Greve de Cananea: Antecedentes, Causas e Consequências

O h t vai sem Cananea era uma mobilização de mineiros que começou 01 de junho de 1906 na cidade de Cananea, no estado de Sonora. A greve foi convocada para tentar melhorar as condições deploráveis ​​de trabalho dos trabalhadores mexicanos e a diferença de tratamento entre eles e os americanos.

A mineração tinha sido um dos motores da economia do país, com um impacto especial no norte. No final do s. XIX, a maioria dos investidores e proprietários era estrangeira, uma vez que o governo presidido por Porfirio Díaz havia adotado uma política que os favorecia.

Greve de Cananea: Antecedentes, Causas e Consequências 1

Após duas décadas de Porfiriato, a oposição liberal estava começando a se organizar melhor e os eventos de Cananea e a subsequente greve de Río Blanco foram dois marcos importantes na luta contra a ditadura e na defesa dos direitos dos trabalhadores.

Para muitos historiadores, ambas as greves foram o pano de fundo da eclosão da Revolução Mexicana e da subsequente Constituição de 1917, que inclui muitas das demandas reivindicadas pelos grevistas.

De qualquer forma, a greve de Cananea resultou em uma repressão em larga escala com um número incerto de mortes, mas que excederia duas dúzias, além de cinquenta líderes do movimento na prisão.

Antecedentes

A população de Cananea, perto da fronteira com os Estados Unidos, foi uma das que mais cresceu devido à atividade de mineração desenvolvida durante os anos. XIX.

No final desse século, a empresa americana Cananea Consolidated Company está estabelecida na área. Seu proprietário era William C. Greene, um ex-militar que, favorecido pela legislação de Porfiriato, comprou várias minas e construiu uma fábrica de fundição e uma ferrovia que chegava aos portos mais próximos.

O acordo dessa empresa fez com que milhares de trabalhadores de todas as partes do país se mudassem para tentar conseguir um emprego. Dessa forma, em 1906, mais de um terço dos 20.000 habitantes da cidade trabalhavam para essa empresa.

Relacionado:  Toltec Agriculture: Características e principais produtos

Do número total de trabalhadores, aproximadamente 75% eram mexicanos, enquanto o restante vinha dos Estados Unidos. As diferenças de salário e direitos entre as duas comunidades eram muito grandes, sendo desfavoráveis ​​para os habitantes locais.

Oposição liberal

O rígido controle político e repressivo que Porfirio Díaz havia estabelecido durante as duas décadas que ele governava não deixou praticamente nenhum movimento de oposição seriamente organizado.

Isso mudaria com a entrada do novo século, quando os liberais começaram a se mobilizar. Os irmãos Flores Magón colocaram-se na vanguarda de iniciativas como o jornal Regeneración e começaram a promover a luta contra Díaz.

Muitos desses oponentes viviam no exílio, mais especificamente no Missouri, nos EUA. A partir daí, unidos na Junta Organizadora do Partido Liberal Mexicano, começaram a planejar algum tipo de revolta armada, já que não havia opção para encerrar o regime pacificamente.

A oposição em Cananea

Nesse contexto de fortalecimento das posições contra os Porfiriato, importantes militantes liberais chegaram a Cananea: Enrique Bermúdez, Jośe López e Antonio de Pío Araujo. Seu objetivo era organizar os trabalhadores para melhorar suas condições e tentar uni-los à causa contra a ditadura, que favorecia más condições de trabalho.

Uma de suas primeiras ações foi publicar semanalmente, mas logo foram localizadas e forçadas a entrar no submundo. Os oponentes que permaneceram na cidade fundaram o Clube Liberal de Cananea.

Causas da greve

– As horas diárias dos trabalhadores eram muito longas e as condições eram dolorosas, com doenças como a silicose afetando muitos deles.

– Os salários eram muito baixos, especialmente em comparação com os cobrados pelos trabalhadores americanos. Os mexicanos cobraram apenas 3 pesos, em comparação com 7 de seus vizinhos do norte. Os últimos foram os que ocuparam as melhores posições e não sofreram os maus-tratos que os mexicanos costumavam receber.

Relacionado:  Segunda Bandeira do Peru: História, Composição e Substituição

– A gota que encheu o copo foi a notícia de que uma das minas reduziria seu pessoal, o que se traduziria em dias ainda mais longos, mas com o mesmo salário.

Petições dos trabalhadores

Antes de iniciar a greve, os trabalhadores enviaram ao proprietário da empresa uma declaração com seus principais pedidos. Entre eles estava a demissão de um dos mordomos, o aumento do salário para 5 pesos por dia e o fato de os mexicanos poderem subir para melhores posições.

Green, o proprietário, não concordou com nenhum dos pedidos. De fato, ele disse que eles apenas respondiam a interesses pessoais e que as condições de trabalho deveriam permanecer como estavam. Ele também não estava disposto a melhorar os salários ou os mexicanos assumirem empregos mais responsáveis.

Desenvolvimento

Na noite de 1º de junho de 1906, a greve começou. Todos os trabalhos foram paralisados ​​e uma grande manifestação foi convocada.

Mais de 1500 participantes, carregando cartazes pedindo 5 pesos de salário, começaram a percorrer a cidade. 1700 trabalhadores, da fundição e do concentrador, se juntaram a eles.

Os americanos não responderam pacificamente. Dois marceneiros, William e George Metcalf, começaram a disparar indiscriminadamente contra a marcha. Dois mexicanos morreram e outros ficaram feridos.

A resposta foi imediata, com pedras e outras armas improvisadas. Os grevistas se defenderam, acabando com a vida de vários trabalhadores estrangeiros.

Isso causou uma verdadeira batalha entre as duas nacionalidades. Os americanos estavam melhor armados, o que os levou a expulsar os mexicanos da cidade. Em seu vôo, eles causaram danos suficientes ao queimar várias instalações.

Repressão da greve

A repressão do protesto não estava lá apenas. Green imediatamente pediu ajuda ao cônsul de seu país e, em breve, vários guardas florestais do estado vizinho do Arizona entraram no México. Em 2 de junho, com a ajuda da polícia local, eles controlaram todas as pessoas fortemente armadas.

Relacionado:  Desembarque da Normandia: antecedentes, consequências

Enquanto isso, as tentativas dos mineiros de obter ajuda do governador de Sonora foram em vão. De fato, ele reforçou os Rangers com um destacamento do exército mexicano.

No dia 3, a Lei Marcial é declarada, com uma resposta armada brutal nas ruas da cidade. Os líderes trabalhistas mais altos foram presos. Dois deles não sairiam da prisão até 1911, após o início da Revolução.

O resultado da repressão foi de pelo menos 23 mortos (existem fontes que aumentam esse número para 200), 22 feridos, 50 presos e centenas de pessoas que tiveram que fugir. Em 6 de junho, os trabalhadores retornaram às suas tarefas.

Consequências da greve

– Apesar da derrota e do fracasso em obter concessões, a greve de Cananea e a ocorrida em Río Blanco marcaram um marco importante na luta contra os Porfiriato.

– O Partido Liberal Mexicano promulgou um programa no qual reunia pontos como educação secular, melhoria salarial e limitação do clero: as chamadas Leis de Reforma.

– O impulso da greve levaria à Revolução subsequente de 1910 e, anos depois, à Constituição de 1917.

Referências

  1. Salmeron, Luis. A greve de Cananea. Obtido de relatosehistorias.mx
  2. Arochi, Diyeth. Cananea, berço do legado do México revolucionário. Obtido em elimparcial.com
  3. Espinoza, Yesenia. Greve de Cananea 1906: mortos, feridos e prisioneiros. Obtido em labartolinadecananea.com.mx
  4. Ascarza, William. A greve de 1906 sinalizou mudança nas minas de Cananea, operadas pelo coronel Greene. Obtido de tucson.com
  5. Bacon, David. Grevistas de Cananea do México: lutando pelo direito a uma união. Obtido em inthesetimes.com
  6. Stacy, Lee. México e Estados Unidos. Recuperado de books.google.es
  7. Biblioteca do Congresso Greve na mina de cobre de Cananea, de 1 a 3 de junho de 1906. Recuperado de loc.gov
  8. Gomez, Napoleão. Colapso da Dignidade. Recuperado de books.google.es

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies