Monografia: características, tipos, exemplos e etapas para fazê-lo

Uma monografia é um trabalho acadêmico que tem como objetivo aprofundar o conhecimento sobre um tema específico, apresentando uma análise crítica e reflexiva. Geralmente realizada ao final de um curso de graduação ou pós-graduação, a monografia é uma importante ferramenta para o desenvolvimento da pesquisa científica.

Existem diferentes tipos de monografias, como a monografia de revisão bibliográfica, a monografia de pesquisa de campo, a monografia de estudo de caso, entre outras. Cada tipo de monografia requer uma abordagem específica e metodologia adequada.

Para realizar uma monografia, é necessário seguir algumas etapas, como a escolha do tema, a delimitação do problema, a revisão da literatura, a coleta de dados, a análise dos resultados e a elaboração do texto final. É importante também seguir as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para a formatação do trabalho.

Alguns exemplos de monografias podem ser encontrados em bibliotecas universitárias, sites de instituições de ensino e em repositórios online. A monografia é uma oportunidade para o estudante aprofundar seus conhecimentos e contribuir para a produção científica em sua área de estudo.

Principais características de uma monografia: tudo que você precisa saber sobre esse tipo de trabalho.

Uma monografia é um trabalho acadêmico que possui características específicas e que exige uma série de etapas para ser realizada com sucesso. Para quem está se preparando para escrever uma monografia, é importante conhecer as principais características desse tipo de trabalho.

Uma das características mais importantes de uma monografia é a sua estrutura. Geralmente, uma monografia é dividida em partes como introdução, desenvolvimento e conclusão. Na introdução, o autor apresenta o tema que será abordado, os objetivos da pesquisa e a justificativa para a escolha do tema. No desenvolvimento, são apresentados os argumentos e as análises que sustentam a pesquisa. Por fim, na conclusão, o autor apresenta as conclusões alcançadas e sugere possíveis caminhos para futuras pesquisas.

Outra característica importante de uma monografia é a sua originalidade. O autor deve realizar uma pesquisa aprofundada sobre o tema escolhido e apresentar conclusões inéditas ou uma nova abordagem sobre o assunto. É fundamental que o autor demonstre domínio sobre o tema e apresente argumentos consistentes ao longo do trabalho.

Além disso, uma monografia deve ser escrita de acordo com as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Isso inclui a formatação do texto, a citação de fontes, a elaboração da bibliografia e a utilização de referências de acordo com as normas estabelecidas.

Por fim, é importante ressaltar que uma monografia é um trabalho que exige dedicação, organização e disciplina por parte do autor. É necessário dedicar tempo para a pesquisa, a escrita e a revisão do trabalho, a fim de garantir a sua qualidade e a sua relevância acadêmica.

Ao seguir essas diretrizes, é possível produzir uma monografia de qualidade e contribuir para o avanço do conhecimento em determinada área de estudo.

Passo a passo para criar uma monografia: conheça as etapas necessárias para o trabalho acadêmico.

Para criar uma monografia, é necessário seguir algumas etapas fundamentais. Vamos conhecer cada uma delas:

1. Escolha do tema: O primeiro passo é escolher um tema relevante e que desperte o seu interesse. É importante que o tema seja delimitado e específico para facilitar a pesquisa.

2. Levantamento bibliográfico: Após a escolha do tema, é necessário realizar um levantamento bibliográfico para buscar referências teóricas que embasem o trabalho. É importante consultar livros, artigos, teses e dissertações relacionadas ao assunto.

3. Definição do problema e objetivos: Com base no levantamento bibliográfico, é preciso definir o problema de pesquisa e os objetivos do trabalho. O problema deve ser claro e específico, enquanto os objetivos devem indicar o que se pretende alcançar com a monografia.

4. Metodologia: Nesta etapa, é necessário definir a metodologia que será utilizada para a realização da pesquisa. É importante explicar como os dados serão coletados, analisados e interpretados.

5. Desenvolvimento do texto: Com todos os elementos anteriores definidos, é hora de escrever a monografia. O texto deve seguir uma estrutura padrão, com introdução, desenvolvimento e conclusão.

6. Revisão e formatação: Após a escrita do texto, é fundamental revisar o trabalho em busca de erros de ortografia, gramática e coesão. Além disso, é importante formatar o trabalho de acordo com as normas da ABNT ou da instituição de ensino.

Relacionado:  Acidentes verbais: descrição e exemplos

7. Apresentação: Por fim, a monografia deve ser apresentada e defendida perante uma banca examinadora. Durante a defesa, o autor deve explicar o trabalho realizado e responder às perguntas dos avaliadores.

Seguindo essas etapas, é possível criar uma monografia de qualidade e contribuir de forma significativa para o conhecimento acadêmico.

Passo a passo: o guia completo de como fazer uma monografia.

Para fazer uma monografia, é importante seguir algumas etapas essenciais. Vamos guiá-lo passo a passo para garantir que você produza um trabalho acadêmico de qualidade.

1. Escolha do tema: O primeiro passo para fazer uma monografia é escolher um tema relevante e interessante. Certifique-se de que o tema escolhido seja factível e esteja alinhado com seus interesses e objetivos acadêmicos.

2. Definição do problema: Após escolher o tema, é importante definir claramente o problema que será abordado na monografia. Formule uma pergunta de pesquisa que guiará o seu trabalho e ajudará a delimitar o escopo do estudo.

3. Revisão da literatura: Realize uma pesquisa bibliográfica para conhecer o que já foi estudado sobre o tema escolhido. Analise as principais teorias, abordagens e resultados de pesquisas anteriores que possam contribuir para o seu trabalho.

4. Metodologia: Descreva o método que será utilizado para realizar a pesquisa. Defina as técnicas, instrumentos e procedimentos que serão empregados para coletar e analisar os dados necessários para responder à pergunta de pesquisa.

5. Coleta de dados: Execute a coleta de dados de acordo com a metodologia definida. Utilize fontes confiáveis e relevantes para obter informações que sustentem a argumentação da sua monografia.

6. Análise dos resultados: Analise os dados coletados e interprete os resultados à luz da sua pergunta de pesquisa. Apresente gráficos, tabelas ou outros recursos visuais que facilitem a compreensão dos resultados obtidos.

7. Conclusão: Após analisar os resultados, faça uma conclusão que responda à pergunta de pesquisa e recapitule os principais pontos abordados na monografia. Apresente também sugestões para futuras pesquisas sobre o tema.

Seguindo esses passos, você estará apto a fazer uma monografia de qualidade que contribuirá para o seu desenvolvimento acadêmico e profissional. Lembre-se de revisar e editar o seu trabalho antes de entregá-lo, para garantir que esteja bem estruturado e livre de erros.

Tipos de monografias: conheça as diferentes abordagens utilizadas na escrita acadêmica.

Quando se trata de escrever uma monografia, é importante entender os diferentes tipos de abordagens que podem ser utilizadas na escrita acadêmica. Existem várias maneiras de estruturar uma monografia, dependendo do objetivo do estudo e do campo de pesquisa.

Um dos tipos mais comuns de monografia é a monografia descritiva, que tem como objetivo descrever um determinado fenômeno, teoria ou conceito. Neste tipo de monografia, o autor busca apresentar uma visão detalhada e completa do assunto em questão, sem necessariamente fazer análises ou interpretações profundas.

Outro tipo de monografia é a monografia analítica, que se concentra em analisar e interpretar um tema específico. Neste caso, o autor deve apresentar argumentos consistentes e fundamentados, utilizando evidências e referências bibliográficas para sustentar suas conclusões.

Além disso, existem também as monografias comparativas, que têm como objetivo comparar diferentes abordagens, teorias ou estudos sobre um mesmo tema. Neste tipo de monografia, o autor deve destacar as semelhanças e diferenças entre as diferentes perspectivas, contribuindo para o avanço do conhecimento na área.

É importante escolher o tipo de abordagem mais adequado ao tema em questão, garantindo assim a qualidade e relevância do estudo realizado.

Monografia Características Tipos Exemplos Etapas Fazê-lo

Monografia: características, tipos, exemplos e etapas para fazê-lo

Monografia: características, tipos, exemplos e etapas para fazê-lo

Uma monografia é um trabalho escrito no qual um tópico específico em uma determinada área é desenvolvido. Este texto investigativo destaca-se por seguir uma ordem, concentrando-se em detalhar cada aspecto do conteúdo e apresentar diferentes pontos de vista dos especialistas, a fim de obter maior profundidade e precisão.

A monografia visa divulgar informações sobre um tópico de interesse, que pode ser científico, filosófico, ambiental, histórico ou jornalístico. Por outro lado, nessa variedade de documentos, é importante que o autor exponha sua contribuição e conhecimento pessoal para dotar a obra de originalidade e personalidade.

Para a apresentação de um trabalho monográfico, devem ser seguidas algumas diretrizes de estruturação, que são: capa, dedicação ou reconhecimento, índice, prólogo, introdução, desenvolvimento, conclusões, anexos e fontes bibliográficas. O cumprimento dessas etapas dá ordem à investigação, coerência e lógica.

Relacionado:  Literatura: origem, características, tipos, funções e clássicos

Em geral, uma monografia deve ser regida pelas normas da APA (criadas pela American Psychological Association), que estabelecem a maneira pela qual todo o conteúdo deve ser apresentado e desenvolvido: citações, tabelas, anexos, estilo, referências e os outros componentes do trabalho.

Características de uma monografia

– Existência de um tema central

Uma monografia é baseada no desenvolvimento de um tópico específico, que permite definir limites específicos em relação aos pontos que você deseja cobrir. A escolha de um conteúdo facilita a precisão do trabalho monográfico; Isso evita desvios, inconsistências e mal-entendidos do texto.

Amostra de monografia com um tema central

A mudança climática.

– Projeto e extensão anteriores

A realização de uma monografia deve estar sujeita a um desenho previamente pensado, isto significa que o autor deve organizar as idéias e a maneira como deseja apresentá-las, de modo que o trabalho seja delimitado e preciso. Por outro lado, o comprimento da monografia pode variar dependendo das fontes e recursos utilizados.

Exemplo

Antes do desenvolvimento da monografia sobre mudança climática , um esboço do design foi elaborado para delimitar o conteúdo e o comprimento:

O que é mudança climática? Características, estatísticas, estudos de especialistas, opiniões de profissionais do clima e do meio ambiente.

– Recopilação de informação

O desenvolvimento de uma monografia inclui necessariamente a investigação e a compilação de informações sobre o assunto a ser tratado. É importante que o autor ou desenvolvedor do documento se baseie em fontes confiáveis ​​e altamente credíveis, para isso devem ser consultados trabalhos de especialistas e material especializado.

Exemplo

As mudanças climáticas são definidas como mudanças nos fenômenos climáticos e climáticos em todo o mundo, devido ao aquecimento global causado pelo homem. 

– Imparcialidade e objetividade

Em todas as monografias, a imparcialidade deve prevalecer em relação às informações coletadas; Isso significa que o autor não deve se inclinar para um único ponto de vista. A posição do pesquisador deve ser honesta e refletir o negativo e o positivo. Outra característica marcante é a objetividade, que limita o autor a dar sua opinião.

Exemplo

O abuso infantil é um flagelo que está aumentando com o tempo, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde até 2016, um quarto da população adulta afirmou que foram vítimas de abuso físico e psicológico quando crianças.

Por outro lado, a Academia Mexicana de Pediatria sustenta que “o abuso infantil deve ser considerado um problema médico-social-legal da humanidade e um fenômeno de atraso e reemergência global”.

Além disso, a instituição mencionada propõe a avaliação constante das crianças e suas famílias por equipes médicas especializadas e apoio educacional para evitar abusos.

– Clareza e precisão

O conteúdo de uma monografia é caracterizado pelo uso de linguagem clara, precisa e fácil de entender para o público receptor. As informações reunidas em torno do tópico desenvolvido devem ser condensadas para evitar duplos significados ou ambivalência.

Exemplo

O estudo do abuso infantil é difícil e complexo devido aos parâmetros e estimativas que cada país possui sobre atos de violência contra crianças e adolescentes. Isso inclui a definição de abuso, os estudos realizados, estatísticas oficiais e a qualidade dos depoimentos das vítimas.

– Contribuição

Embora uma monografia exponha as informações existentes sobre o tópico desenvolvido, é importante que contribua e adicione novos conhecimentos. As contribuições são produzidas por meio de atividades experimentais, pesquisas que produzem estatísticas e pelo senso crítico do autor.

Exemplo

Às diferentes atividades realizadas para prevenir o abuso infantil, podemos acrescentar ao currículo escolar a incorporação de disciplinas que promovam o crescimento pessoal, a auto-estima e o respeito próprio.

Uma pesquisa com a população de estudantes do primeiro ano do ensino médio sobre essa proposta mostrou que 60% dos entrevistados concordaram.

Isso significa que crianças e adolescentes querem mais informações para saber como se defender de qualquer situação de abuso ou maus-tratos. Uma população infantil saudável é uma garantia de uma sociedade em constante evolução e transformação e que protege seu futuro.

– Citações e referências

Em uma monografia, é importante destacar as fontes usadas para seu desenvolvimento. Estes são aplicados através de citações ou referindo-se a um autor em particular. Com citações e referências, o trabalho ganha credibilidade e profundidade, enquanto o trabalho de pesquisa anterior é valorizado.

Relacionado:  13 personagens de Lazarillo de Tormes e suas características

Exemplo

Joan Lombardi (Fundação Bernard Van Leer) declarou: “Todas as crianças compartilham os mesmos direitos. A violência contra eles é uma questão global … Uma criança espancada tem dificuldade em entender por que isso está acontecendo e se culpa por isso. É difícil reparar os danos causados ​​durante a primeira infância … sabemos que a chave para prevenir a violência contra crianças é reduzir os fatores de risco, aumentando os fatores de proteção … ”.

Estrutura e elementos internos

Toda monografia deve ter uma estrutura interna que permita a organização do conteúdo, o que, por sua vez, torna mais fácil para o receptor entender o tópico em discussão. Os elementos que compõem uma monografia são: apresentação, palavras-chave, introdução, índice, desenvolvimento, conclusões, bibliografias e anexos.

Exemplo

Apresentação

Papel timbrado da instituição, título, autor e data.

Palavras chaves

Abuso, infância, população vulnerável, causas, conseqüências, violência, abandono, prevenção, risco, saúde, pais, adolescentes, educação, auto-estima.

Introdução

Os maus-tratos infantis são uma manifestação de violência que persiste em todos os níveis sociais em qualquer país do mundo, mas é mais evidente nas comunidades mais pobres e menos instruídas.

As conseqüências desse flagelo comprometem a saúde emocional das sociedades e, consequentemente, a evolução do homem.

Índice

– Introdução… 5

– Desenvolvimento

– O que é abuso infantil? … 6

– Conclusões … 15

– Bibliografias … 16

– Anexos … 17-20

Conclusões

O abuso infantil é um dos principais sofrimentos sofridos por crianças e adolescentes. As consequências prevalecem ao longo da vida; em alguns casos, os bebês podem apresentar distúrbios cerebrais e nervosos que afetam seu desenvolvimento em diferentes áreas sociais.

A prevenção e erradicação do abuso infantil podem ser alcançadas através da participação de diferentes organizações nos níveis social, cultural, educacional, psicológico e governamental, que fornecem aos pais conselhos sobre como criar seus filhos.

Além disso, é importante manter campanhas que promovam a segurança pessoal de crianças e adolescentes, fortaleçam a autoestima e lembrem seus direitos.

Tipos de monografias

– Monografia de pesquisa

Uma monografia de pesquisa é caracterizada principalmente pelo estudo e exame aprofundados de um determinado tópico sobre o qual pouco foi investigado. O objetivo deste tipo de trabalho é fornecer informações novas e necessárias para esclarecer esse campo de pesquisa.

– Monografias de análise experimental

Esse tipo de pesquisa monográfica é quase sempre usado nas áreas de medicina e ciência. Seu objetivo é analisar e debater o trabalho experimental realizado em tópicos específicos, a fim de estabelecer novos argumentos para a área em que é investigado.

– Monografia de compilação

Este tipo de monografia se destaca por selecionar, pesquisar e analisar o tópico em que o trabalho será baseado. É feita uma compilação das informações mais relevantes sobre um tópico específico. Por sua parte, o autor deve incluir sua opinião ou percepção crítica em relação às informações que coletou.

Passos a seguir para escrever uma monografia

Especifique o tópico

O primeiro passo para fazer uma monografia é especificar o tópico que você deseja desenvolver, isso permite estabelecer a importância e a necessidade de torná-la conhecida.

Consultar fontes bibliográficas

Então você deve consultar as fontes bibliográficas e planejar a ordem do trabalho. As abordagens que são o ponto de partida da pesquisa são expostas.

Desenvolvimento

Posteriormente, o autor descarta as fontes que não são úteis e decide especificar as informações. É assim que o trabalho começa, comparando e analisando os diferentes pontos de vista das pesquisas anteriores.

Verificação, conclusões e adição de referências

Finalmente, o conteúdo é verificado, as conclusões são tiradas e as referências consultadas são adicionadas.

Referências

  1. Raffino, M. (2019). Conceito de monografia. (N / a): Conceito. De. Recuperado de: concept.de.
  2. Monografia. (2019). Espanha: Wikipedia. Recuperado de: es.wikipedia.org.
  3. Significado da monografia. (2018). (N / a): significados. Recuperado de: significados.com.
  4. Castillero, O. (2019). As 8 características de uma monografia. (N / a): Psicologia e Mente. Recuperado de: psicologiaymente.com.
  5. Miranda, D. (2017). O que é monografia. México: Diario Cultura. Recuperado de: Diariocultura.mx .

Deixe um comentário