Escudo de Formosa: História e Significado

Escudo de Formosa: História e Significado

A eleição do brasão de Formosa pelo governo da província ocorreu em 29 de junho de 1959. Sua indicação como emblema oficial da província foi materializada pela Lei nº 69, promulgada pelos legisladores.

Deve-se ter em mente que a lei para que essa região se torne província não tenha sido promulgada até 1955, sob o mandato de Juan Domingo Perón, e que ainda levaria mais três anos para ele escolher seu primeiro governo.

Formosa, cujo nome significa “bonito”, faz parte da República Argentina. É uma das 23 províncias que a compõem. Está localizado no norte do país, na fronteira com o Paraguai. A capital, que também é a cidade mais populosa, compartilha o mesmo nome que a província.

História

Antes do surgimento do atual brasão de armas da província, a região já possuía outro emblema de identificação.

Especificamente, durante o tempo em que foi chamado Território Nacional de Formosa, havia pelo menos duas insígnias diferentes de autores desconhecidos.

Já em meados do século XX, e após a reforma administrativa aprovada pelo governo nacional que provinciaria o território, percebeu-se a necessidade de um novo escudo.

Para elegê-lo, a Câmara dos Deputados convocou a Lei nº 1. As bases do referido concurso estavam espalhadas por todo o país e até no exterior.

A resposta foi muito numerosa: 131 pessoas apresentaram 170 desenhos, entre os quais o que melhor representasse os valores da província.

O vencedor final foi Juan Enrique Bejarano, da cidade do Paraná e um estudante de arquitetura. Logo após, em 29 de junho de 1959, sua criação foi nomeada Escudo Oficial da Província de Formosa pela Lei nº 69.

Significado

O emblema escolhido como escudo para esta província rompe com a forma tradicional que outras insígnias costumam ter no país; seu design é mais moderno.

Tem a forma de um polígono irregular com oito lados. Esse polígono simétrico é dividido em dois com cores diferentes: azul e branco. Eles são os mesmos da bandeira argentina.

O alvo está no fundo, onde duas mãos se reúnem representando a irmandade de todos os habitantes da região.

Como curiosidade, pode-se dizer que o autor chamou, em primeira instância, duas mãos esquerdas, mas o júri pediu que ele as transformasse em mãos direitas.

Na parte superior, azul, existem nove estrelas, uma para cada departamento em que a província está dividida.

Há também um casulo de algodão, a principal matéria- prima da região e que alude ao seu potencial industrial e produtivo.

Fora do polígono, dois novos elementos aparecem. Acima está um sol nascente, representando o poderoso surgimento da nova província, enquanto as folhas de louro colocadas na parte inferior do emblema aludem a suas realizações históricas e glórias futuras.

Referências 

  1. Rivarola, Ernesto. Brasão de identidade provincial da província de Formosa. Obtido em guiaamarilladeformosa.com
  2. Governo de Formosa. Bandeira e escudo. Obtido de formosa.gob.ar
  3. Heráldica argentina. Província de Formosa. Obtido em heraldicaargentina.com.ar
  4. Legislatura de Formosa. Símbolos da província de Formosa. Obtido em legislaturaformosa.gob.ar
  5. Clara, Maria. O brasão nacional de Formosa. (10 de outubro de 2008). Obtido de unaprovinciahermosa.blogspot.com.es

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies