Qual é a atitude do Carmine? Características principais

A atitude carmim é uma das atitudes que a poesia lírica pode adotar. Os textos líricos podem ter três atitudes: o enunciativo, o apostrófico e o lírico. A atitude carmim é a mais lírica de todas.

A atitude carmim vem da palavra carmen, que em latim significa “canção”. O orador lírico ou a voz do poeta expressa seus sentimentos mais profundos, emoções e impressões. O orador lírico carmim usa o poema para expressar seu mundo interior.

Qual é a atitude do Carmine? Características principais 1

Na atitude carmim ou canto, a primeira pessoa da linguagem e da função expressiva é usada.

Principais características da atitude carmim

Na atitude carmim, o falante lírico expressa seus sentimentos mais profundos e íntimos. Por essa razão, a primeira pessoa do singular ou do plural é usada em verbos e pronomes.

Um exemplo de atitude carmínica na primeira pessoa são os seguintes versos de Pablo Neruda:

“Tenho medo. A tarde está cinzenta e tristeza

do céu se abre como uma boca dos mortos.

Meu coração tem uma princesa chorando

esquecido no fundo de um palácio deserto ».

A segunda pessoa também pode ser usada na atitude carmim. Isso ocorre quando sua expressão interna é direcionada ao objeto lírico.

Para exemplificar essa atitude, um verso de Federico García Lorca é detalhado abaixo:

«Se és o meu tesouro escondido,

Se você é minha cruz e minha dor molhada,

Se eu sou o cachorro da sua mansão ».

Nesses versos, García Lorca expressa o que sente pelo objeto lírico. Nesse caso, o sentimento é amor.

Elementos principais

Para criar um texto poético com uma atitude carmim, as seguintes considerações podem ser levadas em consideração:

1- Usar linguagem subjetiva e função de linguagem expressiva

A linguagem deve expressar o humor do falante ou poeta. Seus sentimentos devem ser conhecidos, que podem ser alegria, tristeza, melancolia, decepção e amor.

Relacionado:  Papel do conectivo nos parágrafos (com exemplos)

Além disso, dentro do mesmo poema, você pode encontrar muitos sentimentos, até sentimentos contraditórios.

2- Mesclar o alto-falante lírico com o objeto lírico

O objeto lírico provoca os sentimentos ou emoções que o falante deseja expressar. Na atitude carmim, o foco está nos sentimentos do poeta.

3- Escreva em prosa ou em poema

Quanto ao poema, os elementos que o compõem, como verso, estrofe, métrica e rima, devem ser levados em consideração.

A prosa pode alcançar expressividade usando figuras literárias. Isso ajuda a tornar a linguagem mais emocional.

Exemplos de figuras literárias são metáfora, personificação, comparação, hipérbole, antítese e hiperbaton, entre outros.

4- Concentre-se em si mesmo

Procura se concentrar em seus próprios sentimentos, emoções, humor e sensações corporais.

Você deve usar a primeira pessoa do singular e despejar todos os sentimentos que surgirem.

5- Encontre um tópico que toque os sentimentos do falante lírico.

As opções são praticamente infinitas. Você pode optar por falar sobre amizade, amor, morte ou outros problemas significativos para o autor.

Referências

  1. Juan Villegas (2001) Teoria da História Literária e Poesia Lírica. 18/12/2017. Planeta Editorial. Madrid-Barcelona
  2. S. Cella (2007) Contemporânea lírica. 18/12/2017. Analecta: Revista Humanidades. dialnet.unirioja.net
  3. Lihn, Enrique. Momentos essenciais da poesia chilena. A Havana. Casa das Américas 1969.
  4. MG Blanco (1953) O elogio da cidade nas letras das músicas. Filologia Romântica Search.proquest.com
  5. Fernando Cabo (2002) Teoria do poema: a enunciação lírica.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies