As 11 características do capitalismo mais importante

As características mais importantes do capitalismo são a promoção de livre mercado e competição econômica, entre outras.

O capitalismo é um sistema econômico cujo principal objectivo é a obtenção e acumular lucro. A fórmula é seguida quando uma pessoa oferece um bem ou serviço a outra em troca de um preço.

As 11 características do capitalismo mais importante 1

Também é considerada uma ideologia em que o eixo que impulsiona as atividades econômicas é o meio de produção sob controle e propriedade de entidades privadas.

Esse sistema passou por um processo de evolução do feudalismo europeu. Durante séculos, existiu em pequena escala, onde um comerciante ofereceu sua mercadoria por um preço.

Evoluiu na Europa entre a Idade Média e o Renascimento no caos político, o que permitiu a descentralização das políticas econômicas.

Se os regulamentos ou impostos em qualquer entidade política eram muito limitantes ou opressivos, bastava ir para o território vizinho. Isso causou o acúmulo de muitos comerciantes e profissionais em áreas específicas que foram transformadas em cidades comerciais.

As entidades com leis econômicas mais livres se beneficiaram da migração maciça de pessoas que procuravam comprar ou vender, sendo um incentivo para isso, além de atividades industriais. O mais conservador, teve que mudar a regulamentação para não ser excluído.

A Europa renascentista possuía uma sociedade de direitos civis mais livre para a industrialização total dos meios de produção, onde era motivada a empreender atividades econômicas por qualquer indivíduo.

Assim, o capitalismo evoluiu para sua liberdade; suas regras e princípios foram descobertos ao longo do tempo, não impostos.

11 características do sistema capitalista

1- Os meios de produção pertencem ao setor privado

Entidades comerciais legais, geralmente chamadas de empresas, são donas de tudo o que é produzido ou de tudo o que é oferecido em seu nome.

No entanto, para que o aparato de produção funcione, é necessária a força de trabalho, trabalhadores que produzem em nome da entidade ou entidades privadas.

2- Promover o livre mercado

Mais do que apenas promovê-lo, você precisa dele indispensável. O objetivo é manter a economia o mais distante possível do controle de qualquer governo, em um espaço onde produtos e / ou serviços possam ser livremente comercializados, tanto quanto possível. Ou seja, em um mercado aberto, onde tudo está à venda.

Relacionado:  Radio talk: Definição, Características, Estrutura e Exemplo

3- A competição

É criado um espaço onde produtores e vendedores competem no mercado com seus produtos e serviços.

A competição econômica baseia-se na busca de maneiras de reduzir custos, oferecer melhores preços ao público e obter o maior lucro possível, mas sem afetar a qualidade do produto ou serviço.

4- Os meios de distribuição de bens e serviços, bem como sua produção, são determinados pelas formas de livre mercado

Quando respondem a uma necessidade específica de um setor da população, esses meios de distribuição e produção concentram sua operação no fornecimento de um sistema que possa atender às necessidades do momento.

Isso cunhou a frase popular que diz “onde há necessidade, há uma oportunidade”.

5- O preço

O comportamento da oferta e demanda de produtos e serviços é o que determina o preço final para o consumidor.

Em outras palavras, ao falar sobre oferta e demanda, o que mais importa é saber se o produto que um determinado indivíduo ou empresa está oferecendo é desejado pelos consumidores e até que ponto.

Dependendo da necessidade dos consumidores, o que é chamado de “valor de uso”, esses produtos e serviços terão mais ou menos “valor de troca” expresso em moeda. Quanto maior a necessidade, ou seja, demanda, maior o preço.

Da mesma forma, a concorrência no mercado livre significa que muitos produtos e serviços que cobrem necessidades semelhantes são oferecidos ao mesmo tempo e no mesmo espaço. Isso também pode fazer com que o preço varie devido ao excesso de oferta.

Por outro lado, o preço final de um serviço ou de um bem que ninguém deseja, independentemente de sua qualidade, pode ser consideravelmente baixo porque não possui demanda.

Em conclusão, baixa oferta e baixa demanda, baixos preços; alta oferta e baixa demanda, preços muito baixos; baixa oferta e alta demanda, preços muito altos

O comportamento perfeito para manter esse sistema econômico em movimento é quando há muita oferta e demanda.

Assim, as empresas sempre mantêm o dispositivo de produção ativo para atender às necessidades periódicas dos consumidores que não param de comprar.

6- Incentivar a criação de empresas

Isso significa que qualquer indivíduo, se ele tem a capacidade de satisfazer uma necessidade da sociedade, pode criar seu próprio negócio e dedicar-se a essa ocupação.

Relacionado:  Quais são os elementos positivos e negativos do crime?

Chama-se empreendedorismo e atualmente é uma tendência mundial, especialmente na juventude, onde empresas e até governos estimulam pequenos e médios empresários.

7- Liberdade para escolher sua profissão

Na mesma ordem de idéias do ponto anterior, não há política ou regulamento que controle a atividade econômica que um indivíduo empreendedor deseja realizar.

Qualquer pessoa pode escolher a qual trabalho deseja se dedicar e em que atividade econômica deseja receber os lucros.

Isso abre para os pequenos empreendedores oferecerem bens ou serviços que agreguem valor adicional à qualidade de vida e ao conforto geral da sociedade. Também se aplica à pessoa que tem a liberdade de escolher o ramo em que deseja trabalhar.

Ou seja, no capitalismo, podemos encontrar empresários que não são necessariamente os mais preparados para desenvolver uma determinada tarefa, mas são os que oferecem o menor preço por isso.

8- Igualdade de oportunidades

Levando em consideração os dois pontos anteriores, o sistema oferece a possibilidade de qualquer indivíduo emergir e obter uma melhor qualidade de vida, passando para o exercício da atividade econômica que decidir.

9- Setores do sistema

Para que o capitalismo possa existir e ser um sistema econômico forte, são necessários dois setores: a classe “capitalista”, proprietária de negócios, empresas, corporações e investidores, e a classe trabalhadora responsável por tornar possível a produção .

É importante destacar que a classe trabalhadora não é apenas chamada assim porque é o setor representativo da força de trabalho, mas também porque eles são os que recebem os pagamentos mais baixos.

10- A acumulação de capital

Essa é uma das principais características. Sem obter capital, não haveria capitalismo. Sem empresas gigantescas, não haveria capitalismo.

Sem uma classe “capitalista” composta de empresários, investidores e grandes empresários, não haveria capitalismo.

11- Consumismo

Como foi dito em um ponto anterior, o melhor cenário em que esse sistema funciona da maneira ideal é quando há muita oferta e demanda.

Dessa maneira, o mercado de produtos e dinheiro está em constante movimento, evitando a superprodução.

O consumismo acontece quando a população está disposta a “consumir”, adquirir, usar bens e serviços excedentes dos quais realmente não precisam; impulsionado por campanhas publicitárias que enfatizam a melhor qualidade do próximo produto.

Esse cenário tornou-se uma cultura em si, onde as populações buscam definições, individualmente ou em grupos, na quantidade de coisas que podem comprar ou substituir o produto que já existe para um produto muito melhor.

Relacionado:  Os 53 ditados da região andina mais popular

Exemplo

Tome os telefones celulares como um ícone representativo da Era Moderna. Atualmente, um ano, muitos modelos de celulares são lançados no mercado, promovendo-os como melhores que os modelos anteriores.

As empresas sabem que seu consumidor alvo é principalmente a pessoa que já tem um telefone celular em suas mãos.

É muito mais provável que a mesma pessoa compre o próximo modelo da mesma marca, oferecendo-o com melhores características do que outro consumidor.

A tendência foi observada de acordo com estudos, que mais alta qualidade, preço mais alto, mas menor vida útil do equipamento. Isso, sem dúvida, impulsiona a aquisição de um novo telefone celular quando ele está danificado ou muito antes de ser danificado.

Na Austrália, a produção de celulares está focada em crianças entre 6 e 13 anos de idade, que vêem o celular como um meio de se representar motivadas pelo status e pela estética da equipe.

53% dessas crianças acreditam que a marca do telefone é importante e outros 62% são a aparência. Da mesma forma, as crianças que possuem telefones celulares mostram sinais de consumo competitivo ao tentarem acompanhar seus colegas.

Uma grande porcentagem deles pretende ou tem planos de adquirir o próximo modelo que, imediatamente, entra no mercado.

Referências

  1. James Peron (2000). A evolução do capitalismo. Fundação para a educação econômica. Recuperado de fee.org.
  2. Kristina Zucchi (2017). Principais características das economias capitalistas. Investopedia. Recuperado de investopedia.com.
  3. Nikhil Kothawade. Quais são algumas características do capitalismo? Recuperado de quora.com.
  4. Kimberly Amadeo. Capitalismo: características, exemplos, prós, contras. The Balance Recuperado de thebalance.com.
  5. Assuntos de dinheiro 10 características importantes do capitalismo. Recuperado de accountlearning.com.
  6. David Hilfiker Evolução do Capitalismo (documento online). David Hilfiker.com. Recuperado de davidhilfiker.com.
  7. Christian Downie e Kate Glazebrook (2007). Telefones celulares e crianças pequenas (documento on-line). Artigo de pesquisa nº 41. The Australia Institute. Recuperado de tai.org.au.
  8. Scott, Bruce R. (2006). A economia política do capitalismo. Working Paper, nº 07-037. Harvard Business School – Faculdade e pesquisa. Recuperado de hbs.edu.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies