Grupos primários: características e exemplos

Grupos primários: características e exemplos

Os  grupos primários  são conjuntos de duas ou mais pessoas interagindo regularmente e compartilham sentimentos de união e uma identidade comum. Segundo a sociologia, existem mais tipos de grupos, mas é possível diferenciar os primários graças a algumas de suas características mais destacadas.

Assim, as pessoas pertencentes a um grupo primário compartilham relacionamentos íntimos, próximos e prolongados ao longo do tempo; frequentemente ao longo da vida. Esses relacionamentos também são muito emocionais e pessoais, por isso têm um grande impacto nas pessoas que fazem parte desses grupos.

Os grupos primários geralmente são formados por familiares próximos, amigos de infância ou amigos com quem um relacionamento muito próximo é compartilhado e parceiros ou interesses românticos. A chave é a existência de sentimentos muito fortes de união e uma certa influência mútua entre todos os membros dela.

Os grupos primários são uma parte fundamental da existência humana e seus efeitos podem ser percebidos em praticamente qualquer área. Nelas, é comum que as emoções mais predominantes sejam as relacionadas ao amor, lealdade, apoio e carinho; e seus componentes desempenham papéis muito importantes no desenvolvimento da identidade das pessoas e em seu processo de socialização.

Características dos grupos primários

– existem sentimentos 

A característica mais essencial de um grupo primário é a existência de sentimentos de afeição e proximidade entre seus membros e o fato de o relacionamento ser duradouro e ter um grande impacto na vida de cada um deles. No entanto, na prática, é necessário conhecer mais características desse tipo de grupo para diferenciá-lo de outros semelhantes.

Abaixo, examinaremos algumas das características mais importantes dos grupos primários para entender exatamente o que são e por que são tão importantes.

Relacionado:  Modelo Ecológico de Bronfenbrenner: sistemas e críticas

– Proximidade física

Um dos fatores mais importantes para a existência de relacionamentos íntimos entre as pessoas é a existência de uma certa proximidade física. Embora as tecnologias da informação nos permitam aumentar nosso contato com indivíduos que moram longe de nós, na prática, nada substitui as interações cara a cara.

A proximidade física incentiva a troca de opiniões e idéias entre os membros de um grupo e permite que eles se sintam mais conectados. Além disso, geralmente fornece um sentimento de apoio aos membros do mesmo, o que é muito complicado de ocorrer em um relacionamento de longa distância.

No entanto, alguns sociólogos acreditam que no mundo de hoje é possível manter os vínculos formados pessoalmente, mesmo que essa proximidade física não exista por um longo período de tempo, portanto essa característica pode ser cada vez menos relevante.

– Poucos membros

Uma das principais diferenças entre os grupos primário e secundário é que, embora o último possa ser composto por um grande número de pessoas, no primeiro existe um limite mais ou menos definido em relação ao número de membros que eles podem ter.

Essa característica tem a ver com as limitações físicas e psicológicas. Em grupos muito grandes, é praticamente impossível manter contato com todos os membros, e as emoções tendem a ser menos intensas, pois precisam estar cientes de muito mais pessoas.

Geralmente, quando um grupo primário cresce maior que a conta, subgrupos tendem a se formar dentro dele, nos quais as emoções permanecem tão intensas e as outras características desse tipo de unidade social continuam a ocorrer.

– Estabilidade

Existem muitos tipos de grupos sociais, e na maioria deles é comum que os membros entrem e saiam com alguma frequência. No entanto, em um verdadeiro grupo primário, isso não acontece da mesma maneira.

Relacionado:  Frenologia: História e Frenologistas Destacados

A qualidade e a profundidade dos relacionamentos presentes em um grupo primário só podem ser formadas ao longo de muitos anos e depois de compartilhar uma infinidade de experiências. Por sua vez, as emoções existentes entre seus membros os convidam a permanecer no grupo pelo maior tempo possível.

Por esse motivo, a maioria dos grupos primários está presente na vida de uma pessoa por um longo período de tempo e, geralmente, eles geralmente não se dissolvem, exceto em casos excepcionais. De fato, nas ocasiões em que isso ocorre, geralmente é uma situação traumática para seus membros.

– Semelhanças entre membros

Para falar sobre um grupo primário em si, os membros precisam compartilhar algumas características fundamentais que lhes permitam se conectar e criar laços profundos e duradouros. Caso contrário, será muito difícil o tipo de relacionamento necessário para formar um desses grupos.

Não há consenso sobre as características em que os membros de um grupo primário devem se parecer; mas entre os mais nomeados, encontramos alguns como inteligência, visão de mundo, crenças, valores ou mesmo status socioeconômico.

– Interesse no bem comum dos participantes

Na maioria dos grupos, cada membro se junta ao restante principalmente para atender algumas de suas próprias necessidades ou para atingir um objetivo específico.

Por exemplo, em um grupo de conhecidos, o mais importante é que os participantes se sintam menos sozinhos ou encontrem uma companhia agradável para realizar uma determinada atividade.

Em um grupo primário, por outro lado, os participantes geralmente agem muito mais altruisticamente um com o outro. Geralmente, os relacionamentos presentes nesses grupos são cooperativos, de maneira que é usual que os membros façam certos sacrifícios para melhorar o bem-estar dos outros.

Relacionado:  Inconsciente coletivo: características, conceito e arquétipos

Exemplos

Já vimos que os grupos primários são completamente diferentes, sob muitos aspectos, de outros tipos de sindicatos de pessoas. Devido às características peculiares que apresentam, na prática geralmente se formam apenas em um número limitado de contextos.

Assim, os grupos primários mais comuns na vida da maioria das pessoas incluem:

– A família mais próxima.

– O casal.

– Amigos de infância.

Devido a isso, quase todos os grupos primários são formados durante os primeiros anos de vida dos indivíduos, com exceção da família nuclear composta por casais e filhos.

Referências

  1. “Tipos de grupos sociais” em: Lumen. Retirado em: 16 de maio de 2020 da Lumen: cursos.lumenlearning.com.
  2. “Grupos primários na sociedade” em: Estudo. Retirado em: 16 de maio de 2020 de Study: study.com.
  3. “Entendendo os grupos primários e secundários em sociologia” em: Thought Co. Retirado em: 16 de maio de 2020 na Thought Co: thoughtco.com.
  4. “Grupo Primário: Significado e Características do Grupo Primário” em: Discussão em Sociologia. Retirado em: 16 de maio de 2020 na Sociology Discussion: sociologydiscussion.com.
  5. “Tipos de grupos sociais” em: Wikipedia. Retirado em: 16 de maio de 2020 da Wikipedia: en.wikipedia.org.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies