Nazca Textilery: características, materiais e desenhos

A indústria têxtil de Nazca destacou-se pelo uso de cores diferentes e pelo desenho de figuras geométricas, utilizando diferentes matérias-primas e métodos de fabricação para seu desenvolvimento.

A civilização de Nazca era uma cultura pré-colombiana que se desenvolveu na costa sul do Peru, entre o ano 200 antes de Cristo e 700 depois de Cristo.

Nazca Textilery: características, materiais e desenhos 1

Uma das manifestações mais representativas dessa cultura são os geoglifos localizados nos Pampas de Jumana, no deserto de Nazca, que hoje são de grande atração turística.

Os acabamentos dos mantos e roupas confeccionados com o tecido Nazca ainda estão sendo estudados atualmente devido à sua ampla qualidade, à diversidade de designs e à paleta de cores utilizada.

Recursos têxteis de Nazca

As principais matérias-primas utilizadas no processo de fabricação de tecidos foram as fibras de algodão pima (nome científico: Gossypium barbadense), colhidas na costa peruana.

O tecido foi feito com teares especializados, e os fios foram fabricados na técnica de urdidura e trama, com fiação “S” e forma equilibrada.

Em grande parte, a elaboração das peças foi realizada com uma técnica básica de costura de ponto longo, conhecida como ponto hilvan, com fio de algodão branco.

Da mesma forma, eles complementaram seus desenhos com lã de camelo da região: lhamas, alpacas e vicunhas, usada para acessórios de roupas de pano.

Os acessórios são geralmente fornecidos por acabamentos com franjas e desenhos tridimensionais. Aplicações de penas de pássaros também foram usadas para aumentar a aparência da peça.

Do ponto de vista decorativo, complementavam suas roupas pintando diretamente no tecido de algodão, com motivos diversos e muito coloridos.

Para a pintura sobre tela, utilizavam tinta de origem vegetal. Uma das tintas mais usadas foi derivada da planta índigo, que fornece uma cor azul índigo.

Relacionado:  Como se celebra a defesa do castelo de Chapultepec?

No caso dos vestidos das damas de Nazca, por exemplo, costumavam ser usados ​​motivos associados ao ecossistema marinho, ao céu, à terra e às oferendas religiosas.

A cultura de Nazca se destacou pela grande variedade de cores e criatividade utilizadas em seus projetos. Nos tecidos desta civilização, mais de 190 tons de 7 cores diferentes foram distinguidos.

Nazca Textilery: características, materiais e desenhos 2

Quanto aos desenhos, composições com figuras geométricas e sardas pisadas também eram comuns. Eles também representavam as colheitas de milho e feijão em seus mantos.

Para a preparação das vestimentas da civilização de Nazca, a técnica de esfaqueamento foi usada principalmente.

Essa técnica envolve a união de formas geométricas básicas para produzir composições complexas, colocando manchas no tecido.

Os pacotes fúnebres da cultura Nazca também são uma manifestação de sua habilidade têxtil. Estes eram mostrados nos motivos externos muito semelhantes aos usados ​​em cerâmica.

Referências

  1. Arellano, F. (1986). Uma introdução à Venezuela pré-hispânica: culturas de nações indígenas venezuelanas. Caracas Venezuela. Universidade Católica Andrés Bello.
  2. Cartwright, M. (2014). Civilização Nazca Enciclopédia da História Antiga Limited. Londres, Reino Unido Recuperado de: ancient.eu
  3. Ecured (2015). Cultura Nazca Havana, Cuba Recuperado de: ecured.cu
  4. Arte têxtil: tramas que contam histórias. I (2011). Recuperado de: tallerdeencuentros.blogspot.com
  5. Golte, J. (2010). Têxteis rituais da Nasca em Cahuachi. Lima Peru. Universidade Nacional de San Marcos.

Deixe um comentário