Formação Cívica e Ética: quais estudos, características, objetivos

Os civismo e ética procura para criar um espaço onde as pessoas podem conceber-se como indivíduos sociais. A pesar nesta formação que concepção social está presente, ao mesmo tempo que cada pessoa mantém seu status individual, o que é essencial para entender melhor o que os direitos e deveres que lhe incumbem nos são.

O treinamento cívico e ético baseia-se no estudo dos princípios básicos relacionados à democracia, bem como nos aspectos morais que os cidadãos devem levar em consideração no contexto da coexistência em uma determinada sociedade.

Formação Cívica e Ética: quais estudos, características, objetivos 1

Para entender melhor todos esses princípios democráticos e morais, o treinamento cívico e ético depende de outras disciplinas, como sociologia, filosofia, história, direito, ciência política, demografia, antropologia e psicologia, entre muitos outros.

Como é um tema que engloba um grande conjunto de elementos de vários campos, o treinamento normalmente cívico e ético é dividido em pelo menos três abordagens: a formação do indivíduo como tal, o treinamento no campo da ética e da moral, e treinamento relacionado a ser um bom cidadão.

O que é estudado no treinamento cívico e ético?

Formação do indivíduo

O treinamento cívico e ético concentra-se nos potenciais que cada indivíduo possui para alcançar vários objetivos, como promover o bem-estar social, criar projetos de vida para si e desenvolver-se holisticamente.

Para isso, estudam – se os princípios básicos da personalidade e a importância da auto-estima e exploram seus próprios sentimentos e crenças, para que se possa conhecer mais profundamente na esfera individual.

Ao mesmo tempo, também são estudados elementos ligados à lei, com a intenção de que as pessoas possam se considerar responsáveis ​​por responder tanto por seus direitos quanto por seus deveres.

Treinamento ético e moral

Nesta fase do treinamento cívico e ético, são estudados os elementos relacionados aos direitos humanos . Da mesma forma, são analisadas as principais características dos princípios éticos básicos, como justiça, verdade, responsabilidade, liberdade, solidariedade, tolerância e equidade, entre outros valores fundamentais para a convivência.

A intenção é refletir criticamente sobre esses princípios e entender por que eles são tão importantes para se viver em uma sociedade.

Estratégias que permitem melhor aproveitamento dos recursos e maior preservação do meio ambiente também são estudadas. Os aspectos estudados nesta seção estão estruturados para orientar as ações dos indivíduos em direção ao benefício comum.

Treinamento do cidadão

Nesta área, são estudadas as características da democracia como sistema de governo, bem como os benefícios de gerar uma cultura democrática em todas as esferas da sociedade.

São analisadas várias experiências nessa área, ocorridas dentro e fora do país.

Também se aprofunda na estrutura legal do país, para que os indivíduos possam entender melhor qual deve ser sua participação como cidadãos e como seus direitos e deveres são protegidos na legislatura nacional.

Da mesma forma, são estudados os diversos mecanismos de participação existentes em uma democracia, como o voto, a consulta popular, a apresentação de projetos específicos perante as autoridades ou a revogação do mandato, entre outros procedimentos.

Caracteristicas

As características mais relevantes do treinamento cívico e ético são as seguintes:

– Normalmente ensinado no ambiente escolar, especificamente nos ciclos básico e diversificado. No entanto, é uma formação que é muito útil a qualquer momento na vida de uma pessoa.

-Seu campo de ação inclui treinamento nos campos pessoal, jurídico e cívico.

– Dada a amplitude dos tópicos abordados, inclui abordagens multidisciplinares. Baseia-se em psicologia, sociologia, direito, antropologia, história e demografia, entre outras disciplinas.

-A intenção principal é criar cidadãos conscientes de seu papel na sociedade, comprometidos com a busca de progresso comum.

Embora existam elementos comuns, cada país se concentra no treinamento cívico e ético de uma maneira diferente, adaptada à sua própria realidade social e ao seu quadro jurídico.

– Procura gerar um treinamento abrangente que permita o desenvolvimento de um plano de vida através do qual seja incentivada a construção de cenários sociais harmoniosos e cheios de bem-estar.

– Baseia-se nas primeiras teorias sobre civilidade propostas na antiguidade: na China, pelo pensador Confúcio, e na Grécia, pelo filósofo Platão. Esses princípios evoluíram ao longo do tempo e continuam a evoluir, pois essa formação deve ser adaptada aos tempos.

Objetivos

Dentre os principais objetivos do treinamento cívico e ético, destacam-se:

-Publicar quais são os direitos e deveres que cada indivíduo tem em seu papel de cidadão, sempre com a intenção de buscar benefícios sociais e comunitários.

– Enfatize a liberdade que cada indivíduo tem para tomar as decisões que julga apropriadas, com a importante noção de que ele faz parte de uma sociedade.

-Regular o comportamento, buscando aderir à ética e aos princípios básicos relacionados aos direitos humanos e à democracia.

– Observe que todos os membros da mesma sociedade têm igualdade perante a lei, de modo que o comportamento cívico e ético não deve favorecer um setor mais do que outro.

Reconhecer que, embora efetivamente os membros de uma sociedade sejam iguais em termos de direitos e deveres, ao mesmo tempo são diferentes em seus modos de vida, interesses, modos de pensar e crenças. O treinamento cívico e ético promove uma coexistência harmoniosa que leva em consideração essas diferenças.

-Promover a geração pelos cidadãos de projetos que melhorem a qualidade de vida de toda a sociedade.

– Compreender as características dos modelos de governo, especialmente de democracia, bem como o papel que os cidadãos desempenham nesse contexto.

– Abordar as leis mais relevantes em vigor, nacional e internacionalmente, a fim de entender quais são os regulamentos existentes e o que cada cidadão deve fazer para cumprir esses parâmetros.

Reconhecer a importância da legalidade como uma ordem básica na qual a sociedade se baseia.

– Construir uma série de valores cuja essência esteja relacionada à tradição do país em questão, sua história e suas referências diretas.

– Analisar criticamente esses valores e refletir sobre as possíveis formas de implementá-los em situações concretas que podem ser geradas na sociedade. Isso promoverá o desenvolvimento moral de cada indivíduo.

-Saiba quais são os direitos humanos fundamentais e como qualquer cidadão pode aplicá-los, levando em consideração o treinamento ético.

Para que serve?

A principal razão para promover o treinamento cívico e ético é incentivar a participação consciente e responsável dos cidadãos nas diferentes atividades realizadas na sociedade.

Graças a esse ensino, os cidadãos terão mais informações sobre seus papéis dentro de uma sociedade e poderão participar mais ativamente da construção de um presente e futuro cheio de bem-estar para si e para a comunidade em geral.

Além disso, o treinamento cívico e ético serve para que os indivíduos desenvolvam capacidades sociais que lhes permitam participar de assuntos coletivos, enfrentam vários problemas sociais e tomam decisões com bases éticas favoráveis ​​a uma coexistência harmoniosa.

Existem várias habilidades desenvolvidas por indivíduos que recebem treinamento cívico e ético. A seguir, descreveremos as principais características de alguns deles:

Auto-regular a própria liberdade

O treinamento cívico e ético ajuda a entender a importância de exercer a liberdade com responsabilidade e conscientização de outras pessoas. Também se concentra no entendimento de que a auto-regulação é vital para manter tanto sua própria dignidade quanto a de outros indivíduos.

Trata-se de entender que as pessoas têm motivações e interesses diferentes e que não é ético dar prioridade a seus próprios motivos quando fazemos parte de uma sociedade. Portanto, procura identificar o espaço em que é possível exercer nossa liberdade sem prejudicar a outra no processo.

Conheça a si mesmo

Ao identificar suas próprias características, tanto físicas quanto psicológicas, é promovida a criação de projetos de vida para alcançar a autorrealização, bem como o fato de se reconhecerem dignos e valiosos, essenciais para uma convivência saudável.

Da mesma forma, o valor dos outros também é reconhecido e o cenário ideal é criado para cultivar a disposição de se comprometer com outros cidadãos.

Cultive o sentimento de pertença

Reconhecer as características próprias e de terceiros implica identificar os laços que unem algumas pessoas a outras, porque elas moram no mesmo país, cidade, município ou mesmo bairro residencial.

Da mesma forma, o senso de pertencer não está apenas associado ao escopo geográfico, mas também tem uma relação com interesses, crenças, costumes e outros elementos culturais.

Então, ao se entender como parte de um grupo, a responsabilidade e o compromisso de participar de forma ativa e favorável para alcançar o desenvolvimento da comunidade serão incentivados.

Valorize as diferenças

As igualdades que existem entre os cidadãos no âmbito da lei são reconhecidas e as diferenças também são comemoradas, que são o reflexo da grande diversidade que existe no planeta. É essa diversidade que enriquece a experiência e permite aprendizado constante.

Através do treinamento cívico e ético, é possível desenvolver empatia e promover que os benefícios coletivos tenham prioridade sobre as motivações individuais.

Crie uma consciência democrática

O treinamento cívico e ético contribui para que a democracia não seja apenas concebida como um modelo de governo, mas como uma maneira de se comportar nas diferentes esferas da vida da sociedade.

Além disso, é essencial que um cidadão esteja ciente das várias formas de participação democrática existentes, tanto para acessar informações relevantes geradas pelo governo quanto para influenciar diretamente as decisões tomadas pelas autoridades.

Participar ativamente da sociedade

Ao se reconhecerem como parte de uma sociedade, cada indivíduo pode ter uma maior predisposição para participar ativamente das esferas social e política.

A idéia é criar um amplo compromisso vinculado aos assuntos da sociedade, que afetam direta ou indiretamente cada cidadão. Ao perceber essa incidência, as pessoas podem adotar uma atitude mais presente e proativa em relação às questões sociais.

Além disso, por meio de treinamento cívico e ético, é incentivada a compreensão do quadro jurídico e das várias opções de participação disponíveis para os cidadãos. Graças a isso, é possível que as ações realizadas pelas pessoas sejam mais eficazes em seu objetivo de alcançar o progresso da comunidade.

Resolver conflitos

O treinamento cívico e ético coloca ênfase especial no entendimento da legalidade, bem como dos direitos e deveres de cada cidadão. Nesse contexto, a capacidade de lidar com conflitos é obtida priorizando o diálogo e a negociação.

Quem tem disposição para resolver um conflito, tem ao mesmo tempo vontade de entender e reconhecer o outro, competências muito úteis para gerar uma sociedade harmoniosa e produtiva.

Reconhecer a importância das leis

Trata-se de conhecer e estudar as normas que devem ser cumpridas de forma obrigatória, além de entender a importância dessas regras serem respeitadas por todos os membros da sociedade.

A intenção é que os próprios cidadãos sintam que têm o direito de fazer cumprir as leis, sempre incentivando o respeito à equidade e aos direitos humanos.

Referências

  1. Aspe, V. (2002). Formação Cívica e Ética / Educação Cívica e Ética. Cidade do México: Editorial Limusa.
  2. Canton, V. (2002). Formação Cívica e Ética / Educação Cívica e Ética. Cidade do México: Editorial Limusa.
  3. Democracia, M. p. (2001) Treinamento cívico e ética do cidadão: antologia. Universidade do Texas
  4. Lovibond, S. (2009). Formação ética Harvard University Press.
  5. Pick, S. (2002). Treinamento cívico e ético 2. México DF: Editorial Limusa.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies