Causas e conseqüências da independência dos Estados Unidos

As causas e conseqüências da independência dos Estados Unidos constituem os eventos que antecederam e continuaram a formação como país independente das 13 colônias do Reino Unido na América do Norte.

A independência dos Estados Unidos foi um evento histórico que surgiu de vários eventos políticos e militares, que ocorreram entre 19 de abril de 1775 e 3 de setembro de 1793.

Causas e conseqüências da independência dos Estados Unidos 1

Em 4 de julho de 1776, a declaração de independência dos Estados Unidos foi emitida e aprovada pelo Congresso Continental.

Assim, as 13 colônias americanas cortaram suas conexões políticas com a Grã-Bretanha.

As três principais causas da independência dos Estados Unidos

1- O controle exercido pela Grã-Bretanha

As colônias da Carolina do Sul e da Virgínia foram regulamentadas pelas leis locais que foram derrubadas pela Grã-Bretanha.

Nesse contexto, a busca de residências e instalações foi ordenada às autoridades aduaneiras, a fim de encontrar mercadorias contrabandeadas.

2- A Lei do Açúcar e a Lei da Campainha

Submetidas ao Império Britânico, as colônias foram forçadas a pagar impostos, a fim de contribuir para a manutenção da burocracia.

A aprovação da Lei do Açúcar (1764) gerou grande impacto, pois impôs o pagamento de impostos sobre bens como açúcar, café, potássio, vinhos, ferro e sedas.

Da mesma forma, com a Lei da Campainha, todo material impresso, como jornais, testamentos e contratos, era tributado.

O desconforto dos colonos diante de medidas arbitrárias foi sentido através de seus protestos.

3- O Massacre de Boston e o Motim do Chá

Em 5 de março de 1770, um grupo de colonos atacou os soldados encarregados de vigiar a estância aduaneira de Boston com bolas de neve e pedras. Estes atacaram com suas armas e mataram cinco moradores.

A Coroa continuou a estabelecer mais tributos aos colonos; com isso o clima se tornou cada vez mais hostil.

Relacionado:  As 7 cidades mesopotâmicas mais importantes

Foi assim que, em dezembro de 1773, em protesto aos impostos sobre o chá, um grupo de colonos se misturou à tripulação de três navios e jogou suas cargas ao mar.

As pessoas estavam cientes de que sua capacidade de subsistência se baseava em sua própria economia. Por isso, ele gerou uma revolução e lutou incansavelmente contra a opressão britânica.

As 2 principais consequências da independência dos Estados Unidos

1- A primeira revolução liberal foi formada

Em 1787, surgiu a primeira constituição escrita da história, segundo a qual o Estado federal com base em três poderes foi articulado: o legislativo, o judicial e o executivo.

2- A expansão econômica e territorial dos Estados Unidos

Ao se libertar da opressão mercantilista britânica, a nova nação independente é lançada em direção à conquista do Ocidente, expandindo-se econômica e territorialmente, dando origem à conformação da grande potência que é hoje.

A independência dos Estados Unidos teve um impacto no cenário internacional como o primeiro exemplo de descolonização.

Seis anos depois , eclodiu a Revolução Francesa , e décadas depois ocorreram os processos de independência da América Latina.

Referências

  1. Puxa, B. (sf). As 12 principais causas da guerra de independência americana. Recuperado em 22 de outubro de 2017 de: historydiscussion.net
  2. Martin, K. (3 de agosto de 2017). As causas da revolução americana. Em: thoughtco.com
  3. Rickard, J. (25 de maio de 2003). Guerra de independência americana. Em: historyofwar.org
  4. A declaração de independência, 1776 (sd). Recuperado em 22 de outubro de 2017 de: history.state.gov
  5. Wallace, W. (7 de julho de 2017). Revolução Americana Em: britannica.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies