Os 15 melhores alimentos para aumentar as nádegas (naturais)

Alguns dos melhores alimentos para aumentar as nádegas são ovos, peixe, frango, shake de proteína, aveia, espinafre, abacate, azeite, nozes, brócolis e outros que explicarei abaixo.

Além de seguir uma dieta adequada para obter essa musculação nas nádegas, é recomendável que você se exercite e leve um estilo de vida ativo. A extensão do quadril, o agachamento, o levantamento terra ou a passada com o pé apoiado no banco são alguns dos exercícios mais eficazes.

Os 15 melhores alimentos para aumentar as nádegas (naturais) 1

Ter nádegas atraentes e fortes não é apenas importante do ponto de vista físico, mas também do ponto de vista saudável; Geralmente é uma boa indicação de boa saúde e estar em forma.

Alimentos a serem tomados para melhorar a musculação das nádegas

1- Ovos

Você sabia que os ovos não são apenas uma excelente fonte de nutrientes para o corpo, mas também um alimento que pode ajudá-lo a ter uma cauda mais firme?Os ovos são uma boa fonte de proteínas e proteínas ajudam na construção de massa muscular.

Este alimento é ideal para ser consumido antes do exercício, porque você pode alimentar seus músculos durante a estimulação e, assim, fornecer os aminoácidos necessários para crescer e tonificar.

Não há diferença na hora do dia em que você come ovos, mas é necessário combinar sua ingestão com um exercício localizado apropriado.

2- Peixe

O peixe é uma excelente fonte de proteína, mas eles têm uma vantagem que outras carnes não possuem. Suas fibras musculares se quebram muito facilmente no estômago.

Certamente já lhe aconteceu que você come peixe e está com fome imediatamente. Isso acontece porque os músculos do peixe são facilmente digeríveis. Por isso, é sempre recomendável consumi-lo no forno, grelhado e com uma boa fonte de carboidratos complexos, como batata ou batata doce.

Dessa maneira, garantimos que as proteínas sirvam como fonte de aminoácidos para construir massa muscular e não como fonte de energia.

O peixe também contém ácidos graxos ômega 3, conhecidos como “boas gorduras”. Boas gorduras ajudam a impedir o colesterol de se depositar nas artérias e placas que podem levar a doenças cardiovasculares.

3- Frango

O frango é outra excelente fonte de proteína que o ajudará a aumentar os músculos das nádegas. Além disso, o frango contém um baixo teor de gordura em comparação com outros tipos de carne, como a carne bovina.

Se você escolher o peito, é ainda melhor, pois contém menos gordura e não há muito risco de hormônios ou antibióticos serem depositados, que geralmente são injetados em galinhas.

O frango também contém outros nutrientes essenciais para o crescimento dos músculos da cauda, ​​como niacina, vitamina B6, ácido pantotênico e tiamina.

O frango também fornece minerais como selênio, fósforo, zinco e ferro.

4- Shake de proteína

Shakes de proteína são uma excelente opção para aumentar a massa muscular na região inferior do corpo. No entanto, isso não dará resultados por si só, mas você precisará consumi-los nos momentos apropriados, ou seja, após o treinamento.

Escolha adicionar alguma proteína que passe rapidamente ao sangue para que seus músculos possam se recuperar no menor tempo possível. Lembre-se de que uma boa nutrição é 80% dos seus resultados.

O soro de leite é a melhor proteína, pois fornece aminoácidos essenciais e alguns que são especificamente importantes para o crescimento muscular. Leia bem os rótulos e compre um que não tenha enchimentos desnecessários.

Outro benefício dos shakes de proteína é que eles ajudam a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis. Isso é bom porque permite que você mantenha seus níveis de energia e evite o aumento do hormônio insulina, o que favorece a deposição de gordura.

Para dar mais toque ao seu smoothie, incorpore um monte de folhas verdes para fornecer clorofila, fibra e fitoquímicos. Todos esses compostos ajudam a manter a saciedade, queimar gordura e oxigenar o sangue.

5- Aveia

Aveia contém carboidratos complexos que fornecem energia sem aumentar os níveis de insulina. Além disso, contém gorduras de maneira limitada que ajudam a diminuir o colesterol e retardar a absorção de açúcares.

Aveia é ideal para ser consumido na primeira metade do dia. É um alimento muito útil para substituir farinhas processadas e fornece os nutrientes necessários para aumentar as nádegas.

6- Pão branco

Contém aproximadamente 70% de grãos integrais. Apesar das várias opiniões e seu alto índice glicêmico, o pão branco é adequado quando você precisa aumentar os músculos da cauda.

A chave é consumi-lo antes dos treinos, caso você treine mais de uma hora ou mais, juntamente com uma boa fonte de proteínas completas (laticínios, ovos, queijos, carnes, proteína em pó).

7- Espinafre

É um vegetal com muito pouca ingestão calórica; portanto, se você precisar ganhar peso, deve consumi-lo com uma boa fonte de carboidratos para aproveitar melhor suas propriedades.

O espinafre contém ferro, cálcio, ácido fólico e outras vitaminas, minerais e nutrientes que são importantes para o crescimento muscular.

O espinafre é ideal para ser consumido em todas as refeições, incluindo café da manhã ou lanche, pois você pode adicioná-lo aos smoothies ou consumi-lo como parte de uma salada.

Para fazer melhor uso dos nutrientes dos espinafres, é recomendável adicionar uma fonte alimentar de vitamina C, como morangos, frutas cítricas e pimentas.

8- Abacates

Abacates são uma excelente opção, mas nunca após o treino. Muitas pessoas desconhecem isso. Esta fruta é rica em gorduras monoinsaturadas, o que é benéfico, mas não é recomendável consumir abacates após o treino, pois nesse momento é necessária uma refeição com pouca gordura.

De qualquer forma, o abacate é uma excelente comida nas primeiras horas do dia e como parte de suas saladas. É um substituto ideal para outros tipos de gorduras não saudáveis, como manteiga ou creme.

As gorduras de abacate são gorduras neutras, que não oxidam. É por isso que eles são ideais em pessoas que se exercitam muito. Os abacates contêm vitamina C, vitamina E, vitamina K, vitamina B5 e vitamina B6, todos os nutrientes essenciais para o metabolismo que ajudarão a aumentar a massa muscular da cauda.

Além de ser um alimento rico em várias vitaminas, o abacate também contém outros micronutrientes, como ácido fólico e cobre. Potássio e fibra vegetal também são encontrados em abacates. O abacate também ajuda a reduzir os triglicerídeos e fornece 18 aminoácidos essenciais.

9- Azeite

O azeite é muito saudável graças às suas propriedades. É um óleo com alto ponto de fumaça, o que significa que não se decompõe nas temperaturas tradicionais de cozimento, e você pode usá-lo em várias preparações. Você pode até usá-lo para assar receitas doces.

Por outro lado, contém vitamina E, que é um poderoso antioxidante e evita a oxidação dos radicais livres que danificam as células.

O azeite é um alimento poderoso para substituir as gorduras nocivas encontradas nos alimentos processados ​​e ajudará a melhorar a absorção de nutrientes como licopeno ou beta-caroteno. Adicione este óleo se você quiser aumentar a massa muscular da cauda, ​​especialmente em saladas ou com legumes cozidos.

Seus benefícios são semelhantes ao abacate, pois contém o mesmo tipo de gordura, além de outros nutrientes.

10- Nozes

As nozes são quase um alimento funcional, ou seja, suas propriedades vão além da mera contribuição de nutrientes e calorias. Eles contêm proteínas de excelente qualidade, gorduras ômega 3 e ômega 6 em uma proporção adequada. Eles são uma excelente fonte de micronutrientes e fibras.

A chave neste caso é consumi-los como um lanche. Tenha em mente que é um alimento muito calórico. Portanto, não é recomendável que a porção de consumo exceda uma onça ou 30 gramas.

As nozes não aumentam a insulina no sangue e ajudam a reduzir o colesterol, regular a função intestinal, prevenir doenças cardiovasculares, modular a pressão arterial, reduzir a inflamação após o treinamento. Portanto, aproveite-os com frutas ou iogurte no pós-treino.

11- Bife

A carne vermelha tem sido um pouco demonizada nos últimos tempos. No entanto, é uma das melhores fontes de proteína e ferro. O ferro que ele contém é o que melhor é absorvido e é totalmente necessário para o seu corpo construir massa muscular. Além disso, é necessário evitar a fadiga.

O segredo para comer carne é selecionar os cortes mais magros, que são aqueles nas costas. Outro segredo é selecionar cortes provenientes de vacas alimentadas com capim, pois a qualidade nutricional da carne difere muito da tradicional proveniente de confinamentos.

A carne bovina tem um alto valor de saciedade e é mais difícil de ser decomposta do que outros tipos de proteína. Portanto, evite consumi-lo com carboidratos complexos, mas escolha vegetais com mais conteúdo em fibras e menos carboidratos.

12- Brócolis

O brócolis é um excelente alimento para antes e após o treinamento, se você quiser aumentar as nádegas. Ele não apenas fornece água, fibras e nutrientes, mas também substâncias de enxofre que possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

Isso é essencial, especialmente após o treinamento localizado, pois ajuda a reduzir a inflamação dos músculos e promove a recuperação. Brócolis também contém potássio, juntamente com vitaminas A, vitamina C e vitamina B6.

Você pode consumi-lo cozido no vapor, refogado ou assado, mas evite cozinhar demais, pois facilita a perda de nutrientes.

13- Arroz integral

O arroz integral é uma fonte muito boa de fibras e carboidratos no organismo. É útil como combustível para manter a massa muscular durante o treinamento.

Variedade integral e selvagem são as melhores escolhas. Eles ajudarão você a manter seus níveis de energia, facilitando a queima de gordura e promovendo o desenvolvimento de massa muscular no nível das nádegas.

O arroz integral promove a digestão e é uma excelente fonte de zinco que ajuda a manter a saúde do sistema imunológico. É sem glúten e reduz o risco de doença cardíaca.

14- Quinoa

Quinoa contém uma boa quantidade de proteína no interior, juntamente com nove aminoácidos essenciais. Ao contrário do arroz, seu teor de proteínas é maior e é considerado um pseudo-cereal.

Ajuda a prevenir o câncer de cólon e contém ferro, cobre, fósforo, magnésio e manganês. Ele também contém ácido fólico, juntamente com outra gama de vitamina B.

Isso é muito importante, pois o complexo de vitamina B está intimamente relacionado ao metabolismo energético e essas vitaminas são necessárias para queima adequada de gordura e ganho de massa muscular.

15- Tamarindo ou data

Esta fruta contém ácido tartárico, o que ajuda a combater o câncer. É também um excelente alimento contra a constipação, graças ao seu teor de fibras.

Embora contenha entre 20 e 30% de açúcar natural, é uma excelente fruta para após o treino. Você pode adicioná-lo aos batidos, pois favorece a incorporação de glicose e aminoácidos às células musculares e permite sua recuperação. Desta forma, ajuda o crescimento das nádegas.

Além de incorporar esses alimentos, se você deseja aumentar as nádegas naturalmente, lembre-se destas dicas:

  • Concentre-se em comer uma dieta rica em proteínas. Que haja uma fonte em cada refeição.
  • Realiza treinamento de alta intensidade e trabalha os músculos das nádegas.
  • Acompanhar com uma ingestão adequada de água. Incorpore pelo menos 2 litros por dia e lembre-se de que o líquido não é igual à água. Você deve consumir água pura para facilitar as funções orgânicas relacionadas à queima de gordura e à construção muscular.
  • Adapte seus horários às suas refeições. Evite consumir carboidratos simples à noite. Isso facilita o aumento de gordura na região do quadril.
  • É comum ganhar peso, mas tente reduzir a ingestão de gordura se precisar definir a massa muscular.
  • Ele incorpora uma rotina cardio, além de exercícios localizados.

E que outros alimentos você conhece para aumentar as nádegas?

Referências

  1. A dieta do tipo de corpo: soluções para uma barriga grande ou bunda grande. Dr. Oz.
  2. Hamstra-Wright KL, Huxel Bliven K. Exercícios eficazes para atingir o glúteo médio. J Sport Rehabil. Agosto de 2012; 21 (3): 296-300. Epub 2011 dez 30.
  3. Balivian Rico J, Esteche A, Hanke CJ, Ribeiro RC. Levantamento das nádegas com tiras de polipropileno. Surg Plast Surg. Abr 2016; 40 (2): 215-22. doi: 10.1007 / s00266-015-0599-0. Epub 2016 22 de jan
  4. Dieterich A, Petzke F, Pickard C, Davey P, Falla D. Diferenciação do glúteo médio e atividade mínima nos exercícios de sustentação e não-sustentação de peso pela ultra-sonografia em modo M. Man Ther. Out 2015; 20 (5): 715-22. doi: 10.1016 / j.math 2015.01.006. Epub 2015 26 de janeiro.
  5. Semciw AI, Green RA, Pizzari T. Função e tamanho do músculo glúteo em nadadores. J Sci Med Sport. 2016 Jun; 19 (6): 498-503. doi: 10.1016 / j.jsams.2015.06.004. Epub 2015 9 de junho.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies