Taumaturgia: Origem, Características e Exemplos de Rituais

O taumaturgia é os milagres de fatos ou atos considerados como mágica no mundo real. Ou seja, é o ato de realizar ações que, em circunstâncias normais, não poderiam ser realizadas por uma pessoa comum. Existem várias interpretações desse conceito, mas geralmente se refere à magia para fins não religiosos.

No entanto, no contexto das religiões, a taumaturgia representa os milagres que certas pessoas em particular podem realizar teoricamente. Taumaturgia também pode ser definida como “o ato de milagres”. É considerado o caminho para fazer mudanças no mundo físico através de conceitos mágicos.

Taumaturgia: Origem, Características e Exemplos de Rituais 1

Quem pratica taumaturgia é considerado um taumaturgista ou milagreiro. Um dos principais autores desse termo foi Phillip Isaac Bonewits, um druida e autor de vários livros relacionados ao paganismo e à magia.

Origem histórica

A Taumaturgia tem origens diversas, de acordo com o contexto a que se refere. No entanto, as primeiras instâncias do uso desse termo são atribuídas às diferentes religiões que surgiram há mais de dois milênios atrás.

Cristianismo

Nas primeiras transcrições gregas da Bíblia, o termo era usado para se referir exclusivamente a uma diversidade de santos cristãos que realizavam milagres. O termo específico não tem uma tradução exata para o espanhol, mas pode ser definido como “aquele que faz milagres”.

No caso do cristianismo, um lançador no contexto bíblico é um santo que faz milagres graças à supervisão divina de Deus. Ele não realiza milagres em uma ocasião, mas em várias ocasiões ao longo de sua vida.

Entre os cristãos mais proeminentes que foram atribuídos a serem taumaturgistas estão San Gregorio de Neocasarea (também conhecido como San Gregorio el Taumaturgo), Santa Filomena e San Andrés Corsini.

Relacionado:  120 exemplos de declarações para entender o conceito

Islam

O Alcorão tem uma maneira específica de definir milagres. Para os islâmicos, um milagre é um fato da intervenção divina na vida cotidiana do homem.

Segundo a crença do Islã, o primeiro taumaturgista da religião foi o mesmo profeta Muhammad, em relação à sua revelação da existência de Deus (Allah).

No entanto, a religião islâmica geralmente não se refere a milagres com a mesma palavra árabe. Em vez disso, o Alcorão costuma usar a palavra “sinal” para se referir à intervenção divina.

Os milagres nesta religião são vistos de maneira diferente. De fato, acredita-se que a taumaturgia islâmica seja refletida pelo mesmo profeta Muhammad, quando ele faz discursos que podem ser atribuídos a Deus.

Ou seja, o fato de Deus falar através de Muhammad é um dos fatos (ou sinais) mais importantes da taumaturgia no Islã.

Judaísmo

A taumaturgia no judaísmo é um dos conceitos mais complicados quando se trata de magia nas religiões.

Para os judeus, havia um estilo mítico de magia chamado cabala prática, que poderia ser realizado pela elite judaica que poderia entrar em contato com o reino espiritual. Essa mágica foi realizada em circunstâncias consideradas sagradas.

No entanto, o judaísmo sempre se opôs fortemente ao uso de práticas mágicas e pagãs, de modo que a presença desse termo não é comum em nenhuma circunstância religiosa.

Budismo

O budismo também apresenta várias indicações de taumaturgia em seus escritos sagrados. De fato, entre as grandes religiões tradicionais, o budismo é o que mais lida com o mundo “mágico”.

Supõe-se que a meditação budista possa dar a seus fiéis certas habilidades mentais que, até certo ponto, podem ser consideradas sobre-humanas.

Relacionado:  Organizadores gráficos: características, tipos e para que servem

Caracteristicas

Existem duas maneiras de interpretar a taumaturgia. Embora o conceito seja frequentemente usado hoje para se referir a termos mágicos não ligados à religião, sua origem “milagrosa” está ligada às grandes crenças religiosas do mundo e, portanto, não pode ser ignorada.

Conceito religioso

Na maioria das religiões organizadas de hoje, a palavra taumaturgia geralmente representa todos os fatos realizados por pessoas com alta capacidade de se conectar com o mundo espiritual.

No caso do cristianismo, inclui todos os tipos de milagres realizados por santos ou pessoas com vida capaz de realizar atos de fé dessa magnitude.

Embora a linha que divide a taumaturgia religiosa e o paganismo seja bastante estreita, nem sempre é correto catalogar atos milagrosos de maneira diabólica.

Conceito pagão

Um dos usos modernos do termo taumaturgia hoje tem como principal característica a relação dessa noção com paganismo.

Quando o termo taumaturgia é usado, geralmente é feito para se referir a manifestações de magia não relacionadas aos deuses de qualquer religião.

No entanto, o termo pagão se originou nas culturas religiosas da antiguidade. De fato, a palavra “taumaturgia” tem sido usada para se referir a conceitos mágicos desde o século XVI.

Mecânica

Quando a palavra começou a ser usada para se referir mais exclusivamente aos conceitos mágicos modernos, ela também começou a se relacionar com artefatos mecânicos.

Durante o século 16, a taumaturgia incluiu uma série de artefatos, que as pessoas comuns acreditavam serem de origem mágica ou diabólica, mas na verdade foram fabricados mecanicamente.

Ou seja, como o entendimento de mecânica e matemática era bastante limitado no século XVI, uma origem mágica foi atribuída a esses artefatos.

Exemplos Rituais

Hoje, muitas pessoas realizam rituais mágicos intimamente ligados à taumaturgia. Alguns desses rituais são baseados na religião (particularmente católicos), mas, em geral, são considerados pagãos em sua totalidade.

Relacionado:  5 Consequências sociais da migração

Do século XIX ao início do século XX, houve uma ordem chamada Golden Dawn, que praticava todos os tipos de rituais mágicos.

Das práticas dessa ordem, ferramentas e crenças usadas hoje, como bruxaria pagã e rituais de magia espiritual, foram herdadas.

A conexão que os indivíduos criam com figuras religiosas também pode ser considerada como taumaturgia, se praticada minuciosamente.

No entanto, é importante notar que muitas religiões da era moderna procuraram se separar do reino mágico para atrair mais crentes.

Referências

  1. Taumaturgia, o dicionário gratuito de Farlex, (s). Retirado de thefreedictionary.com
  2. Taumaturgia, Dicionário Online, (nd). Retirado de dictionary.com
  3. Cabala Prática, Aprenda Cabala, (sd). Retirado de learnkabbalah.com
  4. Taumaturgia, Wikipedia em inglês, 2018. Extraído de wikipedia.org
  5. Espiritualidade, Psicologia Hoje, (sd). Retirado de psicologytoday.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies