Escudo do Estado Miranda: História e Significado

O escudo do estado de Miranda é um dos três principais símbolos nacionais do estado de Miranda, um estado localizado na área costeira norte-central da Venezuela. Os outros dois símbolos nacionais são a bandeira e o hino.

O brasão de armas de um estado ou nação é projetado com o objetivo de difundir valores, que foram aprendidos através das experiências vividas ao longo dos anos naquele local. Esses valores são retirados de fatos históricos e pessoas famosas.

Escudo do Estado Miranda: História e Significado 1

É importante mencionar que, como outros símbolos nacionais, o brasão do estado de Miranda mudou com o tempo.

Características e significado do escudo do estado de Miranda

O desenho do brasão do estado de Miranda foi alterado em 2006, sob a aprovação da reforma da Constituição do estado de Miranda e de acordo com a Lei da Bandeira, Escudo, Hino e Selo do Estado. Essa alteração foi feita em conjunto com a bandeira do mesmo estado.

O brasão de armas do estado de Miranda é caracterizado por ser dividido na diagonal em duas partes, a parte superior localizada no lado direito e a parte inferior no lado esquerdo.

A parte superior representa o comércio, uma vez que, além de ter um fundo amarelo, possui um navio com as velas implantadas navegando na direção das costas da Venezuela.

Há também uma curiara (tipo de barco mais leve e mais longo que uma canoa) com dois povos indígenas, como símbolo do chefe de Guaicaipuro e de seus guerreiros.

A parte inferior simboliza o solo fértil do estado de Miranda, pois essa parte do escudo mostra paisagens naturais que estão nesse estado, como a Silla del Ávila e o rio Tuy.

Ambas as partes são divididas por uma faixa que cruza do canto superior esquerdo para o canto inferior direito. Atualmente, essa faixa possui as três cores da bandeira do estado de Miranda, que são amarelas, pretas e vermelhas.

Relacionado:  Separação do Panamá da Colômbia: causas, consequências

Da mesma forma, dentro da faixa vermelha há uma estrela branca que simboliza a paz. No entanto, deve-se notar que a cor vermelha no escudo não significa o mesmo que o vermelho da bandeira, a primeira significa a soberania à qual todos os povos aspiram.

Por um lado, na parte superior do escudo, existem duas cornucopias (vasos em forma de chifre) que transbordam os frutos que representam abundância.

Por outro lado, no lado direito do escudo, há um ramo de cacau e, no lado direito, um ramo de café entrelaçado com um ramo de cana-de-açúcar. Os galhos de ambos os lados se cruzam na parte inferior do escudo.

Finalmente, na parte inferior do escudo entre os galhos, há uma bandeira do estado, entrelaçada de tal forma que é dividida em três. Cada divisão tem uma ação:

  • ” 5 de julho de 1811″ (assinatura do ato de independência).
  • ” 3 de agosto de 1806″ (Francisco de Miranda desembarcou na Vela do Coro).
  • ” 1º de fevereiro de 1817″ (Natalicio de Ezequiel Zamora).

Referências

  1. Miranda (estado). (27 de novembro de 2017). Recuperado em 8 de dezembro de 2017, da Wikipedia: en.wikipedia.org.
  2. Brasão de armas (6 de dezembro de 2017). Recuperado em 8 de dezembro de 2017, da Wikipedia: en.wikipedia.org.
  3. Straka, T., Guzmán, G. e Cáceres, A. (sf). Dicionário Histórico da Venezuela. Recuperado em 8 de dezembro de 2017, dos livros do Google: books.google.co.ve
  4. Os editores da Encyclopaedia Britannica. (sf). Miranda Retirado em 8 de dezembro de 2017, da Encyclopedaedia Britannica: britannica.com.
  5. Franciscco de Miranda. (26 de novembro de 2017). Recuperado em 8 de dezembro de 2017, da Wikipedia: en.wikipedia.org.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies