Neoliberalismo: Origem, Autores e Governos

O neoliberalismo modelo ou neoliberal é um contexto político e económico baseada no capitalismo, que tem o primeiro não – a participação do Estado na esfera econômica, estimulando a produção privada com seu próprio capital. Encoraja a reformulação do paradigma liberal clássico dos séculos XVIII e XIX.

Um dos aspectos que impulsionou o desenvolvimento dessa nova doutrina foi a necessidade de evitar repetir o declínio da economia na década de 1930, historicamente conhecida como a Grande Depressão. O modelo neoliberal incentiva o investimento de capital estrangeiro.

Neoliberalismo: Origem, Autores e Governos 1

Também favorece a privatização de serviços públicos e grupos empresariais, porque considera que eles trabalharão com mais eficiência nas mãos do setor privado. Suas ações são a favor de minimizar os gastos sociais e dar liberdade de concorrência entre as empresas, criando um mercado aberto e de livre comércio.

Essa política econômica sustenta que o livre mercado é o ambiente ideal para a alocação e troca dos diferentes recursos econômicos da nação.

Origem e instalação

Nas suas origens, na década de 1930, o neoliberalismo era uma filosofia econômica que tentava ser uma opção entre o liberalismo clássico e a economia planejada colocada pelo socialismo.

Sua concepção atual nasceu nos anos 1940. Em 1944, Friedrich Von Hayek publicou seu livro The Road to Servfdom , que é considerado a base desse modelo econômico.

Em 1947, Von Hayek convocou uma reunião na Suíça com a participação de Karl Pepper e Ludwig Von Mises, entre outros pensadores da época. A sociedade Mont Péterin foi fundada lá, cujo objetivo era lançar as bases de uma variante do capitalismo , livre de toda interferência estatal.

Foi em 1966, quando Ludwig Erhard implementou as idéias neoliberais na Alemanha Ocidental, ajudando a reconstruir esse país.

Relacionado:  Mercado de Negócios: Recursos, Componentes

Em 1974, após o surgimento da economia do pós-guerra, os países capitalistas entraram em profunda estagflação. Durante essa crise, as idéias neoliberais começaram a ganhar espaço, fazendo-se sentir na América Latina.

Nesta região, o primeiro país a adotar políticas neoliberais foi o Chile, em 1974, sob a ditadura de Pinochet. Uma década depois, na Inglaterra, sob a administração de Margaret Thatcher, pela primeira vez um governo europeu implementou esse plano econômico.

História

Após o plano implementado por Erhard, o neoliberalismo entrou em declínio acentuado, ressurgindo novamente em 1974 durante a ditadura de Pinochet, que enfrentou uma crise inflacionária e uma escassez de mercadorias.

Para sair desta grave situação, o governo chileno contou com economistas da chamada Escola de Chicago. Eles foram baseados nas idéias levantadas por Milton Friedman.

Além do modelo chileno, o neoliberalismo percorreu os governos de Jaime Paz Zamora da Bolívia, Carlos Salinas de Gortari no México, Carlos Raúl Menem na Argentina e Fujimori no Peru. Na Inglaterra, em 1979, com Margaret Thatcher, e um ano depois, Ronald Reagan, nos Estados Unidos.

Também em 1980, na Dinamarca, o direito assumiu o poder através de Paul Schlüter. A predominância do direito nos países do norte da Europa patrocinou as condições para a implementação das políticas desse modelo econômico.

Das experiências nesses países e das dificuldades de aplicá-las em potências desenvolvidas, surgiu uma nova versão um pouco mais keynesiana, com tendência monetarista.

Como resultado da atual crise do capitalismo neoliberal, foi proposta uma renovação heterodoxa da ideologia neoliberal, onde seria contemplada a máxima liberdade para os mercados, mas com intervenções específicas do Estado, a fim de tomar medidas corretivas contra qualquer deficiência.

Relacionado:  Valor presente: o que é, como é calculado e exemplos

Autores Representantes

Friedrich August Von Hayek (1899-1992)

Filósofo, economista e jurista austríaco. Seu livro The Road to Servfdom é considerado um dos fundamentos ideológicos do neoliberalismo.

Em seu trabalho, Von Hayek faz um ataque fervoroso contra o Estado, porque considera que ele interfere no livre funcionamento do mercado, ameaçando a liberdade econômica e política de um país.

Milton Friedman (1912-2006)

Economista americano, que recebeu em 1976 o Prêmio Nobel de Ciências Econômicas. Ele foi um dos criadores da teoria monetária.

Essa teoria sustenta que, para alcançar um crescimento econômico estável, sem inflação, é necessário usar as forças do mercado livre. Essas forças são muito mais eficientes do que uma intervenção de origem pública.

Walter Eucken (1891-1950)

Economista alemão, fundador do ordoliberalismo, que é uma doutrina relacionada ao conceito de economia social de mercado.

Sua teoria contempla o Estado como uma entidade colaboradora na formação da ordem econômica, mas não como ele participa da direção dos referidos processos.

Wilhelm Röpke (1899-1966)

Sociólogo e economista alemão, que fazia parte da Sociedade Mount Péterin. A influência de Röpke na política econômica da Alemanha Federal é amplamente reconhecida. Ele foi um dos intelectuais ligados à “economia social de mercado” e ao chamado “milagre alemão”.

Governos neoliberais na história

Argentina

O governo de Carlos Menem transformou o peronismo em uma força econômica neoliberal, baseada na economia de livre mercado. Em 1991, ele teve que enfrentar um surto de hiperinflação lançando o Plano de Conversibilidade.

Nisso, ele estabeleceu uma taxa de câmbio única, modificável por lei, onde um peso era igual a um dólar. Junto com isso, o Banco Central somente emitiu um peso se tivesse um dólar em suas reservas.

Relacionado:  Sociedade de economia mista: características, como são criadas, exemplos

Inglaterra

Durante seu mandato, Margaret Thatcher introduziu reformas neoliberais, incluindo a redução do setor público e dos impostos, e a reforma das taxas de câmbio. A longo prazo, isso reativou a economia, energizando o setor produtivo.

Estados Unidos

O governo Ronald Reagan formulou ações econômicas neoliberais, como cortes de impostos, desregulamentação financeira e expansão do déficit comercial. Essas ações impactaram o ambiente político e militar, criando um sério déficit fiscal.

Pimentão

Na ditadura de Augusto Pinochet, o modelo neoliberal teve uma fase ortodoxa inicial; Isso resultou em uma grave crise mudaria.

Em 1985, iniciou-se um estágio mais elástico e pragmático, intensificando a privatização de empresas estatais e serviços sociais, criando o “milagre chileno”.

Bolívia

Em 1985, o governo de Victor Paz Estenssoro estabeleceu o plano neoliberal chamado Nova Política Econômica (NPE). Esse plano contemplava o controle da inflação e várias estratégias para ativar o desenvolvimento econômico, paralisadas desde 1981.

O presidente sucessor, Jaime Paz Zamora, continuou o NPE, propondo reformas estruturais adicionais para aprofundá-lo.

Referências

  1. Investopedia (2018). Neoliberalismo Retirado de: investopedia.com.
  2. Wikipedia (2018). Neoliberalismo Retirado de: en.wikipedia.org.
  3. Elizabeth Martinez e Arnoldo Garcia (1997). O que é o neoliberalismo? Corp Watch Retirado de: corpwatch.org.
  4. Lara Kelly (2008). Neoliberalismo na América Latina. Citizens ‘Press. Retirado de: cpress.org.
  5. Michael Rustin (2016). A crise do neoliberalismo na Europa. Retirado de: eurozine.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies