Setores econômicos do México: características e exemplos

Setores econômicos do México: características e exemplos

Os setores econômicos do México são as diferentes áreas da economia que esta nação desenvolve. Tradicionalmente, eles são divididos em primário, secundário e terciário, de acordo com a  fase de produção em que o setor envolvido está localizado; Dentro de cada setor, as atividades são agrupadas de acordo com a semelhança entre elas.

Assim, o setor primário está relacionado à extração de matéria- prima. Por sua vez, o setor secundário é responsável pelo processamento da referida matéria-prima e o setor terciário está relacionado a atividades complementares ou relacionadas aos setores anteriores.

O México tem uma economia mista; isto é, é constituído por empresas privadas e estatais; o governo também regula a atividade econômica. Atualmente, a economia deste país está entre as 20 maiores do mundo.

No total, existem 72 filiais que compõem os setores econômicos do México. O setor primário é composto por quatro atividades, o setor secundário inclui 56 e o ​​setor terciário possui 12 atividades. Entre os setores econômicos que compõem a economia mexicana, o de maior impacto são os serviços: contribui com mais da metade do PIB. 

Principais características dos setores econômicos do México

– Setor primário

O setor primário é composto por agricultura, pecuária, silvicultura (exploração madeireira) e pesca. É um dos setores econômicos vitais do México, pois contribui para o desenvolvimento dos outros dois.

No início dos anos 80, este país adotou um modelo de crescimento liderado pelas exportações. Consequentemente, o setor primário começou a experimentar uma melhoria.

O crescimento da atividade agrícola foi a principal fonte de divisas que lhe permitiu responder às importações de capital e atender à crescente demanda doméstica por bens. 

Da mesma forma, forneceu as matérias-primas exigidas pela indústria emergente e forneceu mão de obra abundante para os outros setores produtivos.

Crescimento importante

O setor primário apresentou um aumento no século XXI, impactando 12,4% do PIB do México. Também gerou benefícios para mais de sete milhões de mulheres e homens que trabalham neste setor.

Assim, esse setor promoveu a auto-suficiência mexicana na maioria das frutas, legumes, feijão, arroz e açúcar. Seu crescimento ainda é sustentado e está se aproximando da mesma suficiência em carnes e laticínios.

Exemplo de setor primário: cultivo de abacate

O abacate ou abacate é uma das jóias da agricultura mexicana, sendo considerado o “ouro verde”. Sua produção não é superada por nenhum país do mundo e a cada ano as colheitas aumentam devido à demanda.

O setor primário é geralmente um dos mais tradicionais, sendo um exemplo desse cultivo de frutas, que foi domesticado por povos indígenas na era mesoamericana há 10.000 anos. 

– setor secundário

O setor secundário é um dos grandes setores econômicos do México. É composto pelas atividades de mineração e petróleo, além da indústria de transformação de matérias-primas (indústria de transformação). Segundo relatórios do FMI, o México ocuparia a posição 15 na lista de países industrializados.

Quando se trata de petróleo, esse é um componente crucial da economia asteca. Os lucros da indústria petrolífera representam um alto componente do PIB mexicano. Sua produção atingiu  limites de 2,1 milhões de barris por dia. Só é superado pelos Estados Unidos e Canadá no continente.

A indústria de transformação leva a produção do setor primário e fabrica produtos acabados. Esses produtos podem ser destinados ao consumo interno ou à exportação. A fabricação pode ser dividida em indústria pesada e indústria leve.

Uma de suas indústrias mais importantes é a automotiva, com muitos dos principais fabricantes de automóveis estabelecendo suas operações em seus territórios ( General Motors, Ford, Chrysler, BMW, Toyota, Toyota, Honda, Volkswagen ou Mercedes Benz).

A indústria automobilística mexicana também se tornou gradualmente mais avançada. No início, era dedicado apenas à montagem de peças; depois tornou-se um centro de pesquisa e desenvolvimento.

Finalmente, no caso da produção de mineração, isso  representa 4% do seu PIB total, gerando mais de 352.000 empregos.

Exemplo de setor secundário: mineração de prata

O México é o principal produtor mundial de prata, mas também de outros minerais. Portanto, a mineração é um dos setores primários mais importantes da economia nacional.

As primeiras minas foram promovidas pelos espanhóis em Zacatecas no século XVI, e atualmente existem outros importantes assentamentos de mineração, como o de Durango ou Chihuahua.

– Setor terciario

O terciário é um dos setores econômicos importantes do México. Esse setor vem aumentando seu desempenho há décadas, atingindo mais de 60% do PIB anual.

Este setor abrange turismo, comércio, comunicações, serviços e transporte. Por sua vez, a atividade turística inclui hotéis e restaurantes, e a atividade de serviço inclui vários serviços profissionais, financeiros e governamentais. Da mesma forma, esse amplo setor inclui comércio, transporte, comunicações, atividades imobiliárias e aluguel.

O setor de serviços deve ser um dos principais motores de crescimento econômico. Essa esperança é baseada no fato de que o campo de serviços ocupa mais de 50% da força de trabalho mexicana.

A produção de informações está incluída no setor terciário. No entanto, alguns economistas não o consideram um serviço. Consequentemente, está sendo considerado incluí-lo como outro setor econômico do México: o quaternário.

Exemplo do setor terciário: o gigante Inditex

A empresa espanhola de distribuição de moda Inditex, conhecida por lojas como ZARA ou Stradivarius, possui cerca de 400 lojas de roupas no México, tornando-se o país americano com mais locais. 

Isso significa que mais de 6.000 pessoas trabalham para a empresa, que é um exemplo do setor de serviços em larga escala. Um tipo de comércio criado para satisfazer as necessidades têxteis da população.

Referências

  1. Gutiérrez Lagunes, M.; González Ortíz, JH e Recio Reyes, RG (2014). A evolução dos setores econômicos no México. Período 2004 – 2013. Extraído de congreso.investiga.fca.unam.mx.
  2. Instituto Internacional de Pesquisa em Tecnologia Educacional. (s / f). Setorização da economia. Retirado de gc.initelabs.com.
  3. Martínez, A.; Salgado, A. e Vázquez, S. (2017, 16 de março). Tendências recentes no setor primário no México. Retirado de bbvaresearch.com.
  4. Ministério da Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento Rural, Pesca e Alimentação. Governo do México (5 de setembro de 2017). O PIB cresce em quase cinco anos no setor primário do México 12,4%: SAGARPA. Retirado de gob.mx.
  5. Guia Comercial do País do México. (19 de setembro de 2017). México – Mineração e Minerais. Retirado de export.gov.
  6. Pariona, A. (2017, 25 de abril). A economia do México. Retirado de worldatlas.com.
  7. Cruz, M. e Polanco, M. (2014). O setor primário e a estagnação econômica no México. Revista Latino-Americana de Economia , 45, n. 178.
  8. Guia Comercial do País do México. (19 de setembro de 2017). México – Petróleo e Gás. Retirado de export.gov.
  9. Martínez, M. (07 de junho de 2017). O setor secundário pesa o indicador de produtividade. Retirado de eleconomista.com.mx.
  10. Conteúdo do relógio econômico (24 de março de 2010). Setores da Indústria do México. Retirado de economywatch.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies