7 Tipos de preços e suas características

Os tipos de preços se referem às diferentes estratégias usadas para definir o valor de um produto no mercado. No processo de definição de preço, uma ampla gama de fatores é considerada.

Os custos de produção e distribuição, o fornecimento da concorrência, as estratégias de posicionamento e os clientes a quem se deseja alcançar devem ser levados em consideração.

7 Tipos de preços e suas características 1

O preço mais baixo nem sempre é o mais apropriado. Considera-se que existem diferentes tipos de clientes e que reconhecê-los é essencial para estabelecer preços.

No caso daqueles que não estão dispostos a pagar por mercadorias caras, os mecanismos necessários para reduzir os custos de produção e oferecer preços baixos devem ser considerados.

No entanto, também existem clientes pelos quais é importante pagar por um produto que possui um diferenciador. Nesses casos, preços altos podem ser tomados como um indicador de qualidade.

Uma boa estratégia de precificação é importante porque permite identificar o ponto exato em que o preço é mais conveniente para a empresa.

Ou seja, o tipo de preço que maximiza os benefícios nas vendas de produtos ou serviços.

Tipos de preço

Estes são alguns dos diferentes tipos de preços que as empresas costumam usar para maximizar seus lucros:

1- Preço Premium

Essa estratégia de preços envolve o lançamento do produto com um preço mais alto que o da concorrência para obter um posicionamento Premium.

Nesses casos, é necessário que o bem ou serviço promovido tenha características diferenciadoras que justifiquem o custo extra.

Essas características diferenciadoras podem ser dadas por diferentes fatores. Um deles pode ser de qualidade superior do produto, mas também tem a ver com a estratégia de marketing, a embalagem e até a decoração dos estabelecimentos.

Relacionado:  As 5 Danças e Danças Mais Populares de Tamaulipas

Essa pode ser uma boa estratégia para as empresas que entram no mercado com um novo bem ou serviço.

Entrar diretamente com uma estratégia de preços Premium pode ajudar a maximizar a receita durante o primeiro ciclo de vida do produto.

2- Preços de penetração

Esse tipo de preço geralmente é aplicado para capturar uma base de clientes durante o primeiro estágio da vida de um produto.

A estratégia é entrar no mercado com um preço menor do que os concorrentes para atrair a atenção de clientes em potencial.

Essa pode ser uma estratégia que produz bons resultados a longo prazo, mas pode representar perdas no primeiro ciclo de vida do produto.

Portanto, é necessário aplicá-lo cuidadosamente devido a uma situação inesperada que reduz ainda mais a margem de lucro. O que pode colocar em risco todo o negócio.

Freqüentemente, essa estratégia é usada para aumentar o reconhecimento de uma marca.

No entanto, uma vez capturada a participação de mercado desejada, os preços tendem a subir de acordo com a média do mercado.

3- Preço da economia

Esse é um tipo de preço que visa atrair os consumidores que focam sua atenção nos preços.

Essa estratégia visa reduzir os custos associados à produção e ao marketing, a fim de oferecer um produto com preço mais baixo.

Como resultado, esses produtos geralmente são posicionados na categoria de bens consumidos de maneira atual e não como um item de luxo. Isso pode ser muito conveniente para certas empresas, pois garante um fluxo de caixa constante.

Por outro lado, essa estratégia de preços não é igualmente eficaz para todas as empresas.

Relacionado:  Roteiro de rádio: recursos, partes, exemplos

No caso de grandes empresas, é extremamente útil, mas no caso de empresas de nascimento geralmente é perigoso, pois manter um preço baixo pode reduzir os lucros a níveis insustentáveis.

4- Preço “desnatado”

O preço “desnatado” ou “dopado” é uma estratégia projetada para maximizar os benefícios que a empresa recebe durante o lançamento de novos produtos e serviços.

Este método envolve a manutenção de preços altos durante a fase introdutória. No entanto, subseqüentemente, a empresa reduz gradualmente os preços à medida que os concorrentes aparecem no mercado.

Essa estratégia de preços busca que as empresas possam maximizar os lucros no primeiro ciclo de vida do produto.

Posteriormente, graças à redução, permite atrair novos públicos mais focados no atendimento de despesas.

Por outro lado, uma das principais vantagens dessa estratégia é que ela permite à empresa recuperar seus gastos iniciais. Além disso, cria a ilusão de qualidade e exclusividade quando o produto é lançado pela primeira vez no mercado.

5- Preço psicológico

O preço psicológico refere-se às técnicas que os vendedores usam para incentivar os clientes a responder emocionalmente, não de maneira lógica ou prática.

Seu objetivo é aumentar a demanda, criando uma ilusão de maior benefício para o consumidor.

Um exemplo dessa estratégia é quando um item custa 9,99 em vez de 10.

Embora a diferença não seja significativa, o funcionamento dessa tendência se deve ao fato de os consumidores prestarem mais atenção ao primeiro número, em vez do último.

6- Preços dos pacotes

Esse tipo de preço é baseado na venda de vários itens em um pacote para oferecê-lo aos usuários por um preço mais baixo do que se eles fossem comprados individualmente.

Relacionado:  5 causas do consumismo e seu impacto ambiental

Essa estratégia é eficaz na mobilização de produtos que demoram mais para serem vendidos. No entanto, também ajuda os clientes a perceber um benefício maior, pois sentem que recebem algo de graça.

Os preços dos pacotes são mais eficazes para as empresas que vendem produtos complementares.

Por exemplo, um restaurante pode tirar proveito dessa estratégia, incluindo sobremesa em cada prato.

Para que essa técnica seja funcional no caso de pequenas empresas, é necessário levar em consideração que os lucros advindos dos itens de maior valor devem compensar as perdas geradas pelo produto de menor valor.

7- Preços geográficos

Refere-se à variação de preços de acordo com a localização geográfica em que os produtos são oferecidos.

Geralmente é influenciado especialmente pelas mudanças na moeda, bem como pelos processos de inflação em cada país.

Esse é um tipo de preço geralmente aplicado em empresas multinacionais. Um exemplo são as empresas de máquinas pesadas que consideram, para definir seu preço, o custo do transporte nos diferentes locais onde oferecem seus produtos.

Referências

  1. Bashin, H. (2017). 11 tipos diferentes de preços e quando usá-los. Recuperado de: marketing91.com.
  2. Chand, S. (SF). 8 Tipos de estratégias de preços normalmente adotadas pelas empresas. Recuperado em: yourarticlelibrary.com.
  3. Discussão Econômica (SF). 4 Tipos de métodos de precificação – explicados. Recuperado de: economicsdiscussion.net.
  4. Maquire, A. (SF). 6 Estratégias de Preços Diferentes: Qual é o Direito para o Seu Negócio? Recuperado de: quickbooks.intuit.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies