As 4 invenções mais destacadas de Aristóteles

As invenções de Aristóteles são contribuições que marcaram a história da humanidade em relação à ciência e à filosofia. Enfatize o empirismo e a nomenclatura binomial, entre outros.

O chamado primeiro filósofo da ciência e primeiro professor do Ocidente é um dos pensadores mais importantes de todos os tempos.

As 4 invenções mais destacadas de Aristóteles 1

O fascínio de Aristóteles pela natureza, lógica e razão o levou a explorar os campos das ciências naturais e sociais.

Seu legado para a humanidade é uma extensa obra que transcendeu o tempo e deu origem a importantes postulados, muitos dos quais permanecem válidos.

O aristotelianismo constitui o conjunto de obras aristotélicas que inclui sua visão de metodologia filosófica, metafísica, epistemologia, ética e estética, entre outras.

O trabalho de Aristóteles foi ensaiado e disseminado até ser registrado no pensamento social da civilização ocidental.

A Aristóteles é creditada a criação das ciências sociais mais significativas: política, ética e sociologia, concebidas sob os princípios do bem e do mal e a relação entre matéria e forma.

As 4 invenções mais importantes de Aristóteles

1- Empirismo

A revolução ideológica de Aristóteles está enquadrada na teoria do conhecimento, segundo a qual a experimentação é a base da verdade: “Não há nada na mente que não tenha existido antes nos sentidos”.

Empirismo significa que toda filosofia ou ciência deve confiar na experiência; isto é, na percepção e no conhecimento sensível.

2- A lógica do silogismo categórico

É um procedimento de dedução lógica segundo o qual, se duas premissas com um termo comum que as associa são submetidas a raciocínio, elas levam a uma conclusão na qual o termo comum está ausente.

Exemplo

Premissa 1: Platão é um homem.

Premissa 2: Os homens são mortais.

Conclusão: Platão é mortal.

Esta invenção de Aristóteles marcou a história da lógica e do raciocínio ocidental.

3- A classificação dos seres vivos e a nomenclatura binomial

Aristóteles foi o primeiro a classificar os seres vivos de acordo com suas características semelhantes.

Em seu livro History of Animals, ele expressou as diferentes classificações hierárquicas de acordo com seu lugar, da hierarquia mais baixa à mais alta. Ele colocou os seres humanos nos estratos mais altos.

No mesmo sentido, ele inventou a convenção da nomenclatura binomial, classificando os organismos vivos em dois grupos: “gênero”, para se referir à família; e as “espécies”, para estabelecer a diferença deste organismo em relação a outros da mesma família.

4- O primeiro tratado científico de filosofia e psicologia

Aristóteles inventou o conceito de alma no Ocidente. Ele a definiu como a primeira força ou energia que gera vida, sentimento e intelecto.

Em seu livro De anima, ele incorporou a idéia de que a alma é a abstração que une o corpo humano à mente.

No princípio da relação entre matéria e forma, para Aristóteles o corpo humano é matéria e a alma é forma.

Referências

  1. Amadio A. (18 de agosto de 2017). Filósofo grego de Aristóteles. Em: britannica.com
  2. Aristóteles (2008/2015). Em: plato.stanford.edu
  3. Aristóteles (384-322 AEC). (sf) Recuperado em 22 de outubro de 2017 de: iep.utm.edu
  4. Biografia de Aristóteles. (sf) Recuperado em 22 de outubro de 2017 de: notablebiographies.com
  5. Mark, J. (2 de setembro de 2009). Aristóteles Em: ancient.eu

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies