Administração esportiva: história, fundamentos e funções

A administração esportiva é uma categoria da administração responsável pelo bom funcionamento da estrutura de uma entidade esportiva. Também busca a promoção e o desenvolvimento do esporte em todas as suas disciplinas.

Da mesma forma, esse tipo de gestão também inclui características comerciais, embora os objetivos voltados para o desenvolvimento esportivo e o respeito à estrutura da organização devam sempre predominar.

Administração esportiva: história, fundamentos e funções 1

Fonte: Pixabay.com

Segundo alguns especialistas, a administração do esporte deve buscar três objetivos principais: alcançar objetivos organizacionais, gerenciar os recursos humanos e administrar o capital e os ativos.

Nesse sentido, esse tipo de gestão também depende da condução das atividades e recursos da estrutura, do orçamento, das instalações que podem ser obtidas e do tipo de programação do grupo esportivo.

Um bom administrador esportivo deve levar em consideração as instalações esportivas, as condições de trabalho da equipe, o equipamento e os resultados a serem obtidos de acordo com a estação.

História

Alguns elementos relacionados à aparência dessa disciplina podem ser destacados:

-Alguns especialistas indicam que, para falar sobre o nascimento da administração esportiva, é importante nomear o surgimento dos Jogos Olímpicos na Grécia, principalmente porque foi uma parte importante do desenvolvimento político e social da polis.

– Na época, o esporte era considerado uma atividade e não uma disciplina que deveria ser levada a sério, diferentemente de outros setores sociais e econômicos.

-Durante a Idade Média, começaram a aparecer as primeiras indicações dos atuais gerentes esportivos, responsáveis ​​pela organização dos shows e também o ensino de diferentes disciplinas.

A partir do século XVIII, durante a Revolução Industrial , outros aspectos importantes que moldariam o setor esportivo seriam manifestos. Entre eles, a invenção de novos jogos, o estabelecimento de regras e a formação de comissões e reuniões esportivas.

Relacionado:  Administração privada: características e exemplos

-No entanto, a melhoria do assunto, como tal, ocorreria a partir dos anos 80, entre os Jogos Olímpicos de Los Angeles (1984) e Seul (1988), que serviram para demonstrar que o esporte poderia ser um negócio rentável

– Com o passar do tempo, o esporte foi seriamente considerado como uma indústria geradora de alta renda que levou à ativação da economia, enquanto produzia aceitação e simpatia popular.

-Graças a esse nível de importância, a administração esportiva foi estabelecida como uma ferramenta para fornecer estrutura e garantir a gestão dos recursos de uma instituição dessa natureza, aplicada nas diferentes disciplinas existentes.

Por outro lado, é importante ressaltar que, para alguns autores, os gestores esportivos tornaram-se peças importantes para a formação dessa área de administração, pois ajudaram a estabelecer essa profissão como é conhecida hoje.

Tipos de administração esportiva

Existem três para mencionar:

Administração estratégica : abrange o processo de planejamento e a direção que a organização deve tomar para evitar os danos que possa sofrer no futuro.

Administração tática : refere-se a tarefas focadas em alcançar objetivos de médio prazo. Eles são executados pelos diferentes departamentos.

Administração operacional : consiste nos processos que serão realizados para cumprir as tarefas. Abrange todos os níveis da organização e a metodologia a seguir.

Fundamentos

Por se tratar de uma instituição com intenções de crescimento econômico, pode-se dizer que os fundamentos são os seguintes:

Planejamento : leve em consideração os objetivos e tente executá-los da maneira mais eficiente possível.

Organização : considera o planejamento e a distribuição de responsabilidades entre os membros que fazem parte da instituição. Isso também permite o estabelecimento e o fortalecimento dos vínculos formados por dentro e por fora.

Relacionado:  Capital de Giro: Como Calcular, Importância e Exemplo

Execução : é a realização das tarefas necessárias de acordo com os objetivos. Nesse caso, será necessário o conhecimento das responsabilidades de cada elemento.

Controle : tem a ver com a inspeção e o monitoramento de funções e tarefas pelo pessoal.

Análise : envolve um processo de avaliação no mercado e no processo interno.

Projeção : tendo em vista a organização, contempla os projetos que podem ser estabelecidos no futuro para que a organização e a equipe se fortaleçam nos níveis local, regional e internacional.

Funções

As funções podem ser divididas da seguinte maneira:

– Propor as diretrizes que devem ser gerenciadas para alcançar os objetivos, dependendo dos programas, regulamentos e até do comportamento do pessoal.

-Nesta profissão, é necessário compartilhar as tarefas e os recursos que serão necessários para as instituições.

-Para transmitir liderança, motivação e autoridade na equipe. Essas serão características necessárias para manter a estrutura e o bom funcionamento.

– Avaliar constantemente a empresa e o meio ambiente para estabelecer objetivos muito maiores.

Perfil do profissional encarregado da gestão e administração esportiva

Como mencionado anteriormente, o gerente de esportes é a pessoa encarregada de organizar os recursos monetários, tecnológicos e humanos para maximizar o funcionamento das tarefas, a fim de obter os resultados desejados.

Portanto, as habilidades que a pessoa em questão deve ter são nomeadas:

Técnicas : devem lidar com uma ampla gama de conhecimentos relacionados a finanças, psicologia, contabilidade e recursos humanos.

Caráter interpessoal humano : refere-se à capacidade de aprimorar as capacidades de todos os funcionários, clientes e investidores. Isso também inclui seu talento como líder.

Conceitual : o gerente poderá ver que a organização é uma entidade viva e que precisa interagir constantemente.

Diagnóstico : é um profissional capaz de identificar as variáveis ​​que podem afetar a estrutura interna da empresa, além de fatores externos. Isso o ajudará a agir efetivamente no presente e também fornecerá cenários complexos no futuro.

Relacionado:  Vendas brutas: em que consistem, como calculá-las e exemplos

Outras características essenciais

Além dos já mencionados, outros podem ser observados:

-É um executivo ideal para todas as entidades esportivas e recreativas.

– Analisa constantemente as necessidades da instituição.

Alianças estratégicas de negócios.

-Desenvolver o gerenciamento da marca para dar impulso a um produto específico.

-Pode organizar eventos, como campeonatos ou eventos esportivos.

Referências

  1. O que um gerente de esportes faz? (breve opinião). (2016). Em Liber Vespa. Retirado: 10 de outubro de 2018. Em Liber Vespa de libervespa.com.
  2. Administração de Esportes (sf). No servidor de Alicante. Recuperado: 10 de outubro de 2018. Em Alicante, servidor de glosarios.servirdor-alicante.com.
  3. Administração e Gestão Esportiva – Distância. (sf). Na Universidade Garcilaso de la Vega. Retirado: 10 de outubro de 2018. Na Universidade Garcilaso da Vega de uigv.edu.pe.
  4. Quais são as funções do administrador esportivo em cada etapa do processo administrativo. (sf). Em Ensaios de Clube. Retirado: 10 de outubro de 2018. Nos Ensaios de clube de clubensayos.com.
  5. História da administração esportiva. (sf). No Utel Blog. Recuperado: 10 de outubro de 2018. No Utel Blog de utel.edu.mx.
  6. Os principais fundamentos da administração. (sf). Em Next_u. Recuperado: 10 de outubro de 2018. Em Next_u do nextu.com.
  7. Organização esportiva e o papel do líder. (2007). No Portal de Fitness. Retirado: 10 de outubro de 2018. No Portal Fitness de portalfitness.com.
  8. Tipos de administração esportiva. (sf). Matemática Retirado: 10 de outubro de 2018. Em quesito brainly.lat.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies