As 10 características das fábulas mais importantes

Algumas das características das fábulas mais importantes são seu objetivo pedagógico, seus personagens animados e sua estrutura simples.

Na literatura, a fábula é um gênero narrativo ficcional curto, cuja mensagem procura ensinar uma verdade moral no final da história. É uma das formas mais utilizadas de literatura folclórica ao longo da história, cuja sobrevivência se acredita ser devida muito menos por antologias escritas ou impressas do que por transmissão oral.

As 10 características das fábulas mais importantes 1

Sua composição é, na maioria das vezes, na forma de prosa. Embora menos comuns, eles também podem ser apresentados em linguagem métrica como uma composição poética. Dada a sua natureza breve e simples, as fábulas em forma de verso mantêm uma certa estrutura narrativa.

O primeiro uso reconhecido do termo “fábula” remonta ao mundo anglo-franco do século 14. Esta palavra deriva da fíbula latina, que significa história, história ou história, e vem da palavra fari, que significa falar.

Provavelmente foi usado por trovadores, músicos, bardos e poetas medievais para transmitir oralmente suas histórias às pessoas

No mundo ocidental, falar de uma fábula definitivamente está conjurando o nome de Esopo . Atualmente, muitas coleções de narrativas morais são conhecidas sob o título de “Fábulas de Esopo” que circulam desde os tempos antigos.

Existia ou não, esse personagem deixou uma grande impressão na história literária clássica que atingiu a modernidade.

Suas histórias têm deixado ensinamentos e conselhos para a vida por gerações, universalizando estruturas comportamentais e valores morais enquanto, paralelamente, entretendo pessoas.

Você pode estar interessado nessas fábulas para crianças com moral .

Características fundamentais das fábulas

1- Os personagens são geralmente animais

Esta é provavelmente a propriedade mais distinta das fábulas. Os personagens são quase sempre animais humanizados ou, no máximo, antropomórficos, ou seja, falam como seres humanos e se comportam como seres humanos.

Relacionado:  10 exemplos de prosa curta e simples

Esse simbolismo com o homem na sociedade corresponde, em certa medida, ao tipo de comportamento natural do animal em seu habitat ou ao seu papel nele.

No universo de Esopo, vários animais são consistentes em representar um aspecto particular do comportamento humano: a raposa é inteligente, oportunista e trapaceira, o leão é poderoso e orgulhoso, o lobo é traiçoeiro e rancoroso, o cachorro é inocente e confiante, presume-se a lebre, a tartaruga é persistente, o porco-espinho é nobre …

Você também pode encontrar fábulas cujos protagonistas são plantas, elementos da natureza ou algum outro tipo de objeto. A ausência de personagens humanos nas fábulas não é exatamente exclusiva.

Embora não tenha estilo e não seja comum, há exceções. Da mesma forma, eles nunca são personagens principais ou determinantes para a finalidade do gênero.

2- Narrador

As fábulas geralmente têm um narrador observador que não participa da terceira pessoa, que conta o que acontece aos personagens em um local e tempo indeterminados. Como as histórias populares, as fábulas tendem a ser atemporais.

3- Estrutura muito simples

Toda fábula começa com a apresentação de uma situação ou problema em que um ou mais protagonistas estão envolvidos. No desenvolvimento, a resolução do conflito às vezes pode ser irrelevante ou irresoluta, uma vez que a mensagem no fechamento depende claramente da própria situação.

Uma estrutura mais complexa desviaria a atenção da mensagem moral para o desenvolvimento e conclusão do arco da história.

4- Comprimento

As fábulas são geralmente histórias muito curtas que sintetizam de maneira simples o argumento de um problema humano.

A idéia sempre foi apresentar os personagens em uma determinada situação para fornecer a mensagem da maneira mais concreta possível. Uma longa história pode distrair a atenção do leitor para o objetivo principal da história.

Relacionado:  Erasmus de Roterdã: biografia, pensamento, contribuições e obras

5- Questões humanas

Na maioria das vezes, as fábulas tratam defeitos e vícios humanos na interação dos personagens; ilustrando a seguir as conseqüências derivadas de tal comportamento.

6- Para todos os públicos

Por causa do tamanho, simplicidade e simplicidade, a fábula é focada para que até os mais jovens possam aprender a lição, mas as mensagens são perfeitamente aplicáveis ​​a qualquer público.

Com uma análise mais profunda, você pode obter mais de um aprendizado da mesma história.

7- Recursos literários

Eles podem ter tons engraçados, familiares e bem-humorados, principalmente usando sátira para criticar comportamentos e comportamentos. Eles recorrem à humanização e personificação de elementos não humanos.

8- Finalidade pedagógica

Por trás desse tipo de história sempre haverá a intenção de oferecer uma lição ou ensino, através da crítica a certos comportamentos ou atitudes considerados ruins.

Embora se reconheça que a escala do que é bom ou ruim pode variar dependendo da cultura do coletivo e do tempo, geralmente uma fábula lida com aspectos mais universais do comportamento humano na sociedade.

Isso permitiu transmitir efetivamente convenções de comportamento “corretas”, em contraste com as “incorretas” e suas conseqüências.

9- Responder a uma necessidade sociocultural

Expandindo a idéia do ponto anterior, a fábula ajuda a manter uma estrutura de valores em um determinado grupo, transmitindo as convenções do comportamento esperado na sociedade por meio de sua narrativa e mensagem.

Dessa maneira, aborda a necessidade do momento – especialmente em crianças – de ensinar como o comportamento deve ser, bem como a necessidade de que a mesma estrutura moral persista ao longo do tempo.

10- A moral

Como qualquer texto literário, ele procura deixar uma mensagem na platéia. No caso das fábulas, essa mensagem é quase sempre explícita e apresentada no final da história em uma pequena frase fora da narrativa, embora possa não aparecer.

Relacionado:  Literatura Moderna: História, Características, Autores e Obras

Se fosse esse o caso, a moral de uma fábula é bastante evidente e universal.A moral é a lição de vida e comportamento que a história oferece.

Ao revelar a mensagem, o autor evita qualquer outro tipo de interpretação da lição que ele deseja dar. Quem ler a fábula receberá a mesma mensagem.

Referências

  1. Dispositivos Literários Definição e Exemplos de Termos Literários – Fábula. Recuperado de literarydevices.net.
  2. Joshua Wimmer Fábula na literatura. com. Recuperado de study.com.
  3. Os editores da Encyclopædia Britannica (1998). Fábula Encyclopædia Britannica. Encyclopædia Britannica, inc. Recuperado de britannica.com.
  4. Richard Nordquist (2017) O que são fábulas? – Definição e exemplos. Recuperado de thoughtco.com.
  5. As características da fábula. Recuperado de quizlet.com.
  6. Merriam Webster. Definição de Fábula Recuperado de merriam-webster.com.
  7. Lourdes Domenech, Ana Romeo. Características da fábula. Materiais de linguagem e literatura. Recuperado de materialsdelengua.org.
  8. Fernanda Paredes (2014). O que é uma fábula? – Definição, características e tipos. Fábulas animadas Recuperado de fabulasanimadas.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies