10 Causas e Consequências da Revolução Industrial

As causas e conseqüências da revolução industrial estão localizadas nos níveis econômico, social e tecnológico. Essa revolução começou na Inglaterra em meados do século XVII.

Posteriormente, no século XIX, expandiu-se para o resto do continente e o mundo. Esse processo de transformação foi favorecido por uma série de elementos simultâneos que lançaram as bases para seu desenvolvimento.

10 Causas e Consequências da Revolução Industrial 1

Nessa época, o povo da alta sociedade possuía grandes somas de dinheiro com a exploração nas colônias americanas, além de matéria-prima. Tendo capital disponível, foi necessário investir em algum projeto.

Além disso, o Iluminismo preparou a população inglesa para aceitar idéias inovadoras, como as propostas pela revolução industrial.

A conseqüência mais óbvia da Revolução Industrial foi a instituição da máquina, que aliviou o trabalho do trabalho humano e, em alguns casos, substituí-lo.

Lista de causas da Revolução Industrial

As causas da Revolução Industrial podem ser vistas do ponto de vista econômico, social e tecnológico. Do ponto de vista econômico, a disponibilidade de capital e a necessidade de expansão do comércio foram as causas mais relevantes.

Do ponto de vista social, a disponibilidade de mão de obra devido à revolução agrária foi um elemento essencial para o desenvolvimento da Revolução Industrial.

Finalmente, do ponto de vista tecnológico, o surgimento do motor a vapor e de outras invenções foi o verdadeiro gatilho desse processo.

1- Disponibilidade de capital

No século XVII, a Inglaterra possuía colônias na América que forneciam renda com a arrecadação de impostos, a venda de produtos, entre outros. Isso fez com que a capital dos grandes colonizadores aumentasse consideravelmente.

Com essa disponibilidade de grandes somas de capital, foi necessário investi-lo em alguma área que prometesse lucros.

Relacionado:  Tratado McLane-Ocampo: características e consequências

Por esse motivo, quando os investidores viram os benefícios prometidos pela introdução da máquina, decidiram apoiar a Revolução Industrial.

2- Disponibilidade de matéria-prima

Além do capital, as colônias da Inglaterra na América forneciam grandes quantidades de matéria-prima, principalmente algodão. Além disso, na Inglaterra, a produção agrícola foi uma das mais completas da Europa.

A matéria-prima era abundante, mas os artesãos, encarregados de transformá-la em produtos de consumo, não davam o suficiente para tal tarefa. A transição de um sistema manual para um sistema mecanizado prometeu ser a solução para esse problema.

3- Expansão comercial

A demanda do mercado internacional aumentou consideravelmente. À medida que a demanda aumentou, também houve um aumento na oferta.

Portanto, os produtores precisavam acelerar o processo criativo. É por isso que o uso de outros sistemas mais rapidamente que o trabalho humano foi promovido: máquinas.

4- Disponibilidade de mão-de-obra

Antes da Revolução Industrial, a Inglaterra passou pela revolução agrária. Entre os séculos XVII e XVIII, a indústria mais proeminente foi a têxtil, sendo a lã um dos tecidos mais importantes.

A necessidade de aumentar a criação de ovinos fez com que a produção mudasse nos campos: as plantas de consumo direto não eram mais cultivadas, mas a forragem para animais.

A promoção do gado removeu a terra que eles cultivavam dos camponeses. Muitos começaram a trabalhar nas fazendas criando ovelhas, mas outros estavam desempregados.

Por esse motivo, os trabalhadores se mudaram para as cidades em busca de outros empregos, favorecendo o crescimento industrial.

5- Aparência do motor a vapor

A Revolução Industrial não teria sido possível sem o surgimento do motor a vapor e outras inovações tecnológicas.

O motor a vapor foi aperfeiçoado por James Watt e foi usado como um meio de conduzir sistemas de transporte: ferrovias e navios a vapor.

Relacionado:  Guerra do Supremo: causas, desenvolvimento e consequências

Outras invenções da época foram o ônibus espacial (aplicado na indústria têxtil, facilitou o trabalho de fiação) e os sistemas hidráulicos (que forneciam energia a partir das correntes de água).

Lista de consequências

Assim como as causas da Revolução Industrial estão localizadas em diferentes níveis, as conseqüências desse processo foram sentidas em diferentes áreas da sociedade.

Do ponto de vista demográfico, a população cresceu por causa da revolução. Além disso, foi vivenciado um processo de migração interna do campo para a cidade.

Por seu lado, a economia dos países industrializados se tornou sustentável. Além disso, os novos conceitos de capitalismo e propriedade privada foram reafirmados .

No entanto, a consequência mais óbvia foi a industrialização das sociedades modernas. Esse elemento ainda tem repercussões em nossos dias.

1- Crescimento populacional

A estabilidade econômica criada pela Revolução Industrial teve um impacto na organização das sociedades. A população européia cresceu a um ritmo constante, à medida que mais famílias grandes eram promovidas.

Por outro lado, a migração externa também contribuiu para o crescimento demográfico dos países mais industrializados.

2- Migração interna e externa

Do ponto de vista demográfico, a Revolução Industrial deu lugar a um impressionante processo de migração.

Para começar, os países industrializados sofreram migração interna. Os trabalhadores viajaram massivamente do campo para a cidade em busca de melhores oportunidades de vida. Assim, a população urbana aumentou e a população rural diminuiu.

Segundo, houve migração externa. Estima-se que, do século XVIII ao século XIX, houve um intercâmbio migratório entre a América e a Europa de mais de 50 milhões de pessoas.

3- Economia sustentável

A Revolução Industrial deu lugar a uma economia sustentável, na qual a oferta correspondia à demanda. Isso fez com que muitas nações experimentassem crescimento econômico, tornando-se mais rico e mais desenvolvido a cada dia.

Relacionado:  Quais eram os emblemas imperiais?

4- Capitalismo e propriedade privada

A produção em massa promoveu o conceito de capitalismo levantado por Adam Smith .

Da mesma forma, a Revolução Industrial promoveu a ideia de propriedade privada dos meios de produção, ou seja, a indústria.

5- Industrialização das sociedades modernas

As consequências mais notáveis ​​desse processo foram a industrialização e modernização que ocorreram graças à introdução da máquina nas diferentes áreas da sociedade.

Referências

  1. Causas e Efeitos – A Revolução Industrial. Recuperado em 28 de outubro de 2017, de firstindustrialrevolution.weebly.com
  2. Causas e efeitos da Revolução Industrial. Recuperado em 28 de outubro de 2017, de curriculum.newvisions.org
  3. Causas e condições prévias para a Revolução Industrial. Recuperado em 28 de outubro de 2017, de thoughtco.com
  4. Causas da Primeira Revolução Industrial. Recuperado em 28 de outubro de 2017, de study.com
  5. Revolução Industrial Recuperado em 28 de outubro de 2017, em wikipedia.org
  6. A Revolução Industrial – Causas. Recuperado em 28 de outubro de 2017, de industrialrevolution.sea.ca
  7. Quais são as causas da Revolução Industrial na Inglaterra? Recuperado em 28 de outubro de 2017, em preservearticles.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies