Macehuales: costumes, tradições, localização, contribuições

Os Macehuales são um grupo étnico indígena que habita a região central do México, principalmente nos estados de Puebla e Tlaxcala. Suas tradições e costumes têm raízes profundas na cultura mesoamericana, e são marcados por uma forte ligação com a natureza e a espiritualidade. Os Macehuales são conhecidos por sua habilidade na tecelagem, na produção de cerâmica e na agricultura, contribuindo significativamente para a economia local. Além disso, preservam e valorizam suas tradições ancestrais, como a língua nahuatl e as cerimônias religiosas, mantendo viva a rica herança cultural do povo mexicano.

Resumo da colonização espanhola na América para estudantes do 7º ano.

A colonização espanhola na América foi um período marcante na história do continente. Durante esse período, os espanhóis chegaram às terras americanas em busca de riquezas e poder. Eles encontraram diversas civilizações indígenas, como os Macehuales, que habitavam principalmente a região da América Central.

Os Macehuales eram um povo com costumes e tradições únicos. Eles viviam em comunidades agrícolas, onde cultivavam milho, feijão e abóbora. Além disso, praticavam rituais religiosos e tinham uma organização social baseada em clãs familiares. Suas vestimentas eram feitas de algodão e suas casas eram construídas com materiais locais, como palha e barro.

Os Macehuales estavam localizados principalmente na região que hoje corresponde ao México e Guatemala. Eles tinham uma forte ligação com a natureza e acreditavam em divindades ligadas aos elementos naturais, como o sol e a lua.

As contribuições dos Macehuales para a cultura americana foram significativas. Eles desenvolveram técnicas avançadas de agricultura, como o cultivo em terraços e a irrigação. Além disso, deixaram um legado de arte e arquitetura impressionante, como as ruínas de palácios e templos em Chichen Itza e Tikal.

Livro em PDF contando a história da América de forma didática e completa.

O livro em PDF que conta a história da América de forma didática e completa é uma excelente fonte de conhecimento sobre o continente. Nele, é possível encontrar informações detalhadas sobre os diferentes povos que habitaram a região, suas culturas, tradições e contribuições para a história mundial.

Um dos povos abordados no livro são os Macehuales, uma antiga civilização que habitou a América Central. Os Macehuales tinham costumes e tradições únicas, que se refletiam em sua forma de organização social, religião e atividades diárias. Sua localização geográfica era estratégica, o que contribuiu para o desenvolvimento de sua sociedade.

Os Macehuales tiveram importantes contribuições para a história da América, como a construção de impressionantes monumentos e templos, avanços na agricultura e técnicas de arte e artesanato. Seu legado ainda é estudado e admirado por historiadores e arqueólogos até hoje.

Qual era o papel das capitanias gerais na administração colonial espanhola na América?

Qual era o papel das capitanias gerais na administração colonial espanhola na América? As capitanias gerais eram divisões administrativas criadas pelos espanhóis para facilitar o controle e a governança de vastos territórios na América. Cada capitania geral era chefiada por um capitão-general, que tinha autoridade militar e civil sobre a região. O principal objetivo das capitanias gerais era garantir a ordem, a segurança e a arrecadação de impostos em nome da Coroa Espanhola.

Macehuales: costumes, tradições, localização, contribuições

Os Macehuales eram um povo indígena que habitava a região central do México durante o período pré-colombiano. Sua localização geográfica era estratégica, próxima à antiga capital asteca de Tenochtitlán. Os Macehuales tinham uma sociedade altamente estratificada, com classes sociais bem definidas e uma forte hierarquia.

Relacionado:  5 Fundamentos e Princípios do Socialismo

Em termos de costumes e tradições, os Macehuales eram conhecidos por sua habilidade na agricultura, especialmente no cultivo de milho, feijão e abóbora. Eles também eram excelentes artesãos, produzindo tecidos coloridos e cerâmicas decorativas. Além disso, os Macehuales tinham um calendário próprio e realizavam festivais religiosos em honra aos seus deuses.

As contribuições dos Macehuales para a sociedade mexicana foram significativas, principalmente no campo da agricultura e da arte. Seu conhecimento sobre o cultivo de alimentos básicos foi fundamental para o desenvolvimento econômico da região. Além disso, suas técnicas artesanais influenciaram a estética e a cultura do México colonial.

Principais ações e objetivos de Juan Santos Atahualpa durante liderança rebelde.

O líder rebelde Juan Santos Atahualpa foi uma figura importante na resistência dos povos indígenas contra a colonização espanhola no Peru. Suas principais ações incluíram a organização de ataques contra os colonizadores, a proteção das comunidades indígenas e a busca pela autonomia dos povos nativos. Seus objetivos eram a preservação da cultura e dos costumes indígenas, a defesa do território ancestral e a luta pela liberdade e justiça para seu povo.

Na liderança rebelde, Juan Santos Atahualpa procurou unir as diferentes tribos e comunidades indígenas em uma frente comum contra os invasores espanhóis. Ele incentivou a resistência armada, a manutenção das tradições e a valorização da língua e da cultura dos Macehuales, povo ao qual pertencia. Sua liderança carismática e determinação inspiraram muitos a se juntarem à causa da resistência indígena.

Macehuales: costumes, tradições, localização, contribuições.

Os Macehuales são um povo indígena que habitava a região central do Peru antes da chegada dos espanhóis. Suas tradições incluem práticas agrícolas ancestrais, rituais religiosos em honra aos deuses da natureza e a preservação da língua e dos costumes tradicionais. Sua localização geográfica era estratégica, próxima a importantes centros de comércio e intercâmbio cultural.

Os Macehuales contribuíram significativamente para a cultura peruana, deixando um legado de conhecimentos sobre cultivo de alimentos, tecelagem, cerâmica e arquitetura. Sua organização social baseada na comunidade e no respeito à natureza também influenciou gerações futuras de povos indígenas.

Macehuales: costumes, tradições, localização, contribuições

Os macehuales ou macehualtin plural, eram um grupo indígena que fazia parte da sociedade asteca e ocuparam a terceira etapa na estrutura social. Hierarquicamente, esse grupo étnico estava localizado acima dos escravos e abaixo dos nobres. Eles eram os únicos nativos capazes de se colocar em uma posição ilustre se se destacassem na guerra.

Esta raça foi dedicada à elaboração das armas usadas no campo de batalha, à construção de casas e ao serviço militar. Ele também tinha a obrigação de pagar impostos, uma vez que não era uma cidade totalmente subjugada pelo chefe. Como os criados, os macehuales podiam possuir alguns bens.

Macehuales: costumes, tradições, localização, contribuições 1

Trabalho Macehual. Thelmadatter [CC BY-SA 3.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)]

Os nativos dessa tribo tinham um pedaço de terra e podiam se casar com pessoas livres. Além disso, entre eles havia o direito de herança, pois era possível deixar seus territórios para os filhos. No entanto, havia uma condição: se os herdeiros não assumissem a responsabilidade pelo espaço, passariam para o monarca.

Relacionado:  15 Atribuições do Judiciário e seu Funcionamento

Este evento mostra que esse grupo étnico tinha uma agência relativa. Isso ocorre porque seus habitantes não podiam vender ou transferir suas propriedades para aqueles com quem não tinham um vínculo sanguíneo. Pode-se dizer que os macehualtin eram beneficiários e não proprietários de seus recursos; É por isso que eles não estavam localizados em um local específico.

Localização

Devido ao seu trabalho diversificado, os macehuales não foram estabelecidos em uma região específica do México. Inicialmente, eles estavam localizados em Tenochtitlan, uma área que foi identificada como o vale central da comunidade asteca. Então, quando o Império expandiu seu domínio territorial, os aborígines dessa casta se dispersaram para se colocar em diferentes áreas.

Por causa disso, era natural encontrar um macehual nos territórios que hoje são conhecidos como Veracruz, Oaxaca, costa de Chiapas, Puebla, Hidalgo e até mesmo ao longo da fronteira da Guatemala. No entanto, é conveniente enfatizar que, embora essa tribo não habitasse como uma comunidade unificada, os habitantes não abandonaram seu credo e cumpriram os rituais.

Visão do mundo

A visão sobre o mundo que os nativos da etnia macauual tinham entre os empíricos e os maravilhosos, pois consideravam que a origem do cosmos era dupla. É por isso que eles manifestaram que os corpos derivavam do elemento terreno, enquanto os sentidos eram obras da divindade.

De acordo com a definição de Nahualt, o significado de macehuales é “homens merecidos”. Por esse motivo, esses aborígines pensaram que suas vidas haviam sido planejadas para servir às divindades. Nesse contexto, pode-se mencionar que a religião dessa tribo era politeísta, pois acreditavam na existência de inúmeras entidades antropomórficas.

Além disso, o culto era a base da organização política e social. Isso foi observado em eventos públicos, quando, antes dos retratos dos deuses, o chefe asteca pedia sabedoria para estabelecer as normas que teriam como objetivo direcionar a comunidade.

Por outro lado, a percepção do território era sagrada. As terras, embora estivessem sob o poder do chefe, eram um presente da natureza; portanto, eram percebidos como um recurso emprestado para habitar.

Costumes e tradições

Tanto os costumes quanto as tradições dos macehuales estavam intimamente relacionados aos fenômenos naturais e suas manifestações na vida cotidiana. Portanto, era natural louvar o boato do vento e o canto dos pássaros, porque cada elemento era apreciado como um ser vivo.

Da mesma forma, os habitantes desta tribo foram caracterizados por viver o dia como uma cerimônia; Por esse motivo, uma de suas tradições era acordar cedo e comer uma tortilla de milho. Então o homem saiu para trabalhar no campo na companhia do primogênito, enquanto a mulher organizava a casa ou se dedicava à tecelagem e pintura.

Através de cada ato, o indivíduo macehual fazia uma oração. Essa ação pode ser visualizada alegoricamente, porque orar significava semear a palavra. Foi uma manifestação de respeito com a qual os indígenas solicitaram permissão da floresta antes de adquirir um pedaço de madeira.

Relacionado:  Quais são as funções do Poder Executivo da Colômbia?

Educação

Para o macehualtin, a educação foi o elemento chave até os 15 anos de idade. Ilustrar os jovens era um projeto fundamental e esse trabalho tinha que ser feito pelos pais.

Então, quando o adolescente decidiu qual profissão seguir (guerreiro ou padre), ele foi levado para uma instituição. Lá, os professores tomaram o lugar dos pais e puniram aqueles que não queriam continuar com as aulas.

Alimento

Os macehuales foram identificados comendo pouco, porque apenas comiam os alimentos relevantes para o seu bem-estar.

Macehuales: costumes, tradições, localização, contribuições 2

Para os macehuales, o milho era o alimento base da constituição corporal do homem. Fonte: pixabay.com

Sua dieta era equilibrada, contendo vegetais, cereais, carboidratos e poucas carnes. Beberam água fria, que misturaram com cacau. No café da manhã você não pode perder o milho. Isso tinha uma conotação simbólica, porque para eles era o elemento que constituía o corpo do homem.

Comemoração

As comemorações eram constantes para os habitantes desta tribo: celebravam a existência do Sol e o dia do destino.

O engraçado é que, de acordo com a língua nativa, não houve diferença entre os termos “vida cotidiana” e “festa”, ambos foram pronunciados com a seguinte palavra: ilhuitl . Portanto, a vida era motivo de celebração.

Contribuições culturais

No momento de cultivar suas terras, o macehualtin criou várias técnicas que favoreciam o desenvolvimento da agricultura. De fato, ainda hoje eles ainda são usados ​​por alguns agricultores. Entre esses métodos estão os seguintes:

– Rotação de culturas, um processo que consiste em alternar plantas de diferentes famílias durante um ciclo específico. O objetivo é impedir que as pragas destruam as culturas,

– Selecione corretamente as sementes que serão plantadas. Aqueles que são encontrados em vegetais e vegetais são ideais.

– Saiba quais territórios são adequados para estabelecer uma plantação. Para determiná-lo, é essencial ter certeza de que as terras são férteis e considerar a estação das chuvas e os estados da Lua.

Referências

  1. Bernal, I. (2014). Linguagem e visão de mundo . Retirado em 5 de agosto de 2019 de Cultura e representações sociais: culturayrs.org.mx
  2. Case, A. (2015). Da arqueologia à antropologia . Retirado em 5 de agosto de 2019 da Universidade Nacional Autônoma do México: unam.mx
  3. Mignolo, W. (2017). O lado sombrio do renascimento: alfabetização, territorialidade e colonização . Retirado em 5 de agosto da University of Michigan Press: press.umich.edu
  4. Rondón, J. (2018). A comunidade: modo de vida nos povos indígenas . Retirado em 5 de agosto da Academia Nacional de História: anhvenezuela.org.ve
  5. Toledo, V. (2011). Utopia e natureza do grupo étnico macehual . Retirado em 5 de agosto de 2019 de Magazine of History: revistadehistoria.es
  6. Van Dijk, T. (2010). Fala como interação social . Retirado em 05 de agosto de 2019 da Universidade de Barcelona: ub.edu
  7. Vester, C. (2008). Tribo Macehual . Retirado em 5 de agosto de 2019 da Academia Mexicana de Ciências: amc.edu.mx

Deixe um comentário