As 180 melhores frases de janeiro

As palavras de Janeiro geralmente se referem à esperança e motivação para começar um novo ano, de acordo com as zonas climáticas característicos em cada hemisfério, de santos ou atividades rurais relacionadas com a agricultura ou pecuária.

No hemisfério norte da Terra, janeiro é um mês caracterizado por baixas temperaturas, hibernação de várias espécies de animais, como o urso e, em algumas áreas, neve. Você também pode gostar dos ditos de fevereiro .

As 180 melhores frases de janeiro 1

Ilustração das temperaturas frias de janeiro, mês de inverno. Fonte: pixabay.com

No campo antropológico e social, também se caracteriza por ter os primeiros dias após as férias e por ser o primeiro mês do ano novo, quando a economia familiar geralmente não está no seu melhor.

-Janeiro, é claro e helero.

– Frango de janeiro, incha a tábua de cortar.

– January Moon não tem parceiros.

-Janeiro de verão, nem para o palheiro, nem para o celeiro.

-O trovão de janeiro sustenta o celeiro.

Para os reis, o dia e o frio crescem.

Água de janeiro, cada gota vale dinheiro.

-Em janeiro, o agrião come o cavalheiro.

– Em janeiro como fevereiro, azeitona.

-O lebre galgo é a lebre em janeiro.

-Para o ano novo, trigo, vinho e bacon novo já são antigos.

-No mês de janeiro, as roupas são congeladas no varal.

-Bom janeiro, fevereiro ruim.

-Em janeiro, cinzas de suor.

-Em janeiro, um chapéu é melhor que um chapéu.

-Por San Antonio, está frio dos demônios.

-Em San Antón, abóboras ao sol.

Janeiro e trabalhador, com gelo e chuva.

-Janeiro, não muito durável.

– Tantos dias em janeiro, tantos bushels medem a colheitadeira.

Por San Antón, as galinhas põem ovos junto à pilha.

Por Saint Julian, guarde o vinho e guarde o pão.

Para San Antón, não há neblina que chegue às duas horas.

N Faça seu herdeiro filho, onde o nevoeiro é no mês de janeiro.

-Em janeiro, dia de sol e tarde no braseiro.

-Por San Antón, cada um no seu canto.

-Janeiro frio ou temperado, passe-o temperado.

-Se houver flores em janeiro, em maio haverá dores.

-Em janeiro, cada ovelha com seu cordeiro.

-Em janeiro, eles suam o nariz.

-Em janeiro, pedir pepinos é loucura.

-De janeiro a janeiro, ram.

– Por São Vicente, os dentes batem.

-A lebre em janeiro, no tollero.

-Por San Antonio, metade do palheiro e metade do celeiro.

-De janeiro a janeiro, boas xícaras de caldo na panela.

-Por San Antón, pon de frango.

Por San Antón, mediu mais horas de sol.

-Para São Vicente, a água salta das fontes.

-O sol de janeiro nasce tarde e se prepara.

-Em janeiro, o sargo é um cavalheiro.

-O novo ano do dia é conhecido pelo muleteer, mas não no dinheiro.

Por St. Vincent, toda a água é quente.

Por San Antón, incline o leitão.

-Quem pega a azeitona em janeiro, deixa o óleo na madeira.

-Quem passa o mês de janeiro, o ano inteiro passa.

-Em janeiro, seu parceiro procura a perdiz.

-Em janeiro, a avó acende o braseiro.

-Janeiro é um cavalheiro se não for um criador.

-Em janeiro, o solo úmido; Bom para o chão, ruim para o gado.

-Berzas em janeiro, eles têm gosto de carneiro.

Dos santos de janeiro, San Amaro é o primeiro.

-Mês de janeiro, dia inteiro.

-Em janeiro, a neve nos beirais.

-Em janeiro, abra seu celeiro.

-Janeiro, sempre anda atrás do outro.

-Janeiro frio, entra soprando os dedos.

– Semeie o alho em janeiro ou você perderá dinheiro.

-Se congela bem em janeiro, chove muito em fevereiro.

Tremor de dezembro, bom janeiro e ano melhor.

-Em janeiro e fevereiro, um tempo ao sol e outro na fumaça.

-A pessoa que descasca em janeiro, descasca o ano inteiro.

-Em janeiro, levanto ajero; no final, não no começo.

-Em janeiro chegando, passarinhos para o cabide.

-Janeiro de janeiro, o primeiro rei.

-Em janeiro castanheiro e corredor de fevereiro.

-Não existe lua como janeiro ou amor como o primeiro.

-Desde o primeiro, das luas de janeiro.

-Se em janeiro a cegonha parar, a neve será rara.

– A que é cortada em janeiro, é cortada o ano inteiro.

-Janeiro, mês de jaquetas, boas gravatas de lã.

-Lobo em pele de cordeiro, é que ele sofre a ladeira de janeiro.

– Janeiro, vilão rico e seco.

-O repolho de janeiro, escorra a panela.

-Gelo de água em janeiro é mensageiro.

-Janeiro carrega o diabo no útero.

-Por San Silvestre e Santa Coloma, o mês de janeiro aparece.

-Em janeiro, case-se com um parceiro e contorne o galinheiro.

-Se congela em janeiro, chove bem em fevereiro.

Chuva de janeiro, encher Cuba, potes e celeiro.

-Se em janeiro o grilo canta, em agosto pequeno triguillo.

-Bom janeiro e bom abril, ninguém os viu chegando.

Para Reyes, o aviso dos bois; e para San Sebastián, o gañán.

-Em janeiro, frio ou temperado, passe adiante.

-Em janeiro, a neve é ​​estrume.

-Em janeiro cachecol, capa e chapéu.

De janeiro a janeiro, o dinheiro é do banqueiro.

-Gatos no cio, você verá em janeiro.

-San Antón coloca as meninas em um canto e San Sebastián as leva para passear.

-Em janeiro nevoeiros, em maio certas chuvas.

-Janeiro, mês torrendero.

-No mês de janeiro, lobos sete a sete no carro.

-No final de janeiro, corte sua madeira.

-Para San Antón, o melão perde o sabor.

– Tremendo em janeiro, tremendo o cordeiro nasceu.

-Em janeiro, meia gorda e chapéu.

-Janeiro, mês de zamarra, boa gravata de fogo.

-No sol sem chapéu, nem em agosto nem em janeiro.

-Janeiro, claro e sereno.

-Em janeiro, não chegue cedo.

-Para São Vicente, janeiro perde um dente.

-O ano que começa a chover, vem rindo.

-De janeiro a janeiro, eu quero beijar.

-Se sair com barbas: San Antón, e se não: a mais pura concepção.

Água de janeiro, o ano todo tem um temperamento.

-Em janeiro, o alecrim floresce.

-Os filhotes de janeiro a agosto no hedge.

– Em janeiro, nem galgo nem falcão retriever.

-Em janeiro, o boi e o macho fazem rim.

-Em San Antón, em janeiro, o trajinero caminha mais uma hora.

-Dias que passam de janeiro, alho que o ajero perde.

-Em janeiro não separe do braseiro.

-Se janeiro é ruim, pior é fevereiro.

-Se ouvir trovões em janeiro, levante o celeiro e amplie o palheiro.

Por São Vicente, congelante ou comum.

-San Julián de boa estréia, boa comida e melhor jantar.

-Na manhã de janeiro, ele não diz bom dia, nem tira o chapéu.

-No dia da epifania, as estrelas são vistas ao meio-dia.

-Janeiro frio e sereno, inaugura um bom ano.

Trabalho de janeiro, não troque por dinheiro.

-Em janeiro, o melhor sol é o úmero.

-A flor de janeiro não atinge a fruteira.

-De frango de janeiro, a caneta vale dinheiro.

-Jogo de janeiro, coloca trabalhador.

-Por San Antón, cinco horas e sol.

-Neve em janeiro e sóis em fevereiro.

– No dia 17 de janeiro, eles pedem seus animais do pastor ao yuntero.

Janeiro empoeirado, fevereiro chuvoso.

-Com neve em janeiro, não há ano fulero.

-Para bom janeiro, coloque fogo.

-Se for verão em janeiro, não haverá palha nem grãos.

-Em janeiro, procure a lebre nos assaltantes.

-Em janeiro, pouco a caminho.

-Se dezembro e janeiro estivessem quentes, seria fevereiro.

-Dos Santos frioleros, San Sebastián o primeiro.

Por San Antón, um pombo espalha o dia.

-Besugo de janeiro, vale um carneiro.

As chuvas de janeiro trazem um ano de dinheiro.

Água de janeiro até que a foice mova a têmpera.

-Em janeiro, a velha congela no tronco.

– Podar em janeiro e cavar em fevereiro, e você terá um monte.

-Em janeiro, deixe o rabanete no rabanete.

-Em janeiro, a água congela na panela e a antiga na cama.

-San Antón, velho e triste, coloca o velho em um canto.

Janeiro yerbero, cicatriz do ano.

-Bom janeiro, frio e seco.

-A chuva de janeiro vale a pena.

Moda de janeiro, vale como carneiro.

-Em janeiro, dia ameno, está soprando

-Janeiro é seguido por janeiro, o mês do Fulero.

-Por San Sebastian, você pode ver a memória na caminhada.

-Em janeiro, não há galgo ou boi da estrada.

-Vá com zelo, como despesas em janeiro.

-Em janeiro, a água congela na panela.

-Em agosto e janeiro, não tome banho de sol sem chapéu.

-Se os sapos cantarem em janeiro, feche seu cillero.

-Se janeiro com dezembro passa sem frio, quando fevereiro chega o rio congela.

-Ano que até 9 de janeiro neva, muito pão aguarda.

-Janeiro, bom mês para o carvão.

-O tronco de janeiro, não o coloque no úmero.

-A galinha de janeiro, cria sua mãe no galinheiro.

Sol de janeiro, amor genro.

Por São Vicente, o sol já banha as torrentes.

-Janeiro, chave do celeiro.

-Em janeiro, não há carro ruim nem boi bom.

-A madeira da sua casa, em janeiro, seja cortada.

-Se janeiro for perdido, procure a amendoeira.

A justiça de janeiro é rigorosa, mas fevereiro está chegando, é outra coisa.

-O ano estraga quando chove muito em janeiro e neva em abril.

-Em janeiro, nem leite nem cordeiro.

-O frango de janeiro, debaixo das asas, traz o dinheiro.

-Janeiro, sou um cavalheiro, como acho, uso.

-No mês de janeiro o sol entra em cada reguero.

-Para janeiro, vale mais capa do que chapéu.

– Dezembro úmido, janeiro bem gelado.

-Janeiro, é o primeiro mês, se estiver frio, é um bom cavalheiro.

-A amendoeira de janeiro não atinge a cesta.

– Janeiro Corvilla, San Sebastián primeiro.

-O frango de janeiro em San Juan é um vale.

– Janeiro, claro e gelado, janeiro, frio e seco.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies