Onde são obtidas as esponjas?

As esponjas são obtidas principalmente do fundo do oceano, onde crescem presas a rochas ou recifes. Elas são animais marinhos filtradores que se alimentam de partículas em suspensão na água, sendo encontradas em diversas profundidades e habitats aquáticos ao redor do mundo. As esponjas são colhidas por mergulhadores ou através de métodos de pesca sustentáveis, sendo posteriormente processadas para utilização em diversos produtos, como esponjas de banho, esponjas de limpeza e até mesmo em pesquisas científicas.

Locais de ocorrência das esponjas marinhas.

As esponjas marinhas são encontradas em diversos locais ao redor do mundo, principalmente em ambientes de água salgada. Elas podem ser encontradas em recifes de coral, costões rochosos, cavernas subaquáticas e até mesmo em regiões mais profundas dos oceanos. Esses animais são conhecidos por sua capacidade de se fixar em substratos sólidos, como rochas e corais, onde podem se alimentar e se reproduzir.

Além disso, as esponjas marinhas também podem ser encontradas em locais com correntes fortes, já que utilizam a água em movimento para capturar partículas de alimento. Elas são muito comuns em áreas tropicais e subtropicais, mas também podem ser encontradas em regiões de águas mais frias, como os oceanos Ártico e Antártico.

Elas desempenham um papel importante nos ecossistemas aquáticos, servindo como abrigo e alimento para diversas espécies marinhas.

O habitat das esponjas marinhas: onde esses animais vivem nos oceanos.

As esponjas marinhas são animais que vivem em ambientes aquáticos, principalmente nos oceanos. Elas podem ser encontradas em diversas profundidades, desde águas rasas até regiões mais profundas, como recifes de coral e fundos rochosos. Esses animais são fixos, ou seja, não possuem capacidade de locomoção, e geralmente se fixam em substratos sólidos, como rochas ou corais.

As esponjas marinhas se alimentam filtrando partículas de alimentos da água através de seus poros. Elas possuem um corpo poroso e macio, formado por células especializadas chamadas coanócitos, que auxiliam na captura de alimentos. Essas células também são responsáveis pela troca gasosa e pela eliminação de resíduos.

Relacionado:  Ignacio Domeyko: biografia, contribuições e obras

No entanto, apesar de viverem em ambientes aquáticos, as esponjas marinhas não são exclusivamente marinhas. Elas também podem ser encontradas em águas salobras e até mesmo em águas doces, como lagos e rios. Esses animais desempenham um papel importante nos ecossistemas aquáticos, fornecendo abrigo e alimento para diversas espécies de animais.

Localização das esponjas marinhas: descubra onde elas se encontram nos oceanos.

As esponjas marinhas são encontradas em diversas regiões dos oceanos ao redor do mundo, desde águas rasas até grandes profundidades. Elas podem ser encontradas em recifes de coral, fundos rochosos, cavernas submarinas e até mesmo em navios afundados.

Esses animais filtradores se fixam em substratos sólidos, como rochas e corais, e se alimentam de partículas orgânicas presentes na água. As esponjas são mais comuns em ambientes de água salgada, mas também podem ser encontradas em águas salobras e até mesmo em água doce.

Em algumas regiões, como no Mar Mediterrâneo e no Mar Vermelho, as esponjas são abundantes e desempenham um papel importante nos ecossistemas marinhos. Os mergulhadores muitas vezes encontram esses animais durante suas explorações subaquáticas, admirando sua diversidade de formas e cores.

Portanto, as esponjas marinhas podem ser encontradas em uma variedade de habitats marinhos ao redor do mundo, contribuindo para a biodiversidade e a saúde dos ecossistemas oceânicos.

Ambiente e nome das esponjas: descubra onde os poríferos vivem e por que são assim chamados.

As esponjas são animais marinhos pertencentes ao filo Porifera. Elas são chamadas de esponjas devido à sua textura porosa e flexível, que lembra a de uma esponja utilizada na limpeza.

Esses animais vivem principalmente em ambientes aquáticos, como oceanos, mares e lagos. Eles podem ser encontrados em diversas profundidades, desde águas rasas até grandes profundidades marinhas. As esponjas são fixas em superfícies sólidas, como rochas e recifes, de onde filtram a água para se alimentar.

As esponjas obtêm seu alimento através da filtração de partículas de alimentos presentes na água. Elas possuem células especiais chamadas coanócitos, que capturam pequenos organismos e partículas orgânicas para se alimentar.

Relacionado:  Emiliano Zapata: Biografia

Em relação à sua reprodução, as esponjas podem se reproduzir tanto de forma assexuada, através de brotamento ou fragmentação, quanto de forma sexuada, liberando gametas na água para a fertilização.

Portanto, as esponjas são animais fascinantes que habitam os ambientes aquáticos e desempenham um papel importante na saúde dos ecossistemas marinhos.

Onde são obtidas as esponjas?

Onde são obtidas as esponjas?

As esponjas são obtidas de espécies de esponjas de animais, de espécies de origem vegetal e de materiais sintéticos, como o poliuretano. Esponjas são utensílios multiuso encontrados na maioria das casas.

Devido à sua capacidade absorvente, são ideais para manusear líquidos, seja para transportá-los como meio de transporte de detergentes e desinfetantes ou para absorver líquidos e sujeira durante a limpeza.

Além disso, como sua textura porosa tende a permitir a passagem do ar, favorece a criação de bolhas e espuma ideais para limpeza e limpeza.

Algumas esponjas sintéticas fabricadas industrialmente também incluem uma camada de almofada sintética, geralmente de cor verde pinho, ideal para remover graxa e sujeira das superfícies.

Mas por que as esponjas de limpeza doméstica são tão diferentes das esponjas de limpeza pessoal? A resposta está na origem das esponjas, ou mais especificamente, no material com o qual foram feitas.

Existem esponjas naturais de origem animal ou vegetal e esponjas sintéticas, fabricadas industrialmente em poliuretano ou metal.

Esponjas orgânicas de origem animal

Porifera ou esponjas marinhas são animais invertebrados multicelulares, dos quais mais de 9000 espécies diferentes são conhecidas.

Acredita-se que eles tenham sido descobertos pelos egípcios e seu uso na aparência era comum durante o Império Romano.

O uso de esponjas marinhas para limpeza existe há mais de 2000 anos, mas atualmente seu uso em residências é escasso devido à drástica diminuição do volume das espécies e ao desenvolvimento de alternativas sintéticas artificiais.

Esponjas orgânicas à base de plantas

As conhecidas luffas ou esponjas vegetais são frutos da família Cucurbitaceae, diretamente relacionados ao pepino, muito populares na Ásia.

Existem várias espécies, mas a mais utilizada é a Luffa aegyptiaca , nativa do Vietnã, mas atualmente cultivada em várias partes do mundo.

Relacionado:  O que é interdependência econômica?

Quando a fruta amadurece, ela é altamente fibrosa e, após um processo de secagem, apenas essa fibra permanece. É utilizado há séculos para limpar a pele.

Embora não sejam tão absorventes quanto as esponjas tradicionais, são capazes de reter uma certa quantidade de líquido que, juntamente com a sua fibrose, os torna ideais, esfregões naturais e eco-sustentáveis.

Esponjas sintéticas

Após o desenvolvimento dos polímeros plásticos no século XX, foram criadas esponjas sintéticas, das quais se destacam as esponjas “amarelas com verdes”, tradicionalmente vistas nas cozinhas.

A camada amarela é feita de poliuretano, um tipo de plástico bastante comum nos últimos 50 anos. É normalmente poroso e altamente absorvente graças a essas aberturas, enquanto o revestimento verde é usado para remover graxa e manchas difíceis e tende a ser relativamente abrasivo, às vezes comparável à lixa.

É por isso que é recomendável evitar o uso desse tipo de esponja em panelas de Teflon, porque sua agressividade pode danificar a superfície antiaderente que cobre sua superfície.

Esponjas de espuma de metal

As esponjas de metal são feitas principalmente de alumínio, que é tratado de maneira que os poros são criados em sua superfície.

Esses poros são feitos injetando gás no metal fundido depois de combinar o alumínio com algum material que cria espuma, semelhante ao que o fermento faria em uma massa.

Algumas esponjas para uso doméstico são feitas de uma base sintética coberta por fios metálicos ou podem simplesmente vir como um enxame de fios metálicos sem nenhum outro material.

A quantidade de ar entre as roscas de metal pode reter uma certa quantidade de líquido, mas seu uso se concentra mais na capacidade abrasiva do que na capacidade de absorção.

Referências

  1. Esta casa velha – 10 usos para esponjas. Retirado de .thisoldhouse.com
  2. University of Minnesota – Cultivo de luffa grouds Retirado de extension.umn.edu
  3. Vida na Terra – O Filo Porifera. Retirado de earthlife.net
  4. Wikipedia – acetato de etileno-vinil. Retirado de en.wikipedia.org
  5. 3M – Scoth Brite. Retirado de scotch-brite.com.

Deixe um comentário