5 mitos e lendas da região do Pacífico da Colômbia

Os mitos e lendas da região do Pacífico são o produto da enorme encruzilhada étnica e cultural presente na área, e a maioria surgiu décadas atrás, em épocas em que, diante de certas manifestações físicas da natureza, não havia explicação científica razoável.

Hoje eles fazem parte do patrimônio folclórico não apenas da região do Pacífico, mas de toda a Colômbia.

5 mitos e lendas da região do Pacífico da Colômbia 1

Geralmente, essas lendas fazem referência a seres sobrenaturais de natureza maliciosa , que trapaceiam ou cuidam de pessoas descuidadas e inocentes, ou simplesmente procuram punir aqueles que cometeram um crime ou irregularidade.

Mitos e principais lendas do Pacífico da Colômbia

Essas histórias geralmente sobrevivem graças à tradição oral e, em menor grau, à escrita. É comum que sejam contadas como histórias de horror para assustar as crianças e ensinar alguma moral.

1- Água Mãe

Essa lenda conta que nas margens dos rios e lagos há uma mulher de beleza incomparável (uma ninfa), com olhos azuis e cabelos pretos, capaz de atrair crianças com sua música.

Aquela criança que ouvia sua música cairia irremediavelmente hipnotizada e entraria na água procurando por ela até que ela se afogasse. A lenda é possivelmente inspirada nas histórias antigas de sereias que atraíram marinheiros ao fim.

Por esse motivo, é costume nunca deixar as crianças viajarem sozinhas na margem do rio. Homens adultos também podem se apaixonar por seu feitiço. Se eles chegassem perto demais da água, a ninfa os pegaria e os levaria ao fundo para devorá-los.

2- O Patasola

Nas montanhas e florestas da região do Pacífico, uma mulher que pula em uma perna (de onde o nome dela vem) pula, procurando camponeses e transeuntes inocentes por quem ela seduz e depois os devora.

Às vezes, assume a forma de uma mulher bonita capaz de se apaixonar por qualquer homem, mas ela tem o rosto coberto.

Se alguém tentar beijá-lo, sua forma mudará para os olhos de fogo e grandes presas.

3- O Homem Caimão

O mito do jacaré surgiu de um homem chamado Saul Montenegro, que gostava de espionar mulheres enquanto tomava banho no rio.Para isso, ele usou poções que o tornaram um jacaré.

Infelizmente, um dia ele assustou um de seus amigos, que acidentalmente quebrou a garrafa de poção na cabeça, condenando-o a ficar para sempre como um jacaré com cabeça de homem.

4- La Muelona

A doca é uma entidade que atormenta homens bêbados e femininos, atraindo-os graças à sua aparência e, em seguida, levando-os a um local isolado e devorando-os com seus enormes dentes.

Seu nome “muelona” refere-se aos enormes dentes que possui. Como outros mitos como La Llorona ou El Silbón , ele anuncia sua presença fazendo barulho, nesse caso fazendo seus dentes rangerem.

5- O Bracamonte

É uma criatura sobrenatural que nenhum ser humano viu, devora quem cruza seu caminho e lança foles assustadores que aterrorizam o gado.

A única maneira de se proteger de um bracamonte é dirigir uma estaca com o crânio de uma vaca, já que a criatura teme os ossos de sua presa.

Referências

  1. Lendas da região do Pacífico (sd). Recuperado em 20 de outubro de 2017, de Mitos e lendas colombianas.
  2. O Bracamonte (sf). Recuperado em 20 de outubro de 2017, do país Colômbia.
  3. Mitos e lendas (2010). Recuperado em 20 de outubro de 2017, de Rico Pacífico.
  4. Valentina Jaramillo Céspedes (sf). Mitos da região do Pacífico e Andina. Recuperado em 20 de outubro de 2017, de La Casa de Los Mitos.
  5. Colômbia Cultural (sf). Recuperado em 20 de outubro de 2017, do Sistema Nacional de Informação Cultural.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies