O que é Socialismo Científico?

O socialismo científico é um sociais e modelo político que, de acordo com Karl Marx e Friedrich Engels, diferia dos outros socialismos do século XIX para incluir premissas científicas.

Esse modelo foi baseado no materialismo histórico, onde a luta entre classes é o motor das mudanças na sociedade.

O que é Socialismo Científico? 1

Também propõe a ditadura do proletariado com base no desenvolvimento ótimo do aparato produtivo do país.

O socialismo científico apresenta uma maneira concreta de “responder” ao que seus defensores consideraram o domínio da burguesia durante a Revolução Industrial .

Ou seja, esse modelo critica o sistema capitalista, mas propõe novos conteúdos para as políticas econômicas para o estabelecimento de um novo modelo econômico socialista.

Vladimir Lenin foi o homem que quis colocar esse modelo em prática após a vitória da Revolução de Outubro de 1917 na Rússia. No entanto, seu projeto não se concretizou completamente e terminou com a queda do Muro de Berlim em 1989.

A concepção do mundo que segue o socialismo científico tem essas três dimensões:

  • Filosófico, através do materialismo dialético.
  • Social, representado pelo materialismo histórico.
  • Econômico, através de uma análise crítica do sistema de produção capitalista.

Você pode estar interessado As 17 características do socialismo mais destacado .

Justificativa teórica do socialismo científico

A tese que sustenta o socialismo científico é que o desenvolvimento social responde a leis objetivas que não dependem dos desejos e vontades dos homens, mas do progresso da produção.

E após uma análise profunda da sociedade industrial que estava em expansão no século XIX, as seguintes teorias emergiram como base de um socialismo que encontra no método científico sua distância do socialismo utópico:

Materialismo histórico

Outra de suas bases teóricas é o materialismo histórico, segundo o qual os movimentos políticos e / ou sociais são determinados pelo modo de produção da vida material.

Relacionado:  Lencas Localização: Principais Características

Para Marx , esse modo de produção também influencia o sistema de valores das pessoas.

Ou seja, a dimensão econômica da sociedade afeta suas outras dimensões.

Materialismo dialético

O materialismo dialético implica que o mundo está imerso em constantes processos de mudança nos quais eles se alternam: a tese, a antítese e a síntese.

Luta de classes

Essa luta, o motor das mudanças históricas, se origina na divisão da sociedade entre exploradores (oligarquia) e explorados (trabalhadores). Para Marx e Engels, se há antagonismo de classe, há também um confronto entre eles.

Para esses autores, essa luta começa a ser econômica e depois se torna uma luta política e acaba sendo uma luta armada.

A revolução proletária

Segundo o socialismo científico, os trabalhadores tiveram que se revelar explorados e construir uma sociedade sem classes.

Isso significava para Marx e Engels, que os trabalhadores deveriam tomar o poder e estabelecer a ditadura do proletariado, que seria um episódio de transição entre capitalismo e socialismo.

Teoria da Boa Vontade

O ágio consiste no valor agregado a tudo o que é produzido pelos trabalhadores.

Segundo os socialistas científicos, essa mais-valia revela a diferença entre o valor da riqueza que o trabalhador produz e o pagamento que ele recebe (o que é sempre precário).

Ou seja, a mais-valia resulta na expressão da exploração do trabalhador sobre sua produção, nas mãos dos oligarcas.

A teoria do desenvolvimento socialista

Essa teoria implica que a ditadura do proletariado é seguida por uma sociedade sem classes, sem propriedade privada, sem proprietários dos meios de produção e sem Estado. Ou seja, uma sociedade comunista.

Características do socialismo científico

Algumas das características fundamentais do socialismo científico são:

Sociedade sem classes

Em um sistema socialista, não há distinção entre pessoas de acordo com sua situação econômica.

Relacionado:  O que é resistência à educação física?

Propriedade pública

Diante do conceito capitalista de propriedade privada, o socialismo coloca a propriedade pública ou coletiva diante dos meios de produção e distribuição.

Nesse modelo, a motivação do governo é a consecução de objetivos específicos.

Economia governada pelo Estado

Essa característica refere-se à responsabilidade do Estado de planejar todos os processos econômicos (produção, troca, distribuição e consumo).

Nesse cenário, as leis de oferta e demanda não se enquadram. O Estado é o único responsável pela distribuição da riqueza.

Necessidades básicas cobertas pelo Estado

Necessidades como alimentação, abrigo, roupas, saúde, educação e emprego são atendidas pelo Estado em tempo hábil e sem discriminação.

Igualdade de oportunidades para todos

O socialismo promete oportunidades iguais para cada indivíduo.

Também promete levar em consideração as habilidades, talentos e habilidades das pessoas que, cumprindo seus deveres, poderão usufruir de seus direitos.

Diminuição do consumismo e da concorrência

O socialismo implica controle estatal e distribuição equitativa de bens e serviços, o que desaparece da necessidade de competir no mercado.

Além disso, o sistema de valores socialistas implica que o consumo é limitado ao essencial.

Mecanismo de preços

Numa economia socialista, o preço é crucial e seu controle pelo Estado é inegociável.

Neste sistema, existem dois tipos de preços:

  • Preços de mercado designados para bens de consumo.
  • Os preços contábeis gerenciados pelos gerentes para tomar decisões sobre produção ou investimento.

Na teoria socialista, o processo histórico demonstrará a inevitável supressão do capitalismo e sua idéia de propriedade privada, dando lugar ao socialismo.

O manifesto comunista e o socialismo científico

O texto que marca um antes e um depois na doutrina socialista é o Manifesto Comunista, escrito por Karl Marx e Friedrich Engels, encomendado pela Liga Comunista.

Publicado em 1848, este livro descreveu esquematicamente os fundamentos teóricos do socialismo moderno.

Relacionado:  Cultura da Inglaterra: tradição, costumes, gastronomia, música

Critica as sociedades presentes e passadas, marcadas por arranjos políticos e culturais criados na sociedade, graças às forças da produção material.

Conforme afirmado no Manifesto, o Estado expressa a vontade e os interesses dos grupos dominantes na sociedade.

Esse Estado se desenvolve além do possível, dando origem a problemas que não podem ser resolvidos e que provocam uma luta dialética contínua entre as classes dominante e dominada.

Após a revolução, as classes trabalhadoras assumem o controle do Estado e novas forças de produção emergem.

Referências

  1. Benitez, Hermes (20016). Socialismo e Democracia POLIS, Revista Latino-Americana [online] 2006, 5 (Sem mês) ISSN 0717-6554. Recuperado de: redalyc.org.
  2. Castañeda Maxim (2011). Socialismo científico Recuperado de: socialismocientificouca.wordpress.com.
  3. Farooq, Umar (2012). Características e características do socialismo. Recuperado de: studylecturenotes.com.
  4. Rank, J. (s / f). Socialismo – Socialismo Científico. Recuperado de: science.jrank.org
  5. Tribuna popular (2016). Socialismo utópico e socialismo científico. Recuperado de: prensapcv.wordpress.com.
  6. Williams, Paul (s / f). O socialismo científico seus objetivos e métodos revolucionários. Recuperado em: marxists.org.

Deixe um comentário