20 Exemplos de Variáveis ​​Qualitativas e Quantitativas

As variáveis qualitativas e quantitativas são essenciais para a análise estatística de dados em diversas áreas do conhecimento. As variáveis qualitativas representam características ou qualidades que não podem ser medidas numericamente, enquanto as variáveis quantitativas envolvem valores numéricos que podem ser medidos e comparados. Neste artigo, apresentaremos 20 exemplos de variáveis qualitativas e quantitativas para ilustrar sua importância e aplicação em diferentes contextos.

Quais tipos de variáveis são consideradas qualitativas em um estudo estatístico?

As variáveis qualitativas em um estudo estatístico são aquelas que representam características ou qualidades que não podem ser medidas numericamente. Elas são divididas em dois tipos: variáveis categóricas e variáveis ordinais. As variáveis categóricas representam diferentes categorias ou grupos, enquanto as variáveis ordinais possuem uma ordem específica.

Alguns exemplos de variáveis qualitativas incluem gênero, cor dos olhos, estado civil, nível de escolaridade, tipo sanguíneo, e preferência por um determinado produto. Essas variáveis são essenciais para a análise estatística, pois fornecem informações importantes sobre a amostra estudada.

É importante distinguir as variáveis qualitativas das variáveis quantitativas, que representam valores numéricos. Enquanto as variáveis qualitativas descrevem características ou qualidades, as variáveis quantitativas representam quantidades ou medidas.

Exemplos de dados quantitativos e sua aplicação em diferentes contextos de análise estatística.

Os dados quantitativos são aqueles que podem ser medidos e expressos em números. Eles são essenciais para a análise estatística, pois permitem realizar cálculos matemáticos e identificar padrões e tendências. Abaixo estão alguns exemplos de dados quantitativos e como eles são aplicados em diferentes contextos de análise estatística:

1. Idade: A idade é um exemplo de dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos demográficos para analisar a distribuição etária de uma determinada população.

2. Altura: A altura é um dado quantitativo que pode ser utilizado em pesquisas médicas para analisar a relação entre a altura de uma pessoa e sua saúde.

3. Renda: A renda é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos econômicos para analisar a desigualdade de renda em uma determinada região.

4. Notas de um teste: As notas de um teste são dados quantitativos que podem ser utilizados em estudos educacionais para analisar o desempenho dos alunos.

5. Tempo de espera: O tempo de espera é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos de logística para analisar o tempo médio que as pessoas esperam por um determinado serviço.

6. Pressão arterial: A pressão arterial é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos médicos para analisar a relação entre a pressão arterial e doenças cardíacas.

7. Temperatura: A temperatura é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos meteorológicos para analisar as variações de temperatura ao longo do tempo.

8. Peso: O peso é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos de saúde para analisar a relação entre o peso de uma pessoa e sua condição física.

9. Número de filhos: O número de filhos é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos sociológicos para analisar a taxa de fertilidade em uma determinada população.

10. Distância percorrida: A distância percorrida é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos de transporte para analisar o consumo de combustível de um veículo.

11. Velocidade do vento: A velocidade do vento é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos climáticos para analisar a intensidade dos ventos em uma determinada região.

12. Quantidade de produto vendido: A quantidade de produto vendido é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos de mercado para analisar a demanda por um determinado produto.

13. Índice de massa corporal (IMC): O IMC é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos de saúde para analisar o índice de obesidade em uma determinada população.

14. Frequência cardíaca: A frequência cardíaca é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos de medicina esportiva para analisar o condicionamento físico de um atleta.

Relacionado:  Língua Huasteca: origem, características e palavras

15. Volume de vendas: O volume de vendas é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos de negócios para analisar o desempenho de uma empresa ao longo do tempo.

16. Horas de estudo: As horas de estudo são dados quantitativos que podem ser utilizados em estudos educacionais para analisar a relação entre o tempo de estudo e o desempenho acadêmico.

17. Consumo de energia elétrica: O consumo de energia elétrica é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos de sustentabilidade para analisar o uso de energia em uma determinada região.

18. Preço de um produto: O preço de um produto é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos de mercado para analisar a elasticidade da demanda.

19. Taxa de juros: A taxa de juros é um dado quantitativo que pode ser utilizado em estudos econômicos para analisar o impacto das taxas de juros na economia.

20. Votação em uma eleição: A votação em uma eleição é um dado quantitativo que pode ser utilizado em pesquisas políticas para analisar a distribuição de votos entre os candidatos.

Tipos de variáveis: descubra os 4 principais para análise estatística.

As variáveis são elementos fundamentais em qualquer análise estatística, pois são elas que representam os dados que estamos estudando. Existem basicamente dois tipos de variáveis: qualitativas e quantitativas. Dentro desses dois tipos, existem as variáveis categóricas e as variáveis numéricas, que são as mais comuns na análise estatística.

As variáveis qualitativas são aquelas que representam características ou qualidades dos elementos estudados. Elas podem ser divididas em duas categorias: nominais e ordinais. As variáveis qualitativas nominais representam categorias sem ordem específica, como cor dos olhos ou sabor de sorvete. Já as variáveis qualitativas ordinais representam categorias com uma ordem específica, como nível de escolaridade ou grau de satisfação.

Por outro lado, as variáveis quantitativas representam quantidades ou medidas dos elementos estudados. Elas também podem ser divididas em duas categorias: discretas e contínuas. As variáveis quantitativas discretas representam valores que podem ser contados, como número de filhos ou número de carros. Já as variáveis quantitativas contínuas representam valores que podem ser medidos, como altura ou peso.

Para uma análise estatística mais precisa, é importante identificar corretamente o tipo de variável que estamos lidando. Isso nos ajudará a escolher as melhores técnicas estatísticas para analisar os dados e tirar conclusões relevantes. Portanto, ao trabalhar com dados, lembre-se de identificar se as variáveis são qualitativas ou quantitativas, e se são nominais, ordinais, discretas ou contínuas.

20 Exemplos de Variáveis Qualitativas e Quantitativas

Agora que você já conhece os principais tipos de variáveis para análise estatística, vamos apresentar 20 exemplos de variáveis qualitativas e quantitativas para ilustrar melhor cada categoria. Lembre-se de que as variáveis qualitativas representam características ou qualidades, enquanto as variáveis quantitativas representam quantidades ou medidas.

Exemplos de variáveis qualitativas:

  • Gênero (Masculino, Feminino)
  • Estado civil (Solteiro, Casado, Divorciado)
  • Cor preferida (Azul, Vermelho, Verde)
  • Escolaridade (Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Superior)

Exemplos de variáveis quantitativas:

  • Idade (20 anos, 35 anos, 50 anos)
  • Peso (70 kg, 80 kg, 90 kg)
  • Número de irmãos (1 irmão, 2 irmãos, 3 irmãos)
  • Altura (1,70 m, 1,80 m, 1,90 m)

Esses são apenas alguns exemplos de variáveis qualitativas e quantitativas que podem ser encontradas em diferentes conjuntos de dados. Ao analisar dados, é importante identificar o tipo de variável que estamos lidando para aplicar as técnicas estatísticas corretas e obter insights significativos.

Classificação da idade como variável em análise estatística.

A idade é uma variável fundamental em diversas análises estatísticas, pois pode influenciar diretamente os resultados obtidos. Quando se trata de classificar a idade como variável em análise estatística, é importante diferenciar entre variáveis qualitativas e quantitativas.

Relacionado:  O que é um Partido Branco e como organizá-lo?

As variáveis qualitativas relacionadas à idade incluem categorias como “criança”, “adolescente”, “adulto” e “idoso”. Essas categorias não possuem uma ordem numérica específica e são utilizadas para descrever características ou qualidades dos indivíduos.

Já as variáveis quantitativas relacionadas à idade envolvem valores numéricos que representam a idade exata de cada indivíduo. Esses valores podem ser utilizados em cálculos estatísticos mais complexos, como média, mediana e desvio padrão.

Portanto, ao analisar a idade como variável em estudos estatísticos, é importante considerar a diferença entre variáveis qualitativas e quantitativas. Essa distinção pode influenciar diretamente os resultados obtidos e a interpretação dos dados.

20 Exemplos de Variáveis Qualitativas e Quantitativas

As variáveis quantitativas e qualitativas são propriedades que podem mudar e cuja variação é observável de alguma forma.Assim, variáveis ​​qualitativas falam de propriedades que não podem ser medidas com números e variáveis ​​quantitativas incluem aquelas às quais um valor numérico pode ser atribuído (Bonton, 2017).

O ramo da ciência responsável pelo estudo do comportamento de variáveis ​​qualitativas e quantitativas é a estatística. Dessa forma, analisa as variáveis ​​numericamente mensuráveis ​​e as abstrações que não podem ser medidas e cuja estimativa depende do indivíduo que as percebe (Statistics, 2013).

20 Exemplos de Variáveis ​​Qualitativas e Quantitativas 1

Dentro das variáveis ​​qualitativas, podemos encontrar dois tipos: nominal e ordinal. O primeiro tipo refere-se às variáveis ​​que não possuem um critério de ordem, enquanto o segundo tipo obedece às variáveis ​​que seguem um padrão de ordem ou pertencem a uma escala de valor.

Enquanto isso, as variáveis ​​quantitativas são classificadas como discretas e contínuas, sendo as primeiras definidas por um número finito de elementos (1, 2, 3 etc.) e as segundas com um número infinito de caracteres dentro de um intervalo determinado (número decimal).

Variáveis ​​Qualitativas

As variáveis ​​qualitativas incluem todas as qualidades ou características observáveis ​​de um grupo ou população que não podem ser medidas numericamente. Eles geralmente são associados a um atributo físico (qualidade) de um grupo de indivíduos.

Essas variáveis ​​podem ser divididas em dois tipos: nominal (elas não possuem um critério de ordem) e ordinal (elas têm um critério de ordem) (Andale, Statistics How To, 2017).

Variável Nominal Qualitativa

As variáveis ​​nominais qualitativas são aquelas que carecem ou não suportam um critério de pedido e não possuem um valor numérico atribuído. Um exemplo desse tipo de variável pode ser o estado civil (casado, solteiro, divorciado, viúvo).

Variável Qualitativa Ordinal

Variáveis ​​ordinais qualitativas são conhecidas como variáveis ​​semiquantitativas. Embora aludam a atributos ou qualidades que carecem de um valor numérico, eles são classificados em uma escala de valores. Um exemplo desse tipo de variável pode ser o resultado de uma competição esportiva (primeiro, segundo ou terceiro lugar).

Exemplos

20 Exemplos de Variáveis ​​Qualitativas e Quantitativas 2

Terror, um conceito que não pode ser medido

– O medo

Essa é uma variável nominal qualitativa, pois não pode ser medida numericamente. O medo é uma variável que muda de acordo com a pessoa que o sente e flutua dependendo da situação em que você se sente ao reagir a um determinado evento ou evento.

– A fome

A fome não pode ser medida numericamente; portanto, é considerada uma variável qualitativa ordinal. Essa variável só pode ser percebida pela pessoa que a sente e pode ser classificada em muito, pouco ou nada, dependendo da situação ou do tempo específico.

– A beleza

Essa variável é um conceito que só pode ser medido pelo indivíduo que a interpreta. Beleza é uma qualidade que carece de valor numérico e não pode ser classificada em um ranking. Portanto, é uma variável nominal qualitativa.

– Estado civil

O estado civil de uma pessoa é uma variável nominal qualitativa à qual um valor numérico não pode ser atribuído. É um conceito que não possui uma ordem específica estabelecida.

Relacionado:  Fração tarifária: para que são utilizados e exemplos

– A felicidade

Essa variável não pode ser medida numericamente porque depende do valor que cada pessoa atribui. A felicidade é uma propriedade que cada indivíduo sente subjetivamente e não há ferramenta para medir o grau de felicidade que uma pessoa pode sentir.

– A ignorância

Esta variável não pode ser medida numericamente e é expressa em atitudes e momentos específicos.

– O utilitário

A variável que determina a utilidade de um objeto é puramente qualitativa. Dessa maneira, a utilidade é percebida por cada indivíduo de acordo com uma situação específica.

– O tipo de medalha

Essa é uma variável qualitativa ordinal, pois existe uma classificação por categorias que atribui um lugar a uma competição. Dessa forma, as medalhas de ouro, prata e bronze indicam o lugar ocupado em uma competição sem a necessidade de atribuir um valor numérico aos resultados.

– A creatividade

Essa variável é qualitativa, pois a criatividade não pode ser medida numericamente. Da mesma forma, é um fator que varia de pessoa para pessoa, dependendo do momento específico em que ocorre.

– A qualificação de um exame

Quando um exame com os termos aprovados, excepcional, aceitável ou deficiente é qualificado, é uma variável qualitativa ordinal, uma vez que um valor numérico não está sendo atribuído ao resultado, mas está sendo atribuído um lugar dentro de uma escala de valor (Mendenhall, Beaver & Beaver, 2009).

Variáveis ​​Quantitativas

20 Exemplos de Variáveis ​​Qualitativas e Quantitativas 3

40º rum de álcool

Variáveis ​​quantitativas, como o nome indica, são aquelas que podem ser expressas por um valor numérico.

Dessa forma, é possível executar operações e cálculos matemáticos com eles. Essas variáveis ​​podem ser classificadas em dois tipos: contínua e discreta (Andale, 2016).

Variáveis ​​discretas

Variáveis ​​discretas são caracterizadas pela contagem apenas de valores finitos. Assim, variáveis ​​quantitativas discretas são aquelas que levam em consideração apenas números dentro de uma escala de valores que podem ser separados um do outro, indicando valores específicos (StatTrek.com, 2017).

Variáveis ​​contínuas

Por outro lado, variáveis ​​contínuas são aquelas que podem receber um número infinito de valores em dois números, ou seja, elas possuem a alocação de números decimais.

Sua precisão varia de acordo com o instrumento usado para medi-los. São valores que podem ter um número infinito de casas decimais dentro de um determinado intervalo (Kozak, Kozak, Watts e Staudhammer, 2008).

Exemplos

– O número de membros da família (1 pessoa, 2 pessoas, 6 pessoas).

– Da mesma forma, o número de galinhas em um galpão (2.500, 3.000 ou 5.000 galinhas).

– O valor de um objeto (US $ 100, US $ 200, US $ 300).

– Por outro lado, a altura de uma pessoa (1,67 cm; 1,70 cm, 1,56 cm).

– O peso ou massa de um corpo (5 kg; 10 kg; 15 kg)

– O número de rodadas de uma partida (1 rodada, 2 rodadas, 3 rodadas).

– A velocidade atingida por um veículo dentro de um período de tempo (20 km / h, 40 km / h, 60 km / h).

– O tamanho de uma tela (15 ”, 32”, 42 ”).

– Os graus ou volume de álcool em uma bebida (13,5%, 20%, 40%).

Referências

  1. (28 de junho de 2016). Estatísticas Como. Obtido em Variáveis ​​Quantitativas em Estatística: StatisticShowto.com.
  2. (1 de abril de 2017). Estatísticas Como. Obtido da Variável Qualitativa: Definição e Exemplos: Statisticshowto.com.
  3. Bonton, T. (2017). com. Obtido de Variáveis ​​Qualitativas e Quantitativas em Estatística: study.com.
  4. Kozak, A., Kozak, R., Watts, S., & Staudhammer, C. (2008). Probabilidade e estatística introdutórias. Vancouver: Cabi International ..
  5. Mendenhall, W., Beaver, RJ, & Beaver, BM (2009). Introdução à Probabilidade e Estatística. Belmont: Brooks / Cole.
  6. Statistics, AB (4 de julho de 2013). Australian Bureau of Statistics. Obtido de dados quantitativos e qualitativos: abs.gov.au.
  7. com. (2017). Dicionário de Estatística e Probabilidade. Obtido da variável quantitativa: StatTrek.com.

Deixe um comentário