As 100 melhores frases de Foucault

Deixo as melhores frases de Paul Michel Foucault (1926-1984), filósofo, pensador social, de grande influência nas ciências sociais e humanas que morreram em 1984.

Um grande crítico de instituições sociais como prisões ou escolas, ele desenvolveu sua idéia do ‘Panóptico’, um sistema de vigilância em que muitos são vistos por alguém que não é visível, de onde o controle, o poder e o conhecimento são exercidos.

Você também pode estar interessado nessas frases de filosofia .

-O poder está em toda parte, porque vem de toda parte.

As 100 melhores frases de Foucault 1

-Minha opinião não é que tudo está ruim, mas que tudo é perigoso, que não é exatamente o mesmo que ruim.

As 100 melhores frases de Foucault 2

A alma é a prisão do corpo.

As 100 melhores frases de Foucault 3

-Por que a lâmpada ou a casa devem ser um objeto de arte, mas não a nossa vida?

As 100 melhores frases de Foucault 4

-Nós somos mais livres do que pensamos.

As 100 melhores frases de Foucault 5

-A sociedade inteira persegue cada indivíduo através de inúmeros mecanismos de disciplina.

As 100 melhores frases de Foucault 6

-O conhecimento não é saber: conhecimento é cortar.

As 100 melhores frases de Foucault 7

-O que me surpreende é o fato de que, em nossa sociedade, a arte se tornou algo relacionado apenas a objetos, e não a indivíduos ou a vida.

As 100 melhores frases de Foucault 8

-Não sinto que seja necessário saber exatamente o que sou. O principal interesse na vida e no trabalho é tornar-se alguém diferente daquele que você era no começo.

As 100 melhores frases de Foucault 9

Onde há poder, há resistência.

As 100 melhores frases de Foucault 10

-Não me pergunte quem eu sou, nem me peça para permanecer o mesmo. Mais de uma pessoa, sem dúvida como eu, escreve para não ter rosto.

As 100 melhores frases de Foucault 11

-As prisões estão superlotadas ou a população está encarcerada?

As 100 melhores frases de Foucault 12

-O olhar que você vê é o olhar que domina.

As 100 melhores frases de Foucault 13

-O panóptico é uma máquina para dissociar a idéia de ‘ver-ser visto’: no ​​anel periférico, é-se totalmente visto, nunca vendo; na torre central, tudo é visto, sem nunca ser visto.

As 100 melhores frases de Foucault 14

-É surpreendente que as prisões se assemelhem a fábricas, escolas, quartéis, hospitais, que se assemelham a prisões?

As 100 melhores frases de Foucault 15

-Não existe relação de poder sem a constituição correlativa de um campo do conhecimento, nem qualquer conhecimento que não pressuponha e constitua, ao mesmo tempo, relações de poder.

As 100 melhores frases de Foucault 16

As pessoas podem tolerar dois homossexuais que saem juntos, mas no dia seguinte eles estão sorrindo, de mãos dadas, se abraçando ternamente, para que não possam ser perdoados.

As 100 melhores frases de Foucault 17

Nossa sociedade não é uma sociedade de espetáculo, mas de vigilância.

As 100 melhores frases de Foucault 18

O conhecimento não é governado por uma teoria do conhecimento, mas por uma teoria da prática discursiva.

As 100 melhores frases de Foucault 19

Quanto ao poder disciplinar, é exercido tornando-se invisível; por outro lado, àqueles a quem se submete, impõe um princípio de visibilidade obrigatória.

As 100 melhores frases de Foucault 20

A morte deixou seu antigo céu trágico e se tornou o núcleo lírico do homem: sua verdade invisível, seu segredo visível.

Não há divisão binária entre o que se diz e o que não se diz; Devemos tentar determinar as diferentes maneiras de não dizer as coisas.

O imaginário não se forma em oposição à realidade como sua negação ou compensação; cresce entre os signos, de livro para livro, no interstício de repetições e comentários; nascido e toma forma no intervalo entre os livros. Esse é o fenômeno da biblioteca.

-As escolas têm o mesmo funcionamento social que as prisões e instituições psiquiátricas: definem, controlam e regulam as pessoas.

N Procure o que é bom, forte e bonito em sua sociedade e desenvolva a partir daí. Empurre-se para fora. Sempre acredite no que você já tem. Então, você saberá o que precisa fazer.

A prisão é o único lugar onde o poder pode se manifestar nu, em suas dimensões mais excessivas, e justificar-se como poder moral.

Relacionado:  As 40 melhores frases de Leão Larregui

-Eu não sou profeta. Meu trabalho é criar janelas onde havia apenas paredes antes.

-Estou irremediavelmente apaixonado por uma memória. Um eco de outra hora e outro lugar.

– Um corpo com problemas de saúde resulta em delírio, desânimo, mau humor, loucura, a ponto de o conhecimento adquirido acabar sendo jogado da alma.

A visibilidade é uma armadilha.

• Que desejo pode ser contrário à natureza, sendo que foi dado ao homem pela própria natureza?

Na realidade, existem duas espécies de utopias: as utopias socialistas proletárias que gozam da propriedade de nunca serem realizadas, e as utopias capitalistas que, infelizmente, tendem a ser realizadas com muita frequência.

-Não acho que você precise ficar triste para ser um militante, mesmo que o mesmo objetivo que você esteja lutando seja abominável.

-Não pergunte quem eu sou e não me peça que permaneça o mesmo: deixe nossos burocratas e nossa polícia verem que nossos documentos estão em ordem. Pelo menos evitamos a moral deles quando escrevemos.

-Em civilizações sem navios, os sonhos secam, a espionagem substitui a aventura e a polícia substitui os piratas.

A peculiaridade das sociedades modernas não é que elas deram sexo a uma existência misteriosa, mas que se dedicaram a falar sobre isso até o infinito, enquanto o exploravam como se fosse um segredo.

Para que o Estado funcione como funciona, é necessário que exista, de homem para mulher ou de adulto para criança, relações de dominação muito específicas, que tenham relativa autonomia e sua própria configuração.

– Pode-se dizer que todo conhecimento está ligado às formas essenciais de crueldade.

– A natureza, guardando apenas os segredos inúteis, havia colocado ao alcance e à vista dos seres humanos, as coisas que eram necessárias saber.

Globalmente, você pode ter a sensação de que quase não fala sobre sexo. Mas observe os dispositivos arquitetônicos, os regulamentos disciplinares e toda a organização interior: o sexo está sempre presente.

A alma é o efeito e o instrumento de uma anatomia política; A alma é a prisão do corpo.

A sociedade moderna é perversa, não apesar de seu puritanismo ou como uma reação causada por sua hipocrisia; É real e diretamente, perverso.

– O crime, com os agentes ocultos que procura, bem como com o ajuntamento generalizado que autoriza, constitui um meio de vigilância perpétua sobre a população: um aparato que permite que todo o campo social seja controlado pelos próprios criminosos.

N Não há um, mas muitos silêncios, e eles são parte integrante das estratégias subjacentes e permeiam os discursos.

– As guerras não são mais travadas em nome de um soberano que deve ser defendido; eles são libertados em nome da existência de todos; Populações inteiras são mobilizadas com o objetivo de matar em massa em nome do imperativo da vida: os assassinatos se tornaram vitais.

– Na escrita, o objetivo não é manifestar ou exaltar o ato de escrever, nem é um fixador na linguagem; antes, trata-se de criar um espaço no qual o escritor desaparece constantemente.

-Um faz guerra para vencer, não porque é justo.

A loucura, em sua palavra selvagem e indomável, proclama seu próprio significado; em suas quimeras, ele pronuncia sua verdade secreta.

-Porque a pessoa culpada é apenas um dos objetivos da penalidade. A punição é destinada principalmente a outras pessoas, a todos os que são potencialmente culpados.

A justiça deve sempre se questionar, assim como a sociedade só pode existir através do trabalho que realiza sobre si e suas instituições.

Relacionado:  80 Grandes Citações de Tranquilidade e Paz Interior

-A «Iluminação», que descobriu as liberdades, também inventou as disciplinas.

– Política não é o que pretende ser: a expressão de uma vontade coletiva. A política respira bem apenas quando essa vontade é múltipla, hesitante, confusa e obscura até para si mesma.

Quando o homem mostra o caráter arbitrário de sua loucura, ele enfrenta a necessidade sombria do mundo; O animal que persegue seus pesadelos e suas noites de privação é sua própria natureza, que exporá nua, a implacável verdade de seu inferno.

Trabalhar é pensar em algo diferente do que se pensava antes.

A linguagem da psiquiatria é um monólogo da razão sobre a loucura.

N Não há glória na sanção.

O lirismo da marginalidade pode encontrar inspiração na imagem do fora da lei, o grande nômade social.

-A partir da ideia de que o eu não nos é dado, acredito que há apenas uma conseqüência prática: temos que nos criar como uma obra de arte.

-O que estou procurando é uma abertura permanente de possibilidades.

– De qualquer forma, uma coisa é certa: o homem não é o mais antigo nem o mais constante dos problemas que surgiram para o conhecimento humano.

Não faz sentido falar ‘em nome de’ ou ‘contra’ razão, verdade ou conhecimento.

-O poder só é aceitável desde que oculte uma parte substancial dele. Seu sucesso é proporcional à sua capacidade de ocultar seus próprios mecanismos.

-No mecanismo do poder, houve um uso estratégico do que era inconveniente. A prisão cria criminosos, mas os criminosos são finalmente úteis no domínio econômico e no domínio político. Os criminosos servem.

-Há pouca informação publicada sobre prisões; é uma das regiões ocultas do nosso sistema social, uma das áreas mais sombrias de nossas vidas.

-Existem formas de opressão e dominação que se tornam invisíveis, uma delas é a nova normalidade.

-O conhecimento não faz parte da natureza humana. O conflito, resultado do combate e, consequentemente, do acaso, é o que dá origem ao conhecimento.

Como demonstrado anteriormente pela arqueologia do pensamento, o homem é uma invenção de data recente.

– A liberdade de consciência traz mais perigos do que autoridade e absolutismo.

-A disciplina não deve ser identificada com um dispositivo ou uma instituição. É um tipo de energia que permite comprimir um conjunto de instrumentos.

-A verdade pode ser entendida como um sistema de procedimentos ordenados para fins de produção, regulamentação, distribuição e operação de declarações.

O sucesso é sempre proporcional à capacidade de ocultar seus próprios mecanismos.

-O jogo pode valer a pena, desde que não saibamos qual será o final.

Meu relacionamento com as pessoas é como o de um ator. Quando terminar de falar, sentirei uma sensação de total solidão.

Os vapores ácidos não contêm as mesmas propriedades da melancolia, enquanto os vapores alcoólicos estão sempre prontos para explodir em chamas e sugerir frenesi.

A coisa fascinante nas prisões é que o poder geralmente não é coberto ou mascarado, mas é revelado à medida que a tirania o seguia, mesmo nos mínimos detalhes.

A relação entre a escrita e a morte se reflete no desbotamento das características individuais do sujeito que escreve.

A marca de um escritor não se submete a nada além da peculiaridade de sua ausência.

A vida com a humanidade terminou com uma criatura dependente que nunca está no lugar certo. Uma criatura viva que está destinada a vagar e cometer erros sem fim.

Relacionado:  57 frases bonitas de advogados [com imagens]

Do ponto de vista cristão, a razão humana é loucura comparada à razão de Deus. No entanto, a razão divina aparece como loucura pela razão humana.

Na sociedade do século XVII, o corpo dos reis era uma metáfora em uma realidade política. A presença física do rei era indispensável para a operação da monarquia.

– Acredito que uma grande ilusão é o pensamento social de um corpo constituído pela universalidade das vontades.

O domínio e a plena consciência do próprio corpo só podem ser adquiridos através do efeito e transformação do poder no corpo.

Existem fachadas do mal que têm grande poder de contágio, uma força de escândalo, que qualquer publicidade as multiplica infinitamente.

-O isolamento oculto sem motivo, traiu a vergonha que despertou e chamou explicitamente a atenção à loucura.

A loucura reflete um segredo da animalidade, que nada mais é do que sua própria verdade e, de alguma maneira, muitos propósitos são reabsorvidos.

A diferença só começa a existir em toda a sua intensidade no dia em que o medo deixa de ser usado como método para interromper um movimento e começa a ser usado como punição.

– Mais devagar, mas ainda mais certo da verdade que o confronta, é o despertar que vem da própria sabedoria e seu progresso insistente e imperativo pelas paisagens da loucura.

-Há mais idéias no planeta do que os acadêmicos imaginam e essas idéias são mais ativas, fortes, resistentes e mais apaixonadas do que os políticos pensam.

A condição da eventualidade do poder não deve ser buscada na existência primária de um ponto central ou em um único espaço de soberania.

O poder é encontrado em todos os lugares, não significa que engole tudo, mas que vem de todos os lugares.

-A análise das relações de poder é uma área complexa. Às vezes, são encontradas situações e estados de dominação que, em vez de serem móveis, permitem aos participantes adotar estratégias que os modifiquem.

-O exercício do poder cria e produz novos objetos de conhecimento, permitindo o acúmulo de novos corpos de informação.

O poder o tempo todo faz perguntas e nos pergunta, consulta e registra constantemente; institucionaliza a busca da verdade, profissionaliza e, no final, a recompensa.

-É o discurso da verdade que decide em parte, pois transmite e dirige os efeitos produzidos pelo poder.

-Não punem os mesmos crimes, não punem o mesmo gênero de criminosos. Mas eles definem bem, cada um, um certo estilo criminoso.

-O poder é exercido em rede e, nela, os indivíduos não apenas circulam, mas estão sempre em posição de sofrer e também exercê-lo.

O indivíduo é um efeito do poder e, ao mesmo tempo, na medida em que é, é seu alívio: o poder transita através do indivíduo que ele constituiu.

A execução pública é agora percebida como um foco no qual a violência recomeça.

– É feio ser digno de punição, mas pouco glorioso é punir.

O sofrimento físico, a dor do próprio corpo, não são mais os elementos constitutivos do luto. A punição passou de uma arte de sensações insuportáveis ​​para uma economia de direitos suspensos.

O aparato da justiça punitiva deve agora penetrar nesta realidade sem um corpo.

O poder não deixa de questionar, de questionar-nos; ele não deixa de investigar, de se registrar; institucionaliza a busca da verdade, a profissionaliza, a recompensa.

Deixe um comentário