Obrigações das Crianças no Lar e na Escola (por Idade)

As crianças possuem diferentes obrigações tanto em casa quanto na escola, de acordo com sua idade e nível de desenvolvimento. Essas responsabilidades ajudam no desenvolvimento de habilidades, autonomia e senso de responsabilidade. Neste artigo, exploraremos as obrigações das crianças em diferentes faixas etárias, destacando a importância de ensiná-las desde cedo sobre suas responsabilidades no lar e na escola.

Quais são os deveres e compromissos que uma criança deve cumprir?

É muito importante que as crianças aprendam desde cedo quais são seus deveres e compromissos tanto em casa quanto na escola. Essas responsabilidades variam de acordo com a idade da criança, mas todas elas são fundamentais para o seu desenvolvimento e para a construção de valores como respeito, responsabilidade e solidariedade.

Na infância, as crianças devem cumprir algumas obrigações simples, como arrumar o próprio quarto, guardar seus brinquedos e ajudar a cuidar de animais de estimação, se houver. Além disso, é importante que elas aprendam a colaborar nas tarefas domésticas, como colocar a mesa para as refeições e ajudar a limpar a casa. Essas atividades ajudam a criança a desenvolver senso de responsabilidade e autonomia.

Já na escola, as crianças têm o compromisso de estudar e fazer as lições de casa, respeitar os colegas e os professores, e participar das atividades propostas pela escola. É importante também que elas aprendam a respeitar as regras e os horários da instituição de ensino, para que possam se desenvolver de forma saudável e integrada à comunidade escolar.

Com o passar dos anos, as responsabilidades das crianças vão se tornando mais complexas, exigindo maior autonomia e maturidade. Aos poucos, elas vão assumindo tarefas como organizar seu próprio material escolar, cuidar da higiene pessoal, e até mesmo ajudar nas tarefas mais elaboradas em casa, como preparar refeições simples.

Essas experiências são fundamentais para o seu crescimento e desenvolvimento, preparando-as para a vida adulta.

Dez responsabilidades que as crianças devem cumprir para melhorar sua autonomia e responsabilidade.

As crianças devem aprender desde cedo a assumir responsabilidades tanto em casa quanto na escola, pois isso contribui para o desenvolvimento de sua autonomia e senso de dever. Seguem abaixo dez obrigações que podem ser atribuídas às crianças de acordo com sua idade, visando promover sua independência e responsabilidade.

1. Arrumar o próprio quarto: A partir dos 4 anos, as crianças já podem ser ensinadas a organizar seu espaço, guardando brinquedos e roupas no lugar correto.

2. Ajudar nas tarefas domésticas: A partir dos 6 anos, as crianças podem colaborar com pequenas tarefas em casa, como colocar a mesa, ajudar a lavar a louça ou varrer o chão.

3. Fazer lição de casa: A partir dos 7 anos, as crianças devem ser incentivadas a estudar em casa, fazendo suas lições de forma autônoma e responsável.

4. Cuidar dos próprios pertences: A partir dos 5 anos, as crianças devem aprender a cuidar de seus brinquedos, materiais escolares e roupas, evitando desperdícios e danos.

5. Respeitar os horários: A partir dos 8 anos, as crianças devem ser responsáveis por cumprir horários estabelecidos, como horário de dormir, de acordar e de fazer as refeições.

6. Participar de atividades extracurriculares: A partir dos 9 anos, as crianças podem escolher uma atividade extracurricular para se dedicar, aprendendo a gerenciar seu tempo e compromissos.

7. Cuidar de um animal de estimação: A partir dos 10 anos, as crianças podem ter a responsabilidade de cuidar de um animal de estimação, aprendendo sobre compromisso e empatia.

8. Colaborar com os colegas na escola: Desde os 5 anos, as crianças devem ser incentivadas a colaborar com seus colegas, ajudando nas atividades em grupo e respeitando as regras da escola.

9. Organizar seu material escolar: A partir dos 6 anos, as crianças devem aprender a organizar seu material escolar, mantendo sua mochila e estojo em ordem.

10. Respeitar os professores e funcionários da escola: Desde os 4 anos, as crianças devem ser ensinadas a respeitar as autoridades da escola, ouvindo e seguindo as orientações dos professores e funcionários.

Portanto, ao atribuir responsabilidades às crianças de acordo com sua idade, é possível promover sua autonomia e senso de dever, preparando-as para enfrentar os desafios da vida adulta com mais segurança e confiança.

Qual é o papel da criança no ambiente escolar?

O papel da criança no ambiente escolar é fundamental para o seu desenvolvimento educacional e social. Desde cedo, ela deve aprender a respeitar as regras e normas da escola, bem como colaborar com os colegas e professores. Além disso, é importante que a criança demonstre interesse nas atividades escolares e se esforce para alcançar bons resultados acadêmicos.

As obrigações das crianças na escola variam de acordo com a idade. Nas séries iniciais, por exemplo, é esperado que elas sejam responsáveis por cuidar do material escolar e seguir as instruções dos professores. Já nas séries mais avançadas, as crianças devem assumir um papel mais ativo em seu próprio processo de aprendizagem, participando das aulas, fazendo os trabalhos de casa e estudando para as provas.

Relacionado:  10 Dinâmica de Liderança para Crianças, Adolescentes e Adultos

No lar, as obrigações das crianças também são importantes para o seu desenvolvimento. Desde pequenas, elas devem ajudar nas tarefas domésticas, como arrumar o quarto, colocar a mesa e cuidar dos animais de estimação. Essas responsabilidades ajudam a criança a desenvolver a autonomia e a disciplina, preparando-a para a vida adulta.

Ao assumir suas obrigações com responsabilidade e dedicação, a criança estará se preparando para um futuro de sucesso e realização pessoal.

Participação da família na escola: diretrizes do ECA para envolvimento e parceria educacional.

A participação da família na escola é de extrema importância para o desenvolvimento educacional das crianças. Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a família tem o direito e o dever de participar da vida escolar de seus filhos, colaborando com a escola e estabelecendo uma parceria educacional.

É fundamental que os pais estejam presentes nas reuniões escolares, acompanhem o desempenho acadêmico dos filhos e estejam abertos ao diálogo com os professores. Além disso, a família deve estimular o comprometimento e a responsabilidade dos estudantes com seus estudos, incentivando a realização das tarefas escolares e a participação em atividades extracurriculares.

De acordo com o ECA, a escola também deve promover a integração da família no ambiente educacional, criando espaços para a participação dos pais e responsáveis. Essa parceria entre família e escola contribui para o sucesso acadêmico dos alunos e para a formação de cidadãos conscientes e participativos na sociedade.

Obrigações das Crianças no Lar e na Escola (por Idade)

As crianças, de acordo com sua idade, possuem diferentes responsabilidades tanto em casa quanto na escola. É importante que desde cedo sejam ensinados valores como respeito, organização e autonomia, para que possam se desenvolver de forma saudável e responsável.

As crianças mais novas, por exemplo, podem ajudar nas tarefas simples do lar, como arrumar a cama e guardar os brinquedos. Já os adolescentes, além de manter a organização de seus pertences, podem contribuir com atividades mais complexas, como ajudar nas compras e preparar refeições.

Na escola, as crianças devem cumprir com suas obrigações acadêmicas, como fazer as lições de casa e estudar para as provas. Além disso, é importante que demonstrem respeito aos professores e colegas, participando das atividades propostas e contribuindo para um ambiente escolar harmonioso.

Obrigações das Crianças no Lar e na Escola (por Idade)

É importante conhecer as obrigações das crianças em casa e na sala de aula, pois é uma das melhores maneiras de educar e instilar bons valores. Neste artigo, explicarei algumas das obrigações e responsabilidades mais importantes divididas por faixas etárias.

Hoje em dia é muito comum ouvir que pais e mães que têm um filho em casa reclamam que não ajudam, não pegam o que bagunçam, não se comportam bem na escola … Esse comportamento pode influenciar a vida da criança e extrapolar para outros contextos e situações como a escola.

Obrigações das Crianças no Lar e na Escola (por Idade) 1

Se você não começar do pequeno para dar responsabilidades e obrigações, é muito provável que, quando crescer, será difícil internalizar esse tipo de tarefa. O problema que geralmente temos é que não sabemos exatamente o que eles podem fazer ou não e com que idade.

Como os filhos não pediram para serem concebidos e foram os pais que decidiram tê-los, os filhos não precisam pagar um custo aos pais.

Os pais não têm o direito de pedir que seus filhos paguem seu “investimento”, monetariamente ou exigindo que “em troca” sejam sustentados na velhice.

Essa mentalidade levaria apenas ao desconforto das crianças, não desfrutando a vida, conflitos familiares e em casos extremos de abuso ou negligência infantil.

A atribuição de responsabilidades e obrigações na infância deve ser vista como algo positivo para que, quando adultos, as crianças saibam funcionar sozinhas, sejam independentes e autônomas.

As crianças são o resultado de decisões de adultos , e os adultos devem estar cientes de que suas escolhas têm consequências.

Obrigações e responsabilidades em casa

Obrigações das Crianças no Lar e na Escola (por Idade) 2

Quando nos deparamos com esse tipo de situação como pais, muitas vezes nos perguntamos se o que estamos perguntando ao nosso filho é de acordo com a idade dele.

É normal que nos façamos essas perguntas, porque algo que devemos ter em mente é que só podemos exigir da criança o que ela é capaz de fazer e só será capaz de fazê-lo se levarmos em conta os diferentes estágios de seu desenvolvimento.

Aqui estão as tarefas que você pode realizar em casa, divididas por faixa etária:

2-3 anos

As crianças nessa idade podem trabalhar com mandatos e proibições; portanto, um adulto precisa estar com elas enquanto a ação está ocorrendo.

Devido à tenra idade da criança, ele só pode trabalhar sob a supervisão de um adulto e não distingue por que ele faz algo certo ou errado.

As atividades que eles podem fazer são: colocar e pegar os guardanapos da mesa, regar as flores, colocar os chinelos no lugar, etc.

Ou seja, atividades simples e claras para as quais você não precisa de muito esforço.

3-4 anos

As crianças nesse estágio de desenvolvimento geralmente agem através de recompensas e punições. Normalmente, eles observam o comportamento dos adultos ao seu redor para imitá-lo mais tarde nas situações que surgem.

Nessa idade, eles podem arrumar suas coisas, para que possamos pedir que eles mantenham o quarto arrumado até certo ponto.

Você também pode continuar ajudando a arrumar a mesa, mas desta vez não apenas os guardanapos. Mesmo que você tenha mais autonomia, é importante que o adulto o acompanhe nas diferentes atividades que realiza.

4-5 anos

Nessa idade, é importante confiar neles e deixá-los realizar algumas atividades sozinhos em casa, atividades que desde a infância os apresentamos aos poucos, como pôr a mesa, pedir um pouco mais de espaço …

A criança nessa idade vai querer agradar e servir o adulto, para que ele tenha iniciativas responsáveis. Além disso, como no estágio anterior, ele continuará imitando as ações dos adultos nos diferentes contextos em que se relaciona.

5-6 anos

Quando a criança já tem essa idade, podemos deixá-la participar de tarefas domésticas que exigem mais responsabilidade, como encontrar o que precisam para fazer algum exercício, limpar o pó, preparar roupas para a escola etc.

A partir dessa idade, você pode assimilar algumas regras e respeitá-las, além de despertar o senso de intencionalidade. No entanto, ele ainda precisa que o adulto lhe diga o que é certo ou errado em seu comportamento.

6-7 anos

Ele é capaz de cumprir as ordens dadas sem nenhum problema. Você também pode gerenciar o dinheiro recebido e começar a economizar. Você pode se deslocar pelos bairros que você conhece e estão perto de casa, como a escola, a casa de um amigo …

Ainda imitando o adulto, é importante que nossos comportamentos sejam consistentes com as regras que impomos.

8 anos

Nesta idade, ele já começa a ter mais independência, ou seja, começa a ser mais autônomo. Também dependendo de suas intenções, você pode controlar seus impulsos.

Ele é capaz de controlar seu tempo e atividades, para poder se organizar e, geralmente, controla o dinheiro que seus pais lhe fornecem como pagamento.

Isso nos permitirá enviar ações como: ir à escola sozinha, tomar banho ou até mesmo preparar o café da manhã.

9-11 anos

Ele é bastante autônomo e é capaz de organizar seus materiais, suas roupas e até mesmo suas economias. Nesta idade, você pode cuidar das tarefas domésticas que propomos. Ele gosta de ser recompensado por suas ações.

11-12 anos

Você tem a capacidade de saber quando faz algo errado e até conhece as consequências dessas ações.

Ele também tem o senso de responsabilidade adquirida, por isso tentará cumprir suas obrigações corretamente.

13-15 anos

São os primeiros anos da adolescência em que começarão a ser mais rebeldes e terão prioridade para o grupo de amigos.

Nessa idade, é importante informar às crianças quem tem autoridade em casa – os pais – e que certas regras devem ser respeitadas.

As responsabilidades mais importantes serão estudar – ir ao instituto -, ajudar nas tarefas domésticas (pôr a mesa, arrumar seu quarto, jogar o lixo …) e, se você começou a sair, volte para casa na hora combinada com os pais.

15-18 anos

Nessa idade, o adolescente terá que seguir as mesmas regras dos 13 aos 15 anos, sendo especialmente importante para começar a ensinar a disciplina.

Para evitar conflitos, as regras devem ser comunicadas verbalmente ou mesmo por escrito. Aos adolescentes podem ser delegadas tarefas mais responsáveis, como comprar no supermercado ou outras atividades que os ensinem a lidar.

Por outro lado, para a segurança dos adolescentes, é importante controlar o horário de entrada e saída de casa e localizá-los.

No entanto, o assédio com muito controle será negativo e levará o adolescente a não querer entrar em contato com os pais.

Se o adolescente sair com os amigos, uma solução é pedir que ele ligue ou escreva uma mensagem em um determinado momento para dizer que está tudo bem. Dessa forma, você fará isso voluntariamente.

Aqui está uma tabela resumida das atividades que eles podem realizar para cada estágio:

Relacionado:  Aprendizagem visual: características, técnicas e auxílios

Obrigações das Crianças no Lar e na Escola (por Idade) 3

Há muito mais responsabilidades e obrigações que a criança pode fazer para ajudar em casa.

Citei alguns como exemplo, para que você possa ter uma idéia dos exercícios que eles podem fazer, dependendo da idade.

Obrigações e responsabilidades na escola

Obrigações das Crianças no Lar e na Escola (por Idade) 4

A seguir, explicaremos em etapas as responsabilidades e obrigações da criança no contexto escolar:

Aos 3 anos

Eles são capazes de obedecer às ordens de seus professores. Às vezes, ele é responsável pelos objetos ou materiais que leva para a escola em casa.

Por fim, ela tem a capacidade de esperar a vez da turma quando o professor está ocupado com outro colega de classe.

Aos 4 anos

Você pode fazer recados dentro da escola e até mesmo de dentro para fora ou vice-versa. Ou seja, podemos nos comunicar com o professor por meio dele ou mesmo anotações colocadas em sua mochila ou em qualquer um de seus materiais.

Entre 5 e 6 anos

As crianças dessa idade gostam de fazer lição de casa para mostrá-las em casa, embora precisem de instruções para fazer as coisas corretamente.

É importante darmos um reforço positivo a essas atividades, a fim de desenvolver seu senso de competência.

Aos 7 anos

Ele é capaz de organizar o material escolar e a mochila. Portanto, você precisa ter um cronograma para fazer isso, a fim de criar hábitos e rotinas. Ele ainda precisa de instruções sobre as tarefas propostas pelos adultos.

Aos 8 anos

O tempo pode ser distribuído se um adulto supervisionar e for responsável pela lição de casa. É importante que deixemos seu tempo ser distribuído, mesmo que o aconselhemos e controlemos.

Aos 9 anos

Na escola, ele geralmente gosta de sua classe e de seus colegas de classe, e se sente bem com o que faz.

Além disso, ele é capaz de preparar seus materiais e tenta chegar à escola em tempo hábil. Ele também aceita disciplina sem dificuldade e está em conformidade com as regras da classe.

Aos 10 anos

Os professores podem enviar tarefas sociais que são úteis para você. Nessa idade, ele geralmente quer fazer sua lição de casa rapidamente para poder jogar, por isso ainda não é muito responsável em seus estudos e precisa de vigilância.

Por fim, diga que pensa por conta própria e que não está satisfeito com nenhuma pergunta, de modo que geralmente trabalha melhor em grupo.

Aos 11 anos

Em geral, eles geralmente são responsáveis ​​por suas tarefas e deveres. Também é crítico para os professores e é motivado por estudos. Finalmente, ele expressa curiosidade sobre o conhecimento do ambiente físico e social.

Aos 12 anos

Geralmente mostra muita preocupação com notas e exames. Ele também rejeita tarefas que produzem fadiga, ainda gosta de aprender e funciona melhor em grupo.

Em resumo, apresento as responsabilidades e obrigações que as crianças têm na escola com base na faixa etária:

Obrigações das Crianças no Lar e na Escola (por Idade) 5

Se em casa trabalhamos com senso de responsabilidade e obrigação, as crianças não terão dificuldade em realizar a escola, porque, como você pode ver, elas andam de mãos dadas.

Conclusões

É importante que, como pais e educadores, nos adaptemos ao estágio de desenvolvimento em que a criança está no momento de exigir que cumpra suas obrigações e responsabilidades na escola e em casa.

Embora tenhamos listado as atividades que podem ser realizadas classificadas por idade, cada criança é diferente e se move no seu próprio ritmo.

Portanto, é importante que nos adaptemos a cada criança individualmente, para que ela possa realizar atividades sem sentimentos de frustração e afetar sua auto-estima.

Como pais, devemos ser consistentes com nossas ações e promessas. Ou seja, a criança imitará nosso comportamento nos diferentes contextos que deve desenvolver, portanto, devemos respeitar as regras que impusemos e cumpri-las.

Que outras responsabilidades ou obrigações você acha que as crianças devem ter? Deixe sua opinião nos comentários!

Referências

  1. Desenvolvimento de comportamentos responsáveis ​​de 3 a 12 anos (S / F). Governo de Navarra
  2. Hospital Infantil do Texas (outubro de 2002). «Crescimento e desenvolvimento na adolescência»
  3. Monton, J., Casado, E. (2005) Estilo de vida, hábitos e aspectos psicossociais de adolescentes. Estudo da população de 10 a 19 anos de Pozuelo de Alarcón e Leganés. Madri: Universidade Complutense de Madri Voltar ao topo
  4. Hattie, J., Biggs, J., e Purdie, N. (1996). “Efeitos de intervenções de habilidades de aprendizagem na aprendizagem dos alunos: uma meta-análise.” Review of Educational Research, 66, 99-136. Voltar ao topo
  5. Baquero e Narodowski. «Existe uma infância?», In: Revista IICE Ano III Nº 6, Miño y Dávila, Bs.As. pp. 61-67, 1994.

Deixe um comentário