Diga sem dizer: 8 teclas para se comunicar melhor

Diga sem dizer: 8 teclas para se comunicar melhor 1

Estamos imersos na chamada “era da comunicação” . A tecnologia avança aos trancos e barrancos para tentar responder às nossas demandas comunicativas e encontramos cada vez mais dispositivos que facilitam esse trabalho: smartphones, computadores, tablets, …

Todos os dias temos mais recursos para enviar uma mensagem a outras pessoas, mas, apesar de toda a ajuda tecnológica, transmitir uma mensagem corretamente não é uma tarefa simples. Comunicar melhor se torna cada vez mais confuso diante de tantos canais tecnológicos pelos quais se expressar.

Considere por um momento os profissionais de saúde, psicólogos, policiais, trabalhadores judiciais ou pessoas que trabalham com grupos desfavorecidos que, ocasionalmente, no desenvolvimento de sua profissão, podem ser forçados a comunicar informações que não são fáceis de transferir para outras pessoas . Eles seriam capazes de transmitir uma mensagem sem deixar parte de si mesmos nela? Ou, ainda mais importante, o que aconteceria se eles prestassem atenção à mensagem e não valorizassem o restante dos elementos de comunicação?

  • Você pode estar interessado: ” Assertividade: 5 hábitos básicos para melhorar a comunicação “

Comunicação é mais que palavras

Comunicar é mais do que dizer algo , implica muito mais do que meras palavras. Quer estejamos cientes disso ou não, não apenas a mensagem que queremos transmitir é relevante, como também a maneira como transmitimos essa mensagem. A comunicação inclui várias ações ao mesmo tempo: proximidade, capacidade de ouvir, mostrar empatia e compreensão.

O especialista em comunicação utiliza sua linguagem corporal para favorecer que a mensagem chegue ao destinatário adequadamente e são esses recursos corporais que dão sentido e importância adequados ao discurso.

Por um lado, temos linguagem não verbal (postura ao falar, movimentos ao falar, expressão facial e contato visual, entre muitos outros elementos) e, por outro, temos os elementos paraverbais da linguagem (entonação vocal, pausas ou ênfase ao falar, ritmo com o qual expressamos nossa fala, silêncios, timbre e volume da voz etc.) que favorecem a expressão de nossas atitudes, sentimentos e emoções a esse respeito.

A comunicação paraverbal motiva o receptor e ajuda-o a estar atento ao discurso, permitindo que este processe as informações e favorecendo a mudança de turno nos alto-falantes.

  • Você pode estar interessado: ” As 5 chaves práticas para dominar a linguagem não-verbal “

Dicas para se comunicar melhor

Para melhorar suas habilidades de comunicação , lembre-se de que a comunicação é muito mais do que você diz através das palavras. Estas são algumas chaves que ajudarão você a progredir.

1. Mantenha uma postura relaxada e relaxada

Quando estamos tensos, a pessoa que deve receber a mensagem percebe e responde ao nosso estado estando alerta . Para fazer isso, jogue os ombros para trás, não cruze os braços (geralmente agressivos para o receptor), olhe nos olhos e, acima de tudo, mostre um sorriso amigável, ajude a relaxar o ambiente.

2. Ouça

Tão importantes quanto a mensagem a ser transmitida são os sentimentos e preocupações que ela gera na pessoa que ouve. Se não permitirmos que o receptor se expresse, a comunicação se deteriora. Faça a outra pessoa se sentir entendida , ouvida e válida.

3. Use um tom de voz suave e tranquilo

Acima de tudo, diante de notícias difíceis ou que possam gerar reações violentas, é essencial manter um tom de voz calmo e suave, que facilite a comunicação e ajude a outra pessoa a se acalmar e ouvir o restante da mensagem.

4. Seja concreto, honesto e sincero

Não ande por aí para transmitir as informações, o receptor percebe a relutância em transmitir a mensagem e aumenta sua preocupação, dificultando a comunicação. Se o receptor perceber que você transmite as informações direta e sinceramente, ele apreciará o gesto.

5. Não julgue

É essencial que o destinatário não se sinta julgado durante o discurso, cuide de suas palavras e da linguagem não verbal e paraverbal. Melhorar a comunicação também envolve torná-la mais fluida, e essa chave o ajudará a remover as barreiras.

6. Pergunte se você não entende

A qualidade do discurso depende de saber o que está sendo perguntado. Da mesma forma, é essencial nos permitir reconhecer que há momentos em que não seremos capazes de dar uma resposta correta ou adequada, porque ela foge ao nosso controle ou conhecimento. Isso também nos ajuda a mostrar uma imagem de proximidade que favorece a comunicação.

7. Avalie seus sentimentos

Quando somos forçados a dar uma mensagem com a qual não concordamos ou que nos causa desconforto, transmitimos esses sentimentos ao destinatário, podendo transferir essas emoções para ele.

8. Destaca aspectos positivos

Destacar aspectos favoráveis ​​e, sobretudo, encerrar o discurso com esses aspectos , ajuda a capacitar o destinatário a enfrentar a situação em que se encontra.

A mesma mensagem, milhões de possibilidades

A mesma mensagem pode ter muitos significados diferentes , quando a transmitimos, estamos dando uma parte de nós. Cada mensagem traz consigo um carimbo pessoal inerente à pessoa que a transmite e quem o faz, que se torna único nas mãos de pessoas diferentes.

Se voltarmos ao exemplo dos profissionais que enfrentam a difícil tarefa de transmitir informações confidenciais a outras pessoas, podemos entender a importância de uma boa comunicação e a importância de o emissor cuidar dos aspectos não-verbais de sua comunicação, para acompanhar e enriquecer a mensagem que está sendo transmitida.

  • Você pode estar interessado: ” Como fazer uma boa apresentação oral em 12 etapas “

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies