13 Tradições e costumes de Colima (México)

13 Tradições e costumes de Colima (México)

As tradições e costumes de Colima são o resultado da mistura de culturas indígenas, espanholas, africanas e filipinas. A fusão entre esses mundos começou na era colonial.

Os espanhóis contribuíram com elementos como as touradas e as charreadas (rodeios), os africanos trouxeram os mojigangas (grandes bonecos) e influenciaram as danças da região e os filipinos espalharam o uso de coco na gastronomia de Colima.

A influência aborígine é observada nas danças, no artesanato e na gastronomia. Muitas tradições religiosas mostram o sincretismo entre crenças católicas e crenças aborígines. Um exemplo disso é o festival Chayacates.

Por outro lado, o fato de Colima estar localizada na região costeira do México influenciou as tradições do estado. Por exemplo, a gastronomia inclui ingredientes como coco, banana e peixe, típicos da região costeira.

Tradições e costumes de Colima

1- Gastronomia

A gastronomia de Colima inclui produtos típicos da região costeira, como coco, banana, limão, peixe e frutos do mar. Da mesma forma, nas áreas semi-áridas de Colima, o gado é criado, o que fornece carne bovina, caprina e ovina.

Alguns dos pratos típicos da região são:

– Caldo de peixe. Esta é uma sopa feita com diferentes tipos de peixe e algumas ervas frescas, como coentro.

– Chihuilin tamale. Para fazer este tamale, uma massa de milho é feita com gordura de porco. A massa é achatada em uma folha de bananeira e recheada com um par de peixes do rio, chamados chihuilines.

Entre os doces tradicionais de Colima, destacam-se:

– Alfajores, feitos com coco, amendoim, amêndoas, passas, tâmaras, ameixas e mel.

– Empanadas doces, que são tortilhas de milho recheadas com nozes, coco, limão e laranja.

As bebidas mais conhecidas na região são tuba e tuxca. A tuba é feita com o suco fermentado das flores de coqueiro. Por seu lado, o tuxca é feito com agave.

2- Dança dos mouros e cristãos

A dança dos mouros e cristãos é de origem espanhola e foi introduzida no território mexicano durante a conquista.

Isso foi feito para colonizar os nativos através do imperialismo cultural. Além disso, a dança era uma maneira de transmitir o cristianismo, pois se expressa que foi o poder de Deus que ajudou os espanhóis a expulsar os mouros.

Esta dança conta a história da invasão árabe na Espanha e como os espanhóis recuperaram o território de seu país após séculos de luta.

Os eventos narrados na dança começam no século 8 e terminam no século 15 com a expulsão dos mouros.

3- As pastorelas

Pastorelas são obras curtas que tratam de temas religiosos. Estes são de origem espanhola e foram introduzidos durante a era colonial.

As pastorelas são geralmente feitas entre dezembro e janeiro, começando pela pastorela em homenagem à Virgem de Guadalupe (12 de dezembro). A mais popular dessas performances é “A Adoração dos Três Reis Magos”, que é realizada durante a Epifania.

4- Dia da Santa Cruz

3 de maio é o dia da Santa Cruz (também conhecida como “Cruz de maio”). Esta festa é de importância na cidade de Suchitlán do estado Colima.

A cruz de maio é acompanhada de danças e procissões. A dança típica que é feita neste dia é Los Morenos, uma dança de origem indígena.

5- Os Chayacates de Ixtlahuacán

Em 6 de janeiro (o dia da epifania), o festival de Chayacates de Ixtlahuacán é realizado. Esta é uma representação que mistura as crenças espanholas com as dos aborígines mexicanos.

Dos aborígines é preciso o culto aos deuses para que o cultivo do milho seja próspero. Além disso, representam o ciclo de cultivo desse cereal, um dos mais importantes não apenas para o estado, mas para o país.

Do espanhol, eles tomam o formato, que é muito semelhante ao das pastorelas. Também estão incluídos elementos cristãos, como a adoração à virgem.

6- Os paspaques de Suchitlán

Os paspaques de Suchitlán são rituais feitos por ocasião das atividades agrícolas realizadas na região. Este ritual é de origem pré-hispânica e é comemorado na cidade de Nahuas em 19 de março.

A festa do pasquet se concentra no milho e na preparação de diferentes pratos à base de milho. É comum encontrar tortilhas, tamales e pozoles nas feiras que são organizadas durante esse dia.

7- As festividades do Cristo de Caña

As festividades de Cristo de Caña são realizadas em Quesería durante o mês de maio. Esta comemoração comemora a chegada da imagem de Cristo no século XVIII, quando foi trazida de Pátzcuaro.

Durante as festividades de Cristo de Caña, são realizadas corridas de cavalos, danças tradicionais, procissões, concertos de música na região e mojigangas.

8- Mojigangas

Os fantoches gigantes feitos no México para acompanhar certas celebrações são conhecidos pelo nome de “mojigangas”. Esta prática é de origem africana.

Mojigangas são mostrados em desfiles. Por exemplo, nos desfiles do Cristo de Caña mojigangas são feitas representando figuras bíblicas. Por outro lado, durante os festivais da independência, são feitas mojigangas que representam os heróis mexicanos.

9- Charreadas

As charreadas são rodeios populares, inspirados nas touradas espanholas. Nesses, os charros (nome dado aos cowboys) mostram suas habilidades com o laço e a equitação.

10- Festival de Santiago

O festival de Santiago acontece em julho. Durante esta festa, a tequila envelhecida fica bêbada e dança no rodeio.

11- Feira de todos os santos

A tradição de venerar os mortos em todo o país já é conhecida. No caso de Colima, esta festa é uma das mais alegres do Estado e acontece de 31 de outubro a 17 de novembro.

A oferta de entretenimento é extensa, desde concursos de catrina, feiras agrícolas, cavalgadas femininas, charros e a celebração de diferentes shows com os artistas mais talentosos do momento.

12- Festas de San Rafael Arcángel

No município de Cuauhtémoc charrotaurinas, celebra-se durante o mês de outubro. Tendo um componente religioso, os cabagatas do arcanjo Rafael, padroeiro da cidade, são levados para a rua.

Além disso, é realizada uma Expo de gastronomia, artesanato e espaços divertidos para os mais pequenos.

13- Festas Manzanillo

Manzanillo é a cidade mais populosa de Colima e seu evento mais importante do ano é a Fiestas de Mayo, uma feira que comemora o aniversário da nomeação do Puerto de Altura.

Embora tenha espaço para a celebração, ela se expande por todo o município e arredores. Concertos, danças, atividades esportivas, passeios, festas agrícolas e muita comida são alguns dos ingredientes deste festival popular.

Referências

  1. Alfândega de Colima. Recuperado em 30 de agosto de 2017, em traveltips.usatoday.com.
  2. Colima – México. Recuperado em 30 de agosto de 2017, em history.com.
  3. O estado de Colima, México. Recuperado em 30 de agosto de 2017, de mexconnect.com.
  4. Colima. Recuperado em 30 de agosto de 2017, em wikipedia.org.
  5. Comida tradicional de Colima. Recuperado em 30 de agosto de 2017, de backyardnature.com.
  6. Estados do México: Colima. Recuperado em 30 de agosto de 2017, de explorandomexico.com.
  7. Cidade de Colima. Recuperado em 30 de agosto de 2017, em visitmexico.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies