Bandeira de El Salvador: História e Significado

A bandeira de El Salvador é o símbolo nacional mais importante pelo qual este país da América Central é identificado. É composto por três faixas horizontais de tamanho igual. As extremidades são azuis, enquanto a central é branca. No meio desta faixa é o escudo do país, que é de forma circular.

Este pavilhão compartilha cores com grande parte das bandeiras da América Central, como as da Nicarágua, Honduras, Guatemala e, em menor grau, Costa Rica e Panamá. Isso ocorre devido à presença da cor azul e da composição em faixas horizontais.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 1

Bandeira de El Salvador. (Por usuário: Nightstallion [Domínio público], do Wikimedia Commons).

A origem da bandeira está localizada no pavilhão das Províncias Unidas da América Central, que uniu os diferentes países da América Central no século XIX.

O significado das cores da bandeira está alinhado com o dos países vizinhos. Embora El Salvador tenha apenas uma costa no Oceano Pacífico, ambas as faixas azuis representam os dois oceanos que banham a América Central.

A faixa branca central é o símbolo que representa a paz no país. O atual design da bandeira está em vigor desde 27 de maio de 1912.

Histórico da bandeira

A história das bandeiras de El Salvador compartilha uma raiz comum com muitos de seus países vizinhos. Em primeiro lugar, El Salvador pertencia à Capitania Geral da Guatemala, que era uma colônia espanhola.

Este era o mesmo destino de grande parte da América. Posteriormente, suas bandeiras foram as da federação independente da América Central.

Já com El Salvador independente e se transformou em um estado soberano, o desenvolvimento de sua bandeira estava variando. Primeiro, uma bandeira inspirada na dos Estados Unidos se tornou recorrente. Não foi até o século XX que surgiu o desenho da atual bandeira salvadorenha.

Colonização espanhola

A história de El Salvador estava ligada, desde os tempos coloniais, aos outros povos e nações da América Central. Os territórios da atual República de El Salvador pertenciam à Capitania Geral da Guatemala, estabelecida em 1542. Parte do território salvadorenho foi constituída no Gabinete do Prefeito de Sonsonate.

Nesta colônia espanhola, a bandeira da Cruz de Borgonha foi usada, como em todo o continente americano. Essa bandeira consistia simplesmente em uma cruz sobre fundo branco.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 2

Bandeira da Cruz da Borgonha (usada em El Salvador entre 1542-1785). (ByNingyou. [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html) ou CC-BY-SA-3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/)]), do Wikimedia Commons).

As reformas de Bourbon trouxeram diferentes modificações ao status político das colônias americanas. Em 1785, foi criado o município de San Salvador, que ocupava a maior parte do atual território de El Salvador.

Essas reformas também trouxeram consequências para os símbolos. A bandeira da Espanha ficou vermelha e amarela. A divisão passou por três faixas horizontais.

Os que estavam nas extremidades eram vermelhos e cada um ocupava 25% da bandeira. A faixa central era amarela, ocupava o espaço de meia bandeira e tinha à esquerda uma versão simplificada do brasão de armas da Espanha.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 3

Bandeira do Reino da Espanha, usada na Capitania Geral da Guatemala (1785-1821). (Por versão anterior Usuário: Ignaciogavira; versão atual HansenBCN, design de SanchoPanzaXXI [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html)), CC-BY-SA-3.0 (http://creativecommons.org /licenses/by-sa/3.0/) ou CC BY-SA 2.5 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.5)], via Wikimedia Commons).

Esta bandeira permaneceu em vigor até o final do domínio da coroa espanhola sobre o território. O incidente ocorreu com a criação do Império Mexicano, em 1821.

Império Mexicano

Como todas as ex-colônias pertencentes à Capitania Geral da Guatemala, o atual território de El Salvador pertencia ao Império Mexicano.

Após a invasão francesa da Espanha, os movimentos de independência latino-americanos começaram a se desenvolver nas diferentes regiões. No México, após anos de diferentes facções em luta, o Império Mexicano foi estabelecido em 1821, após a assinatura dos Tratados de Córdoba.

O território deste império cobriu toda a América Central, com exceção do Panamá colombiano, durante sua breve existência. O regime, liderado pelo imperador Agostinho I, foi dissolvido com o Plano da Casa Mata em 1823. Posteriormente, todos os territórios da América Central foram agrupados em uma federação.

A bandeira usada pelo Império Mexicano tinha três faixas verticais de tamanho igual. Suas cores eram verde, branco e vermelho. Na parte central da faixa branca estava localizado o brasão de armas, com a tradicional águia mexicana e os símbolos imperiais.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 4

Bandeira do Império Mexicano (1821-1823). (ByAldoEZ [domínio público], da WikimediaCommons).

Províncias Unidas da América Central

Após a separação do Império Mexicano, os diferentes territórios da América Central foram agrupados nas Províncias Unidas da América Central. Este país estabeleceu seus símbolos em um decreto promulgado após a Assembléia Constituinte.

A bandeira, inspirada na da Argentina , era composta por três faixas brancas horizontais de tamanho igual. O céu azul ocupava as margens das extremidades, enquanto o branco permanecia na parte central. O brasão de armas do país estava localizado na parte central da bandeira.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 5

Bandeira das Províncias Unidas da América Central (1823-1824). (Por Huhsunqu [CC BY-SA 2.5 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.5), GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html) ou CC-BY- SA-3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/)], via Wikimedia Commons).

República Federal da América Central

A federalização das províncias da América Central foi consolidada em 1824. A Assembléia Constituinte aprovou a Constituição da República Federal da América Central, que iniciou o novo nome do país. Agora, as províncias eram autônomas e isso levou a desejos separatistas ao longo do tempo.

O poder político da República Federal da América Central estava concentrado na Guatemala, onde sua capital foi estabelecida entre 1824 e 1834. No entanto, El Salvador também desempenhou um papel muito importante, pois em 1834 a capital foi transferida para Sonsonate. Nesse mesmo ano, a capital mudou-se para San Salvador, onde permaneceu até 1840, com a dissolução da federação.

A bandeira deste país manteve o design do anterior. As listras azuis e brancas permaneceram inalteradas, mas o escudo mudou. A forma ficou oval e suas cores ficaram mais amarelas.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 6

Bandeira da República Federal da América Central (1824-1839). (Por Huhsunqu [CC BY-SA 2.5 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.5) ou CC BY-SA 2.5 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.5)] , via Wikimedia Commons).

El Salvador independente

El Salvador, como todos os outros países da América Central, separou-se da República Federal da América Central em 1841. O governo do presidente Francisco Morazán tornou insustentável a situação da federação, que acabou se desintegrando.

Desde então, o país adotou um pavilhão independente, diferenciado dos outros novos estados soberanos vizinhos.

O país rapidamente entrou em uma dinâmica de conflito interno. Facções liberais e conservadoras entraram em conflito pelas décadas seguintes. Em 1941, uma nova bandeira foi adotada, nas cores azul, branca e azul. Esse distintivo não tinha escudo e, em comparação, o azul era mais escuro.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 7

Bandeira de El Salvador. (1841-1865). (Por nenhum autor legível por máquina fornecido. Quistnix assumiu (com base em reivindicações de direitos autorais). [Domínio público], via Wikimedia Commons).

Entre 1951 e 1953, vários países da América Central se associaram através da Representação Nacional da América Central.

Foi um caso supranacional que lidaria principalmente com as relações internacionais da Nicarágua, El Salvador e Honduras. Para representar El Salvador internacionalmente e também nacionalmente, a bandeira da República Federal da América Central foi readaptada.

Bandeira de 1865

Em 1965, El Salvador experimentou uma de suas primeiras mudanças de bandeira de maneira transcendente. O presidente conservador Francisco Dueñas decretou uma mudança profunda no pavilhão nacional, que se inspirou na bandeira americana.

No cantão havia uma caixa vermelha com nove estrelas brancas, representando cada província do país. O restante da bandeira era composto por cinco faixas horizontais de azul e quatro de branco, intercaladas entre si.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 8

Bandeira da República de El Salvador. (1865). (Por nenhum autor legível por máquina fornecido. Fornax assumiu (com base em reivindicações de direitos autorais). [Domínio público], via Wikimedia Commons).

Novas estrelas

As estrelas da bandeira estavam aumentando progressivamente, dependendo do aumento de departamentos no país. Em junho do mesmo ano, a bandeira de nove estrelas passou a onze, após a criação dos departamentos de Usulután e San Miguel.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 9

Bandeira da República de El Salvador. (1865-1869). (Por nenhum autor legível por máquina fornecido. Fornax assumiu (com base em reivindicações de direitos autorais). [Domínio público], via Wikimedia Commons).

Em fevereiro de 1869, foi criado o departamento de Ahuachapán, o que levou à adição de uma décima segunda estrela na bandeira. A partir desse momento, a bandeira passou a ter três linhas de quatro estrelas cada.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 10

Bandeira da República de El Salvador. (1869-1873). (Por nenhum autor legível por máquina fornecido. Fornax assumiu (com base em reivindicações de direitos autorais). [Domínio público], via Wikimedia Commons).

O departamento de Cabañas foi a nova entidade política criada em 1873. Nessa ocasião, a décima terceira estrela foi adicionada à bandeira, na linha central.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 11

Bandeira da República de El Salvador. (1873-1875). (Por nenhum autor legível por máquina fornecido. Fornax assumiu (com base em reivindicações de direitos autorais). [Domínio público], via Wikimedia Commons).

Havia apenas uma nova estrela que se juntou ao pavilhão nacional. Foi o que representou o departamento de Morazán, fundado em 1875. A configuração das estrelas tornou-se linhas de cinco, quatro e cinco estrelas.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 12

Bandeira da República de El Salvador. (1875-1898) (1899-1912). (Por nenhum autor legível por máquina fornecido. Fornax assumiu (com base em reivindicações de direitos autorais). [Domínio público], via Wikimedia Commons).

República da América Central

O movimento de reintegração da América Central viveu, no final do século XIX, a realização de um sonho. Foi a criação da República da América Central, promovida pelo presidente da Nicarágua, José Santos Zelaya López.

Nicarágua, Honduras e El Salvador aderiram a um novo país chamado República da América Central. Isto foi finalizado após a assinatura do Pacto de Amapala em 1895.

Guatemala e Costa Rica decidiram não fazer parte do novo país. O objetivo de Zelaya era que, após a incorporação dos dois países restantes, o nome mudasse para República da América Central. No entanto, o experimento fracassou após um golpe de estado em 1898, que levou a uma nova desintegração territorial.

A bandeira era composta por três faixas horizontais. Os nas extremidades eram azuis escuros, enquanto o central era branco. O escudo, de forma triangular, estava rodeado pela inscrição MAIOR REPÚBLICA DA AMÉRICA CENTRAL. No fundo, cinco estrelas amarelas foram posicionadas, representando cada país.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 13

Bandeira da República da América Central. (1895-1898). (Por nenhum autor legível por máquina fornecido. Fornax assumiu (com base em reivindicações de direitos autorais). [Domínio público], via Wikimedia Commons).

Novos símbolos

Após o retorno à independência em 1898, El Salvador re-adaptou sua bandeira anterior, com estrelas e barras. Esse desenho foi mantido até 1912, quando o uso da bandeira nacional atual foi aprovado. A aprovação foi feita pelo presidente Manuel Antonio Araujo, de 17 de maio.

Juntamente com a bandeira, os parâmetros do escudo nacional foram estabelecidos. Este símbolo estava localizado na parte central da bandeira, inspirada pela bandeira da antiga federação da América Central e da república efêmera recentemente.

O novo símbolo foi levantado pelo Presidente Araujo no Campo de Marte em 15 de setembro de 1912. Desde então, está em vigor e não houve mudanças.

Significado da bandeira

As cores da bandeira salvadorenha são compartilhadas por seus vizinhos da América Central. A razão para isso está em sua origem comum e, portanto, isso se traduz em significado.

As listras azuis têm uma relação direta com o mar. No contexto da América Central, as faixas representam o Oceano Pacífico e o Oceano Atlântico, que são as costas do subcontinente.

Embora El Salvador tenha apenas uma costa no Pacífico, o significado perdurou com o tempo. É comum encontrar interpretações que relacionem a cor azul das listras com o céu do país.

A cor branca, como é muito frequente nas bandeiras e símbolos nacionais em geral, representa a paz. Você também pode se identificar com a harmonia entre o povo salvadorenho.

Outras bandeiras

El Salvador tem três bandeiras oficiais. A bandeira comumente levantada e usada pelo país em instituições oficiais do tipo nacional e internacional também é conhecida como Bandeira da Magna.

A outra bandeira oficial do país é conhecida como Bandeira Nacional. É um tricolor das mesmas cores da bandeira, mas a inscrição GOD UNION FREEDOM em ouro é colocada ao longo da faixa branca.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 14

Bandeira nacional de El Salvador. (Por obra própria (http://www.worldstatesmen.org/El_Salvador.html) [Domínio público], via Wikimedia Commons).

A terceira bandeira oficial é a de caráter civil. Nesta versão, apenas as listras com suas cores são incluídas sem símbolos adicionais.

Bandeira de El Salvador: História e Significado 15

Bandeira civil de El Salvador. (Por obra própria (http://www.worldstatesmen.org/El_Salvador.html) [Domínio público], via Wikimedia Commons).

Referências

  1. Beezley, W. (2011). México na história do mundo. Estados Unidos da América, University Press. Recuperado de books.google.co.ve.
  2. Governo de El Salvador. (sf). Símbolos pátrios. Governo de El Salvador . Recuperado de presidencia.gov.sv.
  3. Bonito H. (12 de setembro de 2016). A história oculta da bandeira salvadorenha. Elfaro . Recuperado de elfaro.net.
  4. Smith, W. (2013). Bandeira de El Salvador. Encyclopædia Britannica, inc . Recuperado de britannica.com.
  5. Vítolo, A. (16 de fevereiro de 2015). As bandeiras da América Central. La Nación . Recuperado de lanacion.com.ar.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies