Os 15 principais países receptores de migrantes

Os principais países receptores de migrantes são Estados Unidos, Rússia, Alemanha, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido, França, Canadá, Austrália, Espanha, Itália, Índia, Ucrânia, Paquistão e China.

O país que recebe mais imigrantes continua sendo os Estados Unidos, com 46,6 milhões de imigrantes. Mas existem países que têm mais imigrantes que cidadãos nativos.

Os 15 principais países receptores de migrantes 1

É o caso dos Emirados Árabes Unidos, dado que 88,4% da sua população é imigrante.O Catar segue com 75,5% dos imigrantes. E Kuwait tem 73,64% da população estrangeira.

As causas podem ser diversas. Durante a Segunda Guerra Mundial, países como Estados Unidos, Argentina, Brasil e México foram os grandes receptores de exilados. Os europeus escaparam da guerra refugiando-se nesses países.

Os 15 países mais importantes para receber imigrantes

1- Estados Unidos da América

É o país em que mais imigrantes vivem: 46,6 milhões de pessoas são estrangeiras. Esse número é equivalente a 14,3% da população total do país.

2- Rússia

Possui mais de 13 milhões de imigrantes, representando 7,7% de sua população total.

A Rússia também figura como o país terceiro de onde mais pessoas emigraram: possui 10,6 milhões de emigrantes. Só é superada pela Índia e pelo México.

3- Alemanha

A Alemanha foi um dos países que teve mais emigrantes durante as duas guerras mundiais.

Atualmente, passou de um país emissor para um país receptor. Atualmente, possui 9,9 milhões de imigrantes, representando 11,9% da população estável.

4- Arábia Saudita

Tem 9,4 milhões de imigrantes. Isso representa 31,4% da sua população. Muitos desses imigrantes são trabalhadores temporários.

5- Emirados Árabes Unidos

É o país com o maior número de imigrantes em termos percentuais: 88,4% da sua população é estrangeira.

Relacionado:  Poço de Kola: história, verdade ou lenda urbana?

Como na Arábia Saudita, a maioria dos trabalhadores de petróleo, construção ou domésticos é temporária. Os imigrantes somam 7,8 milhões de pessoas.

6- Reino Unido

Recebeu 7,8 milhões de imigrantes, representando 12,4% da população total.

7- França

Tem 7,35 milhões de imigrantes. Uma grande parte deles é nativa do norte da África. Eles representam 11,6% da população.

8- Canadá

Tem 7,3 milhões de imigrantes. Eles representam 20,7% da população total.

9- Austrália

Recebeu 6,5 milhões de imigrantes, representando 27,7% da população total.

10- Espanha

Registra 6,48 milhões de imigrantes. Eles são equivalentes a 13,8% da população.

11- Itália

Seus imigrantes são 9,4% da população total. A Itália tem 5,7 milhões de imigrantes registrados.

12- Índia

Recebeu 5,3 milhões de imigrantes, que são 0,4 da população total.

O caso da Índia é curioso, porque é o país de onde mais pessoas emigram. Esse número é de 15,6 milhões de emigrantes.

13- Ucrânia

11,4% da população total são imigrantes. Seu número é de 5,15 milhões de pessoas

14- Paquistão

Possui 4,08 milhões de imigrantes e representa 2,2% da população.

15- China (Hong Kong e Macau incluídos)

Com 3,98 milhões de imigrantes, eles representam 0,3% da população total. A maioria está sediada em Hong Kong.

Referências

  1. “Os principais países emissores e receptores de pessoas migradas” em El Periódico (janeiro de 2017). Recuperado em setembro de 2017 de El Periódico em: elperiodico.com
  2. “Estes são os 10 países do mundo com mais imigrantes” na BBC Mundo (fevereiro de 2017). Recuperado em setembro de 2017 da BBC Mundo em: bbc.com
  3. “Os dez países com mais imigrantes e emigrantes no mundo” no Mundo (janeiro de 2017). Recuperado em setembro de 2017 da Infobae em: infobae.com
  4. “Países por população imigrante” na Wikipedia. Recuperado em setembro de 2017 da Wikipedia em: en.wikipedia.org
  5. “Migrações nos países da América Latina” no ScienceDirect (outubro de 2015). Recuperado em setembro de 2017 da ScienceDirect em: sciencedirect.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies