Bandeira de Oaxaca: História e Significado

A bandeira de Oaxaca é um dos símbolos mais importantes do estado mexicano de Oaxaca, localizado no sul do país. Com suas cores vibrantes e elementos simbólicos, a bandeira de Oaxaca conta a história e representa a rica cultura e tradições da região. Neste texto, exploraremos a história por trás da bandeira de Oaxaca, seus significados e a importância desse símbolo para o povo oaxaquenho.

Descubra o significado da palavra Oaxaca e sua importância cultural e histórica.

Oaxaca é uma palavra de origem náuatle que significa “no nariz da montanha”. Esta cidade no México é conhecida por sua rica cultura e história, sendo um importante centro cultural e turístico do país. A bandeira de Oaxaca reflete essa importância e simboliza a identidade e orgulho do povo oaxaquenho.

A bandeira de Oaxaca é composta por três faixas horizontais de cores diferentes: verde, branco e vermelho. O verde representa a riqueza natural do estado, com suas montanhas, florestas e campos férteis. O branco simboliza a paz e a harmonia entre os diferentes grupos étnicos que habitam a região. Já o vermelho representa o sangue derramado pelos heróis que lutaram pela independência de Oaxaca.

A bandeira de Oaxaca também inclui um emblema no centro, que consiste em um brasão de armas com várias imagens simbólicas. Entre elas, podemos ver um glifo pré-hispânico que representa o nome de Oaxaca, bem como uma coroa de louros que simboliza a vitória e a honra.

No geral, a bandeira de Oaxaca é um símbolo importante da identidade e história do estado. Ela representa a rica cultura e tradições do povo oaxaquenho, assim como sua luta por independência e liberdade. Ao conhecer o significado e história por trás da bandeira de Oaxaca, podemos apreciar ainda mais a beleza e diversidade desta região tão especial.

Relacionado:  Quem participou da independência do México?

Número de Estados que compõem o território mexicano.

O México é composto por 32 estados que formam seu território. Cada estado possui sua própria cultura, história e tradições, contribuindo para a diversidade do país. Entre esses estados, encontra-se Oaxaca, um lugar rico em história e significado.

Bandeira de Oaxaca: História e Significado

A Bandeira de Oaxaca é um símbolo importante para os habitantes desse estado mexicano. Ela foi criada em 1823, logo após a independência do México, e possui cores significativas: o vermelho representa o sangue derramado pelos heróis que lutaram pela liberdade, o branco simboliza a paz e a harmonia, e o verde representa a exuberante natureza da região.

Esses elementos combinados na bandeira de Oaxaca refletem a rica história e cultura desse estado, tornando-a um símbolo de orgulho para seus habitantes. É importante preservar e respeitar os símbolos nacionais de cada região, pois eles representam a identidade e a história do povo.

Bandeira de Oaxaca: História e Significado

A bandeira de Oaxaca é uma tela branca onde a imagem do escudo de Oaxaca é refletida. Este estado não tem uma bandeira oficial, então eles usam o escudo como bandeira.

O escudo da bandeira de Oaxaca foi projetado entre 1947 e 1950 por Alfredo Canseco Feraud. Neste, inserem-se elementos ligados à tradição das culturas pré-hispânicas desse estado.

Bandeira de Oaxaca: História e Significado 1

É comum em vários departamentos do México que seus escudos também sejam suas bandeiras. Mesmo na bandeira mexicana, criada em 1968, o escudo é o elemento principal.

Você também pode estar interessado no escudo de Oaxaca .

História e Descrição

O escudo da bandeira de Oaxaca foi criado a pedido do governador Eduardo Vasconcelos. A escolha do designer foi através de um concurso que Alfredo Canseco Feraud venceu.

Relacionado:  Touros Alexandrinos: Antecedentes, Conteúdo e Consequências

É uma tela vermelha que simboliza as lutas do povo de Oaxaca. Sobre isso, há um oval com o lema “respeito pelos direitos dos outros é paz”.

Você também pode ver os braços de um homem quebrando as correntes, o nome de “huaxyacac” com a flor, o fruto da árvore huaje e um dos palácios de Mitla, acompanhado por uma cruz dominicana.

Além deste oval, aparecem sete estrelas que se referem ao número de regiões nesse estado.

No topo está o escudo do México e no fundo está a proclamação: “Estado livre e soberano de Oaxaca”.

Significado

Na apresentação de seu projeto para a criação do escudo de Oaxaca, Alfredo Canseco Feraud apresentou a iconografia e iconologia contidas nesse novo escudo. A partir daí, são feitas as seguintes considerações:

A cor vermelha do sangue da tela está relacionada às lutas dos Oaxaca. E o lema “respeito pelos direitos dos outros é paz” é uma homenagem a Benito Juárez, um dos personagens mais emblemáticos nascidos em Oaxaca.

Correntes quebradas são um símbolo do fim da escravidão e da opressão. Por seu lado, a ilustração que se refere à denominação “huaxyacac” foi criada em homenagem aos mexicanos, um povo indígena estabelecido na região no século XV.

Na tradução exata da língua nahuatl, o nome “huaxyacac” significa “na ponta ou no nariz de huaje”.

O Palácio Mitla simboliza os laços de Oaxaca com culturas ricas e prósperas que habitaram a região durante séculos.

A cruz dominicana aparece em referência à ordem dominicana. Eles foram responsáveis ​​por séculos não apenas pela evangelização e educação, mas também grande parte da arquitetura da região foi erguida por eles.

Finalmente, as sete estrelas são lidas como as zonas contidas nesse estado: o vale, o Mixtec, as montanhas, a costa, os vales centrais, o istmo e o Tuxtepec.

Relacionado:  José María Morelos História Histórica: Características

Referências

  1. Terraciano, K. (2001). Os mixtecs de Oaxaca colonial. Los Angeles: Stanford University Press. Recuperado em 06 de novembro de 2017 de: books.google.es
  2. Escudo de Oaxaca. Recuperado em 06 de novembro de 2017 de: books.google.es
  3. Ramírez, A. (sf). Lendas de Oaxaca. Revista da Pontifícia Universidade Bolivariana. Retirado em 06 de novembro de 2017 de: gazines.upb.edu.co
  4. Orozco, F. (1933). O brasão primitivo de Oaxaca. Oaxaca: Congresso de História do México. Recuperado em 06 de novembro de 2017 de: books.google.es
  5. Camomila, L; López, L. (2000). História do México. Cidade do México: INAH. Recuperado em 06 de novembro de 2017 de: books.google.es

Deixe um comentário