As 9 atividades econômicas mais importantes do Peru

As atividades econômicas do Peru são todos os processos marcados pela economia pela qual a República do Peru obtém a maior parte da renda que permite que seus cidadãos subsistam.

O Peru, oficialmente a República do Peru, é um país localizado no oeste da América do Sul, sendo completamente banhado pelo Oceano Pacífico.Além disso, limita ao norte com Colômbia e Equador, ao leste com Brasil e ao sul com Chile e Bolívia.

As 9 atividades econômicas mais importantes do Peru 1

Tribunal de Lima

O Peru é uma república presidencial e descentralizada unitária, composta por 24 departamentos e pela província constitucional de El Callao.

Sua geografia é extremamente variada, sendo um reservatório de biodiversidade em toda a parte da selva amazônica e também nos Andes, que passa e divide seu território em dois.

O deserto também está presente em sua capital, Lima, e continua para o sul. O Peru é um país em desenvolvimento, cujas principais fontes de renda econômica estão fortemente ligadas às peculiaridades de sua geografia.

Depois de passar por uma das mais fortes crises econômicas da América Latina nas últimas duas décadas do século XX, a economia peruana está em rápido e determinado crescimento.

Seu Índice de Desenvolvimento Humano já atingiu um nível alto, assim como suas baixas taxas de inflação mostram que a estabilidade da economia peruana não está em disputa e é atraente para milhares de investidores estrangeiros.

Como o Peru é um país que produz principalmente matérias-primas, desenvolveu uma série de acordos de livre comércio com diferentes países.

Entre eles estão Canadá, Chile, China, Coréia do Sul, Costa Rica, Estados Unidos, Japão, México, Panamá, Cingapura, Tailândia e Venezuela, bem como a Associação Européia de Livre Comércio, a Comunidade Andina e a União Européia.

Principais atividades da economia peruana

Agricultura

As 9 atividades econômicas mais importantes do Peru 2

Ao longo de sua história, desde a era pré-colombiana do Império Inca , a agricultura tem sido o motor da economia peruana.

Por mais de um milênio, produtos como batata e milho foram coletados e consumidos na área.

Arroz, batata doce, quinoa, maca, cacau e café também são muito colhidos, além de produtos que ocorrem apenas em partes frias, como trigo, maçã e pêra.

O local onde a agricultura é mais desenvolvida e tecnificada é nas áreas costeiras, porque a terra é mais plana e adequada para a colheita de alimentos, enquanto na Amazônia e na região andina a agricultura é mais extensa.

Mineração

As 9 atividades econômicas mais importantes do Peru 3

O Peru é o país com uma indústria de mineração mais desenvolvida na América Latina. Várias empresas estrangeiras operam neste país, que se tornou o maior produtor de ouro da região, além de zinco, chumbo e estanho ou elementos como prata e cobre.

A mineração é feita especialmente na parte sul do país, embora a maior mina de ouro da região esteja no norte.

É a mina Yanacocha, localizada nas proximidades da cidade de Cajamarca, no meio da cordilheira dos Andes, a mais de 3.500 metros acima do nível do mar.

As 9 atividades econômicas mais importantes do Peru 4

A extensa costa peruana permitiu desenvolver uma indústria pesqueira de nível médio.

A biodiversidade marinha é amplamente reconhecida e também se reflete na pesca, quando são comercializados peixes como anchova, atum, robalo, pejerrey, robalo, garoupa, cabra, entre outros.

Essa atividade econômica pode ser realizada de duas maneiras, principalmente. O primeiro é de tipo menor e pode ser entendido como pesca artesanal.

O outro é a pesca industrial, feita com grandes barcos e modernos mecanismos de captura de peixes, além de máquinas para processamento posterior.

Pecuária

No Peru, existem condições propícias a um ambiente de gado, que consiste na criação de animais para uso posterior como alimento.

Relacionado:  As 73 frases mais comuns da Colômbia

Para entender essa atividade econômica, é necessário saber que a região onde o gado foi mais desenvolvido está nos Andes, porque aqui estão os grandes prados dos quais esses animais podem ser alimentados.

No entanto, a região amazônica é a mais propícia a essa atividade, pois possui solos não alagados.

As 9 atividades econômicas mais importantes do Peru 5

Embora o Peru seja um país que produz principalmente matérias-primas, a parte industrial se desenvolveu extensivamente, especialmente nas últimas décadas.

Este país já é capaz de processar grande parte da matéria-prima que produz, o que implica um avanço em sua autonomia financeira.

A indústria de processamento de alimentos e a siderurgia, localizadas nas regiões de Arequipa e Ica, têm importância especial no desenvolvimento econômico nacional.

A indústria de papel também teve um forte crescimento, devido à grande quantidade de cana utilizada para esse fim, e o peleiro, que processa a pele de lhama e alpaca. Finalmente, também se destaca a indústria naval, localizada em Callao.

As 9 atividades econômicas mais importantes do Peru 6

É uma das principais atividades econômicas do Peru, sendo superada pela mineração. A história pré-colombiana do Peru deixou grandes construções arquitetônicas que são visitadas anualmente por milhões de turistas.

Locais como Machu Picchu no Vale Sagrado dos Incas ou na cidade pré-colombiana de Chan Chan são mundialmente conhecidos por suas características e conservação únicas.

Além disso, a cidade de Lima possui grande atração turística, sem descartar áreas da Amazônia como a cidade de Iquitos.

As 9 atividades econômicas mais importantes do Peru 7

Para qualquer país articular suas diferentes realidades, é necessário criar um sistema de transporte que cubra grande parte de seu território.

Atualmente, o Peru possui uma rede viária de 137 mil quilômetros de estradas.Essa parte cresceu vertiginosamente nos últimos anos, conseguindo conectar todos os departamentos peruanos, inclusive a Amazônia remota, com sua capital Iquitos, embora a maior parte do tráfego dessa cidade seja feita por rio ou por ar.

As ferrovias do país são muito poucas e destinam-se principalmente à carga. No entanto, a tendência está em alta porque em 2009 foi inaugurada a primeira linha do metrô de Lima.

Um setor já consolidado é o aéreo, com 11 aeroportos de categoria internacional. Finalmente, a longa costa ao longo do Oceano Pacífico, o Lago Titicaca e rios tão grandes quanto a Amazônia fazem do Peru um país com transporte de água desenvolvido.

Óleo

O Peru tem vários campos de petróleo. Entre eles, destaca-se o localizado na região noroeste da costa peruana, no departamento de Piura.

No âmbito das ações para a exploração eficiente desse recurso, o Peru possui o oleoduto Norperuano, cuja principal função é permitir a transferência do petróleo obtido na selva para a costa.

Depósitos de gás natural também são importantes para este país sul-americano. No final do século 20, um grande campo de gás natural foi descoberto em Cuzco, que foi usado.

Comércio internacional

Os produtos que o Peru mais exporta são minerais, alimentos, produtos agrícolas e metais preciosos.

Em relação às importações, destacam-se produtos químicos, máquinas e equipamentos de transporte.

Os Estados Unidos e a China são os principais destinos de exportação e também os países dos quais a maioria é importada no Peru.

Os três setores da economia peruana

Setor primário

O setor primário inclui atividades relacionadas à exploração e extração de recursos naturais . Como quase toda a América Latina, o Peru busca boa parte de seu esforço econômico nesse setor.

Agricultura, pecuária, silvicultura, pesca, mineração e hidrocarbonetos estão entre os principais pilares de sua economia.

A receita de mineração e hidrocarbonetos ficou acima de 14% do PIB nos últimos anos, liderando esse setor.

Relacionado:  As 5 zonas arqueológicas mais importantes de Chiapas

Agricultura combinada, pecuária e pesca colaboram aproximadamente com um PIB que atualmente atinge 8%, embora no início do milênio essa contribuição tenha atingido 12%.

A economia peruana tem experimentado um declínio na produção de seu setor primário.Por exemplo, sua agricultura está em declínio desde meados da década de 1990, quando atingiu um crescimento de 13% que caiu para 1,8% em 2016.

Isso também levou à pesca, que desde 1960 não apresenta crescimento sustentado, registrando uma queda de mais de 10% em 2016 e passando por períodos críticos como em 2012, quando viu sua produção cair para mais de 36%.

No setor primário, a extração de petróleo e minerais peruanos é uma das atividades que conseguiu manter suas taxas de crescimento positivas nos últimos 25 anos.

Apesar de tudo, deve-se notar que em 2016 esse importante setor da economia peruana alcançou 16% promissores, o que se destaca quando comparado ao crescimento de 5% da média dos anos anteriores.

O setor secundário

O setor secundário de uma economia é composto de atividades industriais e de manufatura que agregam valor às matérias-primas obtidas pelo setor primário.

A principal luta econômica no concerto mundial das nações é fortalecer seu setor secundário, favorecendo a balança comercial com seus vizinhos.

No Peru, essa tarefa foi assumida conscientemente desde 1950, data a partir da qual são mantidos registros e indicadores para a análise e adoção de políticas públicas.

No entanto, somente em 1959 foi promulgada a Lei de Proteção Industrial, com a intenção de impulsionar esse setor.

Algo foi alcançado desde então, mas ainda sem resultados sólidos, porque muitas de suas indústrias possuem estruturas de alto custo e algumas dependem de matérias-primas que precisam ser importadas.

De qualquer forma, o setor secundário no Peru se beneficiou dessas políticas públicas promovidas pelo Estado, representando atualmente cerca de 35% do PIB peruano.

Entre as atividades desse setor, destacam-se fabricação e construção.

No Peru, esses dois atores econômicos lidaram com as condições do mercado global, com comportamentos variáveis ​​ao longo do tempo, mas com resultados totais favoráveis, levando em consideração o crescimento médio das últimas duas décadas.

A manufatura ultrapassou uma década muito irregular da década de 80, que deixou um crescimento negativo médio de 1,3%.

Depois disso, parece que ele conseguiu a fórmula para deixar para trás contratempos abruptos, alcançando crescimento em 70% dos períodos subsequentes.

Embora seja verdade que de 2014 a 2016 o setor manufatureiro tenha diminuído, foi em quantidades que não atingem 2%.Nada comparável com quedas de 15% e até 18% ocorreu entre 80 e 90.

Por seu lado, a atividade de construção tem um comportamento semelhante ao da manufatura, diminuindo apenas em quatro períodos desde a estréia do milênio.

O setor terciário

O setor terciário reúne os diferentes atores econômicos cuja atividade se limita a comunicações, transporte, saúde, turismo, serviços jurídicos, administrativos, financeiros, entre outros.

O Peru possui um setor terciário que atualmente responde por cerca de 32% de seu PIB total.Nesse segmento, destacam-se transporte, telecomunicações, turismo e geração de eletricidade.

Os serviços públicos mostram um recorde impressionante em seu crescimento desde 1950, e isso mostra uma queda apenas em sete períodos em 66 anos de história econômica.

O restante dos serviços combinados ou agrupados também oferece uma boa face, uma vez que suas últimas quedas foram vivenciadas nos anos 80.

Isso parece indicar que o Peru tem um setor terciário robusto.Isso é muito favorável, pois serve de plataforma para os outros dois setores na busca por maior crescimento.

Relacionado:  Raymond Robinson: A lenda do homem verde

Atividades econômicas do litoral

A agricultura é uma das atividades mais desenvolvidas na costa peruana.

A temperatura média da região é de 19 ° C e a presença de chuvas entre dezembro e abril permite a colheita de algodão, aspargo, manga, azeitona, pimentão, orégano e alcachofra, entre outros produtos.

Na economia da área costeira também destaca a pesca artesanal em mares e rios. O camarão do rio é um dos espécimes mais peixinhos da região.

Quanto ao gado, diferentes tipos de gado são criados na costa peruana: porco, carne bovina e aves. Os elementos derivados do gado são frequentemente usados ​​para fins industriais.

Atividades econômicas da serra

Nas terras altas do Peru há gado extensivo, no qual grandes áreas de terra são usadas; e intensivo, em que os animais estão em condições controladas de luz e temperatura.

Os produtos gerados a partir de gado extensivo são destinados ao consumo local. Por outro lado, o resultado da pecuária intensiva tem finalidades industriais.

Por outro lado, a agricultura é uma atividade de grande importância, pois a serra cobre mais de 30% da superfície do Peru. Legumes, cereais, legumes e outros alimentos são derivados dessa atividade.

Quanto à pesca, o lago Titicaca é o local onde essa atividade é mais desenvolvida. As espécies de moda e suche estão entre as mais capturadas na área.

Atividades econômicas na selva

O gado na selva peruana é representado por um espécime em particular: é a Amazônia, que é um espécime que emergiu da mistura do touro suíço marrom com o cebu.

A floresta alta oferece melhores possibilidades para o gado do que a floresta baixa, que tende a sofrer inundações.

A agricultura também é relevante, uma vez que a selva cobre 60% do território peruano. Café, mogno, cedro, cacau e outras árvores são colhidas na selva do Peru.

Por outro lado, a pesca na selva peruana ocorre principalmente no rio Amazonas. As espécies mais pescadas são as piranhas e o tucunaré; Estima-se que existam cerca de 3000 tipos diferentes de peixes.

Referências

  1. (3 de maio de 2012). O Peru é o primeiro produtor de ouro da América Latina com reservas de dois milhões de toneladas. Biznews Recuperado de biznews.pe.
  2. Cordero, J. (11 de julho de 2011). Alan García se despede com a inauguração do metrô de Lima. O país. Recuperado de elpais.com.
  3. Gerência (3 de agosto de 2016). As 30 empresas que impulsionam o investimento em mineração no Peru. Gerência Recuperado de gestion.pe.
  4. Justo, M. (23 de novembro de 2014). Por que a maior empresa de ouro da América do Sul gera prejuízos? BBC World Recuperado do bbc.com.
  5. (30 de julho de 2015). A agricultura peruana tem um grande futuro. Lampadia Recuperado de lampadia.com.
  6. Eu promovi. (sf) Para onde ir? Peru Recuperado do peru.travel.
  7. LR. (14 de fevereiro de 2016). Peru: principal fornecedor de farinha de peixe do mundo. A Republica. Recuperado de larepublica.pe.
  8. Setores produtivos do Peru (17 de dezembro de 2012). Recuperado de: economia-sectoresproductivosdelperu.blogspot.com
  9. Quanto pesa cada setor no PIB do Peru? (15 de julho de 2015). Infográfico O comércio. Recuperado de: elcomercio.pe
  10. Visão geral da economia peruana 1950-2016. (Abril de 2017). Instituto Nacional de Estatística e Informática (INEI). Recuperado de: congreso.gob.pe
  11. A economia do Peru Recuperado de: wikipedia.com
  12. Seminário “O Peru dos últimos 50 anos”. (11 de julho de 2013). Claudia Rosas Lauro. Recuperado em: jornals.openeditions.org
  13. Sistema de consultas de informações econômicas. Recuperado de: inei.gob.pe.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies