Inteligência linguística: o que é, exemplos e como melhorá-la

A inteligência linguística é a capacidade de usar palavras e outros expressam diferentes conceitos e pensamentos, falar ou escrever. Por exemplo, uma pessoa com esse tipo de inteligência teria a capacidade de falar em público, explicar conceitos difíceis de uma maneira simples ou escrever livros.

Esse é um dos oito tipos de inteligência que Gardner definiu. Segundo esse psicólogo, “inteligência linguística é a sensibilidade ao significado das palavras, sua ordem, sons, ritmos, inflexões, as diferentes funções da linguagem, fonologia, sintaxe e pragmática”.

Inteligência linguística: o que é, exemplos e como melhorá-la 1

Esse tipo de inteligência, também chamado de verbal, nos permite conversar com outras pessoas, escrever textos, até escrever cartas ou e-mails.

Há pessoas que têm essa inteligência mais pronunciada, como pode acontecer com escritores, jornalistas, advogados, poetas, tradutores, professores, etc. No entanto, a inteligência linguística pode ser aprimorada por meio de várias atividades que você pode iniciar hoje. Eles serão discutidos mais tarde.

Origem

Essa inteligência surge da teoria das múltiplas inteligências desenvolvida por Howard Gardner ao longo do ano de 1983. Sua teoria tem sido uma contribuição fundamental na psicologia, revolucionando o campo da educação.

Inteligência linguística: o que é, exemplos e como melhorá-la 2

Howard Gardner

Nele, Gardner explica que existem habilidades diferentes que estão presentes em todas as pessoas, em maior ou menor grau. Existem pessoas nas quais predomina um ou mais tipos de inteligência; portanto, elas aprendem melhor se usarem caminhos de aprendizado associados a essa inteligência.

No entanto, é possível que através do treinamento adequado essas inteligências possam ser aprimoradas em todas as pessoas.

A inteligência linguística, juntamente com a inteligência lógico-matemática, são as mais importantes na educação tradicional ensinadas nas escolas e institutos.

O pensamento é um fenômeno predominantemente linguístico. Ou seja, à medida que aprendemos a linguagem, nossa maneira de ver o mundo e de elaborar o pensamento é enriquecida.

A inteligência linguística parece estar associada ao hemisfério esquerdo do cérebro na maioria dos indivíduos. Especificamente, as duas estruturas principais são a área de Broca, dedicada ao planejamento expressivo da linguagem; e a área de Wernicke, que nos ajuda a entender o idioma.

Características da inteligência linguística

Inteligência linguística: o que é, exemplos e como melhorá-la 3

A inteligência linguística é caracterizada por uma grande capacidade de usar a linguagem, bem como de aprender novas línguas. As pessoas que têm essa inteligência acentuada são muito fáceis de expressar o que pensam ao lidar com palavras, falam fluentemente e são boas em entender os outros.

Relacionado:  Qual é o efeito pigmeu?

Pessoas com grande inteligência linguística são atraídas por palavras, gostam de ler e de poesia. Para eles, escrever um trabalho ou uma história é uma atividade atraente e agradável, ao invés de algo tedioso. Além disso, eles obtêm altas pontuações nos testes que avaliam os componentes associados à linguagem.

Algumas das características das pessoas com inteligência linguística são:

– Bons comunicadores.

– Aproveite a leitura e a escrita.

– Eles têm boas habilidades de ortografia e identificam rapidamente erros desse tipo e inconsistências gramaticais.

– Eles manifestam um amplo vocabulário e são bons em combinar palavras. Eles gostam de usar palavras variadas e incomuns e até inventar suas próprias.

Eles sabem ouvir. Especificamente, eles têm a capacidade de prestar atenção aos padrões de linguagem de outras pessoas, pois são sensíveis à expressão lingüística.

– Mostrar preferência por palavras, seu significado, derivações …

– Eles jogam jogos de palavras e rimas com facilidade.

– São pessoas que têm grande capacidade de persuasão através da retórica.

– Eles têm boa memória verbal para conhecimento geral.

– São pessoas organizadas e sistemáticas, por isso têm boas habilidades para se expressar.

– Capacidade adequada de escolher palavras para gerar o tom emocional desejado. Por exemplo, saber escrever cartas, poemas, histórias e relatórios.

Hobbies próprios de pessoas com inteligência linguística

Inteligência linguística: o que é, exemplos e como melhorá-la 4

Se você tem esse tipo de inteligência, pode ler, escrever histórias, cartas e poemas, contar eventos, ouvir debates …

Certamente você gosta de jogos de palavras como palavras cruzadas e até gosta de falar em público e falar sobre qualquer assunto.

Essas pessoas podem se divertir aprendendo novos idiomas e tentando se comunicar com pessoas que falam outros idiomas.

Exemplos

Inteligência linguística: o que é, exemplos e como melhorá-la 5

Os grandes escritores, jornalistas, poetas, compositores e políticos destacaram-se por possuir grande inteligência linguística.

Por exemplo, o poeta e escritor inglês William Shakespeare, o escritor espanhol Miguel de Cervantes, o escritor russo Fiódor Dostoiveski, o escritor inglês Charles Dickens, o poeta Pablo Neruda, o jornalista e escritor Ernest Hemingway, etc.

Também aqui encontramos grandes oradores como o político ateniense Pericles, o britânico Winston Churchill, o presidente americano Abraham Lincoln, o político indiano Mahatma Gandhi e o pastor americano Martin Luther King, entre outros.

Profissões compatíveis

Inteligência linguística: o que é, exemplos e como melhorá-la 6

– Escritor

Jornalista.

– Apresentador de televisão.

– Locutor de rádio.

Editor.

Professor.

Advogado.

Político.

– Ator

– Atendimento comercial e ao cliente.

Bibliotecário.

– Blogger.

– roteirista.

Relacionado:  Estratégias didáticas: características, para que servem, exemplos

– Publicista.

Tradutor.

Dicas de estudo para pessoas com boa inteligência linguística

Inteligência linguística: o que é, exemplos e como melhorá-la 7

Se você acha que possui boa inteligência lingüística e é estudante, pode usar essa capacidade para melhorar seu desempenho acadêmico. Algumas técnicas são:

– Escreva pequenos resumos de cada tópico do estudo.

– Sublinhe ou envolva as palavras-chave ou conceitos importantes de seus textos.

– Grave a si mesmo lendo as informações mais importantes ou complicadas e escute-as várias vezes.

– Use acróstico para memorizar as palavras essenciais de um assunto.

– Tente conversar com alguém ou explique o que você está estudando.

– Memorize suas lições e tente recitá-las em voz alta, como se estivesse fazendo um discurso.

Atividades para melhorar a inteligência linguística

Inteligência linguística: o que é, exemplos e como melhorá-la 8

O desenvolvimento da inteligência linguística tem muitas vantagens. Em primeiro lugar, a linguagem é uma ferramenta poderosa para transmitir conhecimentos e emoções; além de persuadir, debater, falar em público, negociar, vender etc.

Também é muito útil durante o período escolar, pois os exames geralmente se baseiam na memorização e expressão de informações verbais.

Aqui está uma lista de atividades que você pode realizar se desejar melhorar sua inteligência linguística:

– Aprenda uma nova palavra todos os dias e tente adicioná-la ao seu vocabulário diário.

– Ouça o rádio com mais frequência e, se tiver coragem de participar, expresse seu ponto de vista.

– Tente inventar uma pequena história e contar para outra pessoa.

– Comece a ler todos os tipos de romances, histórias e piadas.

– Sempre leve um caderno para escrever histórias, piadas e poemas quando ocorrerem.

– Crie seu próprio blog dedicado a um tópico que lhe interessa.

– Propor a escrever e-mails ou cartas para seus entes queridos ou amigos, em vez de mensagens curtas.

– Passe algum tempo conversando e discutindo com outras pessoas. Inscreva-se nas discussões sobre tópicos que lhe interessam e domine e participe o máximo possível.

– Tente se expressar de maneira clara e ordenada sempre que falar.

– Faça o exercício de ouvir os outros com toda a atenção. A capacidade auditiva é algo que está sendo perdido.

Geralmente pensamos sobre o que responderemos enquanto ouvimos superficialmente o que o outro diz. Quando você falar com outra pessoa, tente se concentrar em todas as suas palavras e seu tom emocional.

– Tente contar histórias, piadas e anedotas para outras pessoas. Tente organizá-los de uma maneira que seja interessante e divertida para quem ouve.

Relacionado:  Evidência de Aprendizagem: Tipos e Exemplos

– Jogue jogos de memória ou aqueles em que palavras como palavras cruzadas, anagramas, rabiscos etc. são manipuladas.

– Grave a si mesmo falando e depois ouça o resultado. Identifique o que você pode melhorar com o seu discurso.

– Visite a biblioteca regularmente e empreste um livro de seu interesse. Você pode propor a leitura de um livro por semana, começando pelos mais agradáveis ​​para você.

– Comece um diário e gaste alguns minutos por dia para escrever o que deseja. Existem programas e aplicativos, se você preferir usar novas tecnologias.

– Memorize seu poema favorito ou algumas passagens que você gosta.

– Se durante a leitura você encontrar palavras que não conhece ou não tem certeza do significado delas, sublinhe-as e procure-as. Internet pode ser de grande ajuda.

– Tente escrever todas as palavras que conseguir imaginar por um minuto. Use critérios como: que começam com uma letra ou sílaba específica, que não contém uma determinada vogal ou que pertence a alguma categoria semântica, como “instrumentos de cozinha”. Você pode fazer pequenas competições com amigos ou familiares.

– Existem audiolivros que você pode emprestar ou comprar para poder ouvi-los enquanto estiver andando na rua ou no seu tempo livre.

– Faça suas próprias revisões de livros, histórias ou poesias e comunique-as em seu blog ou em fóruns de literatura.

– Entre para um clube de leitura que pode ser encontrado na sua biblioteca local ou online.

– Tente identificar as figuras literárias de certos textos e até crie as suas quando escrever.

– Use vídeos e artigos da Internet sobre dicas para falar em público, negociar, comunicar de forma mais assertiva, etc.

– Aprenda novos idiomas. Atualmente, existem cursos, academias, professores particulares e até aplicativos que podem ajudá-lo.

Referências

  1. Inteligência Linguística (sf). Retirado em 20 de abril de 2017, de Brain Box: brainboxx.co.uk.
  2. Inteligência Linguística. (sf). Recuperado em 20 de abril de 2017, de Wily Walnut: wilywalnut.com.
  3. Múltiplas inteligências. (sf). Recuperado em 20 de abril de 2017, de Inspiring Breakthrough: inspiring-breakthrough.co.uk.
  4. Inteligência verbal / linguística. (sf). Recuperado em 20 de abril de 2017, de My Personality: mypersonality.info
  5. Inteligência verbal / linguística. (sf). Recuperado em 20 de abril de 2017, de Edu Nova: edu-nova.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies