O que é pesquisa pura e aplicada? Caracteristicas

A pesquisa pura e aplicada dois tipos de pesquisa científica. A pesquisa é um processo através do qual é possível adquirir conhecimento sobre qualquer fenômeno natural ou humano.

Os fenômenos humanos se multiplicam devido às rápidas mudanças sociais, econômicas e tecnológicas dos tempos modernos.

O que é pesquisa pura e aplicada? Caracteristicas 1

Esses fenômenos são causa e efeito de novas invenções e descobertas em diferentes áreas do homem.

A pesquisa tem dois papéis principais. Por um lado, contribui para a base geral do conhecimento. Mas também ajuda a resolver muitos problemas complexos da sociedade.

Levando em conta sua utilidade e objetivos, há certas distinções entre pesquisa pura e aplicada.

Diferenças entre pesquisa pura e aplicada

Embora a pesquisa pura e aplicada tenda a ser realizada isoladamente, elas não são necessariamente dicotômicas. A pesquisa pura geralmente leva a aplicações práticas.

Da mesma forma, a pesquisa aplicada às vezes atua como base para mais pesquisas teóricas.

Pesquisa pura

A pesquisa pura também é conhecida como pesquisa básica ou fundamental. Sua natureza é exploratória e é realizada sem qualquer uso final prático em mente.

Muitas vezes, é motivado pelo interesse, curiosidade ou intuição de um cientista em uma questão científica.

Tem como objetivo avançar o conhecimento e identificar ou explicar as relações entre variáveis. Ou seja, sua principal motivação é expandir o conhecimento do homem, não criar ou inventar algo.

Por exemplo, nesta linha estão os estudos sobre fenômenos naturais ou aqueles relacionados à matemática pura. Sua principal preocupação é generalizações e formulação de teorias.

Alguns exemplos das perguntas colocadas nessa modalidade podem ser:

– Qual é a origem do homem?

– Qual é o código genético específico dos mosquitos?

– Quando e por que os dinossauros foram extintos?

Relacionado:  Ética em Ciência e Tecnologia

A pesquisa pura pode fornecer uma base para outras investigações, às vezes aplicadas.

Muitos cientistas argumentam que a pesquisa pura deve ser realizada em primeiro lugar, e daí surgem as derivações aplicadas.

Pesquisa aplicada

Em geral, a pesquisa aplicada é realizada para resolver problemas ou questões específicas ou práticas.

Ele procura encontrar uma solução para um problema na sociedade ou em uma organização. Ou seja, ele é projetado para resolver problemas práticos do mundo moderno, em vez de adquirir conhecimento apenas pelo conhecimento.

Tende a ser mais descritivo do que exploratório, e é muito frequente que seja baseado em pesquisa pura. Em muitos casos, a linha divisória entre essas duas modalidades não é muito clara.

Por exemplo, a pesquisa aplicada pode realizar estudos para melhorar a produção e o rendimento de produtos lácteos, tratar ou curar uma epidemia ou melhorar a eficiência de certos processos industriais.

Como seu objetivo é melhorar a condição humana, muitos cientistas acreditam que deve haver mais ênfase nesse tipo de pesquisa.

Referências

  1. Misra, RP (1989). Metodologia de Pesquisa: um manual. Nova Deli: Concept Publishing Company.
  2. Silipigni Connaway, L. e Powell, RR (2010). Métodos básicos de pesquisa para bibliotecários. Westport: Greenwood Publishing Group.
  3. Universidade de Southampton. (s / f). Tipos de pesquisa. Recuperado em 20 de dezembro de 2017, de erm.ecs.soton.ac.uk
  4. Universidade Estadual de San José. (s / f). Básico vs. Pesquisa Aplicada Recuperado em 20 de dezembro de 2017, de sjsu.edu
  5. Kothari, CR (2004). Metodologia de Pesquisa: Métodos e Técnicas. Nova Deli: New Age International.

Deixe um comentário