Bórax: história, estrutura, propriedades, usos, síntese, riscos

O bórax, também conhecido como tetraborato de sódio, é um composto químico que tem sido utilizado há séculos devido às suas diversas aplicações industriais e domésticas. Sua história remonta à Antiguidade, quando era utilizado como agente de limpeza e conservante de alimentos.

A estrutura do bórax é composta por íons de boro e oxigênio ligados a íons de sódio, formando uma estrutura cristalina. Suas propriedades incluem a capacidade de dissolver em água, formar soluções alcalinas e agir como um agente tampão.

Os usos do bórax são variados, indo desde a fabricação de produtos de limpeza e pesticidas até a indústria de vidro e cerâmica. Além disso, é utilizado na produção de produtos químicos, na metalurgia e na fabricação de produtos cosméticos.

A síntese do bórax pode ser realizada a partir do ácido bórico e de carbonato de sódio, em um processo que envolve a cristalização da solução resultante.

No entanto, é importante ressaltar que o bórax pode apresentar riscos à saúde e ao meio ambiente, sendo classificado como uma substância tóxica e irritante. Portanto, é essencial seguir as medidas de segurança adequadas ao manusear e armazenar esse composto.

Propriedades do boro: descubra as características desse elemento químico.

O boro é um elemento químico que possui diversas propriedades únicas. Ele pertence ao grupo 13 da tabela periódica e possui número atômico 5. O boro é um metaloide encontrado na natureza principalmente na forma de compostos, como o Bórax.

Uma das principais características do boro é sua alta dureza e baixo ponto de fusão. Além disso, o boro é um excelente absorvedor de nêutrons e possui propriedades semicondutoras. O boro também é conhecido por sua grande resistência ao calor e por sua baixa densidade.

O boro é utilizado em diversas aplicações industriais, como na produção de vidro resistente ao calor, fibras de carbono, cerâmicas e compostos químicos. Além disso, o boro é essencial para a agricultura, sendo utilizado como fertilizante na forma de Bórax.

O Bórax, também conhecido como tetraborato de sódio, é um composto químico formado por átomos de boro, oxigênio e sódio. Ele é encontrado na natureza na forma de cristais brancos e é utilizado em diversas aplicações, como na fabricação de produtos de limpeza, pesticidas, esmaltes e na metalurgia.

A síntese do Bórax ocorre pela reação entre o ácido bórico e o carbonato de sódio. A substância é produzida em grande escala em minas de borato em regiões como o deserto de Mojave, nos Estados Unidos.

Apesar de suas diversas aplicações, o boro e o Bórax podem apresentar riscos à saúde. A exposição prolongada ao boro pode causar irritações na pele e nos olhos, além de problemas respiratórios. Por isso, é importante manusear essas substâncias com cuidado e seguir as orientações de segurança.

Composição química do bórax: o que é e como é formado esse composto.

O bórax é um composto químico formado por moléculas de sódio, boro e oxigênio. Sua fórmula química é Na2B4O7•10H2O, indicando que cada molécula de bórax contém 2 átomos de sódio, 4 átomos de boro, 7 átomos de oxigênio e 10 moléculas de água.

O bórax é encontrado naturalmente em depósitos de minerais e é formado pela evaporação de lagos salinos. Sua estrutura cristalina é composta por íons de sódio e boro ligados a moléculas de água, formando uma rede tridimensional.

As propriedades do bórax incluem sua capacidade de dissolver em água, formando uma solução alcalina. Ele também é conhecido por suas propriedades de limpeza e conservação, sendo utilizado em produtos de higiene e de limpeza doméstica.

Os usos do bórax são variados, sendo empregado na fabricação de vidro, cerâmica, produtos de limpeza e até mesmo como conservante de alimentos. Sua síntese envolve a reação do ácido bórico com carbonato de sódio, seguida de cristalização.

No entanto, é importante ressaltar que o bórax pode apresentar riscos à saúde se ingerido em grandes quantidades, podendo causar danos ao fígado e aos rins. Portanto, é recomendado utilizar o bórax com cuidado e seguir as instruções de uso adequadas.

Para que serve o bórax e em quais situações ele é empregado?

O bórax é um composto químico que tem uma longa história de uso em diversas áreas. Também conhecido como tetraborato de sódio, o bórax é um mineral natural que é encontrado em depósitos de evaporitos. Sua fórmula química é Na2B4O7•10H2O.

O bórax possui várias propriedades que o tornam útil em diferentes situações. Ele é conhecido por suas propriedades antissépticas, adstringentes e inseticidas. Além disso, o bórax é um agente fundente utilizado na metalurgia e na fabricação de esmaltes e vidros.

Na indústria, o bórax é empregado na produção de produtos de limpeza, cosméticos, fertilizantes e retardantes de chama. Ele também é utilizado na fabricação de cerâmicas, porcelanas e produtos farmacêuticos.

A síntese do bórax pode ser feita a partir da reação do ácido bórico com carbonato de sódio em solução aquosa. Esse processo resulta na formação de cristais de bórax, que podem ser purificados e utilizados em diversas aplicações.

É importante ressaltar que o bórax pode ser tóxico se ingerido em grandes quantidades. Por isso, é fundamental manter o composto fora do alcance de crianças e animais de estimação. Além disso, o contato prolongado com o bórax pode causar irritação na pele e nos olhos.

Relacionado:  Arsina: estrutura, propriedades, nomenclatura e usos

Seu uso deve ser feito com cautela e seguindo as instruções de segurança adequadas para evitar riscos à saúde.

Bórax: descubra suas propriedades e usos em diversas áreas da vida cotidiana.

O Bórax é um composto químico que tem uma longa história de uso em diversas áreas da vida cotidiana. Também conhecido como tetraborato de sódio, ele é um mineral natural que pode ser encontrado em diversas partes do mundo, sendo extraído principalmente de depósitos de evaporitos.

A história do Bórax remonta a milhares de anos, sendo utilizado por civilizações antigas para diversas finalidades. Sua estrutura molecular consiste em íons de sódio, boro e oxigênio, formando cristais incolores ou brancos.

Entre as principais propriedades do Bórax, podemos destacar sua capacidade de agir como um agente de limpeza e desinfetante, sua ação como retardante de chamas e sua utilização na fabricação de vidro. Além disso, ele também é empregado na indústria farmacêutica, na agricultura e na produção de produtos cosméticos.

Os usos do Bórax são variados e abrangem desde a fabricação de detergentes e sabões até a preservação de alimentos e a produção de esmaltes. Sua versatilidade o torna um componente essencial em diversas áreas, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

A síntese do Bórax pode ser realizada através de processos químicos específicos, envolvendo a reação entre ácido bórico e carbonato de sódio. Esse método de produção permite a obtenção de Bórax com alta pureza e qualidade para os mais diversos fins.

Apesar de seus inúmeros benefícios, é importante ressaltar que o Bórax também apresenta alguns riscos para a saúde e o meio ambiente. O contato prolongado com a substância pode causar irritações na pele e nos olhos, além de possíveis danos ao ecossistema se não for descartado corretamente.

Em suma, o Bórax é um composto químico com uma história rica e uma variedade de usos em diferentes áreas da vida cotidiana. Suas propriedades únicas o tornam uma substância indispensável em diversos processos industriais e domésticos, mas é fundamental utilizar com cautela e responsabilidade para evitar possíveis danos à saúde e ao meio ambiente.

Bórax: história, estrutura, propriedades, usos, síntese, riscos

O bórax ou borato de sódio é uma designação para um grupo de compostos químicos com uma fórmula de base de Na 2 B 4 O 7 . É um sal higroscópico capaz de formar numerosos hidratos, além de ser estruturalmente enriquecido pela presença de certas impurezas metálicas.

Os principais compostos chamados bórax são os seguintes: tetraborato de sódio anidro, Na 2 B 4 O 7 ; tetraborato de sódio penta-hidratado (Na 2 B 4 O 7 ) .5H 2 O; e tetraborato de sódio deca-hidrato de Na 2 B 4 O 7 · 10H 2 O, ou equivalente, o tetraborato de sódio octahidrato, de Na 2 B 4 O 5 (OH) 4 .8H 2 O.

Bórax: história, estrutura, propriedades, usos, síntese, riscos 1

Fragmento de bórax. Fonte: Leon Hupperichs [CC BY-SA 3.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)]

Como pode ser visto, todos os sólidos anteriores diferem apenas em seu grau de hidratação; alguns têm mais moléculas de água em seus cristais do que outros. Fisicamente, o bórax é semelhante a pedaços ou cristais robustos de giz (imagem acima).

Naturalmente, o bórax é encontrado em sedimentos sazonais do lago, secos por evaporação. O bórax é produzido na Turquia, em Searles Lakes (Califórnia), no deserto de Atacama, no Chile, na Bolívia, no Tibete e na Romênia. Os cristais sintéticos do bórax podem ser obtidos por um processo lento de nucleação; isto é, aquele em que o crescimento de cristais é favorecido.

O tetraborato de sódio, anidro e desidratado, é pouco solúvel em água fria; mas aumenta sua solubilidade com um aumento de temperatura. Na 2 B 4 O 7 · 10H 2 O é muito solúvel no seio de etileno-glicol, moderadamente solúvel em etanol e ligeiramente solúvel em acetona; Estes são solventes menos polares que a água.

O bórax tem inúmeras aplicações, como na fabricação de detergentes e sabões; como retardante de fogo de material celulósico; na produção de fibra de vidro; na limpeza de superfícies duras como metais, vidro e cerâmica; e na inibição de corrosão, entre outros usos.

O bórax é irritante para os olhos, pele e trato respiratório. A ingestão pode causar, entre outros sintomas, vômitos, diarréia, flacidez, cárie e convulsões. Atualmente, suspeita-se que possa ter efeitos prejudiciais na reprodução humana.

História

A história do bórax é confusa. Note-se que foi descoberto no leito de um lago no Tibete, seco por evaporação. Ele foi transferido no século VIII do Tibete para a Arábia Saudita, seguindo a chamada Rota da Seda.

O termo “bórax” foi popularizado após as inúmeras aplicações encontradas e comercializadas sob o nome de 20 Mule Team Borax Tradermax, que se referiam à maneira como o bórax era transportado pelos desertos de Nevada e Califórnia

Outra versão de sua descoberta aponta que os egípcios conheciam sua existência há muito tempo, usando-a na soldagem de metais pelo calor. Além disso, eles o usavam na medicina e no processo de mumificação. O bórax foi transferido para a Europa no século XIII por Marco Polo.

Em meados do século 19, grandes depósitos de bórax foram descobertos no deserto de Mogave, que tornou seu uso comum desde então.

Estrutura do bórax

Bórax: história, estrutura, propriedades, usos, síntese, riscos 2

Estrutura de íons bórax. Fonte: Smokefoot [CC BY-SA 4.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0)]
Relacionado:  Carbono anomérico: características e exemplos

A imagem acima mostra os íons que compõem o bórax, correspondendo especificamente a um sólido com uma fórmula composicional de Na 2 [B 4 O 5 (OH) 4 ] · 8H 2 O (ou Na 2 B 4 O 7 · 10H 2 O).

Primeiro, a estrutura em gaiola do ânion [B 4 O 5 (OH) 4 ] 2- (embora deva ter dois grupos – OH desprotonado, O ), no qual um anel octogonal (quatro átomos de B e quatro de O), com uma ponte BOB dividindo-a em duas metades.

Essa gaiola não permanece estática, mas vibra e adota diferentes conformações no espaço; no entanto, em menor grau, perto da ponte. Também pode-se notar que é muito “oxigenado”; isto é, possui muitos átomos de oxigênio, capazes de interagir com moléculas de água através de ligações de hidrogênio.

Não é de surpreender que os cristais de bórax possam hidratar e gerar numerosos hidratos. Assim, para o sólido de Na 2 [B 4 O 5 (OH) 4 ] · 8H 2 O, oito moléculas de H 2 O que interage com o borato de gaiola, e simultaneamente, com os centros de metal de Na + .

No lado do catião tem o complexo aquoso [Na (H 2 O) 4 ] + n , em que o valor de n depende da relação anião / catião. No sólido superior, n = 2, então você tem: [Na 2 (H 2 O) 8 ] 2+ , cuja carga 2+ neutraliza a carga 2- do ânion borato.

Cristais

Bórax: história, estrutura, propriedades, usos, síntese, riscos 3

Célula monoclínica do bórax. Fonte: Ben Mills [
domínio público ].

Acima, você tem a célula unitária monoclínica dos cristais de Na 2 [B 4 O 5 (OH) 4 ] · 8H 2 O ou Na 2 B 4 O 7 · 10H 2 O. Aqui, as atrações eletrostáticas e pontes de hidrogênio governam ou Padrões estruturais originários de cada extensão do cristal dominam.

Os outros hidratos e sal anidro perdem uma ou todas as suas moléculas de água, alterando a composição e a estrutura do cristal do bórax. Em todos eles, o ânion e o cátion permanecem os mesmos (a menos que haja impurezas ou reações colaterais), de modo que nenhuma confusão pode ser gerada a esse respeito.

Confusões com o ânion borato

Na 2 [B 4 O 5 (OH) 4 ] · 8H 2 O e Na 2 B 4 O 7 · 10H 2 O são o mesmo. Porque

Primeiro, se seus átomos forem contados, eles serão vistos em número; e segundo, no ânion B 4 O 7 2 – é considerada a ausência dos dois grupos OH ligados às cabeças de boro das pontes BOB; duas OH que, com os dois H + do B 4 O 7 2- , um total de 2 H 2 O, dando um total de 10 de H 2 O (8 + 2).

Propriedades

Nomes

– Bórax.

– Borato de sódio.

– Tetraborato de sódio.

– Tetraborato dissódico.

Massa molecular

Anidro: 201,22 g / mol.

Decahidrato: 381,38 g / mol.

Aparência física

Um sólido cristalino branco.

Densidade

Anidro: 2,4 g / cm 3

Decahidrato: 1.739 g / cm 3

Ponto de fusão

Anidro: 743 ° C (1.369 ° F, 1.016 K).

Decahidrato: 75 ° C.

Ponto de ebulição

Anidro: 1.575 ° C (2.867 ° F, 1.848 K).

Solubilidade em água

31,78 g / L (para anidro e decahidratado).

Solubilidade em solventes orgânicos

É muito solúvel em etileno glicol, moderadamente solúvel em dietileno glicol e metanol e ligeiramente solúvel em acetona.

Índice de refração (ηD)

Anidro: η 1 = 1.447; η 2 = 1.469.

Decahidrato: η 2 = 1.472.

Estabilidade

É estável em condições adequadas de armazenamento. Embora tenha baixa pressão de vapor, aumenta com a temperatura, levando à cristalização e à condensação, evitando flutuações excessivas de temperatura e umidade.

Emissão de luz

O tetraborato de sódio quando sujeito à ação do fogo emite uma luz verde.

Reacções

– Quando dissolvido em água, causa soluções alcalinas com um pH em torno de 9,2.

– O bórax reage para formar outros boratos, como o perborato (PBS).

– Também produz ácido bórico reagindo com ácido clorídrico:

Na 2 B 4 O 7 · 10H 2 O + HCl => 4 H 3 BO 3 + 2 Na + + Cl 2 + 5 H 2 O

– O tetraborato de sódio se comporta como uma substância anfotérica, pois em uma solução aquosa hidrolisa e é capaz de neutralizar ácidos. Da mesma forma, é capaz de neutralizar álcalis de alta concentração, evitando elevação excessiva do pH do meio.

Usos

O bórax tem inúmeras aplicações, tanto em seres humanos quanto no conjunto de atividades que realiza.

Ação antioxidante

O bórax tem a capacidade de dissolver óxidos. Por esse motivo, é utilizado na recuperação de metais como latão, cobre, chumbo e zinco.

Também é usado para evitar a oxidação de barras de metal nas fundições. O bórax cobre sua superfície, excluindo o ar e, portanto, impedindo a oxidação. Além disso, evita a corrosão de materiais ferrosos na fabricação de automóveis.

A solubilidade do bórax em etileno glicol tem sido útil em formulações anticongelantes. O bórax neutraliza resíduos ácidos que ocorrem durante a decomposição do etileno glicol, minimizando a oxidação que as superfícies metálicas podem sofrer.

Processamento Adesivo

– O bórax faz parte de uma formulação adesiva de amido para papel ondulado e papelão.

– É um agente peptizante na fabricação de adesivos à base de caseína e dextrina.

– Trabalha fortalecendo materiais adesivos, reticulando grupos hidroxila conjugados.

Retardante de fogo

É utilizado como retardador de fogo em materiais celulósicos e em outros polímeros contendo grupos hidroxila. Ela exerce sua ação através de vários mecanismos, incluindo a formação de uma camada vítrea que limita o acesso a combustíveis.

Desenvolvimento de vidro borossilizado (Pyrex)

O bórax é uma fonte de boro usada na produção de vidro borossilizado; caracterizado por um alto ponto de fusão, baixo coeficiente de expansão e alta resistência a choques térmicos.

Relacionado:  Ácido crômico: estrutura, propriedades, obtenção, usos

Isso permite que ele seja submetido a altas temperaturas sem sofrer fraturas, recebendo o nome de vidro refratário.

O vidro borossilizado é usado na preparação de materiais a serem utilizados em casa para assar alimentos. Também é utilizado em laboratórios em copos, fiolas, cilindros de medição, pipetas, etc.

Emulsificante

O bórax, juntamente com outros compostos, é usado para emulsificar sabões e outras parafinas. Também é usado como base para a preparação de loções, cremes e pomadas.

Material de limpeza

– É adicionado em formulações para limpar superfícies firmes como metal, vidro e cerâmica.

– É usado em produtos de limpeza para mãos, material de polimento e sabões detergentes para uso em lavandarias e em casa. Além disso, facilita a remoção de depósitos oleosos do chão de fábrica.

Usos médicos

– É utilizado no tratamento de infecções por fungos nos pés.

– Faz parte da fórmula de nutrientes que fornecem boro. Pensa-se que este elemento esteja envolvido no metabolismo do cálcio, fósforo e magnésio e pode ser necessário para a estrutura óssea.

– Envolvido na determinação da hemoglobina glicosilada (HbA1C), um teste que serve para determinar o desenvolvimento de diabetes a longo prazo em um paciente, uma vez que o tempo médio de vida de um eritrócito é de 120 dias.

Esta informação é mais útil para o médico do que determinações isoladas da glicemia do paciente.

Tampão PH

É usado em vários sistemas tampão de pH usados ​​em bioquímica; entre eles, o Tris (hidroximetil) aminometano-borato, usado na eletroforese em poliacrilamida dos ácidos nucleicos do DNA e RNA.

Diminuição da dureza da água

O bórax é capaz de combinar com os íons cálcio e magnésio presentes na água, diminuindo sua concentração. Desta forma, a dureza da água é reduzida.

Fertilizantes e fertilizantes

O bórax é usado como fonte de boro. Cálcio e boro estão envolvidos na formação da parede celular das plantas. Além disso, observou-se que o boro favorece a polinização, razão pela qual está envolvido na fertilização e proliferação de plantas.

Preservação de madeira

O bórax luta contra o verme, um besouro que consome e destrói a madeira. Também é usado na conservação e manutenção de barcos de madeira.

Fluxo e fluxo

É utilizado como fluxo na soldagem de aço e ferro, causando diminuição do ponto de fusão e eliminação do óxido de ferro; Um contaminante indesejável. Com finalidade semelhante, participa da soldagem de ouro e prata.

Outros

– É usado como um pesticida leve; por exemplo, para combater traças em lã.

– A pulverização serve para controlar pragas presentes em armários, depósitos internos, nas cavidades das paredes e, em geral, onde o uso de pesticidas mais poluentes não é desejado.

– É usado em reatores nucleares para controlar reações que podem produzir, em casos extremos, uma reação em cadeia.

– Nos radiadores dos carros, o bórax é usado para bloquear os locais onde há vazamentos de água.

Síntese

O bórax é obtido por reação do ulexito mineral, composto pelos elementos boro, sódio e cálcio, da fórmula NaCaB 5 O 9 .8H 2 O, com carbonato de sódio e hidrocarboneto de sódio em meio aquoso.

Na realidade, a síntese de tetraborato de sódio ou bórax é pouco utilizada; A maior parte do composto produzido é obtida pela extração dos minerais que o contêm.

O processo pode ser resumido em uma solução do minério em água, seguida de uma filtração em argila e finalmente uma evaporação da solução aquosa.

Riscos

O bórax é um produto natural, no entanto, pode causar uma série de danos à saúde humana. Por exemplo, por contato com pó de bórax, pode ocorrer irritação na pele que pode causar dermatite.

Da mesma forma, o bórax causa irritação nos olhos e no trato respiratório superior. Os sintomas de inalação incluem tosse e dor de garganta.

Enquanto isso, a ingestão de bórax apresenta os seguintes sintomas: vômito, náusea, diarréia, flacidez, dor de cabeça e convulsões. Além disso, pode haver uma afetação do sistema nervoso central e da função renal.

A partir de estudos realizados em ratos machos, foi observada atrofia testicular alimentada por bórax. Enquanto estudos realizados com ratas prenhes indicaram que o bórax poderia atravessar a placenta, produzindo um distúrbio no desenvolvimento fetal, manifestado pelo baixo peso ao nascer.

Acredita-se que a exposição ao bórax possa afetar a função reprodutiva masculina nos homens, manifestada por uma redução na contagem de espermatozóides.

Estima-se uma dose fatal de 10 a 25 gramas para a ingestão de bórax em adultos.

Referências

  1. Shiver & Atkins. (2008). Química Inorgânica (Quarta edição). Mc Graw Hill
  2. Centro Nacional de Informação Biotecnológica. (2019). Argônio Banco de Dados PubChem. CID = 23968. Recuperado de: pubchem.ncbi.nlm.nih.gov
  3. Karolyn Burns, Seneca Joseph e Dr. Ryan Baumbach. (sf). Síntese e Propriedades de Cristais de Bórax e Ligas Intermetálicas. Recuperado em: nationalmaglab.org
  4. Wikipedia (2019). Bórax Recuperado de: en.wikipedia.org
  5. Rio Tinto (2019). Desidratante do bórax. Bórax da equipe de 20 mulas. Recuperado de: borax.com
  6. Fletch
    r Jenna. (14 de janeiro de 2019). O bórax é seguro de usar? Recuperado de: medicalnewstoday.com

Deixe um comentário