As 170 melhores palavras de abril

Os ditos Abril são maioritariamente condicionado pelo clima particular deste mês, um dos mais chuvoso do ano e onde a floração começa. Geralmente coincide com a época da Páscoa e com datas muito populares, como San Marcos ou Dia de São Jorge.

Abril é o segundo mês da primavera, caracterizado por um clima ameno e ainda leves traços do clima de inverno, além do outono das chuvas que causam o florescimento característico desta estação. Você também pode gostar desses ditados de março .

As 170 melhores palavras de abril 1

Flores e ovo da páscoa, característicos de abril. Fonte: pixabay.com

– Abril frio, sorvete e sutil.

-Abril de abril, e suas águas tiram o urso da caverna.

-O vinhedo da ruína, é podado em abril.

-Abril encapsula as rosas e maio parece aberto e bonito.

-Apriles e diaristas, poucos são bons.

-Em abril, a flor começa a sair.

-Abril traz à tona o brilho.

-Abril não é pai, é compadre.

-Quem come caracóis em abril, plataformas de cera e pabil.

-Se chove em abril, forneça a média para medir.

– Abril Abrilete, pior que sete; Ligue para maio e vá embora.

-De seus logs, salve para abril e, caso esteja soprando, salve para maio.

Quando abril troveja, boas notícias.

-Abril Aprilero, todos os dias uma chuva forte

Trovão de abril, bom verão está chegando.

– Abril Aprilero, ou o pastor pede ajuda ao barqueiro, ou os sapos morrem na secadora.

– Partilhe seu tempo de abril entre chorar e rir.

-Abril sempre será mau, ao entrar ou sair, ou no meio por não mentir.

– Para você o ano todo, e para mim abril e maio.

-Água em abril, arrume seu camarim.

Abril, Apriluco, o mês do cuco.

-O inverno não passou, enquanto abril não acabou.

– Abril sem granizo, nem viu nem viu.

-Se troveja em abril, prepare a capa e durma.

-Abril, se bom no começo, ruim no final.

-Abril tira a espiga, que o maduro.

-Se março não estraga, nevascas de abril.

– Chuvas de abril para homens e maio para animais.

– Abril pode ser frio, quente ou quente.

-Abril, para os campos ri.

– Mudando pontes, você as verá abundantes.

– Abril concluiu, o inverno se foi.

-Em abril, cogumelos para mim; em maio, os cogumelos conseguem; Em San Juan, podre.

– Quem rega em abril, em maio, colhe.

-Bom verão nos espera, se em abril a chuva for duradoura.

-Abril com seus chuveiros, maio continua com suas flores.

-Abril é chuvoso e suave.

– Nos três dias de abril, o cuco deve ter retornado, mas chegou aos oito, ou foi pego ou morto.

Abril, deixe as videiras dormirem.

-Abril molhado, bom para trigo e ruim para vermes.

– Abril frio, pior que o energético.

– De abril a abril, as águas retornam para onde costumavam ir.

– Abril, uma boa entre mil.

-Água molhada, o pão vem carregado.

-No abril sem flores, ou juventude sem amor.

Quem não guarda lenha para abril não sabe viver.

-Se o cuquillo não chegou em 25 de abril, ou morreu, foi morto ou não quer vir.

– Abril, que água você escorre e de perfumes lilás.

-Abril Abrilete, quando a videira chega.

-Em abril, a primavera parece boa.

-A avó que não guardava lenha em abril, não sabia como viver.

-Apriles bons e bons nobres, muito escassos.

Abril e maio compõem o ano.

– Abril pode trazer orvalho e outras vezes geada e frio.

-Em abril, apare a ruína.

-Em abril, procure o ninho da perdiz.

-Abril molhado, ruim no jardim e bom no campo.

-Yemas de abril, poucos no barril.

-Cucú de maio, Cucu de abril. Quantos anos você me dá para viver!

-Abril Abrilillo, você sempre foi Pillo.

-Em abril, toda a água cabe em um barril; Mas se o cano estiver irregular, todos serão inundados.

-Quando ele amadurece em agosto, em abril, seu rosto é visto.

– Abril frio, muito pão e pouco vinho.

– Dos seus registros mil, economize cem para abril.

-Quando troveja em abril, o fazendeiro fica feliz.

-3 de abril, o cuco tem que vir.

-O ano estraga quando chove muito em janeiro e neva em abril.

– Abril faz as portas fecharem e abrirem e os porcos rosnarem.

– Março, loucura, e April nem um pouco.

-Semana Santa molhada, cheia de folhas de trigo.

-Em abril, a geada segue a tempestade de granizo.

– Abril frio, bolos de trigo.

– Entre abril e maio, faça farinha durante todo o ano.

– O sol de abril queima mais do que o de todo o verão.

-Olha com abril!, Que é frio e sutil.

-Alto ou baixo, em abril seja a Páscoa.

-A chegada de abril é primavera; A seiva e o sangue se alteram.

Água de apriline banha as ervas; é assim que o gado quer jogá-los, mas não a porca.

-A água de abril, se não for torrencial, encha a cesta de pão.

-Abril frio, incha o silo, e molhado, o silo e o campo.

-Se neva para Santa Engracia, o infortúnio da vinha.

Abril, deseje-o pelas chuvas e tema-o com vil.

-Abril tem um rosto de unhas abençoadas e de gato.

Chuva de abril, encha o celeiro.

-A chuva de abril amadrina, e congratula-se com a andorinha.

-Em abril, ele foge da cozinha; mas não tire o seu anguarine.

– Entre março e abril, o cuco sai do cubil.

– Em geada em abril, a fome deve continuar.

Abril, chuva mil. E se formos bastardos, chove muito.

-Eu sei como falar sobre o grão-de-bico, que até abril não deve nascer nem semear.

-Adicionado e pouco molhado de abril.

-Abril chuvoso, faz maio florido e bonito.

Abril e maio são entendidos às vezes.

– Abril traz flores e maio leva as honras.

-Abril e a mulher, tudo de ruim deve ser temido.

-Abril não se chama abril, mas ah, vil!

-Abril sorrindo, frio mata pessoas.

– Além das coisas boas, nos lilases de abril, nas rosas de maio e em junho nas papoulas.

-Abril Abrilero é sempre traiçoeiro.

-Se não houvesse abril, não haveria ano vil.

-Uma flor não é abril, mas mil.

– Até abril não passa, não ilumine o vestido.

Abril, abra sua mão e deixe-a ir.

Abril, abril, brota milhares.

-As corridas de abril e maio são as melhores do ano.

Águas de abril, vêm mil.

– As chuvas de abril caem no barril e em maio eu desmaio.

-Em abril ele coloca a perdiz.

-Para San Marcos, no chão haverá poças.

Abril, abril, sua água para outra, seu sol para mim.

– Cortar cardos em abril e cada um vai deixar mil.

-Abril frio e úmido, incha o celeiro e alimenta o gado.

-Chove em abril e maio, mesmo que não chova ao longo do ano.

-Abril e maio têm a chave do campo.

-Abril, hueveril; Casa de passarinho de maio.

-Em abril, cada gota vale mil.

-De abelha e vaca, em abril, o magrelo morre.

-As manhãs de abril demoram a dormir.

-Abril Abrilillo, quando não foi pillo?

Abril, skipjack, o mês que as videiras colocam.

-Para São Marcos, o grão de bico, nem nascido nem semeado.

– Abril chuvoso, maio esverdeado.

-Em abril, não tire o arquivo.

-Apriles e senhores, há poucos que não são traidores.

– Abril, mil águas, peneiradas em um avental.

-Apriles e senhores, muito bons.

-Quando março ventea, abril chove.

-Apriles e conta, o maior número de traidores.

-Em abril, os pássaros cantam bem no telhado.

-San Marcos, rei das poças.

-Abril que troveja, anuncia boa colheita.

– Em abril eu elogio se a cauda não voltar.

-Com abril, não há ano ruim.

-Bom ano e bom tempo, se houver trovões em abril.

-Abril que acaba chovendo, chega a maio rindo.

-Em abril a flor começa a brilhar.

-No final de abril, você verá a flor na videira.

-Se você tiver pão para maio e lenha para abril, vá dormir.

-Quando abril é muito ruim, o ano não pode ser bom.

-Em abril e maio não saia de casa em casa.

-Sua salsa semeia em abril.

– Não há abril que não seja vil, no começo, no meio ou no fim.

– Abril, mil águas, se não no começo até o meio ou até o fim.

– Abril quente, pode ser brincalhão.

-Em abril, pouca chuva e mil nuvens.

– Criado em abril e licenciado em maio, cedácico por mais um ano.

-Se você quer saber quando é abril, a andorinha chegará para lhe dizer.

-Em 10 de abril, você verá o cuco chegar.

-Abril e a mulher todas as coisas boas podem acontecer.

– Em abril do sono mais gostoso, duas vezes por ano você deve ir.

– Em abril, as amendoeiras florescem, os pássaros ao sol, os jovens apaixonados.

-Abril, tire-o do cubil, e a boa velhinha disse: meu para o cenojil.

– Abril úmido, pode ser pulverizado.

Bons amigos e bons Apriles, um entre milhares.

-Em abril, o pico sai do balde.

-Em abril, aspargos para mim; Em maio, para o meu cavalo.

-No começo ou no fim, abril geralmente é mau.

-Quando março marcea, abril rega cantarea.

-Abril tem a chave do trilho.

-Se abril será frio, haverá pão e vinho; e se estiver frio e úmido, com certeza é o ano.

-Abril de abril, alguns vão e outros vêm.

– Abril sem saraiva, Deus não.

Abril, abril, o cuco que você tem que ouvir.

Abril, Aprilero, cem, um bem, a velha que disse que tinha cem e não conhecia nada de bom.

Esterco de abril, lança mil pontos.

– Abril caracóis para mim, maio para meu irmão e junho para nenhum.

-Truenos em abril, a média e o alqueire.

De 30 de abril a 30 de maio, o mês não passa em vão.

– Abra as portas de Santo Rocío em abril e não abra as do frio.

Abril, abril, cem em cem anos você deve vir.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies