Os 12 tipos de obsessões (sintomas e características)

As obsessões são pensamentos, imagens ou impulsos indesejados e persistentes que causam ansiedade e desconforto significativos. Existem diferentes tipos de obsessões, que podem variar de pessoa para pessoa. Neste artigo, vamos explorar os 12 tipos de obsessões mais comuns, descrevendo seus sintomas e características específicas. Entender esses diferentes tipos de obsessões pode ajudar a identificar e tratar adequadamente distúrbios obsessivo-compulsivos e outros transtornos relacionados.

Quais são as fixações que dominam a mente das pessoas atualmente?

Atualmente, vivemos em uma era de constantes distrações e preocupações, onde as fixações que dominam a mente das pessoas variam de acordo com as circunstâncias e experiências individuais. Existem diferentes tipos de obsessões que podem afetar a saúde mental e o bem-estar das pessoas, e é importante reconhecê-las para buscar ajuda e tratamento adequados.

Os 12 tipos de obsessões (sintomas e características)

1. Obsessão por controle: Pessoas que sofrem dessa obsessão tendem a querer controlar tudo ao seu redor, desde situações até as emoções das pessoas próximas a elas. Isso pode levar a problemas de relacionamento e ansiedade constante.

2. Obsessão por limpeza: Aqui, a pessoa sente uma necessidade extrema de limpeza e organização, podendo passar horas limpando e arrumando sua casa, mesmo sem necessidade.

3. Obsessão por segurança: Indivíduos com essa fixação têm medo constante de acidentes ou situações perigosas, o que pode levá-los a evitar atividades comuns do dia a dia.

4. Obsessão por perfeição: Quem sofre desse tipo de obsessão busca a perfeição em tudo o que faz, o que pode resultar em altos níveis de autocrítica e insatisfação constante.

5. Obsessão por relacionamentos: Pessoas com essa fixação tendem a se preocupar excessivamente com seus relacionamentos interpessoais, podendo se tornar possessivas e controladoras.

6. Obsessão por trabalho: Aqui, a pessoa se dedica de forma obsessiva ao trabalho, negligenciando outras áreas de sua vida e colocando sua saúde em risco.

7. Obsessão por aparência: Indivíduos que se preocupam em excesso com sua aparência física podem desenvolver distúrbios alimentares, baixa autoestima e ansiedade social.

8. Obsessão por dinheiro: Aqui, a pessoa busca constantemente acumular riquezas e bens materiais, muitas vezes em detrimento de sua saúde e relacionamentos.

9. Obsessão por poder: Quem sofre dessa fixação busca constantemente mais poder e controle sobre os outros, podendo se tornar manipulador e dominador.

10. Obsessão por status: Indivíduos com essa obsessão buscam constantemente reconhecimento e validação externa, podendo se tornar dependentes da opinião dos outros.

11. Obsessão por segurança financeira: Aqui, a pessoa se preocupa excessivamente com sua segurança financeira, o que pode levá-la a adotar comportamentos extremos de economia e acumulação de recursos.

12. Obsessão por saúde: Pessoas que sofrem dessa fixação estão constantemente preocupadas com sua saúde e bem-estar, podendo adotar comportamentos obsessivos em relação à alimentação, exercícios e check-ups médicos.

É importante ressaltar que essas obsessões podem variar em intensidade e impacto na vida das pessoas, podendo ser tratadas com terapia, medicação e outras abordagens terapêuticas. Reconhecer e buscar ajuda para lidar com essas fixações é essencial para promover a saúde mental e o bem-estar emocional.

Quantos tipos de transtorno obsessivo-compulsivo são catalogados na atualidade?

Atualmente, são catalogados 12 tipos de transtorno obsessivo-compulsivo, cada um com suas próprias características e sintomas específicos. Esses tipos de obsessões podem variar de pessoa para pessoa, mas todos estão relacionados a pensamentos intrusivos e comportamentos repetitivos que interferem nas atividades diárias e causam grande desconforto.

Os 12 tipos de obsessões (sintomas e características)

1. Contaminação: Indivíduos com esse tipo de obsessão têm medo de sujeira, germes e contaminação. Eles podem evitar tocar em objetos ou pessoas e passar horas se lavando.

2. Verificação: Pessoas com essa obsessão sentem a necessidade de verificar repetidamente se portas estão trancadas, aparelhos estão desligados ou se cometeram erros.

3. Simetria e ordem: Indivíduos com essa obsessão precisam que tudo esteja perfeitamente alinhado e organizado, podendo passar horas arrumando e rearrumando objetos.

4. Pensamentos proibidos: Essas obsessões envolvem pensamentos violentos, sexuais ou religiosos que são intrusivos e causam grande desconforto.

5. Acumulação: Pessoas com essa obsessão têm dificuldade em se desfazer de objetos, acumulando coisas em excesso até causar problemas de espaço e organização.

6. Contar: Indivíduos com essa obsessão sentem a necessidade de contar repetidamente, seja objetos, passos ou palavras, como uma forma de aliviar a ansiedade.

7. Ruminar: Essa obsessão envolve pensar repetidamente em um determinado assunto, mesmo que não haja solução para o problema, causando angústia e ansiedade.

Relacionado:  Os 9 tipos de enxaqueca e seus sintomas

8. Religião: Pessoas com essa obsessão têm pensamentos intrusivos relacionados à religião, como blasfêmias ou medo de cometer pecados.

9. Perfeccionismo: Essa obsessão leva a pessoa a buscar constantemente a perfeição em tudo o que faz, levando a padrões irrealisticamente altos e grande ansiedade.

10. Agressão: Indivíduos com essa obsessão têm pensamentos violentos ou agressivos em relação a si mesmos ou aos outros, o que pode causar grande desconforto.

11. Sexualidade: Essa obsessão envolve pensamentos sexuais intrusivos e indesejados, que podem ser perturbadores e difíceis de controlar.

12. Saúde: Pessoas com essa obsessão têm medo constante de estar doentes ou de desenvolver doenças graves, levando a comportamentos de busca por sintomas e consultas médicas frequentes.

É importante buscar ajuda profissional para o diagnóstico e tratamento adequados, visando melhorar a qualidade de vida e o bem-estar da pessoa afetada.

Quais são os transtornos obsessivo-compulsivos mais frequentes?

Os transtornos obsessivo-compulsivos (TOC) são caracterizados por pensamentos obsessivos e comportamentos compulsivos que causam sofrimento e interferem nas atividades diárias da pessoa. Existem 12 tipos de obsessões que são mais comuns nos casos de TOC. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada um deles.

1. Obsessão de contaminação:

Essa obsessão é caracterizada pelo medo excessivo de se contaminar com germes, sujeira ou substâncias nocivas. A pessoa pode passar horas lavando as mãos ou evitando tocar em objetos que considera sujos.

2. Obsessão de verificação:

Neste tipo de obsessão, a pessoa tem pensamentos constantes de que algo terrível acontecerá se não verificar repetidamente se as portas estão trancadas, o fogão está desligado, entre outros. Isso pode interferir significativamente em sua rotina diária.

3. Obsessão de ordem e simetria:

Indivíduos com essa obsessão sentem a necessidade de que tudo esteja perfeitamente organizado e simétrico. Qualquer desarrumação pode causar ansiedade extrema.

4. Obsessão de agressão:

Neste caso, a pessoa tem pensamentos intrusivos e perturbadores sobre causar danos a si mesmo ou aos outros. Isso pode levar a comportamentos de evitação e isolamento social.

5. Obsessão de religião:

Essa obsessão envolve pensamentos intrusivos relacionados a questões religiosas ou morais. A pessoa pode se sentir culpada por pensamentos considerados pecaminosos ou inapropriados.

6. Obsessão de sexo:

Indivíduos com essa obsessão têm pensamentos intrusivos e indesejados sobre sexo, que podem causar constrangimento e desconforto. Isso pode levar a comportamentos compulsivos para tentar controlar esses pensamentos.

7. Obsessão de doença:

Essa obsessão envolve preocupações constantes com a saúde e o medo de estar doente. A pessoa pode realizar repetidos exames médicos e consultas para tentar aliviar a ansiedade.

8. Obsessão de acumulação:

Neste tipo de obsessão, a pessoa sente a necessidade de guardar objetos sem utilidade aparente, levando a acumulação excessiva de coisas. Isso pode resultar em problemas de espaço e higiene.

9. Obsessão de superstição:

Essa obsessão envolve crenças irracionais em superstições e rituais para evitar algo negativo acontecer. A pessoa pode realizar comportamentos compulsivos com base nessas crenças.

10. Obsessão de perfeccionismo:

Indivíduos com essa obsessão têm um padrão extremamente alto de perfeição em tudo o que fazem. Qualquer erro ou imperfeição é intolerável e pode causar ansiedade intensa.

11. Obsessão de dúvida:

Neste caso, a pessoa experimenta dúvidas constantes sobre suas ações, decisões e pensamentos. Isso pode levar a um ciclo interminável de questionamentos e incertezas.

12. Obsessão de relacionamento:

Essa obsessão envolve preocupações excessivas com relacionamentos interpessoais, como medo de ser rejeitado, abandonado ou magoar alguém. Isso pode levar a comportamentos de busca de garantias ou evitação de situações sociais.

É importante ressaltar que cada pessoa pode apresentar uma combinação única de obsessões e compulsões. O tratamento para o TOC geralmente envolve terapia cognitivo-comportamental e, em alguns casos, medicação. Se você ou alguém que você conhece está sofrendo com esses sintomas, é fundamental buscar ajuda de um profissional de saúde mental.

Características do TOC: entenda os sintomas e comportamentos obsessivo-compulsivos.

Para entender melhor o Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC), é importante conhecer os diferentes tipos de obsessões que podem afetar as pessoas. As obsessões são pensamentos, impulsos ou imagens recorrentes e persistentes que causam ansiedade e desconforto. Já as compulsões são comportamentos repetitivos realizados para aliviar a ansiedade gerada pelas obsessões. A combinação desses sintomas caracteriza o TOC e pode impactar significativamente a qualidade de vida do indivíduo.

Os 12 tipos de obsessões (sintomas e características)

1. Contaminação: Medo excessivo de sujeira, germes ou contaminação, levando a lavagens repetitivas das mãos ou evitação de locais públicos.

2. Verificação: Preocupação constante de ter causado algum dano por descuido, levando a verificar repetidamente portas, fogões ou fechaduras.

3. Simetria e ordem: Necessidade de organização extrema e simetria em objetos ou ações, com rituais repetitivos para garantir a perfeição.

4. Pensamentos intrusivos: Pensamentos indesejados e perturbadores, como pensamentos violentos ou blasfemos, que causam grande ansiedade.

5. Acumulação: Dificuldade em descartar objetos, resultando em acumulação excessiva e desorganização.

6. Agressão: Medo constante de prejudicar alguém, levando a evitar situações que possam desencadear comportamentos agressivos.

7. Sexualidade: Obsessões relacionadas a questões sexuais, como medo de ser pedófilo ou preocupação com a orientação sexual.

8. Religião: Preocupações excessivas com questões religiosas, como pecados ou blasfêmias, levando a rituais compulsivos de penitência.

9. Saúde: Preocupação constante com a própria saúde ou de pessoas próximas, levando a consultas médicas frequentes ou pesquisas exaustivas sobre doenças.

10. Simulação: Medo de não conseguir controlar os próprios pensamentos ou ações, levando a comportamentos repetitivos para garantir a autenticidade das experiências.

11. Necessidade de confirmação: Busca constante por garantias e confirmações, mesmo diante de evidências contrárias, para aliviar a ansiedade gerada pelas dúvidas.

12. Contar e repetir: Necessidade de contar ou repetir ações de forma exata e precisa, como contar os degraus de uma escada ou repetir palavras específicas várias vezes.

Esses são apenas alguns exemplos dos tipos de obsessões que podem ocorrer no TOC. É fundamental buscar ajuda profissional para um diagnóstico preciso e um tratamento adequado, que pode incluir terapia cognitivo-comportamental, medicamentos e outras abordagens terapêuticas. Não ignore os sintomas e busque apoio para lidar com o transtorno de forma eficaz.

Os 12 tipos de obsessões (sintomas e características)

Os 12 tipos de obsessões (sintomas e características) 1

Obsessões são pensamentos , idéias ou imagens intrusivos, irracionais e recorrentes (que aparecem repetidas vezes) e que parecem descontrolados pela pessoa que os sofre.

Geralmente, a pessoa obsessiva não deseja ter essas idéias ou pensamentos , que geralmente causam ansiedade ou desconforto e tentam evitá-las. Os comportamentos realizados para evitar obsessões são chamados de compulsões. Essa rotina de obsessão-compulsão é conhecida como TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) .

Recursos do sumário

Pensamentos irracionais que podem levar a atos compulsivos podem variar dependendo do indivíduo. Algumas pessoas podem ter pensamentos supersticiosos que lhes causam ansiedade, outras podem acreditar que tudo está contaminado e deve ser limpo para não sofrer doenças, e outras podem levar a um extremo patológico por causa de pensamentos perfeccionistas .

Pessoas obsessivas têm algumas características em comum. De acordo com o Grupo de Trabalho de Cognições Obsessivo-Compulsivas (OCCWG), as variáveis ​​cognitivas mais importantes que afetam essa condição são:

  • Perfeccionismo
  • Responsabilidade excessiva
  • Crenças da importância dos pensamentos
  • Pouca tolerância à incerteza
  • Exagero da ameaça
  • Pouca flexibilidade mental

Tipos de obsessões

As obsessões podem ser classificadas de maneiras diferentes. Mas … quais são essas formas de classificação?

Aqui está uma lista dos diferentes tipos de obsessões.

Dependendo do tipo de estímulo gatilho

Dependendo de a obsessão parecer inaceitável ou realista, existem dois tipos.

1. Obsessões autógenas

Esse tipo de obsessões ego-distônicas, isto é, elas se sentem repugnantes, inaceitáveis, inconsistentes com seu próprio autoconceito . Eles aparecem abruptamente na consciência sem identificar estímulos evocativos. Eles incluem pensamentos ou impulsos sexuais, agressivos e imorais.

2. Obsessões reativas

Esses pensamentos são percebidos como realistas e racionais, e os estímulos evocativos são externos e identificáveis. Por exemplo. os pensamentos catastróficos sobre a poluição, assimetria, etc.

De acordo com o conteúdo

O conteúdo das obsessões pode variar. Estes são os diferentes tipos de obsessão, dependendo do conteúdo.

3. Obsessões simétricas ou de ordem

Uma das obsessões mais frequentes tem origem na necessidade de alinhar tudo simetricamente e corretamente. As compulsões associadas a esse tipo de obsessão consistem em garantir que tudo esteja em ordem e bem colocado; caso contrário, o sujeito sofrerá grande desconforto ou ansiedade.

Alguns comportamentos característicos desse tipo de pensamento são:

  • Mantenha tudo limpo e arrumado o tempo todo.
  • Tenha as figuras penduradas alinhadas e retas.
  • Tenha alimentos enlatados da mesma maneira.
  • Vestir roupas na pista penduradas perfeitamente e com a mesma aparência.
  • Tenha tudo impecável, sem marcas ou manchas nas janelas e superfícies.

As pessoas que sofrem desse tipo de TOC passam muito tempo tentando ter tudo perfeito, então dizem que são perfeccionistas. Em casos extremos, a pessoa pode impedir que outras pessoas voltem para casa, para que não deixem nada desorganizado ou deslocado.

Relacionado:  Terapia Psicológica Adjuvante: definição, características e técnicas

4. Obsessões de poluição

Como o nome indica, essas pessoas pensam que o ambiente pode estar contaminado. Por exemplo, quando vão à pia, pensam que, quando a pele entra em contato com o pano da porta, podem sofrer algum tipo de doença. Isso os torna necessários para limpar e lavar compulsivamente.

A limpeza ou lavagem é frequentemente realizada várias vezes ao dia , com rituais repetidos de lavagem das mãos ou do corpo até que a pessoa sinta que está limpa. Indivíduos com esses tipos de obsessões podem evitar:

  • Use banheiros públicos
  • Entre em contato com produtos químicos
  • Aperto de mão (medo de contrair germes de outras pessoas).
  • Toque nos botões do elevador ou nas maçanetas das portas
  • Uso de telefones públicos (medo de receber germes de outras pessoas).
  • Faça uma cirurgia ou vá ao médico para evitar que instrumentos médicos entrem em contato com sua pele.

5. Obsessões por poluição mental

Esse tipo de obsessão é semelhante ao anterior, mas não tem a ver com alguém que entra em contato com objetos ou ambientes potencialmente sujos ou contaminados, mas pensamentos de contaminação mental surgem quando a pessoa se sente maltratada, física ou mentalmente , através de comentários críticos ou verbalmente abusivos.

Isso faz com que você se sinta sujo, mas sujo internamente.

6. Obsessões sensório-motoras

As obsessões sensório-motoras têm a ver com uma consciência exagerada de certas sensações corporais. Alguns exemplos são:

  • Respiração : obsessão em saber se a respiração é superficial ou profunda ou se o foco está em alguma outra sensação respiratória.
  • Piscando : uma fixação obsessiva ao piscar.
  • Engolir / salivação : a pessoa focaliza a frequência com que é ingerida, a quantidade de salivação produzida, etc.
  • Consciência de partes específicas do corpo , por exemplo, percepção do lado do nariz ao tentar ler.

7. Obsessões sexuais

Essas obsessões são pensamentos de causar dano sexual involuntário ou sobre o questionamento constante da própria sexualidade . Uma pessoa que experimenta pensamentos tão intrusivos evita locais públicos, como shopping centers ou escolas, para evitar um contato próximo com as crianças.

Alguns exemplos são:

  • Medo de ser pedófilo e sentir-se sexualmente atraído por crianças.
  • Medo de ser sexualmente atraído por membros da família.
  • Pensamentos sobre tocar uma criança de maneira inadequada.
  • Pensamentos sexuais intrusivos sobre Deus, santos ou figuras religiosas.

8. Obsessões homossexuais

São pensamentos semelhantes aos anteriores, mas são caracterizados pelo medo de serem atraídos por membros do mesmo sexo . Tanto o ponto anterior quanto este fazem com que a pessoa se sinta tão envergonhada que não consegue procurar ajuda.

9. Obsessões por cometer atos violentos

Essas obsessões são caracterizadas pelo medo de atos violentos contra entes queridos ou outras pessoas . É por isso que eles evitarão situações em que alguns atos como esses possam ocorrer:

  • Uso de facas de cozinha e outros objetos pontiagudos (a compulsão consistiria em esconder ou evitar objetos pontiagudos).
  • Danifique violentamente crianças ou entes queridos.
  • Mate pessoas inocentes.
  • Pensamentos sobre tocar acidentalmente alguém de forma inadequada, a fim de magoá-lo.

10. Obsessões religiosas

Essas obsessões fazem com que as pessoas percebam a religião e a prática religiosa . O que causa uma série de comportamentos compulsivos, como, por exemplo, que algumas frases devem ser ditas repetidas vezes, as frases devem ser omitidas ou recitadas incorretamente ou é necessário gritar palavras blasfemas em voz alta em um local religioso. Pensamentos obsessivos podem incluir preocupação em cometer pecados ou ofender a Deus, não orar o suficiente ou medo de não ser perdoado, entre outros.

11. Obsessões catastróficas

Esse tipo de obsessão é caracterizado porque a pessoa pensa que algo ruim acontecerá se não executar a compulsão . Por exemplo, medo de cometer negligência ou roubo, se você não fechar a porta ou for responsável por uma catástrofe.

12. Obsessões por falta de controle

A pessoa tem pensamentos obsessivos sobre perder o controle . Por exemplo: dúvidas ou preocupações de que alguém possa perder o controle de si mesmo, pensamentos de dizer palavras racistas, pensamentos de dizer comentários ofensivos ou pensamentos de participação em roubo.

Deixe um comentário