los nos murais do prédio do Ministério da Educação Pública, inaugurado em 9 de julho de 1922.

Isso foi feito durante o mandato de Álvaro Obregón. O primeiro secretário de Educação do momento foi quem deu a idéia inicial de pintá-los nos murais do referido prédio. A decoração começou em 1923 e foi concluída em 1928.

Leal viajou por todo o estado de Guerrero e foi inspirado por códigos pré-hispânicos para seu projeto. Também tomou como ponto de partida o nome da região e o espírito de luta de sua população.

Em 1949, em comemoração ao centenário da soberania do estado de Guerrero, foi feita uma chamada para selecionar um novo emblema nacional.

Ele ganhou um escudo no qual o general Vicente Guerrero saiu com uma cabeça de tigre e a frase: “Meu país é o primeiro”.

Em 1951, o Congresso local decidiu adotar o escudo anterior. Como eles explicaram, fazia mais sentido e valores implícitos sobre o povo de Guerrero.

Relacionado:  Jázaros: Origem, Localização, Organização Política, Social

Significado

Sob a pluma composta por 11 penas, você pode ver uma estrutura de ouro, adornada com fitas amarelas, o que significaria a riqueza material e imaterial da região. Dentro dessa estrutura está um “U” vermelho e um azul segue.

No centro, você pode ver um cavalheiro vestido com pele de tigre. Na mão direita, ele segura um bastão e na esquerda, um escudo ou escudo.

A fivela possui um design de fretwork, com partes inferiores de cima para baixo. Sob o escudo, existem penas em forma de leque de cores diferentes.

O Tiger Knight é o maior expoente da hierarquia aborígine. Além disso, segundo as lendas astecas, o Jaguar Knight era um lutador profissional que se distinguia dos Eagle Warriors. Ambos criavam luz e escuridão, como dizia a mitologia asteca.

As faixas do escudo simbolizam o ouro de suas terras; o vermelho representaria o sangue derramado por seus ancestrais, mártires e sacrifícios; o verde seria para a beleza de suas paisagens; e azul por seus mares.

O fato de o Jaguar Knight carregar uma macana na mão significa a força e a capacidade de combate da região de Guerrero.

Referências

  1. Escudo de guerreiro. Recuperado da Wikipedia: en.wikipedia.org. Recuperado em 21 de setembro de 2017.
  2. Escudo de guerreiro. Obtido em Para Todo México: paratodomexico.com. Recuperado em 21 de setembro de 2017.
  3. Monografia do Estado de Guerrero. Obtido do México Desconhecido: mexicodesconocido.com. Recuperado em 21 de setembro de 2017.
  4. Escudo de guerreiro. Obtido no Wiki Wand: wikiwand.com. Recuperado em 21 de setembro de 2017.
  5. Símbolos patrióticos do estado de Guerrero. (4 de outubro de 1016). Obtido na Media Library: mediatecaguerrero.gob.mx. Recuperado em 21 de setembro de 2017.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies