Quais são os direitos da criança?

Os direitos da criança são um conjunto de normas legais que tentam proteger pessoas com até 18 anos de idade.Eles são baseados e reconhecidos como direitos fundamentais inerentes à dignidade humana de todas as pessoas, e por isso são inalienáveis ​​e inalienáveis.

Esses direitos estão listados e detalhados na Convenção sobre os Direitos da Criança, um acordo assinado em 1989 pelos Estados membros da Organização das Nações Unidas, segundo o qual os governos são obrigados a adaptar sua legislação, política e prática ao reconhecimento. , respeito e defesa dos direitos da criança.

Quais são os direitos da criança? 1

Nesse sentido, os governos concordam que seu progresso na aplicação dos direitos refletidos na Convenção seja avaliado periodicamente, para que sejam submetidos a exames orais periódicos perante o Comitê dos Direitos da Criança da ONU.

No entanto, no mundo ainda existem situações em que esses direitos são violados, de modo que várias organizações que contribuem para garantir o respeito dos direitos da criança emergiram da sociedade civil.

A ação conjunta desse tipo de organização e as várias agências das Nações Unidas criadas a esse respeito contribuíram para o fato de que hoje também podemos falar de alguns avanços no campo, como: diminuição da mortalidade infantil, aumento da matrícula escolar e Melhores oportunidades para as meninas.

Você também pode estar interessado em conhecer a importância dos direitos humanos: 10 razões essenciais .

Direitos da criança

1- Direito à vida

De acordo com isso, os Estados signatários garantirão, na medida do possível, a sobrevivência e o desenvolvimento da criança.

2- Direito à identidade

Toda criança deve ser registrada imediatamente após o nascimento e adquirirá um nome e uma nacionalidade. Isso implica que você também terá o direito, na medida do possível, de conhecer seus pais.

A criança também tem o direito de preservar sua identidade, nacionalidade, nome e relações familiares reconhecidas por lei, sem interferência ilegal.

3- Direito de permanecer com os pais

Desde que isso não viole os melhores interesses da criança.

4- Direito de formar seus próprios pontos de vista e expressá-los

A criança tem o direito de ter as experiências e ferramentas que lhe permitem formar essa opinião, que deve ser levada em consideração de acordo com a idade e a maturidade da criança.

5- Direito à liberdade de expressão

Esse direito implica a liberdade de buscar, receber e transmitir informações e idéias de todos os tipos, por qualquer meio que a criança escolher.

Esse direito tem limites como o respeito pelos outros e a proteção da segurança nacional, ordem pública, saúde pública ou moralidade.

Relacionado:  Quais são os produtos da cesta da família?

6- Direito à liberdade de pensamento, consciência e religião

Como qualquer ser humano, a criança também tem o direito de escolher, de acordo com sua compreensão e maturidade, qual religião professar, que filosofia política seguir etc.

7- Direito das crianças à liberdade de associação e liberdade de reunião

8- Direito à sua privacidade

Isso significa que nenhuma criança deve estar sujeita a interferências arbitrárias ou ilegais em sua vida privada, família, lar ou correspondência ou ataques ilegais a sua honra e reputação. As leis dos países devem levar à proteção desse direito.

9- Direito de acesso à informação

As crianças devem ter acesso a material de várias fontes nacionais e internacionais, especialmente aquelas destinadas a promover seu bem-estar social, espiritual e moral, bem como sua saúde física e mental.

10- Direito de ser criado pelos pais ou responsáveis ​​legais

Estes são os principais responsáveis ​​pela paternidade e pelo desenvolvimento ideal e integral da criança. Isso significa que o melhor interesse da criança será sua preocupação básica.

Isso implica que os Estados devem prestar assistência adequada aos pais e responsáveis ​​legais, para o desempenho de suas responsabilidades na área dos pais.

11- Direito à educação

Toda criança tem o direito de receber uma educação que lhe permita desenvolver sua personalidade, seus talentos e suas habilidades mentais e físicas.

Da mesma forma, essa educação deve promover o respeito aos direitos humanos e liberdades fundamentais, bem como o meio ambiente, os pais, a identidade cultural, a linguagem e os valores.

A educação ideal é aquela que prepara a criança para uma vida responsável em uma sociedade livre, no espírito de compreensão, paz, tolerância, igualdade de gênero e amizade entre todos os povos, étnicos, nacionais e religiosos.

12- Direito à saúde

Esse direito também implica que a criança tenha instalações e condições adequadas para o tratamento de doenças e a reabilitação da saúde.

Este direito também inclui crianças que foram colocadas pelas autoridades competentes sob proteção.

13- Direito ao descanso, lazer e diversão

As crianças precisam de diversão lúdica e têm o direito de vivê-la sempre que quiserem em espaços apropriados para esse fim, desde que não ameace sua segurança, saúde ou integridade.

14- Direito à proteção

Toda criança deve e deve ser protegida de todas as formas de violência física ou mental, lesão ou abuso, negligência, abuso ou exploração, incluindo abuso sexual ou transferência ilícita.

Relacionado:  Como as leis mexicanas apóiam a participação dos cidadãos

Eles também têm direito a proteção especial do Estado, quando a criança é temporária ou permanentemente privada de seu ambiente familiar. Da mesma forma, nos casos em que um Estado permite ou reconhece a adoção, deve garantir que os interesses da criança sejam a principal consideração.

Eles devem ser protegidos da exploração econômica, de realizar qualquer trabalho que possa ser perigoso ou interferir em sua educação, saúde ou desenvolvimento físico, mental, espiritual, moral ou social.

Toda criança deve ser protegida do uso ilícito de estupefacientes e substâncias psicotrópicas, bem como do trabalho de produção e tráfico ilícitos dessas substâncias.

Eles devem ser protegidos de todas as formas de exploração e abuso sexual, bem como de seqüestros e de serem vítimas de tráfico de pessoas.

15- Direito a se beneficiar da previdência social

Os programas e políticas de segurança social dos Estados devem ter crianças como população prioritária, oferecendo-lhes condições especiais.

16- Direito a um padrão de vida adequado

Esse direito garante o desenvolvimento físico, mental, espiritual, moral e social da criança. Isso significa que os pais, responsáveis ​​legais ou responsáveis ​​da criança têm o dever de garantir, dentro de suas capacidades, as condições de vida necessárias para o desenvolvimento da criança.

Para fazer isso, eles devem fornecer assistência material sobre nutrição, roupas e moradia. No caso de crianças com deficiência mental ou física, elas também devem ter uma vida que respeite sua dignidade, promova a autoconfiança e facilite a participação na comunidade.

O Estado deve garantir que a criança nessas condições tenha acesso efetivo e receba educação, treinamento, serviços de saúde, serviços de reabilitação, preparação para o emprego e oportunidades de lazer.

Dessa maneira, a criança alcançará a integração social e o desenvolvimento individual o mais completo possível.O mesmo se aplica a crianças pertencentes a minorias étnicas, religiosas ou linguísticas.

17- Direito à assistência humanitária

Refere-se ao direito da criança que solicita o status de refugiado ser considerada como tal de acordo com a legislação internacional ou nacional, independentemente de essa criança estar ou não acompanhada pelos pais ou por qualquer outra pessoa. Para que você possa desfrutar e exercer todos os seus direitos.

Nesse sentido, os Estados devem garantir que não sejam submetidos a tortura ou outro tratamento cruel, desumano ou degradante.

18- Direito à presunção de inocência

Este direito implica que nenhuma criança possa ser privada de sua liberdade de maneira ilegal ou arbitrária. A prisão de um menor deve estar de acordo com a lei e deve ser usada apenas como uma última medida e pelo menor tempo possível.

Relacionado:  As 10 lendas mais populares sobre a lua

Quando a culpa da criança já tiver sido determinada, essas condições devem ser atendidas:

  • Enquanto a detenção desse menor durar, ela deve ser tratada com humanidade e com respeito à dignidade inerente à pessoa humana e considerando sua idade. Por exemplo, um menor na prisão deve ser separado dos adultos.
  • Para eles, nem a pena de morte nem a prisão perpétua se aplicam.
  • A prioridade, uma vez concluída a frase, deve ser a reintegração social da criança para assumir um papel construtivo na sociedade.

19- Direitos das crianças em conflitos armados

Os Estados devem garantir que as pessoas com menos de quinze anos não participem diretamente das hostilidades.

Eles também devem tomar todas as medidas possíveis para garantir a proteção e os cuidados das crianças afetadas pelo conflito, o que inclui a promoção de sua recuperação física e reintegração social.

Princípios gerais dos direitos da criança

  • Não discriminação De acordo com esse princípio, todas as crianças têm o mesmo direito de desenvolver seu potencial em todas as situações e em todos os momentos, independentemente de sexo, raça, etnia, nacionalidade, religião, deficiência, paternidade, orientação sexual ou outra condição.
  • O melhor interesse da criança . Isso implica que em todas as ações e decisões relativas a uma criança, o interesse da criança deve ser a prioridade.
  • O direito à sobrevivência e desenvolvimento . Obriga os signatários a garantir acesso a serviços básicos e igualdade de oportunidades para que as crianças alcancem seu pleno desenvolvimento.
  • A voz da criança deve ser ouvida e respeitada em todos os assuntos relacionados aos seus direitos.

Referências

  1. Convenção sobre os Direitos da Criança, adotada pela Assembléia Geral das Nações Unidas em sua resolução 44/25, de 20 de novembro de 1989.
  2. Direitos das Crianças Recuperado em: childrensrights.org.
  3. Direitos das crianças. Recuperado de: humanium.org.
  4. Human Rights Watch Recuperado de: hrw.org.
  5. UNICEF (2014). Convenção sobre os Direitos da Criança. unicef.org.
  6. O que são os direitos da criança? Recuperado de: childrensrights.ie.
Conteúdo relacionado:

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies