10 espécies introduzidas nas Ilhas Galápagos

Algumas das espécies introduzidas nas Ilhas Galápagos são a cabra, o suspiro, o burro, o rato preto, a amora silvestre ou a pomba de Castela.

Atualmente, o arquipélago de Galápagos abrange mais de 1430 espécies introduzidas; isto é, espécies que não são endêmicas para essa região.

Consequentemente, essas espécies tiveram que ser transportadas (voluntária ou involuntariamente) pelo homem, alterando algumas vezes o equilíbrio do ecossistema e colocando em risco a vida das espécies nativas de Galápagos.

Segundo o Parque Nacional de Galápagos, instituição responsável pela preservação ambiental das Ilhas Galápagos, nessa região existem 950 plantas estrangeiras, 452 invertebrados e 30 vertebrados introduzidos no arquipélago.

Cabra (Capra hircus)

Foi introduzido nas Ilhas Galápagos em meados do século XVII. É uma das espécies invasoras mais prejudiciais do arquipélago, devido à sua selvageria.

As cabras atacaram a flora e a fauna endêmicas das Galápagos, invadindo seu território e ameaçando a sobrevivência dessas espécies.

Suspirrosa ( Lantana Cámara L.)

Comumente conhecido como suspiro, morango ou cariaquito, é um arbusto espinhoso com cerca de 2 metros de altura. Suas flores são amarelas e vermelhas, e é impressionante pela vivacidade de suas cores.

10 espécies introduzidas nas Ilhas Galápagos 1

Rato preto (Rattus rattus)

Eles geralmente se alimentam dos ovos e descendentes de animais do arquipélago e também são portadores de doenças mortais como: leptospirose, sarna, febre tifóide, entre outras.

Burro (Equus asinus)

Sua existência nas Ilhas Galápagos é relatada desde 1832, quando foi introduzida nas Ilhas Galápagos para ajudar o homem na logística de transporte dentro das ilhas, mas sua propagação ficou em ordem.

Amora silvestre (rubus niveus)

10 espécies introduzidas nas Ilhas Galápagos 2

Possui características de uma trepadeira e atualmente é considerada uma praga nas Ilhas Galápagos, dada a velocidade de sua disseminação.

Relacionado:  Organismos multicelulares: características, funções e exemplos

Hoje, fortes medidas de controle de pragas são realizadas no arquipélago, especialmente na ilha de Santa Cruz, que é o local mais visitado pelos turistas.

Maracujá (Passiflora edulis)

Conhecido como maracujá, o maracujá é uma árvore frutífera cuja dispersão nas ilhas ficou fora de controle e atualmente é considerada uma praga.

O maracujá, como a amora silvestre, compete com plantas endêmicas por água e luz, portanto ambos representam um perigo significativo para as espécies nativas de Galápagos.

Goiaba (Psidium guajava L.)

A goiaba, às vezes chamada goiaba ou goiaba da maçã, também é uma espécie introduzida nas Galápagos.

Semelhante ao caso do maracujá e da amora silvestre, sua rápida disseminação na área representa um risco para as espécies nativas do arquipélago.

Mosca parasitária (philornis downsi)

10 espécies introduzidas nas Ilhas Galápagos 3

Essa mosca deposita seus ovos nos ninhos das aves e suas larvas se alimentam do sangue dos filhotes, o que afeta seu desenvolvimento e induz a morte dos filhotes.

Pomba de Castela (Columba livia)

Esta espécie carrega doenças como o vírus Newcastle e encefalite , que afetam seriamente as aves domésticas.

Consequentemente, a presença da pomba de Castela prejudica a produção avícola de Galápagos.

Chita (Phyllodactylus reissii)

Conhecido como Gecko reissi, é um réptil escamoso, alimenta-se de insetos, frutas e até mamíferos e pequenos répteis, o que também representa uma ameaça para as espécies endêmicas de Galápagos.

Referências

  1. Espécies invasoras de Galápagos: Animais ruins (2004). Recuperado de: hear.org
  2. Espécies invasoras em Galápagos (2014). Fonte: Parque Nacional de Galápagos. Guayaquil, Equador. Recuperado de: ecuadoracolores.com
  3. O homem lidera a lista de espécies invasoras das Ilhas Galápagos (2011). O jornal de telégrafo. Quito, Equador. Recuperado de: eltelegrafo.com.ec
  4. Pesquisa sobre espécies introduzidas para proteger as Ilhas Galápagos (2017). Ilha de Santa Cruz, Galápagos – Equador. Recuperado em: darwinfoundation.org
  5. O que é uma espécie introduzida? (2011). Comitê Interinstitucional de Gerenciamento e Controle de Espécies Introduzidas. Ilha de San Cristobal, Galápagos – Equador. Recuperado de: angelfire.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies