O que é osteologia? Destaques Recursos

A osteologia é um ramo da anatomia que lida com o estudo do sistema esquelético e seus componentes individuais, ou seja, os ossos. Nos seres humanos, o sistema ósseo é composto por cerca de 206 ossos.

A figura pode variar devido à existência de ossículos sesamóides, presentes nos músculos das mãos e pés, cuja distribuição difere de um ser humano para outro.

O que é osteologia? Destaques Recursos 1

O objeto de estudo desta ciência inclui a análise dos tecidos que formam as estruturas ósseas e a classificação dos ossos, levando em consideração sua forma, função e localização. Isso implica que a área de estudo da osteologia é ampla.

Por exemplo, de acordo com sua localização, podemos falar de ossos cranianos, faciais, cervicais, dorsais, lombares, torácicos, pélvicos, ossos de membros, entre outros.

Essas categorias abrigam várias peças. Por exemplo, dentro dos ossos cranianos estão os ossos occipital, frontal, parietal, temporal e esfenoidal.

Tecido ósseo

A osteologia é responsável pelo estudo do tecido ósseo, que é a substância que forma os ossos.

É composto de células especiais (chamadas osteócitos), fibras de colágeno e cálcio em várias apresentações.

O tecido ósseo pode ser de dois tipos: trabecular ou compacto. O tecido trabecular é caracterizado por ser esponjoso, menos denso e mais leve. Possui espaços vazios no interior, o que o torna mais fraco.

Por seu lado, o tecido compacto é duro, denso, pesado. Além disso, é muito mais forte que o tecido trabecular.

As 5 principais funções dos ossos

Osteologia estuda as várias funções que os ossos desempenham. Estes podem ser classificados como estruturais, protetores, locomotivos, armazéns e hematopoiéticos.

1- Funções estruturais

A principal função dos ossos é oferecer apoio e apoio. Esses dois elementos permitem que o corpo tenha uma estrutura definida.

Relacionado:  Músculos do pronador: tipos e síndromes associados

2- Funções de proteção

Muitas das estruturas ósseas são responsáveis ​​por proteger outros órgãos do corpo. Por exemplo, a cavidade craniana protege o cérebro, a coluna protege a medula espinhal e a cavidade torácica protege os pulmões e o coração.

3- Funções locomotivas

Os ossos, juntamente com os músculos e articulações, permitem que o indivíduo mova as diferentes partes do corpo e se mova.

4- Funções de armazenamento

Os ossos funcionam como um armazém de substâncias minerais, principalmente fósforo. Outra substância que é reservada nessas estruturas é o magnésio.

5- Função hematopoiética

Alguns ossos, como os esponjosos, têm sistemas vasculares que contêm medula óssea vermelha.

Graças a essa medula, é dada hematopoiese, que é o nome dado à criação de células sanguíneas. Em outras palavras, os ossos intervêm na formação de sangue.

Tipos de ossos

De acordo com o seu formulário

Pela sua forma, os ossos podem ser classificados em: longo, curto, achatado, irregular e sesamóide.

-Ossos longos

Os ossos longos são de comprimento considerável. Nas extremidades, eles têm duas estruturas arredondadas chamadas epífises.

A parte central do osso é chamada de diáfise. Alguns exemplos desse tipo de osso são o fêmur, o úmero e o rádio.

– Ossos curtos

Como o nome indica, esses ossos são pequenos. No interior são formados por tecido ósseo trabecular ou esponjoso.

Por fora, são cobertos por tecido ósseo compacto. Exemplos de ossos curtos são os ossos dos pulsos e tornozelos.

– Ossos chatos

Ossos planos são folhas de tecido ósseo esponjoso, cobertas com tecido ósseo compacto.

Elas têm duas funções: a primeira é oferecer proteção aos órgãos internos do corpo, como o coração e o cérebro. A segunda função é fornecer zonas de fixação para que os músculos se juntem ao esqueleto.

Relacionado:  Nervo mediano: estrutura, funções e significado clínico

Alguns exemplos de ossos planos são os ossos cranianos (como os ossos occipital e temporal), os ossos do tórax (como as omoplatas, o esterno e as costelas) e os ossos do quadril ou da pelve (como o ílio e o ísquio).

– Ossos irregulares

Ao contrário dos ossos das categorias anteriores, os ossos irregulares não têm uma forma definida.

Por esse motivo, eles constituem um grupo separado. O exemplo mais comum de ossos irregulares são as vértebras.

– Ossos sesamóides

Ossos sesamóides são aqueles encontrados nos tendões de alguns músculos, especialmente nas mãos, pés e joelhos.

A função dos sesamoides é proteger os tendões do desgaste.

De acordo com a sua localização

Pelo local em que estão, os ossos podem ser classificados em axial e apendicular.

– Ossos axiais

Ossos axiais são aqueles que pertencem ao crânio, rosto, coluna e tórax.

Alguns exemplos de ossos axiais são:

– O occipital, localizado na parte de trás do crânio.

– A frente, localizada na parte superior da frente do crânio.

– A mandíbula, que é um osso facial localizado na parte inferior da frente da cabeça.

– O maxilar, osso facial localizado na mandíbula.

– O zigomático, que forma as maçãs do rosto.

– As sete vértebras cervicais que estão no pescoço.

– As dorsais, doze vértebras que estão nas costas.

– As costelas, doze pares de ossos que protegem os pulmões e o coração.

– O esterno, osso plano encontrado no peito e ao qual as costelas estão ligadas.

– Ossos apendiculares

Os ossos apendiculares são aqueles que fazem parte das extremidades superior e inferior.

Alguns ossos apendiculares são:

– A omoplata ou escápula, osso das extremidades superiores que moldam o ombro.

Relacionado:  Epitélio glandular: características, classificação e funções

– O úmero, que é o osso do braço.

– A ulna e o rádio, que são dois ossos que formam o antebraço.

– O carpo, também conhecido como osso do pulso.

– As falanges, que são os ossos dos dedos (mãos e pés).

– O fêmur, osso longo que forma a coxa.

– A tíbia e a fíbula, que são dois ossos que formam a parte inferior da perna.

– O tarso, formado por sete ossos que criam o calcanhar.

Referências

  1. Classificação de ossos. Recuperado em 8 de dezembro de 2017, em docs.google.com
  2. Definição Médica de Osteologia. Recuperado em 8 de dezembro de 2017, em medicinet.com
  3. Osteologia Recuperado em 8 de dezembro de 2017, em dictionary.com
  4. Osteologia Recuperado em 8 de dezembro de 2017, de merriam-webster.com
  5. Tipos de ossos. Recuperado em 8 de dezembro de 2017, de teachpe.com
  6. Osteologia Recuperado em 8 de dezembro de 2017, de theodora.com
  7. Osteologia Recuperado em 8 de dezembro de 2017, em wikipedia.org
  8. Osteologia – uma visão geral. Recuperado em 8 de dezembro de 2017, de sciencedirect.com
  9. Osteologia (Anatomia Óssea). Recuperado em 8 de dezembro de 2017, de emedicine.medscape.com
  10. Tipos de ossos. Recuperado em 8 de dezembro de 2017, de visiblebody.com
  11. O que é Osteologia? Recuperado em 8 de dezembro de 2017, de stufy.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies