Papéis de gênero: o que são, como se originam e exemplos

O termo papéis de gênero refere-se a um tipo de papel social que determina a maneira pela qual homens e mulheres na sociedade devem agir. Os papéis de gênero são baseados em normas e padrões acordados pela sociedade sobre o que é masculinidade e o que é feminilidade.

A diferença entre o conceito de gênero e o de sexo é que o sexo se refere à parte biológica, isto é, às características primárias, como o sistema reprodutivo, e às características secundárias, como a altura. Em outras palavras, o sexo biológico pode definir uma pessoa com seios ou pelos faciais.

Papéis de gênero: o que são, como se originam e exemplos 1

Porém, é a sociedade que determina que, por exemplo, o masculino está associado à cor azul e o feminino à cor rosa, através das normas associadas aos papéis de gênero (aspecto social).

Como essas normas e expectativas associadas ao gênero dependem da sociedade em que as pessoas estão imersas, isso mudará de acordo com a cultura específica e também de acordo com outras características pessoais, como classe social, raça e etnia.

Quais são os papéis de gênero?

Os papéis de gênero são construídos sobre as noções que uma determinada sociedade tem sobre masculinidade e feminilidade.

Esses são todos os comportamentos que se espera que homens e mulheres realizem dentro da estrutura de uma sociedade.

Os papéis de gênero não são estáticos, mas estão constantemente mudando em resposta à evolução de uma determinada sociedade e à transformação do conceito associado a cada um dos sexos.

Como são adquiridos os papéis de gênero?

Existem diferentes teorias sobre como os papéis de gênero são adquiridos em nossa sociedade. Por um lado, existem mais abordagens biológicas que tentam explicar as preferências, brinquedos, interesses e profissões de jogos por meio de características dependentes do sexo que influenciam o funcionamento do cérebro humano .

Relacionado:  As 10 tribos urbanas mais comuns da Colômbia

Quanto às teorias em que a influência da sociedade é maior, há teorias de aprendizado social que enfatizam o aprendizado a partir de modelos e a recompensa ou punição social de certos comportamentos.

Há também mais teorias cognitivas, como o esquema de gênero, que explica que a maneira pela qual as pessoas se rotulam como mulheres ou homens influencia sua maneira de processar informações de gênero.

Papéis de gênero e socialização

Socialização é a maneira pela qual a sociedade incute em seus membros quais são as funções e expectativas associadas à masculinidade e à feminilidade. Dessa maneira, as crianças aprendem quais são seus “papéis” (papéis) no “trabalho” da sociedade.

Socialização familiar

A socialização ocorre em muitos níveis, mas o mais importante é o que ocorre na família, uma vez que é o ambiente em que as crianças nascem e em que serão exclusivamente até começarem a participar mais da sociedade. ir a escola.

Esse processo de socialização em termos de papéis começa a partir do momento em que o menino ou menina nasce. A linguagem utilizada pela família é levada em consideração, bem como as atitudes adotadas pelos membros da família, observadas pela criança desde tenra idade.

Outra maneira pela qual as crianças aprendem a se comportar é observando a maneira como os adultos ao seu redor reagem às suas escolhas de roupas, brinquedos e outros itens.

Por exemplo, verificou-se que os pais (mais que as mães) marcam suas expectativas mais claramente em relação aos filhos do que em relação às filhas.

Esses sinais de aprovação ou desaprovação nem sempre ocorrem explicitamente, mas podem ser observados em comportamentos como aproximação física, reforço verbal ou nível de atenção (olhar, conversar) quando a criança executa o comportamento desejado.

Exemplos de socialização

– Quando crianças pequenas são colocadas em roupas de cores diferentes. Nesses casos, a escolha dos tópicos geralmente não é aleatória, mas se encaixa no que é considerado masculino e feminino.

Relacionado:  Escudo de Chiapas: História e Significado

– No caso dos meninos, suas características físicas relacionadas à força e velocidade são frequentemente destacadas, e no caso das meninas, as características relacionadas à fragilidade e afeto são mais enfatizadas.

– Quando as crianças são solicitadas a ajudar nas tarefas domésticas, geralmente as crianças são solicitadas a ajudar em tarefas que exigem força, como retirar lixo ou podar o jardim; As meninas são convidadas a colaborar em tarefas que requerem atenção e cuidados, como dobrar roupas.

Papéis de gênero: masculinidade e feminilidade

A maneira como o sexo é expresso como um aspecto biológico é praticamente inalterado entre diferentes sociedades. Ou seja, independentemente da cultura, a grande maioria das mulheres menstrua e desenvolve seios.

No entanto, a maneira como o gênero é expresso varia muito entre as sociedades. Por exemplo, existem culturas nas quais vestidos e saias são considerados roupas masculinas.

Na cultura ocidental, espera-se que os meninos brinquem com caminhões, armas de brinquedo, super-heróis e figuras de ação (jogos e brinquedos relacionados a questões agressivas ou de ação) e que as meninas brinquem com bonecas, roupas e maquiagem (jogos e brinquedos relacionados com cuidado e delicadeza).

Isso levou à criação de campanhas para doar brinquedos não sexistas e a pressionar as lojas de brinquedos a exibir imagens unissex em caixas e catálogos.

Papéis de gênero na vida escolar e profissional

No sistema educacional, você também pode ver diferenças: desde escolas completamente segregadas por sexo (escolas femininas e masculinas) até a separação que pode ser feita durante as aulas em termos de assentos, assuntos ou eventos competitivos.

Na escola, também existem expectativas diferentes de como meninos e meninas devem se comportar. E na idade adulta também existem profissões e ofícios nos quais os homens superam as mulheres e vice-versa.

Relacionado:  Escudo de Tucumán: História e Significado

Como outros tipos de estereótipos , os estereótipos de gênero também podem influenciar o que as pessoas esperam de uma pessoa com base apenas em seu gênero (por exemplo, que uma mulher não é uma boa motorista ou que um homem deve gostar de esportes). )

Isso pode afetar as oportunidades de emprego ou a participação em outras áreas para pessoas que não são consistentes com os estereótipos da sociedade.

Exemplos de estereótipos de gênero

– Na escola, geralmente há maior permissividade nas regras de conduta para meninos e expectativas de obediência para meninas.

– No local de trabalho, há mais homens nas forças armadas, engenharia, polícia e política; e mais mulheres na educação, nas profissões da saúde e nas áreas sociais.

Referências

  1. Bem, SL (1981). Teoria do esquema de gênero: um relato cognitivo da tipagem sexual. Revisão psicológica, 88 (4), 354-364. Http://dx.doi.org/10.1037/0033-295X.88.4.354
  2. Buchholz, ZD e Boyce, SK (2009). Masculinidade: Papéis, Características e Coping de Gênero . Nova York: Nova Science Publishers, Inc.
  3. Carter, M. (2014). Socialização de gênero e teoria da identidade. Ciências Sociais , 3, 242-263. doi: 10.3390 / socsci3020242.
  4. Lindsey, L. (2005). Papéis de gênero: uma perspectiva sociológica. Nova Jersey: Pearson Prentice Hall.
  5. Little, W. (2016). Introdução à Sociologia: 2ª Edição Canadense. Vancouver: BC Campus Open Source Textbook.
  6. Messner, M. (2000). Meninas Barbie versus monstros marinhos: Crianças construindo gênero. Gender and Society 14, 765–84.
  7. Organização Mundial da Saúde (2015). Nota descritiva “Gênero”. Retirado de: who.int/mediacentre/factsheets/fs403/es/
  8. Rocha, T. (2009). Desenvolvimento da identidade de gênero sob uma perspectiva psicossociocultural: uma jornada conceitual . Interamerican Journal of Psychology, 43 (2), 250-259.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies