10 lugares e atrações turísticas de Aguascalientes

Os locais turísticos de Aguascalientes refletem sua identidade cultural como produtora de goiaba, católica e tradição ferroviária. Este é um estado do norte do México, fundado em 1575 como refúgio para quem viajou pela Ruta de la Plata.

Seu nome é devido à presença importante de fontes termais. Aguascalientes possui estradas e aeroportos que permitem a conexão com muitos pontos do território mexicano.

10 lugares e atrações turísticas de Aguascalientes 1

Em 2014, excedeu 50% da ocupação hoteleira com turistas nacionais e internacionais. No segundo trimestre de 2017, o Produto Interno Bruto (PIB) de Aguascalientes cresceu 8,8%, bem acima da média nacional.

Esse crescimento é amplamente gerado pelo turismo. No entanto, Aguascalientes contribui apenas com 1,3% para o PIB do México.

Os 10 principais pontos turísticos de Aguascalientes

1- Feira de São Marcos

É uma feira nacional de origem colonial que busca promover a pecuária e a atividade agrícola nessa região.

É comemorado durante as três semanas de abril e entre suas atividades estão lutas de galos, concertos, charreadas, touradas, fogos de artifício e poesia, que atraem a atenção de moradores e turistas.

A data da celebração não é a mesma todos os anos, embora seu dia central seja 25 de abril, que é o dia de San Marcos. É considerada a feira mais importante do México.

2- O Caracol

El Caracol é um parque temático localizado muito perto do centro da cidade, onde há um foco no lado turístico da perfuração que resultou da tentativa de construir um sistema hidráulico subterrâneo.

A perfuração que foi feita no início do trabalho deixou uma rota subterrânea de 7 metros, que hoje inclui exposições de fósseis de mamutes, bisões, mastodontes e outros animais pré-históricos encontrados nos arredores.

3- Serra Fria

É uma reserva natural com 112 090 hectares. Nele existem florestas de pinheiros e carvalhos, além de uma fauna variada que inclui animais como a águia dourada, o puma, o cervo de cauda branca e a cacomixtle.

Relacionado:  7 problemas econômicos mais graves da Colômbia

Os governantes adaptaram o espaço para que hoje você possa praticar mountain bike, passeios de observação e pesca esportiva.

4- Museu José Guadalupe Posada

É um museu dedicado a um artista nativo nascido no ano de 1852, que se tornou um ilustrador muito crítico durante o período de Porfiriato.

A denúncia humorística política de suas obras o tornou muito popular entre os mexicanos, mas o ponto culminante de sua obra é representado pelas ilustrações dos versículos até a morte.

5- Festival da Caveira

O Festival da Caveira, ou a Feira da Caveira, é um feriado realizado desde 1994, entre a última semana de outubro e a primeira de novembro.

Ocorre nas adjacências dos Panteões da Cruz e dos Anjos. Com essa atividade, é comemorado o dia dos mortos e uma homenagem a José Guadalupe Posada.

Sobre este festival, centenas de eventos são realizados, incluindo tianguis, exposições artísticas, colheita, eventos esportivos, peças teatrais e homenagem ao falecido.

Além disso, é feito o popular passeio “Iluminar os pés dos mortos”, que ocorre na colina de Picacho, aos pés do Cerro del Muerto.

Mas o evento que poderia ser considerado o principal é o desfile de caveiras, que chega ao altar dos mortos-vivos.

É a segunda atividade turística mais importante em Aguascalientes, depois da Feira Nacional de San Marcos, pela quantidade de visitantes e pela renda econômica gerada pelo estado.

6- O Cristo Quebrado da Barragem de Calles

O Cristo Quebrado é uma escultura de 28 metros de altura (se você contar os 3 metros de sua base), localizada no centro da barragem de Presidente Calles, no município de San José de Gracia.

É uma obra inspirada em uma escultura que, segundo a crença popular, chegou em uma caixa de madeira nas costas de uma mula para a cidade.

Relacionado:  5 Instrumentos de pesquisa documental

Esta cidade testemunhou a guerra por terras de Cristera em 1926. O primeiro distrito de irrigação e armazenamento de água foi construído lá em 1928.

Já em 1930 a cidade havia sido abandonada. O local foi repovoado ao longo dos anos e recebeu o nome de San José de Gracia. Agora, o Cristo Partido tem um santuário que é muito visitado durante a Semana Santa de cada ano.

7- Calvillo

Calvillo é uma cidade que nasceu como uma congregação de índios nahua de San José de Huejúcar.

Foi formalmente constituído graças à doação de terras pelo proprietário da fazenda San Nicolás, Sr. José Calvillo.

Em novembro de 1771, a fundação da cidade foi realizada pelo governador da mitra de Guadalajara, Manuel Colón Larreategui.

Sua fama nacional se deve à produção e processamento de goiabas, bem como à técnica têxtil de desfiar.

Aliás, celebra a Feira da Goiaba, um feriado que inclui shows culturais e a coroação de uma rainha. E há também uma rota turística da goiaba.

8- Paróquia do Senhor do Salitre

Este templo foi construído entre 1772 e 1884 em terreno doado por José Calvillo em homenagem ao Senhor de Salitre, padroeiro da cidade de Calvillo.

Possui um altar revestido a ouro e a segunda maior cúpula da América Latina. Sua construção resultou na formação do povo.

Ele tem três navios com teto envolto pela cúpula em meia laranja com vitrais. A decoração é composta por pinturas a óleo que contam a história de San José.

Sobre o Senhor do Salitre

Diz a lenda que o casamento de López de Nava sonhava em ter um crucifixo especial em casa e comprou o maior número possível, sem encontrar um que os satisfizesse.

Um dia, dois estranhos chegaram pedindo uma pousada e notaram o gosto do casal por essas figuras.

Ao ouvir a história dos López de Nava, eles se ofereceram para fazer o crucifixo que procuravam.

Relacionado:  Quais países integram o Mercosul?

No dia seguinte, pessoas de fora não estavam mais no workshop, mas um belo crucifixo que eles queriam doar para Zacatecas.

Era impossível mover este crucifixo por causa de seu enorme peso. Depois, López doou o crucifixo ao templo que estava prestes a terminar.

9- Real de assentos

É o município mais antigo de Aguascalientes. Sua identidade está relacionada à mineração, uma vez que foi a atividade predominante naquela cidade durante a Colônia.

Nisto você pode encontrar edifícios muito antigos (até 1548), com fachadas de pedreiras cor de rosa.

Mas sua atração mais importante é o sistema de túneis que foi construído no século 18 para lidar com os vazamentos da paróquia.

A história da mineração do local pode ser aprendida um pouco mais durante a viagem a Mina el Hundido, a bordo do trem El Piojito.

10- Museu Ferroviário

Este museu foi fundado em 2003 na antiga estação de trem da cidade, inaugurada em 1911.

Nestas quase 10 mil peças de objetos relacionados à atividade ferroviária são exibidas como locomotivas, vagões, trilhos, entre outros. Também há depoimentos de pessoas que trabalharam lá.

O edifício mantém sua fachada original para respeitar o estilo da época. A construção original deve-se ao arquiteto italiano GM Buzzo, mas a reforma é obra do arquiteto José Luis García Ruvalcaba.

Referências

  1. Explorando o México (s / f). Aguascalientes Recuperado de: explorandomexico.com.mx
  2. Calvillo publicidade (2016). Aprenda a história do senhor do salitre. Recuperado de: calvillopublicidad.com
  3. Conselho de Promoção do Turismo do México (2016). Aguascalientes Recuperado de: siimt.com
  4. González, Luis Miguel (2017). Outro olhar sobre o PIB, Aguascalientes cresce 8,8%; Tabasco cai 11,6%. Recuperado de: eleconomista.com.mx
  5. Valdivia, Francisco (2017). Majestoso e imponente, o templo do Senhor do Salitre. Recuperado de: elsoldelcentro.com.mx
  6. Wikipedia (s / f). Aguascalientes Recuperado de es.m.wikipedia.org

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies