Planos anatômicos e eixos do corpo humano

Planos anatômicos e eixos do corpo humano

Os planos  e eixos anatômicos são superfícies imaginárias que dividem o corpo humano para facilitar a descrição da estrutura, o nome e o estudo. Os planos são superfícies imaginárias bidimensionais e os eixos também são linhas de corte imaginárias unidimensionais.

A principal característica que diferencia um plano de um eixo é que um plano é bidimensional, enquanto um eixo é unidimensional. 

Posição anatômica

Para entender planos e eixos anatômicos, é preciso primeiro entender o que é a posição anatômica.

A posição anatômica é sobre a posição do corpo de referência, a qual os anatomistas chegaram por consenso para usar os mesmos termos de posição e direção e para entender universalmente as descrições da anatomia do corpo.

Essa posição anatômica é descrita como um corpo humano em pé (em pé), com vista horizontal, membros superiores de cada lado e ao longo do tronco, palmas das mãos abertas para a frente e membros inferiores juntos, com os dedos dos pés apontando para a frente.

A partir daí, entende-se que o paciente pode estar em qualquer posição: deitado de costas, deitado de bruços, deitado de lado ou sentado. As descrições sempre se referem à posição anatômica descrita acima.

Desenhos anatômicos

A função dos planos anatômicos é servir como referência espacial para facilitar a descrição e localização dos órgãos e estruturas corporais.

Os planos anatômicos utilizados principalmente para descrições anatômicas são três: sagital ou lateral, coronal ou frontal e horizontal, transversal ou axial. No entanto, existem bibliografias que admitem um quarto plano: oblíquo.

– Plano sagital ou lateral

É delimitado pelas dimensões alta e profunda.

É um plano com direção vertical e anteroposterior; isto é, cruza o eixo longitudinal do corpo e, portanto, divide-o em metade direita e esquerda. Essas duas metades são completamente assimétricas.

– plano coronal ou frontal

É delimitado pelas dimensões de altura e largura.

É um plano igualmente vertical orientado transversalmente; isto é, da direita para a esquerda. Portanto, divide o corpo humano em uma metade anterior e uma metade posterior.

– Plano horizontal, transversal ou axial

É um plano transversal, perpendicular aos dois anteriores, que divide o corpo em uma metade superior e outra metade inferior.

– plano oblíquo

É delimitado pelas dimensões amplas e profundas. Pouco utilizado, é um plano com direção vertical, anteroposterior e da direita para a esquerda ou da esquerda para a direita, que divide o corpo humano em duas metades oblíquas.

Machados do corpo

Nesse contexto anatômico de descrição, o conceito de eixo refere-se ao ponto em que é feito um corte imaginário para estabelecer a posição e a localização das estruturas corporais.

Sua função é distinguir a distância ou situação de algum órgão ou estrutura; por exemplo, se um for medial (próximo à linha mediana) ou mais lateral (separado da linha mediana).

Existem 3 tipos de eixos: sagital, longitudinal e transversal.

– Sagital

Refere-se ao eixo ventrodorsal ântero-posterior; isto é, cruza o corpo da frente para trás, na direção horizontal e é perpendicular aos planos coronais.

– Longitudinal

Também chamado craniocaudal ou superior inferior, é vertical, como uma flecha que perfura o corpo do ponto mais alto do crânio em direção aos pés, passando pelo centro de gravidade do corpo.

– Transversal

Também conhecido como laterolateral, possui uma direção horizontal. Corre de um lado do corpo para o outro, perpendicular aos planos sagitais.

Termos anatômicos de relacionamento

Uma vez estabelecidos os planos anatômicos e os eixos corporais, é importante conhecer os termos anatômicos de relação e comparação. Esses termos usam os planos e eixos para entender a descrição anatômica e sua localização relativa.

– Anterior: que está à frente ou em uma posição anterior.

– Traseira: atrás ou dorsal.

– Superior: localizado acima.

– Inferior: localizado abaixo.

– Craniano: mais próximo do crânio, na extremidade superior do tronco.

– Fluxo: mais próximo da cauda (cauda), extremidade inferior do tronco.

– Medial: mais próximo do plano sagital mediano.

– Proximal: localizado mais próximo do tronco ou do ponto de origem.

– Distal: localizado mais distante do tronco ou do ponto de origem.

– Superficial: próximo à superfície.

– Profundo: longe da superfície.

– Externo: mais distante do centro de um órgão.

– Interno: próximo ao centro de um órgão.

– Axial: localizado no eixo sagital.

– Ipsolateral: localizado no mesmo lado.

– Contralateral: localizado na metade oposta do corpo.

Referências

  1. O cartão Ruiz Liard. Anatomia humana. 4ª Edição. Volume 1. Editorial Panamericana Medical. Geral XIII-XV.
  2. Courtney Smith. Anatomia e Fisiologia Planos anatômicos e cavidades. 13 de outubro de 2007. Recuperado de: visiblebody.com
  3. Anatomia do corpo aviões e seções. 01/07/2012. Recuperado de: memorize.com
  4. Oliver Jones. 6 de janeiro de 2018. Planos anatômicos. Recuperado de: Teachmeanatomy.info
  5. Anatomia Cinética com Recurso na Web – 3ª Edição. Cinética Humana. 2012. pp. 31

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies