O que é a escola de Quito?

A escola de Quito são as expressões artísticas (pintura, arquitetura e escultura) que nasceram no Equador durante a era colombiana. Seu desenvolvimento teve como cenário a Audiência Real de Quito, fato que ajudou a dar-lhe o nome com o qual é reconhecido.

Especificamente, sua origem e boom remontam aos séculos XVII e XVII, graças à Escola de Artes e Ofícios criada em 1551 pelos padres da corte franciscana Fray Jodoco Ricke e Fray Pedro Gocial.

O que é a escola de Quito? 1

Anos mais tarde, essa mesma escola foi transformada no Colégio San Andrés, que atualmente mantém suas funções.

A arte do Renascimento, caracterizada pela técnica do “humanismo”, foi sua maior influência. No entanto, o desenvolvimento e implementação de novas técnicas foi o que lhe permitiu ganhar admiração e aprovação em comparação com a arte colonial de outros países.

Alguns de seus expoentes mais reconhecidos foram:

-Manuel Chili, arquiteto e escultor, mais conhecido como “Capiscara”.

-Bernardo de Legarda, pintor, escultor e operário de metais como prata e ouro

-Vicente Albán, ilustradora e pintora.

Características da pintura, escultura e arquitetura da escola de Quito

Um dos elementos mais distintivos dessa doutrina artística é o uso da “técnica do encarnado”. Esta técnica consiste em proporcionar naturalidade às obras a partir da cor da pele daqueles que são pintados.

O “encarnado” é usado tanto na escultura quanto na pintura, pois traz naturalidade e humanismo às obras.

O que é a escola de Quito? 2

Uma característica marcante é que os cenários predominantes da arte Quito correspondem a ambientes exclusivamente na região andina. As paisagens naturais desta região ou a estrutura arquitetônica típica da mesma contextualizam o significado e o desenvolvimento das obras.

Essa inclusão também levou à representação da fauna nativa do Equador, eventualmente acompanhada por pastores e personagens semelhantes, como agricultores e mulheres da casa.

A apropriação cultural também se manifestou com a adoção de santidades européias, cujos nomes e aparências mudaram de acordo com a percepção de seus novos crentes.

Esse fato, em geral, é uma característica de todas as nações que foram colonizadas, especialmente aquelas que estavam no comando de países do antigo continente, como Itália e Espanha.

Quanto à paleta de cores preferencial, os tons ocres destacam-se em combinação com cores frias. Enquanto, em relação à arquitetura, essa linha é seguida pelo uso de tijolos para a construção de mosteiros.

O que é a escola de Quito? 3

Quanto às obras feitas através da escultura, seu objetivo era buscar os detalhes através de pequenas esculturas. Além disso, todas as representações têm um alto grau de emocionalidade. Os materiais mais utilizados para isso foram lama e gesso.

Referências

  1. Jornal “El Comercio”. (2016). Técnicas da Escola Quito, em uma amostra.Recuperado de: elcomercio.com
  2. Viagem ao Equador. (2016). A ARTE DA ESCOLA DE QUITEÑA DURA EM ESCRITÓRIOS TRADICIONAIS.Recuperado de: ecuador.travels
  3. A escola de Quito. (2015). O QUE É A ESCOLA QUITEÑA?Recuperado de: blog.espol.edu.ec
  4. CASIOPEA. (2014). Escola Quiteña, Camila Jeria.Recuperado de: wiki.ead.pucv.cl
  5. História da arte Equador. (2011). A ESCOLA QUITEÑA.Recuperado de: historiadelartecuador.blogspot.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies